Diniz exalta intensidade do Fluminense contra o Cuiabá: “Merecíamos um placar mais elástico”

O Fluminense bateu o Cuiabá por 1 a 0 na tarde deste domingo (7), sob os olhos de mais de 46 mil torcedores no Maracanã. Técnico tricolor, Fernando Diniz celebrou o resultado que, com 38 pontos, deixa a equipe a um ponto do Corinthians, o segundo colocado do Brasileirão.

O time começou muito ligado, fazendo uma pressão muito alta, fez o gol. Concordo que a gente baixou um pouco a intensidade e não deveria. No segundo tempo, a gente pressionou de novo no começo. Acho que terminamos os últimos 15, 20 minutos com bastante intensidade com as trocas e merecíamos até um placar mais elástico.

O técnico também elogiou a atuação de Cris Silva, que ingressou na partida no lugar de Pineida, que sofreu com câimbras, aos 18 minutos do segundo tempo. A dupla agradou.

Ele entrou muito bem, ele tem treinado muito bem. O Pineida também fez uma boa partida e não teve nenhuma surpresa. Jogou com segurança, o Pineida, não teve nada defensivamente do lado dele, ajudou na construção. E o Cris Silva entrou fresco, jogador que tem muita qualidade. Os dois souberam aproveitar a oportunidade.

Veja mais resposta do técnico:

Yago Felipe

– Só pode jogar 11 e entrar cinco, não tem nada específico (sobre não ser utilizado). Ele entrou outras vezes e é um jogador que gosto muito. Está tudo num nível muito parecido. Ele pode não só entrar como voltar a ser titular. Mas é que só dá para jogar 11. Ele não entrou, mas entrou o Martinelli. Não dá pra colocar todo mundo. O Nonato está vivendo um momento muito bom também.

Se perder um dos pilares, como manter a pegada?

– Já jogamos sem eles e ganhamos. Jogamos sem o Ganso quando cheguei, na estreia com o Palmeiras. Fizemos um jogo de igual para igual e empatamos. Fizemos um jogo contra o Athletico-PR sem Ganso e Arias… Hoje o André não jogou e ganhamos também. Temos um elenco muito bom. Temos jogadores que estavam no banco hoje e eram titulares. Temos muito titulares para jogar. Acho o elenco do Flu excelente. A capacidade financeira do Fluminense, hoje, é diferente dos outros. Temos que procurar honrar compromisso, tratar bem quem está aqui e oferecer o melhor, que é o que todo mundo está tentando fazer. Mário (Bittencourt) e Paulo Angioni estão sempre atrás de recursos para poder honrar com os compromissos. E, repito, estou muito contente com o elenco que tenho.

Foto: Marcelo Gonçalves/FFC

Treinos do Fluminense com Diniz têm intensidade e repetição como pilares

Na última quinta-feira, o treino no CT Carlos Castilho foi aberto à imprensa e deixou evidente alguns dos principais pilares da filosofia de Diniz: intensidade e repetição. Mas, a aproximação, toque rápido e solidariedade na marcação também ganham destaque no time.

Na atividade, em um dos poucos treinos abertos da temporada, o grupo trabalhou em campo reduzido, dividindo-se em quatro times de cinco jogadores na linha, além do goleiro. Cada dupla de equipes se enfrentava durante dois minutos em ritmo intenso. Ao fim do cronômetro, os outros dois se encaravam, e assim por diante.

Diniz passa orientações no treino do Fluminense — Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense

Fotos: Marcelo Gonçalves/FFC

Nathan volta a treinar com a equipe após problema muscular

Depois de desfalcar o elenco por conta de um desconforto muscular na coxa esquerda, o jogador participou do treinamento na manhã desta quinta-feira (4).

Meio-campista ficou fora dos últimos dois jogos, contra o Santos e o Fortaleza.

Enquanto o clube viajou para enfrentar o Santos, Nathan ficou no Rio para fazer transição e se recuperar do desconforto na região. O atleta ganhou a vaga com a chegada do técnico Fernando Diniz, perdeu espaço, mas voltou a ser utilizado e aparecer bem.

Foto: Marcelo Gonçalves/FFC

Após atraso na documentação, Alan, do Fluminense, é registrado no BID

Após atraso na documentação, Alan finalmente foi regularizado e teve seu nome publicado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF nesta sexta-feira. 

Por conta da cidadania chinesa do jogador, os trâmites burocráticos com visto de trabalho tornaram o processo de regularização mais longo que o normal.

A documentação do jogador precisou chegar da China em um processo burocrático (e geralmente lento), como toda contratação de estrangeiro, uma vez que o atacante é naturalizado chinês – como não há dupla cidadania na China, ele precisou abrir mão, assim, da nacionalidade brasileira.

Fotos : Reprodução/FFC

Samuel Xavier mira vitória na Vila para seguir na cola dos líderes

Na terceira colocação da tabela, o Time de Guerreiros vai em busca da vitória para seguir na cola dos líderes. Segundo o lateral-direito Samuel Xavier, a equipe está pronta para voltar com os três pontos na bagagem.

É um jogo importante para a gente, como vem sendo todos no campeonato. A briga é na parte de cima da tabela, então a gente sabe que enfrentar o Santos na Vila sempre é muito difícil, mas estamos treinados e preparados para buscar os três pontos.

O momento da equipe não poderia ser melhor. Já são 11 jogos de invencibilidade, sendo nove vitórias e dois empates, o que representa um aproveitamento de 87%, contando jogos do Brasileirão e da Copa do Brasil. A evolução, para Samuel Xavier, é fruto de muito trabalho no dia a dia tricolor. Apesar disso, o camisa 2 espera uma partida muito difícil na Vila Belmiro.

Da mesma forma que a gente melhora, as outras equipes também evoluem. No segundo turno, partindo para a reta final do campeonato, é normal haver essa melhora. Hoje o futebol é muito estudado, todas as equipes observam muito seus adversários. Assim como a gente estudou o Santos, o Santos estudou a gente. Temos que colocar nosso futebol em prática no campo, independentemente do que eles prepararam. Precisamos jogar o que temos treinado e só assim vamos conseguir sair da Vila com um bom resultado.

Foto: Marcelo Gonçalves/FFC

Na reta final das copas, Fluminense é o melhor visitante na temporada

O Fluminense entra em campo como favorito contra o Santos, pelo fechamento da 20ª rodada do Brasileirão, carregando para a partida o mérito de ter a melhor campanha visitante da temporada: 15 vitórias, cinco empates e quatro derrotas. 

Invicto a 11 jogos, o desempenho visitante tem sido um diferencial para a equipe carioca, que não perde fora de casa há seis partidas, com quatro vitórias e dois empates.

 — Foto: Espião Estatístico

Foto: Espião Estatístico

Fã de Ferrugem, Cano acompanha show da Flu Fest on-line: “O homem aí”

A viagem do Fluminense para Santos, neste domingo, visando o duelo com o Peixe nesta segunda, às 20h (de Brasília), pela 20ª rodada do Brasileirão, impossibilitou a presença de Germán Cano na Flu Fest, que celebrou os 120 anos do clube. No entanto, o argentino deu um jeito de acompanhar o show de Ferrugem, de quem o camisa 14 é fã. O Flu postou em suas redes um vídeo do centroavante assistindo à apresentação ao vivo na FluTV.

O homem aí”, disse o jogador.

“Gosto um pouco de tudo, mas pagode é o que mais gosto. Esse cara canta muito bem”, disse Cano.

Foto: Marcelo Gonçalves/FFC

Jornal espanhol exalta fase de Diniz no Fluminense: “Técnico da moda”

A fase de Fernando Diniz vem ganhando destaque não apenas dentro do Brasil, mas também fora do país. O Jornal espanhol “As” publicou uma matéria em seu site, neste sábado, exaltando o desempenho da equipe sob o comando do treinador. Na publicação, diário afirmou que o time apresenta um jogo vistoso e associativo desde a zaga até o ataque — e até citou o termo “Dinizismo”.

Diniz é destaque em jornal espanhol — Foto: Reprodução/As

O jornal destacou a sequência invicta da equipe e o crescimento dentro do Campeonato Brasileiro, além da vantagem na Copa do Brasil diante do Fortaleza, no jogo de ida das quartas de final.

Além disso, a publicação também destaca alguns jogadores que vêm fazendo a equipe alcançar o sucesso recente, como Ganso, André, Matheus Martins, Cano, Arias e Nonato. O jornal também relembrou a goleada história sobre o oriente Petrolero por 10 a 1, na última partida da fase de grupos da Copa Sul-Americana.

Foto em destaque: Marcelo Gonçalves

Foto no post: Reprodução/As

Fluminense sofre quatro baixas para o jogo contra o Santos

O Fluminense sofreu quatro baixas importantes para o jogo contra o Santos, pela 20ª rodada da competição. O técnico Fernando Diniz, o zagueiro Manoel, o volante Felipe Melo e atacante Marrony estão suspensos para a partida.

Manoel, Felipe Melo e Fernando Diniz estavam pendurados e levaram cartões amarelos no confronto. Marrony, que entrou no segundo tempo, acabou sendo expulso nos minutos finais com um vermelho direto por agressão – o cartão foi dado após revisão do VAR.

Em entrevista coletiva após o jogo, Diniz lamentou a suspensão, mas afirmou que equipe estará preparada para enfrentar o Santos.

– Muito ruim, sou bastante ativo. Mas o time está preparado, tem condições plenas de jogar bem lá, não vou fazer falta, tenho grandes auxiliares 

Foto: Divulgação/FFC

Diniz vê Fluminense na briga pelo título e diz: Vitória importante para seguir em cima na tabela

Fernando Diniz ficou bastante satisfeito com a vitória do Fluminense por 2 a 1 diante do Bragantino, neste domingo, em Volta Redonda. O treinador afirmou que o time pode muito mais.

– Fluminense  pode ir até o máximo. Fluminense pode, Palmeiras, Flamengo, Bragantino…o que vai dizer é o campeonato. Vou sempre tentar ganhar o próximo jogo.

Imagem

Diniz exalta bastante o domínio que o time teve no jogo.

Fizemos ótimo jogo. Tomamos gol logo em seguida ao segundo . Treinamos bastante a bola parada, eles ganharam confiança. Mas nos comportamos bem. Vitória importante para seguir em cima na tabela

Veja mais resposta do Técnico:

lição a ser corrigido

Lição é que não podemos relaxar em momento algum. Minha queixa é que fez 2 a 0 e relaxamos um pouco. Bola no nosso pé, perdemos, ganharam o escanteio, marcamos mal esse escanteio, que é jogada forte deles. Se falar de correção, esse é o ponto de hoje. Contra o São Paulo já aconteceu. Fizemos primeiro gol, dominamos, silenciamos o torcedor e a gente começou a ceder espaço. São Paulo cresceu e tivemos de remar contra a correnteza para empatar. Hoje foi fração de segundo que vacilou e cedeu o gol.

A sequência de jogos

Pressão vem desde quando cheguei aqui. Acontece, mas é combustível. Temos controle excelente de carga, poucas lesões. O que temos de fazer é seguir melhorando nas frentes, ter prazer em jogar, se dedicar, entregar o melhor ao torcedor. Maratona é para todo mundo. Depois teremos duas semanas de Libertadores e Sul-Americana que serão livres. Prefiro semana cheia, recuperar jogador e fazer ajustes táticos e técnicos.

Foto:Mailson Santana/FFC