Manoel exalta ano de afirmação no Fluminense e confirma papo sobre renovação: “Estamos conversando”

ssim como a renovação de Cano, já verbalmente acertada, outro jogador que é prioridade no Fluminense para estender o vínculo é Manoel. O zagueiro, titular absoluto da equipe ao lado de Nino, inclusive preocupou a torcida ao fazer uma postagem nas redes sociais que para muitos tricolores pareceu usar um tom de despedida. Mas tudo não passou de um mal-entendido.

Manoel se reapresentará normalmente após as férias no dia 2 de janeiro. Só que o defensor por enquanto está garantido apenas para a disputa do Campeonato Carioca. Seu contrato termina em abril, justamente quando começa a fase de grupos da Libertadores. O diretor executivo de futebol tricolor, Paulo Angioni, já abriu as negociações com o zagueiro, que confirmou as conversas ao ge:

Estamos conversando, mas nesse momento estou focado em descansar. Foi um ano muito intenso, de muitos jogos. Sou feliz no Fluminense, tivemos uma grande temporada. O que for melhor para todas as partes vai acontecer“.

Manoel chegou ao Fluminense em 2021, mas foi reserva durante toda a temporada. No início de 2022, chegou a ter um retorno ao Cruzeiro especulado pelo clube mineiro, mas começou a ganhar espaço ao longo do ano e se firmou após entrar no time. E reviveu o protagonismo dos tempo de Athletico-PR no início da carreira. Foram 51 jogos, sendo 50 como titular, sete gols e duas assistências. Na postagem, o zagueiro disse que este ano ficará marcado em sua história.

Acho que foi uma temporada muito positiva, de evolução e afirmação no Fluminense. Cheguei no ano passado, fiz alguns jogos e nesse ano consegui manter uma regularidade desde o início que me permitiu ter uma boa sequência na equipe. Fico feliz pelo meu desempenho e, principalmente, pelos resultados que conquistamos, ganhando o Carioca e terminando o Brasileiro entre os primeiros – exaltou o zagueiro-artilheiro, que por um gol não igualou a marca de Thiago Silva pelo Flu:

Como sempre digo, quando vou para o ataque, quando aparece a oportunidade de fazer um gol, dou o máximo, como se fosse o último prato de comida, pois para nós, zagueiros, não aparece toda hora. Então fico feliz com os gols marcados nesse ano. Queria ter feito mais, e espero que ano que vem possa aumentar esse número“, finalizou.

Fonte/texto: Ge
Foto: Marcelo Gonçalves


Sobre o autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *