Scout tricolor 2022 – Confira os números do Fluminense na temporada.

O Fluminense encerrou neste domingo (13/11) sua participação na temporada. O time, que conquistou o título do Campeonato Carioca e a Taça Guanabara, entrou em campo 71 vezes, com 43 vitórias e um aproveitamento de 66,6%. Ao longo da temporada, o Tricolor obteve sua melhor campanha no Brasileirão desde o tetracampeonato em 2012, com o terceiro lugar, e voltou à semifinal da Copa do Brasil depois de sete anos. A boa participação no Brasileiro rendeu ao time a vaga direta na fase de grupos da Libertadores, competição que em 2023 disputará pela terceira vez consecutiva.

Individualmente, o Fluminense também teve destaques importantes. O atacante argentino Germán Cano foi o artilheiro do Tricolor e de todo o país em 2022, com 44 gols. Ele também foi o principal goleador do Brasileirão (26 gols) e da Copa do Brasil (5 gols). O colombiano Jhon Arias foi quem mais deu assistências no Time de Guerreiros ao longo da temporada, com 16 passes para gol.

CONFIRA OS PRINCIPAIS NÚMEROS DO FLUMINENSE EM 2022

71 jogos

43 vitórias

13 empates

15 derrotas

121 gols pró

65 gols contra

66,6% de aproveitamento

Clássicos 11 jogos 7 vitórias2 empates2 derrotas – 70% de aproveitamento.

ARTILHEIROS

Germán Cano (44 gols)

Jhon Arias (16 gols)

PH Ganso (9 gols)

Manoel (7 gols)

Willian Bigode e Matheus Martins (6 gols)

Luiz Henrique (5 gols)

Nonato (4 gols)

Nathan (3 gols)

PRINCIPAIS GARÇONS

Jhon Arias (17 assistências)

PH Ganso (9 assistências)

Germán Cano e Luiz Henrique (7 assistências)

Martinelli (6 assistências)

QUEM MAIS JOGOU- Germán Cano (70 jogos)

Jhon Arias (62 jogos)

Fábio (61 jogos

André (60 jogos)

PH Ganso (57 jogos)

Martinelli (55 jogos)

Nino (53 jogos)

Willian (52 jogos)

fonte: Assessoria FFC.

Fotos: Mailson Santana e Marcelo Gonçalves/FFC

Invicto na Superliga, Fluminense enfrenta o Sesc no Hebraica

Com três vitórias nas primeiras rodadas, o Fluminense defende sua invencibilidade na Superliga 1XBET Feminina nesta terça-feira (15/11), quando enfrenta o Sesc RJ Flamengo, às 19h, no ginásio do Clube Hebraica, pela quarta rodada da competição. Os ingressos estão esgotados para a partida, que terá transmissão ao vivo pelo canal sportv 2.O Tricolor ocupa o terceiro lugar na tabela de classificação com nove pontos conquistados, enquanto o adversário está na décima colocação com apenas um ponto.Nesta temporada, Fluminense e Sesc já se enfrentaram duas vezes, ambas pelo Campeonato Estadual, com uma vitória para cada lado. Os jogos foram disputados na Gávea e no Tijuca Tênis Clube, com torcida única. Dessa vez o Tricolor jogará diante de sua torcida.

“É muito bom estar invicta após três rodadas, mas cada jogo é um jogo, e clássico tem uma energia diferente. É uma revanche contra o Flamengo, queremos muito vencer esse jogo. Agora teremos a torcida ao nosso lado e estamos muito confiantes”, disse a capitã Lara.

O time do técnico Guilherme Schmitz estreou na Superliga com vitória sobre o Barueri Volleyball Club no Hebraica e, na sequência, bateu o Abel Moda Vôlei, também em casa, e o Brasília Vôlei, fora.

Texto: Comunicação/FFC
Foto: Mailson Santana/FFC

Volta por cima: Após longo período afastado, Yago é visto com titular nessa reta final do Brasileiro.

Yago nunca foi aquele jogador habilidoso , no qual a torcida acreditava que iria mudar o jogo, porém raça e disposição nunca faltaram ao atleta, entretanto a cada ausência dele entre os titulares e muitas vezes até entre os relacionados, todos se perguntavam: O que aconteceu que Yago não joga mais?

Principal surpresa da escalação do Fluminense na vitória sobre o Avaí por 3 a 0, no último domingo, na Ressacada, Yago Felipe teve uma espécie de “renascimento” após voltar à equipe titular e fazer uma grande partida. O volante conseguiu se destacar na parte defensiva e, especialmente, na ofensiva, com direito a participação em dois gols na partida. Dado esse retrospecto, a torcida tricolor começa a vislumbrar novas chances do jogador voltar a figurar entre os 11 titulares, principalmente com a vaga de Matheus Martins em aberto por conta das últimas atuações do jovem jogador.

Yago surgi como solução improvável, contrariando todas as expectativas para a escalação. Por conta da boa atuação, o volante ganha força para seguir na equipe titular na partida contra o Botafogo, no domingo, às 16h (horário de Brasília).

Foto: Yago Felipe em Avaí x Fluminense — Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense

Mesmo fora da final, Cano termina como artilheiro da Copa do Brasil.

Com o gol anotado de Giuliano na final de ontem contra o Flamengo, Cano terminou como artilheiro da competição empatado com o Corintiano, ambos com cinco gols. Com 36 gols até aqui na temporada, Cano é o maior goleador do Brasil em 2022. Neste momento, o argentino também é o artilheiro do Campeonato Brasileiro com 18 gols marcados.

Fluminense e Umbro apresentam a nova camisa especial para o Outubro Rosa

O Fluminense e a Umbro apresentam nesta segunda-feira (03/10) a nova camisa especial em homenagem ao Outubro Rosa. A peça faz parte da campanha de conscientização e prevenção ao câncer de mama, reforçando a importância da realização de exames periódicos a fim de identificar e tratar a doença ainda em sua fase inicial.

Em parceria com a FEMAMA (Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama), que receberá 5% das vendas líquidas oriundas do novo uniforme, a Umbro e o Fluminense buscam alertar não apenas as mulheres (principais afetadas pelo câncer de mama), mas também os homens que convivem com mulheres e devem ajudá-las nesta luta que é de todos.

Assim como em anos anteriores, as tradicionais cores do Fluminense dão espaço para o rosa, que toma conta da camisa. Em 2022, o lançamento ainda faz uma homenagem ao centenário da Semana de Arte Moderna de 1922, que foi um marco no desenvolvimento cultural brasileiro e contou com a influência de mulheres que inspiram até hoje. As referências podem ser vistas no design da camisa, preenchida por grafismos geométricos em “jacquard”.“Para o Fluminense, é muito importante unir forças com a Umbro nessa luta contra o câncer de mama e outras doenças que acometem as mulheres, dando visibilidade ao Outubro Rosa e destacando a importância da realização de exames periódicos e do diagnóstico precoce. Assim como durante a pandemia, o clube sempre estará ao lado da ciência e da defesa da saúde”, afirma o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt.“Sempre pensamos em usar a força do futebol para contribuir com a sociedade, e o nosso lançamento do Outubro Rosa é mais um exemplo de como a Umbro pode dar visibilidade a causas importantes como a conscientização em relação ao câncer de mama. Já é o oitavo ano em que fazemos camisas especiais relacionadas ao tema e ficamos muito orgulhosos de ver que nossos clubes parceiros abraçaram a ideia para valer. Desde 2020, todos fazem parte da ação. Já acompanhamos uma grande ansiedade por parte dos torcedores em relação a este lançamento que virou uma tradição da marca”, conta Eduardo Dal Pogetto, diretor da Umbro Brasil.

Foto / Fonte: Assessoria FFC.

Técnico do Atlético-GO faz apelo à torcida para o jogo contra o Fluminense

Depois de sete jogos sem vitória pelo Brasileirão, o Atlético-GO voltou a vencer justamente na estreia do técnico Eduardo Souza. O placar de 2 a 1, na Ressacada, não tira o time da penúltima posição da tabela. Mas pelo menos dá esperança de que a equipe possa lutar até o fim do torneio para se manter na Série A.

Fluminense não tem um retrospecto muito positivo contra o time Goiano. Dos 17 confrontos , o tricolor venceu 7, o Atlético 6 e aconteceram 4 empates. Jogando fora os dados são mais preocupantes, pois o Atlético venceu 4 partidas contra 3 vitórias do Fluminense.

Ciente da importância do jogo, o técnico do Atlético fez uma apelo ao seu torcedor para o confronto de quarta-feira.

– Eu faço um pedido. Sei que a torcida está em um momento de tristeza pela campanha, mas eu peço encarecidamente que na quarta-feira eles possam pôr 12 mil pessoas no Accioly.

Fluminense está na terceira posição com 51 pontos e ainda se mantém vivo pela disputa do campeonato.

Com desfalque de Manoel, Nino vive a expectativa do retorno contra o Atlético GO

Sem poder contar com Manoel, que recebeu o cartão vermelho na derrota para o Atlético-MG por 2 a 0, no último domingo, o Fluminense pode ter um retorno importante para esta quarta-feira, contra o Atlético-GO. Pegando a torcida de surpresa, Nino foi poupado do jogo contra o Galo por ter sentido um incômodo muscular contra o Juventude, porém ao que tudo indica o mesmo deve retornar ao time para a partida no Antônio Accioly.

A noticia trás um certo otimismo, haja vista que o setor defensivo vem sofrendo muitos gols e caso Nino não se recupere a tempo, Diniz terá uma dor de cabeça para montar a zaga, seja improvisando André ou tendo que recorrer a Deivid Duarte e David.

O Fluminense segue com 51 pontos na tabela de classificação e caiu para terceiro lugar.

Fluminense divulga agenda da semana do time profissional

Nessa segunda feira o Fluminense através do seu canal de assessoria divulgou a lista de compromissos do time profissional.

Abaixo a programação do Departamento de Futebol Profissional do Fluminense Football Club de 03 a 09 de outubro de 2022.

03/10 – Segunda-feira – 15h30 – Treino – CTCC

04/10 – Terça-feira – 09h – Treino – CTCC –

  • Após Viagem Para Goiânia

05/10- Quarta-feira- 19h – Campeonato Brasileiro- Atlético (GO) x Fluminense- Goiânia

06/10 – Quinta-feira- Folga

07/10 – Sexta-feira – 09h30 – Treino – CTCC –

08/10 – Sábado – 09h30 – Treino – CTCC –

09/10 – Domingo- 18h – Campeonato Brasileiro- Fluminense x América (MG)- Maracanã

*Escala sujeita a alterações

Fluminense volta a jogar mal e perde para os reservas do Athlético-PR

Em mais uma noite apagada do elenco tricolor, o Fluminense foi a Arena da baixada em busca de diminuir sua diferença de pontos para o líder Palmeiras, mas em um jogo irreconhecível contra os reservas do time Paranaense, voltou a jogar mal, perdeu não só em campo como também perdeu a chance de subir na tabela, uma vez que o líder empatou com o Red Bull Bragantino.

Com poucos minutos de jogo, já era possível fazer um desenho tático dos times em campo. Athlético-PR com mais volume de jogo, pressionando a saída de bola do time do Fernando Diniz e abusando de jogadas aéreas, tanto foi a insistência que abriu o placar com Pablo , onde o atacante subiu sem ser incomodado por nenhum zagueiro e acertando o canto esquerdo de Fábio.

O que se viu em diante foi um Athlético recuado e um Fluminese se atirando a frente. Estranhamente o Fluminense abusava de jogadas aéreas, mas pouco efetivas, afinal Árias e Cano não são jogadores altos. Toda tentativa de jogadas pelas pontas com Caio Paulista ou Matheus Martins eram facilmente desarmadas. Ambos foram peças complemente anuladas, porém como de costume, Fernando Diniz sacou Matheus Martins e deixou limitadíssimo Caio Paulista.

O segundo tempo manteve a mesma pegada. Athlético-PR recuado, Fluminese sem criatividade e contando buscar alguma inspiração nos seus jogadores do banco de reseva. Entraram durante a partida Marrony, Willian Bigode, Felipe Melo e Yago Felipe e nada acrescentaram. Aos 49 em ponto o juiz finalizou a partida e mais uma vez o Fluminense frustra seu torcedor.

Próximo jogo do Fluminense será contra o Fortaleza no Maracanã.

