Thiago Neves explica polêmica Fluminense e Palmeiras em 2007

Thiago Neves participou no último sábado do podcast “Papo de Guerreiro” da FluTV, canal oficial do Fluminense no YouTube. No bate-papo, o meia relembrou várias histórias das três passagens que teve no clube. Entre elas, a polêmica envolvendo um pré-contrato assinado com o Palmeiras no segundo semestre de 2007, quando também renovou o vínculo com o Tricolor. O jogador já tinha dado sua versão dos fatos em algumas entrevistas ao longo desses 15 anos, mas agora ele deu detalhes:

O que aconteceu? O Carlos Alberto ainda estava, e meu contrato com o Fluminense era só até o final do ano. Eu tinha que voltar, teria que voltar para o Paraná, estava emprestado. Na época, meu empresário falou assim: “Olha, o Fluminense não vai renovar, não quer renovar com você”, falou assim mesmo, “só que eu consegui aqui uma proposta do Palmeiras “. Falei: “C*… Voltar para o Paranazinho não dá”. Ou vai para o Palmeiras ou vai ter que voltar para o Paraná, porque o Fluminense não quer renovar. E foi de um dia para o outro. Ele: “Amanhã a gente conversa, pensa, mas amanhã a gente já tem que decidir”. Chegou no outro dia ele veio e falou: “Cara, vamos fazer isso, é melhor que são quatro anos de contrato, e seu salário vai aumentando a cada ano”. E eu falei: “Beleza. Se é isso, beleza”. Deu duas semanas e eu comecei a jogar no Fluminense de titular. Comecei a jogar direto,” disse. 

Segundo reportagens da época, Thiago Neves assinou o pré-contrato no dia 18 de agosto. No podcast, o meia lembrou que começou a ganhar sequência após a saída de Carlos Alberto para o Werder Bremen, da Alemanha, mas chegou a ser “barrado” pelo 

técnico Renato Gaúcho devido ao imbróglio:

“No jogo em Curitiba contra o Paraná, estava aquela dúvida se ia me colocar, se ia colocar o Cícero, se eu ia jogar ou não. O Renato me chamou no quarto dele: “Você vai renovar? Por que você não renovou ainda? P*, garoto, está maluco, é muito dinheiro para tua idade. Pega isso”. O Fluminense acho que ia me dar quatro anos também, cinco anos. E eu: “Não professor, estou vendo aí”. Ele: “Tem outra coisa?” E eu: “Não tem, estou pensando”. Ele: “Fala a verdade comigo, eu que te ajudei, estou te dando a camisa para jogar”. E eu: “Não professor, estou vendo outra coisa”. E ele: P*, então você hoje não vai jogar”. Falou assim mesmo. E minha família toda no estádio. “Poxa, Renato, não faz isso”. Ele: “Vou te dar um prazo de uma semana, ou você abre o jogo ou renova, mas você não vai jogar até a gente resolver isso aí, está com a cabeça em outro mundo”, finalizou. 

Segundo Thiago Neves, o impasse foi desfeito após uma conversa com um advogado, que teria descoberto que o pré-contrato com o Palmeiras seria irregular por uma questão de prazo, mas o meia não explicou exatamente qual foi o problema no podcast. Depois disso, ele decidiu renovar com o Fluminense e assinou no dia 5 de outubro um vínculo por três anos.

Fonte: ge

Foto: divulgação 

Sobre o autor

4 Replies to “Thiago Neves explica polêmica Fluminense e Palmeiras em 2007”

  1. It’s really great. Thank you for providing a quality article. There is something you might be interested in. Do you know bitcoincasino ? If you have more questions, please come to my site and check it out!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *