“Basta! Até quando?” – Opinião Lauro Cernicchiaro

Bom dia guerreiros da Sul e Tricolindas!!!

Mais uma eliminação de uma competição esse ano, minha leitura é a seguinte. Chegamos no nosso limite nas duas, e fomos até longe, quartas de final, pois as equipes estão niveladas por baixo, tirando as três , mulambada, porcos e galinhas, enfim, Marcão é boa praça, tricolor, simpático, amigo de todos, o famoso Vaselina, gratidão eterna por só entrar em furada e nos livrar, obrigado, mas não é o técnico que precisamos!

O nosso futebol é covarde, medroso, entramos apenas para nos defender, sufoco o tempo inteiro, e rezamos por uma bola, um gol cagado, como a torcida batizou né? Kkkk.

Ontem quando virou o primeiro tempo zero a zero, já era para ter feito as substituições, voltar com uma equipe mais agressiva, mais leve e veloz, não o faz por omissão, acomodação ou seria por pressão de jogadores amiguinhos ou empresários?

Realmente não sei o que acontece nos bastidores.

Tenho certeza de uma situação, não dá mais para aturar os erros individuais repetidos dos mesmos jogadores, os dois laterais esquerdos falham seguidamente, e são falhas que alteram o resultado diretamente, pênaltis, expulsões, ou atitudes bizarras e grotescas. Por que a manutenção deles? Atletas de Eduardo Uram não podem ser barrados? Marlon ou Jefte não ganham oportunidade por que? Outra, o scout tem que ser alterado, CHEGA de jogadores medianos, de $150 ou $200 mil, são sete ou oito deles! Trocar por dois de $800 mil, que viriam para serem titulares absolutos e resolverem, no mais completa com Xerém, nossa fábrica de craques!

O Mário e o Angioni tem que rever essa leitura de contratações, até tentam, contratações de risco, mas não estão dando certo, Lucca, Abel,Wellington, Egídio, Dumbo, Cazares, etc…, BASTA de experiências, DEZ anos sem títulos, nem Carioquinha, temos que mudar essa situação, o que vocês acham?

Deixem seus comentários!

Saudações Tricolores !

O texto é de total responsabilidade do autor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *