Flu bate o Brasília Vôlei em sua estreia no returno da Superliga

Depois de fechar 2021 com chave de ouro ao derrotar o Sesi Bauru, o Fluminense começou 2022 com o pé direito. Em seu primeiro jogo no ano, o Tricolor derrotou o Brasília Vôlei de virada por 3 sets 2, parciais de 16/25, 25/21, 25/17, 23/25 e 15/9, nesta sexta-feira (14/01), no Sesi Taguatinga, pela segunda rodada do returno da Superliga.

Com o resultado, o Fluminense passa o Sesc RJ Flamengo na tabela de classificação e chega à sexta posição com 20 pontos. O adversário está em sétimo com 19 pontos e um jogo a menos.

A ponteira  tricolor Paula Mohr saiu do banco de reservas e foi decisiva para a vitória. Ela foi a maior pontuadora do time com 16 acertos, sendo dois de bloqueio, e ganhou o Troféu VivaVôlei de melhor em quadra. O bloqueio do Fluminense também funcionou muito bem. Lays e Lara marcaram sete pontos cada uma no fundamento. 

“Estou muito feliz em ajudar o time nessa vitória. Tivemos atos e baixos no jogo. Nos cobramos muito e acho que poderíamos ter ido melhor na recepção, mas também é mérito do saque adversário. Foi uma vitória importante para nosso time”, disse Paula.

Agora o Tricolor dá uma pausa na Superliga para disputar as quartas de final da Copa Brasil. O Tricolor encara o Osasco São Cristóvão Saúde na terça-feira (18/01), às 19h, no ginásio José Liberatti, em Osasco, São Paulo, com transmissão ao vivo do canal sportv 2.

O Fluminense começou o jogo com: Bruna Costa, Lays, Gabi Cândido, Mayara, Lara, Kimberlly e Teté.
Entraram: Paula, Francine e Burse.

Deixe uma resposta