Atuações do Flu: Árias é o melhor; Martinelli e Nino também se destacam em vitória. Veja notas

Em ritmo de treino, Flu faz 1 a 0 jogando no Kleber Andrade e segue 100% no Campeonato Carioca. 

Veja todas as notas e atuações dos jogadores do Flu na partida de hoje.

Fábio Goleiro

Foi mero espectador no primeiro tempo. No segundo, apareceu bem quando precisou: fez uma defesa no cantinho em chute de Rafinha, saiu rápido do gol para chegar antes de Marcellinho e por fim espalmou chute de Pardal no meio do gol. Nota: 6,5.

Samuel Xavier (LAD)

Teve boas tabelas com Arias, mas não subiu tanto desta vez. Na defesa, teve pouco trabalho. Nota: 6,0.

Nino (ZAG)

Grande atuação do zagueiro. Ganhou todas as bolas aéreas e teve ótima recuperação desarmando Luiz Paulo com carrinho preciso dentro da área, em chance clara do Madureira. Nota: 7,0.

Manoel (ZAG)

Atuação segura, bem nas disputas e interceptações. Nota: 6,0.

Calegari (LAE)

Apesar de ter dado uma bobeada no início, quando perdeu uma bola em que o árbitro acabou dando mão que não existiu do atacante, o lateral cresceu de produção depois e apareceu bem no ataque: cruzou para Cano cabecear no travessão, teve boas tabelas com Arias e sofreu falta perigosa na entrada da área no segundo tempo. Nota: 6,5.

Martinelli (VOL)

Foi o melhor em campo junto com Arias. Jogando mais recuado, na função de primeiro volante, não comprometeu e foi bem na marcação e saída de bola. Ainda apareceu no ataque dando boas opções: participou do gol ao cabecear na trave, na bola que sobrou para Arias marcar, e deu grande enfiada que deixou Arias cara a cara com o goleiro no segundo tempo. Nota: 7,0.

Yago (VOL)

Apareceu bastante no ataque e teve duas chances de gol em seus pés: na primeira chutou mal, por cima do gol, e na segunda deu um tapinha tentando tirar do goleiro cara a cara, mas faltou força. Tomou algumas decisões erradas no último terço do campo, seja na hora de tocar ou finalizar. Nota: 5,0.

Giovanni (MEI)

Novidade no time titular, o garoto começou bem e mostrou personalidade: deu chapéu, finalizou e ajudou a marcação nas roubadas de bola. Mas foi sumindo do jogo conforme o desgaste. Perdeu uma bola no ataque e errou um passe armando um contra-ataque do Madureira. Saiu no segundo tempo para a entrada de Lima. Nota: 6,0.

Ganso (MEI)

Participou bem do jogo, inclusive do lance do gol, cobrando o escanteio na cabeça do Martinelli. Achou ótimos passes entre linhas, como habitual, mas quase comprometeu atrás ao errar um recuo que deixou a bola com o Madureira na área do Flu. Cansou no segundo tempo e deu lugar a Willian Bigode. Nota: 6,5.

Arias (MEI)

O melhor em campo. Marcou um gol de puro oportunismo na área que decidiu o jogo e apareceu em tudo que é lugar do campo. Deu um chute colocado perigoso e parou no goleiro cara a cara na reta final. Ainda quase foi garçom deixando Cano e Keno na cara do gol, mas os atacantes não aproveitaram. Nota: 7,5.

Cano (ATA)

Ainda não foi desta vez que desencantou. A bola pouco chegou nele no primeiro tempo, e acabou voltando muito para ajudar na marcação. Nas poucas chances que teve, acertou uma cabeçada no travessão, se enrolou com a bola num contra-ataque na entrada da área e chutou sem força de longe no segundo tempo. Caiu muito na linha de impedimento. Nota: 5,0.

Entraram:

Lima (MEI)

Entrou no lugar de Giovanni no segundo tempo e aumentou a pegada do time no meio. Nota: 6,0.

Keno (ATA)

Entrou no lugar de Yago no segundo tempo e teve boa participação ofensiva com dribles e finalizações, mas perdendo boas chances: teve uma cabeçada por cima do gol, outra que o goleiro salvou e um chute sem ângulo que também parou no camisa 1. Nota: 6,5.

Willian Bigode (ATA)

Entrou no lugar de Ganso no segundo tempo, mas participou pouco do jogo. Nota: 5,5.

Freitas (VOL)

Estreando como profissional, o garoto entrou nos minutos finais no lugar de Cano. Sem nota.

Notas: ge

Foto: Marcelo Gonçalves 

Sobre o autor