Há exatos 14 anos, Thiago Silva se despedia do Fluminense

Capitão da seleção brasileira na Copa do Mundo, Thiago Silva lidera o time na busca pelo hexa no Catar. E há exatos 14 anos, o zagueiro se despedia do Fluminense, seu clube do coração e onde virou ídolo após 146 jogos, 14 gols e o título da Copa do Brasil. 

No dia 7 de dezembro de 2008, o Fluminense entrava em campo pela última rodada do Campeonato Brasileiro contra o lanterna e já rebaixado Ipatinga. Para a já anunciada despedida do ídolo, os tricolores se mobilizaram e encheram o Maracanã com 51.172 pessoas (49.177 pagantes). Naquela semana, Thiago Silva estava com dores no púbis, mas garantia sua escalação:

Com certeza vou estar em campo, mesmo que ainda esteja lesionado. É a minha despedida com a camisa do Fluminense e no Maracanã. Portanto, não posso nem pensar na hipótese de não atuar. Meu sonho é dar uma volta olímpica com a camisa do Fluminense, após o jogo, para agradecer o carinho que essa torcida sempre me deu. Meu coração está partido, mas são coisas do futebol”, declarou na quarta-feira, quatro dias antes do jogo.

A vitória não veio, mas o empate foi suficiente para o Fluminense, que terminou com 45 pontos na 14ª colocação, garantir a vaga na Copa Sul-Americana de 2009. E Thiago Silva, que estava sendo disputado naquela época por Chelsea, Villareal, Milan e Inter de Milão, não segurou as lágrimas ao dar a volta olímpica para agradecer a torcida. E ouviu os gritos de “aaaaa, o Thiago vai voltar”.

Fonte: ge

Foto: divulgação 

Sobre o autor