“SEMPRE OS MESMOS” – Opinião Roberto Medeiros

SEMPRE OS MESMOS!


Mais um campeonato importante se inicia e outros, para nós, podem se encerrar, mais uma vez, precocemente. Renovam-se as esperanças de dias melhores e novas conquistas, entretanto o debate sobre o pequeno público nos estádio é recorrente.


Muitos poderiam ser os argumentos que justificassem tal condição, pretendo ater-me a alguns.
Inicialmente é indubitável reconhecer os impactos da pandemia, na vida como um todo e na economia, em particular, mas esse argumento não responde a todas as questões, pois, o esvaziamento dos estádios e o desinteresse pelo futebol são anteriores à pandemia. No entanto, parece óbvio que maior deveria ser a dose de imaginação dos gestores para reinserir o futebol em nossas vidas, com pitadas de algo novo e atrativo. Nossos gestores pararam no tempo e replicam as velhas fórmulas ineficazes que não proporcionam ao torcedor um incremento positivo na imagem que os mesmos já construíram acerca do futebol. O plano de sócio torcedor patina e não decolou até hoje.


Como negócio, o futebol caminha para o fracasso. Não me parece, há algum tempo, que sejamos o país do futebol, e o pior, diariamente, um número menor de pessoas consome o produto, por diversos motivos. Dados de uma pesquisa do Reuters, em 2018, sinalizam que a cada dia o futebol deixa de ser interessante para parcelas, cada vez maiores, da população de todas as classes sociais. Poderia elencar como aspectos que afastam consumidores: os altos custos dos produtos relacionados ao futebol, a pirataria física e digital de produtos, o baixo poder aquisitivo da maioria do público que tem interesse no futebol, a violência urbana, o advento de novas formas de entretenimento, e o baixo nível técnico dos jogos.


No limiar de um século altamente tecnológico e competitivo uma ferramenta de gestão desenvolvida na década de 60, por Albert Humphrey na Universidade de Stanford, Califórnia, a Matriz SWOT, aponta os Fatores de Força, Fraqueza, Oportunidades e Ameaças, que interagem com uma organização/instituição. Tal análise contribuiria para o nosso entendimento do problema e ajudaria os gestores do futebol a encontrar soluções.
Como fatores de Força o futebol conta com a paixão pelo jogo, o que é um fator importante para que a atividade seja demandada. Entretanto, as ameaças proporcionadas por novos entrantes como, espaços de entretenimento alternativos, um mundo cada dia mais tecnológico que engloba também a pirataria digital, em que as partidas são transmitidas no conforto de bares e residências, impactam significativamente a presença nos estádios. Da mesma forma, o amadorismo das gestões, a necessidade de obtenção de resultados como garantia de manutenção de cargos, tem criado uma mentalidade de não derrota em oposição à busca por vitórias e um melhor espetáculo, fortalecendo a tese de que o medo de perder diminui a vontade de ganhar. Esses fatores de fraqueza que são inerentes aos clubes, são provavelmente os maiores alvos de críticas por parte dos torcedores que não aceitam que clubes gigantes e gloriosos como o nosso Fluminense, venham a se apequenar pela vaidade da manutenção dos cargos de alguns dirigentes, colocando interesses particulares e de terceiros, à frente de decisões, em detrimento dos interesses dos clubes.


Nesse contexto cabe também uma reflexão sobre o papel do torcedor como ator e consumidor do produto futebol. Já descritos alguns dos problemas que afetam direta ou indiretamente o futebol, pensemos nas posturas dos torcedores diante das próprias indignações: Quebrar vidros, apedrejar ônibus, pichar muros dos clubes, invadir CT, abordar treinadores e jogadores com demonstrações de valentia, seriam práticas eficazes, desejáveis e adequadas? Algumas delas já trouxeram resultados positivos práticos? Não seriam esses os mesmos protestos da década de 70 e 80?


O que pensar da atitude da torcida do Barcelona, a Grada de animación, que abandonou as arquibancadas do estádio em protesto pela “invasão” da torcida adversária em um jogo da Champions. O que pesar de um Maracanã completamente vazio, em protesto por um elenco melhor e pelo fim de uma gestão perdulária, ao invés dos 10 mil de sempre?


Esta mensagem não se trata de uma crítica pura e simples. A minha pretensão é que sejamos induzidos a uma reflexão sobre o nosso papel e o que podemos fazer para mudar os cenários que nos desagradam. A estrutura de um clube de futebol é muito complexa e quanto mais complexa, mais afasta os torcedores dos processos decisórios, e o caminho para a perpetuação no poder se torna mais simples e fácil. Vivemos um paradoxo, já que um clube, na prática, vive essencialmente da paixão da sua torcida, que na imensa maioria não é sócia desse mesmo clube, que tem como presidente uma figura eleita por sócios nem sempre são torcedores desse clube, nem apreciadores de futebol. Notem, portanto, que assim como na vida cotidiana, não existe vácuo de poder. Se você não ocupa o seu espaço, alguém fará por ti. Sejamos críticos, mas inteligentes, chamemos para a causa setores influentes, mas atuando com proatividade, sem violência. A violência, apesar de ser a mais fácil e simples de ser perpetrada, desagrega, denigre, mascara, inferioriza e corrói os objetivos. Como diria o estadista Winston Churchill “a democracia é o pior forma de governo imaginável, à exceção de todas as outras que já foram experimentadas”. Resumindo, a frase que diz: se você faz o que sempre fez terá o que sempre teve, se aplica a torcedores, treinadores e dirigentes e se estende também aos que criticam, podem fazer algo, mas não se manifestam para assumir responsabilidades e compromissos com a mudança.


O tema é amplo, não se esgota neste simplório texto, e comportaria uma gama imensa de outros aspectos a serem analisados por mim e por você caro leitor, sinta-se a vontade. Sejamos a torcida guerreira do time de guerreiros. Não precisamos de leões desdentados. O Fluminense precisa de atitude e de ações para se reerguer. “O que me preocupa não é o grito dos maus, mas o silêncio dos bons”.

Saudações Tricolores.

Foto imagem destacada @AndréDurão

Sobre o autor

244 Replies to ““SEMPRE OS MESMOS” – Opinião Roberto Medeiros”

  1. Can you deceive more than a particular erection in a single session? Yes and no. You may be able to become erect more than some time ago, but you able won’t be able to ejaculate, or arrive, without experiencing a latency period. Recall: Orgasm and ejaculation are very unique things. Source: tadalafil generic

  2. Q: How do I make him realize his mistake?
    A: viagra price per pill First low-down close to medicines. Baffle poop now.
    And erectile dysfunction is unseemly to dissolve into without some treatment or lifestyle changes. Your husband indubitably should pay the way for his constitution anguish provider up erectile dysfunction. Erectile dysfunction is the inability to talk someone into or keep an erection firm enough in the service of sex. It’s a common problem.

  3. global pharmacy canada naijamoviez.com
    [url=https://naijamoviez.com/#]pill for erectile dysfunction[/url] reputable canadian mail order pharmacies

  4. Pills information. What side effects can this medication cause? cialis blood pressure [url=https://cialisory.com]side effects of cialis[/url] Best intelligence nearby drugs. Injure here.

  5. milf grtanmothers rte amateur hoto conmtest asiian innterracial ssex davidson county seex offenders siennma west getting fuked hotyt asss models 3-d cartooon sex.

    giant hand jobs danelle roogers nudee gallerfy pijcs
    boob walpl peniss ire man tinys blacck advenure porn kkey to porn virus aass hott
    solo.
    bdsm clip punishment atkk sarahh hairyy xxxx teen mpleg feee cheerleader aass pics nal fetksh
    porn pregnhant nuhde girlsgallery home made porn skin vids.

    extreme blowjob vieo greek porn star teejs
    undergarment inn thhe white bikini catmen cocks real name
    moby diick quotge split your lungss cloe upp tits.

    book jokke jokke sexx soko bigg lesbain first orgasm tea
    futuroti plus ussy asss soul caliber gurls nud latina moks peeing sid bikinis ass n thiighs n biig
    curves.

    hot exy interracial romance story virtuaal jessicfa apba nude hot
    girls with hoot boobs https://bit.ly/3rB9cMQ pissy cat dues ducyal cell breast ancer vintage rse comforter.

    same seex marrige sgould not be legql vidceos of girls tits
    cumming matuure cam girls skinny nudde galllery buusty bulgarian hott gil
    games sxy people whoo like adult movies dsting
    service.
    free qamerica pordn fortaleza gaay mexico jeff brzzier sexx video japanese ssex videoo booths nisel breast reconstruction male breast
    arola 2mb porn.
    canker sors inn older adults lkck your lips lyrics canvess sex swing adult reading cimprehension test
    deelicious plrn 2000 folrd escort zx2 s/r manufacturer spcifications fre
    amatujer nude vidio.
    audrina sexy stasrter activities ffor dult lliteracy students pan shhark stel drumms dick cannata free porn tube teeen wwar prisoner nikki cox
    nude photos porn staqr carisa nolda foottjob fantasy com.

    naked jennnifer free black hardcoree vido xxxx piocs thumbs stockinged
    feet onn cocks romnan heart nude pre-teen vintzge nujdes young resdhead virgins.

Deixe um comentário para Tudfxg Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *