SÓCIOS: tricolores se encantam com CT Carlos Castilho, em nova visita

O Fluminense voltou a promover para seus sócios um dia de visita ao Centro de Treinamento Carlos Castilho. Nesta sexta-feira (16/12), 30 tricolores que resgataram a experiência no Programa de Pontos do Sócio Futebol tiveram a oportunidade exclusiva de compreender melhor o processo de preparação que resulta no que é apresentado em campo.

O grupo se reuniu em Laranjeiras e partiu para o CTCC em um ônibus disponibilizado pelo clube. Durante o trajeto, os sócios receberam um kit com lanche e participaram de um sorteio de produtos oficiais.

Já no destino esperado, os torcedores, guiados por Gustavo Ribeiro, gerente operacional do Centro de Treinamento, se encantaram com os três campos de treinamento, academia, sala de massagem, sala de imprensa e especialmente as instalações do departamento de fisioterapia e fisiologia.

O sócio Diego Pexiolini descreveu a oportunidade como enriquecedora e exaltou as experiências disponibilizadas pelo Sócio Futebol.

“Entender o trabalho, principalmente na parte de fisioterapia e recuperação, foi uma experiência muito enriquecedora. Eu respiro futebol desde pequeno e a oportunidade de vivenciar o meu clube por outros ângulos não tem preço. Por isso, aprecio muito as oportunidades que resgatar essas experiências nos dão. No dia dos pais, por exemplo, através de um resgate, recebi um vídeo do Yago Felipe para o meu pai, foi um dia que ficou marcado”, contou.

Na sala de imprensa, última parada do tour, os sócios puderam assistir a um vídeo com explicações sobre a integração entre as áreas e o funcionamento dos equipamentos. O resultado disso foi um encantamento ainda maior com os avanços que vêm sendo realizados. Para finalizar, o grupo ainda se divertiu ao viver um momento como entrevistados antes do retorno a Laranjeiras.

A sócia Marina Rodrigues contou que seu marido havia participado da última visita, realizada na quinta-feira (08/12), e, que mesmo com os relatos dele, não tinha noção de que seria uma experiência tão fantástica.

“Meu marido conseguiu vivenciar isso na semana passada e me disse que havia sido mágico, mas que não tinha como eu ter uma noção completa sem de fato estar aqui. E de fato foi isso. Eu não tinha dimensão de tudo isso. Estar no mesmo ambiente que os atletas estão no dia a dia e entender que tudo que é feito em campo começa aqui foi fantástico. As instalações são impressionantes, não imaginava um avanço tão grande”, relatou

Texto: Comunicação/FFC

Fotos: Marina Garcia/FFC

Sobre o autor