Fluminense leva virada, arranca empate nos acréscimos e precisa vencer no Equador para avançar na Libertadores

Foto: ge

O Fluminense teve mais uma atuação desastrosa sob o comando de Roger Machado. Virou rotina. Após abrir o placar na primeira etapa, o tricolor levou a virada mesmo com um jogador a mais, a sorte foi que deu tempo de arrancar um empate nos acréscimos.

Pressionado pelas péssimas atuações recentes, o Fluminense entrou em campo disposto a ter erro zero. Conseguiu na primeira etapa. O tricolor abriu o placar com Gabriel Teixeira, após falha do zagueiro e goleiro do Barcelona de Guayaquil, que se chocaram e a bola sobrou livre pro menino de Xerém abrir o placar. Um jogo morno, sem chances para os dois lados.

O Fluminense voltou bem para o segundo tempo, já os equatorianos estavam perdidos em campo. Foi aí que o técnico deles mexeu logo aos 5min de jogo e tudo mudou. Com o atacante Preciado indo pra cima de Egídio, o time do Barcelona melhorou muito. Roger Machado fez das suas e se mostrou disposto a perder. Tirou Luiz Henrique, melhor atacante do Flu no jogo, para colocar Lucca. Cazares pediu pra sair. Fred errava tudo que tentava. Fato é que o Flu sofreu o empate no primeiro lance após as substituições. Preciado subiu bem mais que o Martinelli e deixou tudo igual, Luccas Claro e Nino só olharam a bola no lance. Pouco depois, aos 32min, o Flu ficou com um a mais em campo. O técnico demorou a mexer diante desse cenário. Pra piorar, Nino cometeu pênalti e o Barcelona virou a partida com um a menos. O cenário era de eliminação. Por sorte, Abel Hernández sofreu pênalti aos 47min da segunda etapa, Fred empatou o confronto, 2×2.

A verdade é que o empate por 2×2 foi um péssimo resultado. O time equatoriano agora joga por dois empates para se classificar no tempo normal. Pela primeira vez na Libertadores, o Fluminense entra em campo precisando vencer para avançar. Um jogo que não precisava ser dramático se tornou graças à fraqueza que está comandando a equipe.

O jogo da volta será na próxima, às 21h30, em Guayaquil

Sobre o autor