fbpx

Opinião: A contratação de Oswaldo de Oliveira

A noite dessa terça-feira reservou aos torcedores tricolores a iminente surpresa do anúncio de Oswaldo de Oliveira como novo treinador do Fluminense. Essa aquisição, foi e ainda é muito contestada pela torcida tricolor. Porém, farei uma pequena análise dessa contratação e para que o torcedor possa, pelo menos, dar uma chance e confiar no trabalho do novo comandante.

Oswaldo de Oliveira já acumula duas passagens pelo Fluminense(2001 e 2006). Tem 77 jogos, 38 vitórias, 21 empates e 18 derrotas. Levou o time a semifinal do campeonato brasileiro em 2001. Essa será a terceira passagem do técnico pelas Laranjeiras.

Oswaldo nas Laranjeiras (Foto:Netflu)

Porém, ele não era o plano A da diretoria. Abel Braga, não topou assumir um time no meio de temporada. Dorival, plano B, afirmou ao Netflu estar negociando ainda com um time de fora do país. Oswaldo foi o plano C da diretoria, que acabou acertando. Nomes ainda como Jair Ventura, Thiago Larghi, Maurício Barbieri e Ariel Holan, ex-Independiente foram especulados pela imprensa mas nenhum confirmado pelo clube.

Contudo, o fato de que o Vice Presidente Celso Barros, culpado provável pela demissão de Fernando Diniz e que durante a semana colocou uma enorme pressão no ex-técnico, cobrando vitórias e melhor desempenho, foi alvo de milhões de torcedores, afirmando que o diretor fez as escolhas erradas. Mário Bittencourt no caso, sempre foi a favor da continuidade no trabalho de Diniz, porém, Celso, desde que assumiu, já impôs uma pressão ao ex-comandante.

Infelizmente, o futebol brasileiro ainda é muito fiel ao resultado. O aproveitamento de Diniz era bem ruim, apesar da boa campanha na Sulamericana, talvez não fosse o momento de demiti-lo, mesmo com toda a sua teimosia e fidelidade ao seu modelo de jogo, a diretoria tinha que ter um técnico na manga. Mas não tinha!

É claro que em oito meses, o time evoluiu e muito. Tenho certeza que a maioria dos torcedores são e gratos ao Diniz por tudo o que ele fez, mas a situação dele era muito complicada, o que não fecha as portas para um retorno futuramente.

Foto: Lucas Merçon / FFC

Oswaldo de Olivera era a melhor opção disponível no mercado? Ao meu ver, não. Porém, dentre as opções restantes, talvez fosse a que mais se encaixava no perfil e nas condições financeiras do clube. O fato de que ele já conhece o local de trabalho, provavelmente pesou para o Fluminense ir buscá-lo. Precisávamos de um técnico mais experiente, com mais bagagem(técnico “cascudo”) para poder pegar esse time tricolor e fazer alguns aprimoramentos ao estilo que o time vem jogando.

Oswaldo em sua passagem pelo Flu (Foto: Destak Jornal)

Só o tempo dirá se essa contratação foi acertada. Pode ser que dê certo? Sim! Como também pode dar errado. Só que como tudo, o treinador vai precisar do apoio da torcida! Não adianta ficar remoendo o que a diretoria deveria fazer ou deixou de fazer. Já foi feito! A página virou! Agora, é esquecer Fernando Diniz e dar apoio ao Oswaldo de Oliveira, o novo treinador do Fluminense Football Club.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Comandante novo!Oswaldo de Oliveira é o novo treinador do Fluminense

A espera acabou! Na noite da segunda-feira, o Fluminense anunciou oficialmente a contratação do técnico Oswaldo de Oliveira, que retorna para a sua terceira passagem no clube.

Oswaldo comandou o Fluminense entre 2001/2002, quando foi semifinalista do Brasileirão, e em 2006.

Ele chega ao Fluminense nesta quarta-feira (21), viaja com a grupo, mas o auxiliar Marcão seguirá à frente da equipe no duelo com o Corinthians, na próxima quinta-feira (22) pelo primeiro jogo das quartas de final da Copa Sulamericana.

O novo comandante será apresentado à imprensa na próxima segunda-feira.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Mesmo sem ser convocado, Jardine afirma ter muitos planos para Caio Henrique na seleção olímpica

Ontem, o técnico André Jardine anunciou a convocação da seleção olímpica visando uma forte preparação para as olimpíadas do ano que vem em Tóquio. O Fluminense foi muito bem representado com o volante Allan, primeira vez chamado e Wendel e Ibañez, ex-jogadores do clube e que atuam no Sporting(Portugal) e Atalanta(Itália).

Havia uma expectativa da convocação do lateral/volante Caio Henrique, de 22 anos e peça fundamental do tricolor na temporada. Ao ser perguntado durante a coletiva de imprensa o porque da não convocação do atleta, o treinador explicou:

Jardine convocou hoje 23 nomes para defender a seleção Sub-23 (Foto:Lucas Figueiredo / CBF / Divulgação)

“O Caio Henrique é um jogador no qual eu já trabalhei e admiro bastante. Através da nossa parceira com os clubes, evitamos trazer dois jogadores de cada time para não afetar bastante o desempenho dos times(No caso tricolor, Allan foi chamado pela primeira vez). Ele é um jogador que a gente observa muito e conta sim com ele. Com certeza ele será um jogador muito importante para nós e com certeza estará conosco nas próximas convocações” – afirmou Jardine

“Essa questão de ele conseguir atuar em duas posições exercendo bem a função em ambas, com certeza é um diferencial dele. Isso com certeza só faz dele um jogador melhor e que na Olimpíada, que podemos levar só 18 jogadores, isso com certeza fará muita diferença na hora de escolher os nomes”– concluiu o treinador.

O atacante Pedro também é um jogador que vem sendo convocado com frequência para a Seleção Olímpica, todavia, por conta da sua recente lesão, não foi chamado para os próximos compromissos do time de André Jardine.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Allan e outros ex-Flu são convocado para a Seleção Olímpica

André Jardine anunciou a convocação da Seleção Olímpica para os próximos compromissos da equipe sub-23 do Brasil.

O volante Allan foi pela primeira vez chamado para defender a amarelinha. Junto com ele, outros dois jogadores ex-Flu foram chamados. O também volante Wendel, do Sporting-POR e o zagueiro Ibanez, da Atalanta.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Ceará, São Paulo e Peñarol: Confira se o Flu saiu no prejuízo ou no lucro

Os últimos três jogos do Fluminense no Maracanã confirmaram a bom momento de harmonia entre a torcida, jogadores e a diretoria. Com isso, nesses três últimos jogos em casa, o saldo geral positivo. Confira abaixo os valores:

Fluminense X Ceará – 15/07

Público pagante: 21.810

Público presente: 23.484

Renda: R$ 650.145,00

No empate contra o time cearense o Fluminense arrecadou R$ 650.145,00, mas teve uma despesa de R$ 642.389,38. Ou seja, fechou com um lucro de apenas R$ 7.484,17.

Pedro no jogo contra o Ceará (Foto: Lucas Merçon / FFC)

Fluminense X São Paulo – 27/07

Público pagante: 20.011

Público presente: 21.741

Renda: R$ 644.375,00

Na derrota para o time paulista, o Flu arrecadou R$ 644.375,00. Porém, o tricolor teve despesas na ordem de R$ 656.764,22. Desta forma, o clube ficou no vermelho em R$ 12.389,22.

Guilherme em ação contra o São Paulo (Foto: Mailson Santana / FFC)

Fluminense X Peñarol – 30/07

Público pagante: 31.820

Público presente: 35.071

Renda: R$ 1.278.355

Essa última partida foi a maior arrecadação do Flu em 2019, consequentemente, o maior lucro do ano. O tricolor teve gastos nessa partida de R$ 798.455,97. Pegando esse valor e diminuindo da renda, o Flu obteve um lucro de 463.102, 56 após o desconto das despesas, fora arrecadação de bares e estacionamento, que não são incluídos nos boderôs dos jogos que a FERJ libera ao público.

Fluminense segue forte na Sulamericana (Foto: Lucas Merçon / FFC)

Esses números só mostram que, apesar do time não viver uma boa fase no Brasileirão, a torcida está fazendo o seu papel e apoiando o time, independente da colocação na tabela de classificação. E na Copa Sul-Americana, já virou costume o estádio estar sempre cheio.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Crédito da Foto Inicial:(Mailson Santana/FFC)

Camisa tricolor vestida por Firmino foi presente de Allan: “Ele pediu”

Nos últimos dias, uma foto viralizada nas redes sociais do atacante Roberto Firmino com a camisa tricolor chamou a atenção da torcida.

A maioria se perguntou como que o jogador conseguiu a camisa e foi descoberto que o volante Allan, lhe deu uma de presente

Firmino com a camisa do Flu (Foto: Reprodução/Globo Esporte)

– O Firmino é um grande amigo. O conheci quando fui para o Liverpool. Eu gosto de receber as camisas dele, da Seleção, Liverpool. E ele pediu a do Fluminense e dei – afirmou Allan em entrevista ao Globoesporte.com

Allan e Firmino são muito amigos. O atacante é padrinho da filha do volante tricolor, a pequena Antonella, de apenas 9 meses, enquanto o tricolor, é padrinho de casamento do ex-parceiro de Liverpool. A camisa, foi dada a Firmino durante sua passagem pelo território brasileiro para a disputa da Copa América com a Seleção brasileira.

Eles se conheceram no Liverpool em 2015, quando na época, Allan foi para o clube que ainda está vinculado. Desde então, sua amizade com Firmino ficou muito forte e se estende até fora dos gramados. Vale ressaltar que o pai do atacante dos reds, o seu José Roberto, é torcedor do Fluminense.

Firmino e Allan no Liverpool (Foto: Getty Images)

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Fred, sócios, reforços e muito mais…Coletiva de Mário Bittencourt nessa sexta-feira movimentou o Fluminense

O presidente Mário Bittencourt deu uma entrevista coletiva de imprensa nessa sexta-feira. Com isso, gerou-se muitas especulações dos possíveis temas que o mandatário iria abordar.

Agora, após a o evento acontecer, o Canal Flu News vai fazer um apanhado geral dos melhores pontos da coletiva.

FRED

Como sempre, o atacante Fred foi novamente um dos temas da coletiva. Após as declarações do atleta após a eliminação contra o River Plate, afirmando que ele não se caixa no estilo de jogo do técnico Mano Menezes, voltou-se a falar do atleta no Fluminense. O presidente é amigo pessoal do atacante e ao ser questionado sobre um possível retorno, falou:

– Já falei algumas vezes, temos uma relação muito boa. Ela se construiu aqui no Fluminense. Fui o responsável pela renovação do contrato em 2015. Infelizmente, ele saiu daqui de maneira ruim. A instituição não foi inteligente com o ídolo. Respeito o contrato dele com o Cruzeiro. Se for possível de ele voltar em janeiro, e não farei pelas costas do Cruzeiro, faremos de tudo para repatriá-lo. Mas terá de ser dentro das nossas condições. Estamos sendo criativos. Se ele nos abraçar dentro da nossa realidade, faremos de tudo para tê-lo aqui, disse Mário.

Fred já completou os sete jogos no Campeonato Brasileiro pelo Cruzeiro, o que o impossibilita de atuar em qualquer outro clube. Por isso, as falas do presidente são para que o clube tente trazer o ídolo de volta em janeiro de 2020.

Será que volta? (Foto: Reprodução/FFC)

Vale ressaltar que o atacante João Pedro vai para o Watford em janeiro e o atacante Pedro vem recebendo sondagens o tempo todo de grandes clubes europeus.

SÓCIOS

O presidente informou ainda à aderência de novos sócios, disse que no jogo contra o Peñarol, teve grandes números de pessoas se associando dentro do estádio e ressaltou a importância do torcedor nesse processo.

– Entraram três mil novos sócios no clube desde que chegamos, entre contribuinte, futebol e proprietário. No jogo do Peñarol foi o recorde histórico de sócio futebol dentro do estádio. Dos 31 mil pagantes, mais ou menos de 9 mil foram sócio futebol. O meu sonho é que de 30 a 40 mil pessoas num jogo sejam sócio futebol. A torcida está entendendo que estamos abrindo as portas cada vez mais e seguiremos fazendo coisas nesse sentido. Não há outro caminho. Queremos cada dia mais poder fazer com que eles possam ir ao estádio com mais conforto. Colocamos um ponto de venda na quadra da Vila Isabel, abrimos a bilheteria do Maracanã no dia do jogo do Peñarol. Continuamos tentando melhorar, disse.

Mário elogia a torcida tricolor e o plano de sócio (Foto: Lucas Merçon/FFC)

TRANSPARÊNCIA

Mário prometeu lançar o Portal da Transparência, que será um lugar onde o torcedor poderá ver todos os gastos e as finanças do clube. Ele deu um prazo até outubro para isso. E ainda afirmou estar tratando pessoalmente das pendências jurídicas do clube.

MAIS REFORÇOS

Após Muriel, Nenê e Wellington Nem, que deve fazer sua estreia amanhã contra o Internacional, o mandatário falou que o clube ainda está ativo no mercado para trazer mais dois reforços. Mário ainda falou da situação envolvendo o lateral Junior Tavares, que estava negociando com o clube, mas acabou não indo para frente.

– Possivelmente estamos caminhando para ter dois atletas. Talvez a gente possa ter novidade. Ideia é fechar com duas contratações. Celso e Paulo vão explicar isso mais tarde. Podemos concluir no final de semana. Com Junior Tavares, conversamos, mas não avançamos. Vida que segue , disse.

Vale ressaltar que a janela para jogadores estrangeiros vindo de fora para o Brasil, se encerrou. Ou seja, nomes como Thiago Silva, muito pedido pela torcida e do zagueiro Dória, ventilado através de um veículo de comunicação e que após apuração do Canal Flu News junto aos seus empresários e assessoria, era impossível de acontecer, não podem negociar. O zagueiro Anderson Martins, seria um dos nomes para a zaga que o Flu estaria negociando junto ao São Paulo, informação publicada pela própria Flu News.

Mário fala sobre reforços (Foto: Lucas Merçon/FFC)

PATROCÍNIOS

O Fluminense está sem patrocínio master há alguns anos. A última empresa a ocupar esse cargo foi a Valle Express, que não durou muito. Promessa de campanha do presidente, Mário voltou a falar sobre esse assunto e diz que está em negociação com algumas marcas, mas que não vai aceitar qualquer valor pois ele sabe o quão importante e pesada é a camisa do Fluminense.

– Muito importante as pessoas entenderem que o uniforme de um clube de futebol hoje não é só um patrocínio master. Tivemos um patrocínio que herdamos da Forteviron, obtivemos na omoplata com a Kashbet e praticamente fechados até o final de 2020 para costas e seguimos com negociação com duas empresas para patrocínio master. É um mercado fechado no momento, com dificuldades financeiras. Os valores não achamos condizentes com a camisa do Fluminense. Estamos em negociação com duas empresas para as mangas. Em breve apresentaremos, pelo menos, barra/costas e a manga na camisa e seguiremos batalhando pelo patrocínio master, afirmou Mário.

Vale ressaltar que a Samsung está sendo constantemente vinculada como uma possível patrocinadora master, uma vez que ela vem respondendo os “tweets” de algumas páginas tricolores, além de seguir o clube nas redes sociais, causando uma euforia na torcida. Seria por acaso ou coincidência? Veja nos prints abaixo

VENDA DE LEANDRO SPADACIO

Mário também falou da estranha venda do meia-atacante, negociado com o Shabab Al Ahli, dos Emirados Árabes por uma quantia, que segundo o repórter Hector Werlang, do Globo Esporte, de US$ 500 mil, cerca de 2 milhões de reais, aproximadamente.

– Ele é um atleta que muito antes da minha chegada havia subido duas vezes para os profissionais. Treinou com o Abel, depois com o Marcelo Oliveira. É um atleta de qualidade sim, mas não performou. O que não significa que não possa performar no futuro ou em outro lugar. Mas não performou aqui e desceu. Ainda agora esteve com o Fernando e acabou voltando para o sub-20. Foi nesse momento superado por atletas mais jovens de 16, 17, 18 anos de idade e ele está próximo de fazer 20 anos. E isso faz com que o clube, num momento, e o atleta, fazer com que sua carreira deslanche. Alguns clubes no Brasil têm um projeto de tentar fazer vendas intermediárias para que possamos depois segurar os nossos jogadores que estão performando. O atleta depois de ter vindo três vezes ao profissional e não ter ficado, havia um desestímulo natural. Chegou uma proposta do mundo árabe e não é um mercado que costuma adquirir jogadores nessa idade. Mas vejam que não houve proposta da Europa porque ele não performou no profissional. Só que se criou uma regra no campeonato local de que atletas nascidos no ano 2000 poderiam ser contratados acima da cota de estrangeiro, disse o presidente

Spadacio irá jogar nos Emirados Árabes (Foto: Mailson Santana / Fluminense)

VENDA DO LUCIANO

Mário fez questão de colocar para a imprensa que o Flu lucrou mais do que o esperado com a venda de Luciano, que já foi anunciado como novo reforço do Grêmio

– Luciano tinha uma opção de compra junto ao Leganés que poderia ser exercida até o fim desse ano. E obviamente, sendo muito transparente, dificilmente conseguiríamos exercer. Os valores eram altos. O Flu tem dificuldades de comprar jogadores hoje e todos sabem disso. Ele recebeu uma proposta, é fato, público e notório em valores muito mais altos que os nossos e não tínhamos como cobrir. Ele manifestou o interesse de sair, foi extremamente correto e nós autorizamos que abrisse a negociação. Quando o clube detentor dos direitos ficou sabendo, tentou negociar por um valor um pouco maior e a gente tinha uma taxa de vitrine de 20%. Entretanto, uma das condições para negociação de um clube brasileiro foi não nos pagar a vitrine. Mas conseguimos chegar num denominador comum que ficou melhor para o Fluminense e acabamos vendendo a nossa opção para o Grêmio. O Grêmio nos pagou um valor maior do que a taxa de vitrine do se o atleta fosse vendido diretamente. Teríamos 20% do valor pela taxa de vitrine e recebemos 30% do valor que o Grêmio adquiriu o atleta, falou Mário.

Luciano já assinou com o Grêmio (Foto: Arquivo Pessoal/Instagram)

FERNANDO DINIZ

Por conta do mau desempenho no Brasileirão, muitos torcedores chegaram a pedir a demissão do técnico Fernando Diniz. Porém, Mário deixou bem claro na coletiva que o treinador segue no clube e com muita moral e confiança da diretoria.

– Qualquer profissional está sob constante avaliação. Chegamos aqui há menos de dois meses. Estamos fazendo avaliação desde que a gente chegou. E das condições que ele tem de trabalho. Ele tem só um titular do começo do Carioca no time atual. O time está nas quartas de final da Sul-Americana. Estamos mal no Brasileiro, no Z-4, mas quem olha aqui de dentro vê que o trabalho é realizado de forma correta. Está mais sólido do que nunca!, afirmou Bittencourt.

Diniz segue com prestígio no clube (Foto: Lucas Merçon/FFC)

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Com show de Yony e Muriel, Fluminense se agiganta e vence o Peñarol em pleno Campeón del Siglo

O Fluminense deu um passo enorme rumo ás quartas de final da Copa Sulamericana ao vencer o Peñarol pelo placar de 1×2 em partida realizada na noite dessa terça-feira, em Montevidéu, no estádio Campeón del Siglo. Os gols tricolores, foram marcados por Yony González, um em cada tempo. Gastón marcou para os uruguaios aos 45 da segunda etapa.

Primeiro tempo

Antes de começar o jogo, o técnico Fernando Diniz promoveu algumas mudanças na equipe. Começou promovendo a estreia de Muriel, que entrou no lugar de Agenor. Igor Julião no lugar de Gilberto, que sentiu dores no joelho esquerdo. Allan, voltou ao time titular e por último, Marcos Paulo no lugar de João Pedro, que nem sequer viajou ao Uruguai.

O primeiro tempo foi bastante disputado. O Peñarol, por ser o mandante, teve o maior controle da posse de bola, porém, ofereceu pouco perigo ao gol tricolor.

Em uma das poucas oportunidades que teve de trocar passe, o Flu foi cirúrgico. O goleiro Dawson saiu jogando errado e Marcos Paulo pegou a bola na ponta esquerda. Ele viu Yony passando no meio e encontrou um passe preciso. O colombiano puxou para a perna boa e de carrinho, só precisou empurrar para o gol. Vale ressaltar que na Copa Sulamericana, ao contrário da Copa do Brasil, o gol fora é critério de desempate.

Yony comemora seu gol (Foto: Lucas Merçon/FFC)

Os uruguaios, após o gol, pressionaram bastante a saída de bola tricolor, fazendo com que o goleiro tricolor cobrasse bastante tiros de meta em ligação direta. O Flu ainda teve uma boa chance com Pedro de cabeça, porém, o goleiro Dawson defendeu. Antes do apito final, Muriel ainda fez uma boa defesa ao defender cabeçada de Gastón.

Segundo tempo

Precisando urgentemente de um gol, os uruguaios vieram para cima do Flu. Com isso, Muriel começou a ser o protagonista. Aos 18 minutos, fez uma defesa fantástica após cobrança de falta de Brian, Gastón completa na segunda trave e o goleiro defende à queima-roupa.

Aos 20, a primeira troca no Flu. Saiu Igor Julião, que apesar da boa partida, já tinha cartão amarelo. Entrou Gilberto.

Aos 24 minutos, Martínez cabeceia após batida de escanteio e novamente o arqueiro tricolor defende. Após um começo inseguro, Muriel mostrava muita segurança e que pode ser o goleiro que o Fluminense precisa para o restante da temporada.

No minuto seguinte, veio o golpe tricolor. No momento em que os uruguaios pressionavam bastante, Daniel manda um passe na medida para Yony, que ganha na corrida, aproveita a saída de Dawson e aplia o placar para o tricolor. 2×0 e dois gols do camisa 11.

Comemoração do segundo gol (Foto: Lucas Merçon/FFC)

Aos 34, a segunda mudança. Saiu o meio campista Paulo Henrique Ganso e entrou o volante Bruno Silva.

Os Carboneros precisavam de qualquer gol no momento. Com isso, entrou o experiente Cebolla. Antes do gol, havia entrado outro veterano, o atacante Estoyanoff.

Aos 41, novamente, Muriel, faz boa defesa em chuta de Estoyanoff e salva o Flu. Isso, sem contar nas saídas da baliza nos escanteios do Peñarol. Ao contrário dos outros goleiros tricolores, ele sai em praticamente todas as bolas aéreas.

Danielzinho em ação (Foto: Oficial CAP/Peñarol)

Porém, aos 45, a pressão fez efeito. Brian Rodríguez recebe na ponta direita e acerta passe milimétrico para o camisa 9, que completa de primeira e bate Muriel. Um gol que não era para acontecer. Ainda deu tempo para Airton entrar no lugar de Danielzinho, com intuito de fechar ainda mais a defesa.

Fim de jogo, 1×2 para o Fluminense e o tricolor retorna para o Rio de Janeiro com uma excelente vantagem para o jogo da volta, semana que vem, no Maracanã. Mas antes, enfrenta o São Paulo pelo brasileirão também no Rio de Janeiro.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Eternamente gratos: Ídolos e ex-jogadores parabenizam o Flu. Confira a lista:

Hoje, 21 de julho de 2019, é o aniversário de 117 anos do nosso tricolor. E com isso, os parabéns vieram aos montes. Ex-jogadores, ídolos e jogadores atuais, postaram fotos em suas redes sociais desejando um feliz aniversário para o Fluminense. Confira a extensa lista:

Goleiros

Defensores

Meias

Atacantes

Além de todos esses nomes, jogadores como Dodi, Caio Henrique, Marquinhos Calazans, Miguel, Mascarenhas, Nino, Calegari, Luiz Fernando, Gerson o “Canhotinha de Ouro” e outros atletas da base tricolor, desejaram felicidades ao clube.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

PSG parabeniza Nenê pelo seu aniversário de 38 anos

O Paris Saint Germain, clube no qual o meio-campista Nenê, recém chegado ao Fluminense, atuou por três temporadas, postou uma foto parabenizando o jogador por mais um ano de vida. E o tricolor, foi citado na publicação!

Mensagem do PSG para Nenê (Foto: Reprodução)

“Parabéns para Nene, que completa 38 anos e boa sorte na sua nova aventura no Fluminense FC”, diz a mensagem.

Nenê fez 112 jogos pelo time da capital francesa, acumulando 48 gols e 46 assistências, sendo considerado um dos grandes jogadores da história do clube.

Nenê, que completa 38 anos hoje, está liberado pelo BID(Boletim Informativo Diário) da CBF e já pode estrear pelo Flu. Resta saber se o treinador Fernando Diniz irá utilizá-lo na partida de amanhã, ás 11h, no clássico contra o Vasco, em São Januário.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Crédito da Foto Inicial : Daily Express

Top