Tática Didática: Mesmo com os reservas, vitória conquistada. Confira análise

O Fluminense foi até Recife, enfrentar o Sport, e mesmo com os reservas, saiu vitorioso, de virada, pelo placar de 2a1.

O jogo teve início peculiar ,sem o VAR que apresentou problemas, e com duas chances bem criadas pelo tricolor carioca.

Porém após essas duas chances, o Sport começou a ter a maior posse de bola e levou algum perigo por duas vezes ao gol do Muriel. O Fluminense apresentou pouca intensidade ofensiva, no primeiro tempo, e muito se deve pela função do Nenê, que não dava opção pela ponta esquerda e limitava o time a jogar pelo lado direito.

Ainda no primeiro, em um cruzamento na área, a bola bate o braço de David Braz, que estava aberto, e o juiz marca pênalti para o Sport, e na cobrança André coloca os pernambucanos a frente.

No segundo tempo, o time voltou com Lucca no lugar do Nenê, mas de início não teve grande mudança, ainda sem a movimentação e intensidade desejada. Porém em uma jogada de maior movimentação, Luiz Henrique acha Danilo Barcelos pela ponta esquerda, que cruza, e Lucca guarda no fundo da rede, empatando o jogo.

Na continuação da partida, o time de Roger Machado apresentou mais itensidade, e em um escanteio cobrado por Danilo Barcelos, Lucca, novamente, sobe bem no meio da zaga do Sport, e guarda no fundo da rede, virando a partida. O Sport pouco conseguiu fazer, e não houve mudanças no placar.

Agora é concentrar as atenções toda em terça-feira, quando irá ter o primeiro confronto das oitavas da Libertadores da América, frente ao Cerro Porteño, no Paraguai.

Confira a análise da partida:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *