fbpx

SEM PRESSA! Odair adia sua renovação com Fluminense

Já se planejando para a próxima temporada, o Fluminense confia na continuidade de Odair Hellmann no comando da equipe. Clube e treinador já externaram um para o outro a vontade de renovar o contrato que termina no dia 31 de dezembro, mas ainda não se espera uma definição pelos próximos dias. Sem pressa e com foco nas próximas rodadas do Campeonato Brasileiro, o técnico adiou a retomada das conversas para o final do ano.

As conversas com Fluminense começaram há pouco mais de um mês no dia 17 de outubro, logo após o empate com o Ceará por 2 a 2 no Maracanã. Ainda no mês passado, o empresário do técnico, Gilmar Veloz, esteve no Rio de Janeiro e teve uma reunião com o presidente do clube, Mário Bittencourt, e com o diretor executivo de futebol tricolor, Paulo Angioni. No encontro, a diretoria ofereceu uma renovação até o fim de 2021 em um contrato nos mesmos moldes do atual.

A capacidade de trabalhar com jovens e a gestão do vestiário são considerados pontos fortes do treinador, que foi mantido no cargo mesmo em momentos de pressão. Apesar das eliminações precoces na Copa Sul-Americana e na Copa do Brasil, o trabalho de Odair é bem avaliado internamente, e a campanha sólida no Brasileiro aumentou a confiança da direção na comissão técnica. O Fluminense tinha a expectativa de uma definição rápida, até a primeira quinzena de novembro, e chegou a sugerir o acerto de todos os detalhes, deixando apenas o tempo do contrato pendente para o debate no fim do ano. Mas agora terá que esperar até o final do ano. 

Após voltar de Porto Alegre na última segunda-feira, o elenco do Fluminense folgou na terça-feira e se reapresenta na tarde desta quarta no CT Carlos Castilho, quando Odair dará início à preparação para enfrentar o Bragantino. Em quinto lugar no Brasileirão, o time volta a campo só na próxima segunda, às 20h (de Brasília), no Maracanã.

E aí tricolor, quer a renovação ?

Fonte: Ge.com

Foto: Lucas Merçon/FFC

Odair revela papo com Lucca na bola parada

Após a bela vitória de virado do Fluminense sobre o Inter, Odair analisou a evolução do time na partida e revelou uma dica a Lucca na bola parada onde saiu o gol olímpico na partida.

Sobre o jogo, no início do primeiro tempo foi muito truncado. O Inter conseguiu uma movimentação de linhas, fez a tabela e marcou o gol. Tínhamos trabalhado essa situação e aconteceu. É um ajuste que precisamos fazer. Mas acabou acontecendo só aquele lance. Conseguimos ter a posse, mas não traduzimos em situações claras de gol. Tivemos dificuldade nessa parte final. Estamos trabalhando muito para conseguir isso, criar oportunidades e finalizações. Tivemos a posse. Por isso o Inter não conseguiu mais contra-atacar. No segundo tempo ajustamos essas situações. A bola do Lucca acabamos trocando no intervalo, invertemos. Começamos de um jeito (com Barcelos) e invertemos no intervalo. Deu resultado no empate. A equipe manteve a solidez, a posse até a parte final. O Inter teve mais posse nessa parte, mas sem ter grandes chances. Tivemos até oportunidades para buscar um placar maior. São ajustes que estamos fazendo e precisamos também do resultado. Hoje buscamos uma formação diferente pelos problemas que tivemos na semana. Fomos merecedores do resultado do início ao fim. Soubemos sair de uma situação adversa de placar. Foi uma vitória muito importante para a nossa caminhada ” – Finalizou

Fluminense é o quinto colocado na tabela e volta a campo na próxima segunda (30/11) contra o RedBull Bragantino no Maracanã.

Foto: Mailson Santana/FFC

VIROU TRICOLOR! ” Odair do TikTok ” comemora vitória do Flu com dancinha

Apelidado como ” Odair do TikTok “, Gionni Straccia caiu nas graças a torcida. Comparado semelhantemente com técnico Odail Helmann do Fluminense, o Venezuelano aceitou a comparação e hoje (22/11) depois da vitória do Flu sobre o Inter de virada, Gionni não perdeu tempo e postou vídeos com a camisa tricolor em sua rede social.

Confira os vídeos:

Vídeo reprodução instragram

Em rede social, Celso Barros alfineta Mário: “Pau que da em Chico, dá em Francisco “

Se a novela sobre a renovação de Dodi acabou ontem, hoje Celso Barros fez questão de postar uma mensagem em sua rede social onde da uma pequena alfinetada no atual presidente do clube, Mário Bittencourt.

Em publicação na sua conta pessoal do Instagram, Celso comparou o caso de Dodi, que não atuará mais pelo Fluminense, com o de Danielzinho, que se transferiu para o Bahia no início deste ano, após uma longa e frustrante tentativa de extensão de vínculo por parte do clube.

Confira o que disse Celso Barros:

O atual episódio do atleta Dodi esse ano, em muito se assemelha com o de Danielzinho, no período em que eu estava no futebol do Flu. Jogadores e atletas, seis meses antes do final de contrato, procuram ser valorizados pelo trabalho que realizaram no clube. Nada de anormal nisso. No entanto, o que não é normal é a forma com que alguns empresários tocam essas negociações. Existe sempre o discurso em que dizem que o jogador sempre quer ficar no clube e ao final o atleta vai embora. Nestes dois episódios esteve presente o empresário Marcio Bittencourt, que é visto no futebol do Flu como uma pessoa que gosta e sempre pensa no melhor para o clube. É o famoso “me engana, que eu gosto”.

Por último, caro presidente, é como diz outra expressão popular: ”O pau que dá em Chico, dá em Francisco.” ST

Fonte:Ge.com

Foto: Reprodução Instagram

Luiz Flávio de Oliveira apitará partida contra o Inter

Jogo entre Internacional x Fluminense na próxima segunda-feira, terá trio de árbitros paulista. Luiz Flavio de Oliveira (SP) será o árbitro da partida. Ele terá o auxílio de Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP) e Evandro de Melo Lima (SP). Wagner Reway (PB) será o Árbitro de Vídeo.

Luiz apitou 24 jogos do Flu na carreira, com o Tricolor vencendo 11 vezes e sendo derrotado em 5. Foram distribuídos 58 amarelos e 5 vermelhos a atletas tricolores. O último jogo do clube apitado por ele foi a vitória sobre o Goiás por 4 a 2 neste Brasileirão.

Foto: Lucas Merçon/FFC

Perto de voltar aos treinos, Yago Felipe posta vídeo mantendo a forma em casa

Vivendo um difícil início de segundo turno no Campeonato Brasileiro, com duas derrotas em dois jogos, o Fluminense conta com um retorno de um titular para tentar se reerguer na competição: Yago Felipe. Recuperando-se de Covid-19 desde o domingo retrasado, o volante completa os 10 dias de quarentena nesta terça e prepara sua volta ao clube, o que deve acontecer já na quarta-feira.

Mantendo a forma em casa, Yago postou um vídeo em sua conta no Instagram mostrando suas atividades. Confira:

Reprodução Instagram

Se testar negativo em novo exame, Yago se reapresentará na quarta-feira, quando o técnico Odair Hellmann vai começar a preparação para o próximo jogo, já que nesta terça os jogadores titulares farão apenas trabalhos regenerativos no CT Carlos Castilho. Neste cenário, o volante teria quatro dias de treino com o grupo antes da partida contra o Inter no domingo, às 18h (de Brasília), no Beira-Rio.

Ele depende da parte física para ser relacionado, mas é pouco provável que viaje com a delegação no sábado para Porto Alegre. Entre todos os jogadores anteriormente infectados no Fluminense, quem voltou a jogar mais rápido foram Luiz Henrique e Luccas Claro, que se reapresentaram ao clube em 5 de outubro e no dia 11 entraram no segundo tempo da vitória por 1 a 0 sobre o Bahia no Maracanã.]

Fonte: Ge.com

Foto: Reprodução Instagram

Se quiser brigar por uma vaga na Libertadores, Fluminense precisará retomar o caminho das vitórias o quanto antes

A derrota por 2 a 0 para o Palmeiras, no sábado (14), exige do Fluminense uma resposta imediata no Campeonato Brasileiro. O time sofreu com a oscilação de seus principais desfalques, perdeu um confronto direto pelo G4 e vê os concorrentes em franca ascensão.

Atual oitavo colocado, o Fluminense foi ultrapassado na classificação por Palmeiras, Santos e Grêmio. Para além das posições, o momento também parece favorecer o trio de concorrentes: o Alviverde acumula oito vitórias seguidas; o Tricolor Gaúcho não perde há dez jogos; e o Santos reage mesmo desfigurado por um surto de coronavírus no clube.

Por tudo isso, o time de Odair Hellmann está pressionado a responder. Afinal, após eliminações dos torneios mata-mata, só resta ao Fluminense o Brasileirão. A corrida pelo título já pareceu mais viável, porque o Tricolor tem seis pontos a menos e um jogo a mais do que o líder Atlético-MG, mas o time tem chances consideráveis de alcançar uma vaga na Copa Libertadores.

Para isso, Odair precisa fazer o time reagir. O Fluminense viveu boa sequência recente, mas as derrotas para Grêmio e Palmeiras em confrontos diretos o fez perder terreno. No sábado, no Allianz Parque, faltou velocidade, proposta ofensiva e protagonismo. Os destaques da equipe tiveram atuações apagadas, e o Palmeiras dominou sem correr riscos.

A primeira oportunidade para uma resposta se dá às 18h15 (de Brasília) de segunda-feira (22), na visita ao Internacional no Beira-Rio, pela 22 rodada. O time gaúcho é o vice-líder com 36 pontos.

Fonte: Uol Esportes

Foto: Lucas Merçon/FFC

Próximo adversário do Fluminense, Internacional terá desfalques para partida

Além de ter sido derrotado pelo Santos por 2 a 0 no sábado, o Internacional ainda perdeu jogadores para a partida contra o Fluminense, no próximo domingo, no Maracanã. Uma das ausências é Rodrigo Lindoso, o volante recebeu o terceiro cartão amarelo e cumprirá suspensão.

