“O Grande Filho da Puta – Prólogo” – Opinião André Ferreira de Barros

“O Grande Filho da Puta – Prólogo”

Para mim dinheiro sujo não deveria contar, mas, vá lá, você ficou rico, filho da puta!

Mas você, no exercício do cargo, ganhou o quê, filho da puta?

O quê, filho da puta?

Ladrão filho da puta!!!

Ainda te vejo preso, filho da puta!!

Em tempo: vem aí “O Grande Filho da Puta – A estória de um farsante”.

O texto acima é de total responsabilidade do autor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *