Roger comentou temos corrigir o número de passes errados.

Em entrevista concedida no jogo de terça-feira, Roger falou sobre a quantidade de passes errados.

Não falo em apatia. Porque me soa como desinteresse. Meus atletas nunca estão desinteressados. Falo que não conseguimos sobrepor as dificuldades que o adversário nos impôs. Não achamos as soluções e, pelo fato de estarmos bem marcados, começamos a nos desorganizar dentro do campo, tentando buscar outras iniciativas e com muitos erros de passe, cedendo o jogo para o adversário. O número de erros passes representa muito bem o que foi o jogo no 1º tempo. Muitos erros, alguns passes forçados, algumas decisões um pouco equivocadas, que deram ao adversário a confiança que a estratégia de marcar bem estava funcionando. E isso dava moral ao adversário.

foto Mailson Santana Flick Fluminense Football Club

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *