Fred completou um mês como dirigente do Flu, leia na íntegra!

https://www.betnacional.com?p=canalflunews

Desde que foi anunciado na função, Fred esteve presente nas reuniões com Fernando Diniz para definir as contratações para a temporada. Assim que os alvos eram definidos, o agora diretor ligava para o jogador em questão e passava um pouco de como é o ambiente no clube. Por se tratar de alguém que esteve dentro de campo até pouco tempo e teve relevância no cenário nacional, a voz de Fred tem peso na decisão dos atletas.

Fred completou um mês na nova função de diretor de planejamento esportivo do Fluminense na última segunda-feira. O cargo envolve atribuições como o papel ativo nas contratações do clube e a atuação como uma ponte com os reforços por conta de seu passado como atleta. E o ex-camisa 9 vem demonstrando dedicação no cargo: é o primeiro a chegar nas reuniões com a diretoria do clube.

Tem sido muito legal. Ele está muito dedicado, feliz porque já iniciou uma nova carreira em uma nova função dentro do clube que ele ama. Vou dizer que é engraçado, mas do ponto de vista positivo: a gente marca as reuniões, e ele é sempre o primeiro a chegar. Está muito motivado, contribuindo muito.

– Foi muito importante agora nas contratações. A palavra dele, de um cara que acabou de ser atleta do clube, explicando como é o dia a dia, o grupo, o ambiente, a questão dos pagamentos… E dando as opiniões técnicas dele, afinal de contas foi um dos maiores jogadores do futebol brasileiro. Está tendo participação muito importante – disse o presidente Mário Bittencourt ao ge.

Um dos que recebeu o telefone de Fred foi Gabriel Teixeira. Quando Diniz solicitou o retorno do jogador, Biel ficou reticente quanto à volta por causa da resistência da torcida. O ex-camisa 9, então, tratou de ligar para o atacante para convencê-lo a voltar para o clube. No fim das contas, ele foi negociado com o Bahia e deu adeus ao Flu.

No fim de dezembro, Fred foi à França para realizar um intercâmbio de informações sobre o desenvolvimento do clube para times da Ligue 1. Além de visitar o Lyon, clube no qual o ex-camisa 9 fez sucesso entre 2005 e 2009, o ex-jogador foi ao estádio do Paris Saint-Germain e entregou uma camisa personalizada com a 10 do Flu para o atacante Neymar, seu ex-companheiro de seleção brasileira, e uma com o número 7 para Mbappé, artilheiro da última Copa do Mundo com a França.

Ele agora viaja, exercendo parte da função dele, vai representando o Fluminense, visitar os clubes de lá, mostrar o trabalho que fazemos aqui. Então está sendo muito gratificante poder ver o maior ídolo da história do clube iniciar uma nova carreira dentro do Fluminense – disse Mário.

Outra ação que realizou já como diretor foi o sorteio da bicicleta que usou no Maracanã no dia da aposentadoria. A verba arrecadada foi destinada à ONG mineira “Colmeia”, que trabalha com crianças de até seis anos e adolescentes grávidas.

foto Marcelo Gonçalves

#canalflunewsvozdotorcedor

Sobre o autor