Fora ele, os também volantes Patrick e Nonato foram contaminados por Covid-19 e estão afastados.

Por outro lado, o zagueiro Heitor fica à disposição do técnico Abel Braga após cumprir suspensão.

Antes de enfrentar o Fluminense, o Colorado ainda entrará em campo na quarta-feira, contra o América-MG, em Minas, pela volta das quartas de final da Copa do Brasil.

Fonte: NetFlu

Foto: Lucas Merçon/FFC

Fluminense não joga bem e perde para o Palmeiras no Allianz Parque

Antes mesmo do apito inicial, o Fluminense perdeu sua referência no ataque: Fred torceu o tornozelo no aquecimento e deu lugar a Felippe Cardoso. Em campo, o Flu teve um pouco mais a bola nos pés, mas não teve velocidade nem infiltrações para incomodar a defesa do Palmeiras. O Palmeiras cheio de desfalques, teve dificuldades na transição que deu tão certo nos primeiros jogos com Abel Ferreira no comando. Mesmo assim, achou seu caminho pelo lado esquerdo, com Gustavo Scarpa bem avançado, tentando cruzamentos na área e exigindo boa defesa de Muriel em um chute no fim. O Fluminense finalizou mais e teve um gol bem anulado de Luccas Claro, por impedimento. A melhor chance, porém, foi do Palmeiras – um vacilo de Luccas Claro na área que deixou Willian na cara do gol. Muriel defendeu.

O jogo ficou com mais espaços, à feição do Palmeiras, que começou a jogar do jeito que gosta, pressionando a saída do Fluminense e tomando o controle do jogo. Raphael Veiga decidiu logo no início, com um gol de pênalti marcado após toque na mão de Wellington Silva e outro aproveitando sobra e batendo sem chances para Muriel. O Flu tentou reagir com as entradas de Luiz Henrique, Marcos Paulo e Caio Paulista, mas o “sangue novo” não surtiu efeito.

Tricolor agora com 32 pontos cai para oitava colocação no campeonato.

Fluminense volta a campo no próximo domingo (22) contra o Internacional no Beira-Rio.

Foto: Lucas Merçon/FFC

Para seguir no Ato Trabalhista, Fluminense terá que pagar valor milionário. Entenda o caso.

O Fluminense não recebeu uma boa notícia da Justiça. A desembargadora corregedora regional Mery Bucker Caminha, da Coordenadoria de Apoio à Execução do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1), derrubou nesta semana decisão dada no meio do ano pelo presidente do TRT que suspendia metade do valor mensal do pagamento do Ato Trabalhista pelo clube por conta da pandemia da Covid-19, conhecida como coronavírus. Como consequência disto, a magistrada deu 15 dias, improrrogáveis, para que o Flu pague R$ 1,8 milhão que deixou de pagar nos últimos três meses devido a então suspensão, sob pena de cancelamento do Ato Trabalhista. Cabe recurso.

O site Esporte News Mundo teve acesso a detalhes do caso. Este é o nono ano do Fluminense no Ato Trabalhista. Neste, o acordado em juízo foi o de que R$ 1,2 milhão seria retido, mensalmente, direto dos direitos de transmissão dos jogos junto ao Grupo Globo. No meio do ano, porém, o clube presidido por Mário Bittencourt requereu que até dezembro, devido a crise financeira provocada pelo coronavírus, que a Justiça liberasse em 50% o valor mensal do acordo do Ato – o que fez nos últimos três meses ser retido somente R$ 600 mil por mês. O presidente do TRT-1 acatou, o que agora foi revogado pela desembargadora corregedora.

Ora, os termos do Plano Especial de Execução Trabalhista (PEPT) não se sujeitam à novação, ou seja, não podem ser alterados posteriormente. Neste sentido, a decisão de conceder abatimento de 50% do valor da parcela pelo período de agosto a dezembro de 2020 não encontra amparo legal, ainda que a empresa tenha se comprometido a, posteriormente, compensar a diferença com maiores depósitos mensais”, argumentou a desembargadora.

Completou a magistrada: “Portanto, se o plano se revelou inexequível pela empresa, cabia o cancelamento do plano vigente e a apresentação, pela devedora, de outra proposta de plano dentro de sua realidade financeira, proposta esta a ser objeto de nova análise para deferimento ou não. Mas nunca a alteração do plano em curso, ou seja, a novação”.

Vale lembrar que o Ato Trabalhista é um parcelamento para quitar dívidas de ex-jogadores e ex-funcionários de clubes de futebol no Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região. Este do Fluminense foi assinado em novembro de 2011, ainda pelo presidente Peter Siemsen, abrangendo todas as dívidas de ações ajuizadas até o dia do deferimento do Plano Especial de Execução. A dívida total, na oportunidade, passava de R$ 120 milhões.

Fonte : Esporte News Mundo

Foto: Lucas Merçon/FFC

Top