Yago diz que ” temos que adotar uma postura de muita concentração para Libertadores” Leia!

Após avançar na Copa do Brasil, Tricolor volta suas atenções para decisão contra o Cerro


A classificação para as quartas de final da Copa do Brasil após a vitória por 3 a 0 sobre o Criciúma no último sábado foi também uma injeção de ânimo para que o Fluminense consiga mais uma importante vaga, também para as quartas. Desta vez, a competição é a Libertadores e o adversário, o Cerro Porteño, do Paraguai, no Maracanã, nesta terça-feira (03/08), às 19h15.

Depois da partida contra o Criciúma, Yago Felipe destacou a retomada do caminho das vitórias para que o time consiga avançar também na competição continental. Segundo o meia, o grupo se encheu de confiança outra vez, justamente em um momento decisivo para o time na temporada.

“Foi uma classificação muito importante. A gente sabia o que representava passar de fase. Começamos com um resultado adverso, mas nossa equipe sabe da sua força e demonstramos dentro de casa que podemos brigar longe. A vitória aumenta a confiança. Passar de fase sempre é importante para o grupo. E temos chance de concretizar também uma classificação na Libertadores. Aumenta a confiança, mas aumenta também a responsabilidade, a concentração, para que a gente possa fazer um grande jogo e conquistar a vaga.



Agora, apesar da confiança em alta, existe internamente a consciência de que a tarefa está longe de ser fácil. Por isso, Yago ressaltou a importância de o time adotar uma postura semelhante à do jogo de sábado, com muita agressividade para a confirmação da classificação.



“A gente tem que adotar uma postura assim, de muita concentração e muita luta para que a gente possa, diante de um grande adversário como é o Cerro, fazer um grande jogo e avançar na Libertadores”, disse.

Após vencer o jogo de ida por 2 a 0, em Assunção, no Paraguai, o Fluminense poderá até perder por um gol de diferença que ainda assim garante a classificação para as quartas de final da Libertadores, para enfrentar o Barcelona de Guyaquil, do Equador.

Foto: Mailson Santana/FFC
Texto: Comunicação/FFC

Deixe uma resposta