Diniz em seu novo contrato, tem cláusula de liberação para Seleção com multa

Fernando Diniz renovou recentemente seu contrato com o Fluminense até dezembro de 2024, um dos nomes cotados para assumir a seleção brasileira. No novo vínculo, porém, não há uma cláusula que permita a saída gratuita do técnico caso ele seja chamado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Segundo o site “Goal”, o pedido pela inclusão dessa minuta foi feito pelo estafe do treinador, mas o Tricolor negou.

Nas tratativas, o Fluminense descartou a inserção de um compromisso para liberar Diniz para assumir o cargo deixado por Tite na Seleção. Os representantes do técnico, por sua vez, entenderam o posicionamento da diretoria tricolor e as conversas seguiram sem maiores problemas até finalização da renovação.

Aliás, caso queira tirar Diniz do Fluminense, a CBF  terá que arcar com uma multa equivalente a 50% de todo o seu contrato com o clube carioca. Até o momento, a entidade não definiu o novo comandante da Seleção.

Além de Diniz, outros nomes também estão em pauta para comandar a seleção brasileira, como Dorival Júnior, Carlo Ancelotti e Abel Ferreira. A escolha deve ser feita até meados de janeiro, visando a disputa dos primeiros jogos da temporada.

Sobre o autor