Athletico-PR x Fluminense: Arias (Foto: MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC)

A IMPORTÂNCIA DO VERDADEIRO ÍDOLO

Que festa, meu amigos! Até que enfim a adrenalina baixou e já posso falar com vocês com mais razão do que emoção. O que foi aquela festa de sábado? Quando o Maracanã verá algo tão grandioso ou especial como aquela noite do dia 09/07/2022 as 19h?

Quem esteve presente no Maracanã, conseguiu assistir não só uma despedida de um ídolo e sim fazer parte da história. Sim, isso mesmo!!! Os pouco mais de 64 mil torcedores presentes fizeram parte da HISTÓRIA do Fluminense Football Club. Os que não conseguiram ir, por mais que eu não tenha o direito de falar para não se sentirem tristes, espero que entendam que com certeza VOCÊS FORAM REPRESENTADOS POR NÓS. Gritamos por vocês, nos emocionamos por vocês e vibramos juntos, pois a energia do lado de fora com certeza chegou dentro do Maracanã.

Entendo que nossa gestão não é uma que agrada a todos os torcedores e que nossa política muitas vezes atrapalha nosso entusiamo e que consegue em momentos bons nos dar um banho de água fria. Quando eles erram, críticas e mais críticas são feitas, mas quando há o acerto devemos sim comentar e PARABENIZAR, e o retorno do nosso ídolo foi um golaço da diretoria. Parabéns Mário e cia.

O retorno do Fred representou muito mais do que apenas o seu desempenho em campo. Fred trouxe junto com ele o orgulho de vestir nossa camisa. Fred trouxe de volta os holofotes da mídia nacional e internacional as Laranjeiras, e o principal: Fred trouxe de volta o prazer da torcida em dizer que SIM, FRED É NOSSO ÍDOLO.

Não serei hipócrita de falar que o mundo não é movido a dinheiro. Isso é óbvio. Quem é apaixonado de verdade é o torcedor e PONTO, entretanto quando observamos jogadores como Marcelo preferir continuar jogando em clubes mais fracos do leste Europeu ao invés de retornar aos braços da torcida que clama seu regresso, ou como Thiago Silva, que por diversas vezes tem suas redes sociais inundadas de comentários com pedidos de “Volta pra casa, Mostro” preferir continuar na Inglaterra e dizer que talvez retorne com 38 anos (idade que o Fred aposentou), dói, machuca o torcedor do Fluminense. O que falar então do Thiago Neves que foi para o time da Lagoa, marcou gol na gente e comemorou como se nunca tivesse jogado no Fluminense. Conca? bem, esse aí dá para defender e perdoá-lo.

Por isso que esse jogo de sábado foi especial. Com certeza essas imagens chegaram a outros jogadores que fizeram de certa forma sua história no Fluminense e que preferem continuar longe do clube. Não há dinheiro no mundo que compre aquela idolatria de sábado. Mosaicos, corredor humano, ingressos esgotados, festas, tudo isso para poder dizer MUITO OBRIGADO. Dizer muito obrigado a um cara que não é carioca e muito menos nasceu tricolor. Um cara que a mídia fez questão de deixa-lo constrangido colocando vídeos de suas entrevistas, onde o mesmo declarava que sua família torcida para Atlético MG e para o Cruzeiro, justamente na semana de sua despedida do Fluminense….E PASMEM OS SENHORES, tiveram a coragem de fazer isso com ele AO VIVO EM REDE NACIONAL APÓS A FESTA DE SÁBADO. Um cara que veio para o Fluminense em 2009 com o aporte do nosso patrocinador, capitaneado pelo Dr. Celso Barros e que aprendeu a amar o Fluminense e sua torcida em tão pouco tempo.

É Fred, sabemos o quanto você foi maltratado. Quiseram fazer de você o novo Barbosa, mas nós não deixamos. Faltava menos de 15km, 10km, 5k, 1km para você voltar para casa e você voltou. Saiu em 2016 de forma covarde, mas voltou para casa em 2020 e teve seu devido reconhecimento. Parabéns Dom Fredon! Jamais vamos esquecer o time de guerreiros liderado por você e Conca no qual tinhámos 99% de chance de risco, mas esqueceram que tínhamos 1% de fé. Lutem até o fim dizia a faixa e você lutou.

Que você curta seu devido descanso e que nunca abandone o clube e a torcida que sempre te apoiou. Saudações tricolores e VENCE O FLUMINENSE!