Fred quer ser o maior goleador da Libertadores. Veja entrevista.

o centroavante Fred tem uma expressiva marca à sua frente na Copa Libertadores. O camisa 9 está a seis gols de se tornar o maior artilheiro brasileiro na história da competição continental. Na terceira colocação dessa lista, balançando as redes 23 vezes em 40 jogos pelo Tricolor Carioca, Cruzeiro e Atlético-MG, o experiente jogador está atrás apenas de Palhinha com 25 , e Luizão, com 29.

Em entrevista aos canais da Conmebol nesta terça-feira (10), Fred comentou sobre a possibilidade de alcançar o feito histórico e até fez as contas para conseguir ainda nesta edição da Libertadores.

“Olho para os números e, realmente, estar na prateleira de cima da competição mais importante aqui na América do Sul é motivo de orgulho. Faço as contas nesse ano: faltam ainda cinco jogos na Libertadores, se a gente for pra final. Se der pra fazer um por jogo, eu estou feliz. Se não der pra fazer gol, eu der assistência e a gente for campeão, eu estou realizado”, afirmou o atacante de 37 anos.

Apesar de pensar na marca, o artilheiro do Flu nesta edição do torneio, com cinco gols, prefere valorizar a importância de um título inédito para o clube: “o negócio mesmo é colocar a estrela de campeão nessa camisa pesada pra gente entrar na história também dessa competição”.

Marca na Copa do Brasil

Um novo record está mais próximo de Fred do que a marca entre os brasileiros na Libertadores: na Copa do Brasil, o experiente centroavante está a um gol de Romário, maior artilheiro da história da competição.

O atacante do Tricolor tem, ao todo, 35 gols, enquanto o Baixinho soma 36. Abaixo da dupla estão Viola (29), Oséas (28), Paulo Nunes (28) e Dodô (26).

Com a classificação diante do Criciúma, o ídolo do Flu terá pelo menos mais duas oportunidades de ultrapassar o mítico camisa 11, nos jogos de ida e volta das quartas de final, contra o Atlético-MG.

Ainda sem datas definidas, as partidas devem ocorrer entre o fim de agosto e o início de setembro. Campanha na Libertadores.

Campanha na Libertadores.

Em entrevista para a Conmebol, Fred também comentou sobre os desafios enfrentados pelo Fluminense nesta Libertadores, que começou no que, para ele, foi o grupo mais difícil do campeonato.

“Pegamos times de imposição física (Junior Barranquilla e Santa Fe, ambos da Colômbia) e o River Plate, que há uns seis anos está entre os favoritos na América do Sul. Passamos bem, com um susto nas últimas rodadas, mas respondemos rápido depois da perda do título carioca”, avaliou o atacante.

Para ele, nas oitavas de final diante do Cerro Porteño-PAR, a equipe de Roger Machado deu uma demonstração de segurança. “Lá [em Assunção] foi um amasso, aqui um jogo seguro, sólido. Acho que o jogo de quinta-feira será o nosso mais difícil: [o Barcelona-EQU] é um time que compete e não abre mão de jogar”, disse o camisa 9.

Veja os cinco brasileiros com mais gols na história da Libertadores: Luizão – 29 gols Palhinha – 25 gols Fred – 23 gols Célio – 22 gols Jairzinho – 21 gols.

Sobre o autor