Modelo de jogo de Diniz será inspiração para o Fluminense na Copa São Paulo de Juniores

O Fluminense já está pronto para a Copa São Paulo de Juniores. Com adversários definidos, lista de jogadores divulgada e um novo treinador, o Tricolor, pentacampeão da competição, busca o primeiro título desde 1989, mas também tem como objetivo formar atletas e alinhar o estilo de jogo do sub-20 ao do profissional.

Arthur é um dos principais nomes do Fluminense para a Copinha. Meio-campista, o jovem de 17 anos estreou na última edição da competição logo após uma cirurgia de apendicite, e ainda sem o protagonismo que deve receber em 2023. O Moleque de Xerém falou ao ge sobre a expectativa para o torneio.

“Claro que toda experiência é importante para o aprendizado. Esse ano já não terei mais aquela ansiedade de ser a primeira. A Copinha é uma competição de alto nível. A competição mais famosa aqui da base. Estou tentando melhorar a cada dia para estar mais preparado para o profissional”, comentou.

Com outras promessas como o meia Agner, também de 17 anos, o atacante João Neto, da “Geração dos Sonhos” que venceu o Brasileirão sub-17 em 2020 e Isaac, escolhido com a “Joia 2023” do ge, Arthur será comandado por Ricardo Resende, que treinou o Botafogo na última Copinha, sendo o clube carioca que chegou mais longe na competição, eliminado para o América-MG nas quartas de final. O Fluminense caiu nas oitavas diante do Santos.

“Tem sido um começo muito maneiro. O professor Ricardo é um treinador muito bom, um treinador que tem novas ideias, sendo muito importante para todo o grupo. Estamos evoluindo como equipe e sei que faremos de tudo para conseguir nos esforçar para dar orgulho para a nossa torcida”, disse.

Ao ge, o treinador, que assumiu o cargo há um mês, no final de novembro, avaliou o início de trabalho como positivo. Ricardo Resende afirma que o Fluminense busca o título, mas ressalta a importância da formação dos atletas.

‘Encontrei em Xerém profissionais muito qualificados e uma estrutura de alto nível para formação de talentos. Estou muito confiante que faremos um excelente trabalho e seguir na formação dos Moleques de Xerém para dar alegria à torcida tricolor. Estamos muito confiantes na disputa pela Copinha. O grupo está muito mobilizado na preparação, eles sabem da visibilidade da competição. Vamos fortes para a Copinha e principalmente que os atletas possam mostrar todo o potencial para que o nosso torcedor possa conhecer melhor os nossos jovens talentos’, finalizou.

Fonte: ge
Foto: Leonardo Brasil/FFC

Sobre o autor