Fred voltou aos treinos, está recuperado de uma lesão no pé esquerdo

O atacante Fred voltou a treinar com bola junto ao elenco na atividade desta segunda-feira (25/10), no Centro de Treinamento Carlos Castilho. O jogador foi liberado pelo departamento médico e pela preparação física após se recuperar de uma fissura na falange distal do quinto dedo do pé esquerdo, sofrida há duas semanas.

“Estou me sentindo bem, graças a Deus. O pé já está quase 100%, agora é só a parte física e técnica mesmo, que estou sentindo um pouco a falta de ritmo. Fiquei pouco tempo parado, então acho que daqui a pouco estarei 100% de novo. Estou feliz de voltar a treinar junto aos companheiros. Quero agradecer ao pessoal da fisioterapia, da preparação física, que fizeram um trabalho forte e muito bom”, disse o atacante.

Foto: Mailson Santana/FFC
Texto: Comunicação/FFC

Veja o aproveitamento do Fluminense em clássicos. Leia!

Tricolor obteve seis vitórias, dois empates e somente uma derrota contra Flamengo, Vasco ou Botafogo neste ano

A vitória tricolor no Fla-Flu 435 por 3 a 1, no último sábado (23/10), lavou a alma da torcida, que fez uma linda festa no Maracanã. Mais do que isso, o resultado representou também um importante feito para o atual elenco, que entra para a história do Fluminense ao conseguir um dos melhores aproveitamentos do clube em clássicos no recorte de um ano em todos os tempos. Em 2021, o Time de Guerreiros disputou oito partidas contra Flamengo, Vasco ou Botafogo, obtendo seis vitórias, dois empates e somente uma derrota – totalizando um desempenho de 74,1%.

O resultado representa o maior aproveitamento tricolor em clássicos desde 1950, quando o Fluminense conseguiu seis vitórias, um empate e uma derrota diante dos seus rivais, com um aproveitamento de 79,2% nos critérios atuais. Naquela época, a vitória valia dois pontos e, portanto, o aproveitamento seria de 81,3%.

Neste século, o melhor aproveitamento do Fluminense diante de seus rivais havia sido em 2012, quando conquistou o tetracampeonato brasileiro e o título do Campeonato Carioca. Naquele ano, foram sete vitórias, três empates e três derrotas em clássicos, gerando um aproveitamento de 61,5%.

Em 2021, o Fluminense disputou dois clássicos válidos pelo Campeonato Brasileiro de 2020, que invadiu o ano em função da interrupção do calendário de 2020 por conta da pandemia de Covid-19.

Em um recorte levando em conta apenas as partidas contra o Flamengo, o Fluminense conseguiu pela primeira vez superar o rival em quatro jogos oficiais num ano. Antes, o Tricolor já havia vencido o adversário quatro vezes em um ano em três oportunidades (1938, 1946 e, a última vez, em 1971), mas ao menos uma dessas partidas tinha sido amistosa.

Confira todos os clássicos do Fluminense em 2021:

Fluminense 2 x 1 Flamengo | 06/01/21 | Brasileirão 2020
Fluminense 2 x 0 Botafogo | 24/01/21 | Brasileirão 2020
Fluminense 1 x 0 Flamengo | 14/03/21 | Carioca 2021
Fluminense 1 x 1 Vasco | 30/03/21 | Carioca 2021
Fluminense 1 x 0 Botafogo | 17/04/21 | Carioca 2021
Fluminense 1 x 1 Flamengo | 15/05/21 | Carioca 2021
Fluminense 1 x 3 Flamengo | 22/05/21 | Carioca 2021
Fluminense 1 x 0 Flamengo | 04/07/21 | Brasileirão 2021
Fluminense 3 x 1 Flamengo | 23/10/21 | Brasileirão 2021

Foto: Lucas Merçon/FFC
Texto: Comunicação/FFC

Fluminense iguala marca histórica ao vencer quarto Fla-Flu no ano

Time já havia vencido o rival quatro vezes no mesmo ano em três ocasiões, mas pela primeira vez todos os clássicos foram em jogos oficiais

A noite de sábado, além de muito especial para os tricolores, também foi histórica. Isso porque, ao conquistar a vitória por 3 a 1 no Fla-Flu 435, o Fluminense alcançou uma marca inédita. Pela primeira vez, superou o Flamengo por nada menos do que quatro vezes em jogos oficiais em um ano.

Antes, o Tricolor já havia vencido o rival quatro vezes em um ano em outras três oportunidades (1938, 1946 e, a última vez, em 1971), mas ao menos uma dessas partidas tinha sido amistosa.

A primeira vitória tricolor sobre o Flamengo em 2021 aconteceu logo no primeiro compromisso das equipes no ano. Em 6 de janeiro, o Flu levou a melhor no clássico ainda válido pelo Campeonato Brasileiro de 2020. Luccas Claro e Yago Felipe marcaram os gols no triunfo por 2 a 1, de virada.

Depois, em 14 de março, foi a vez de Igor Julião ser o herói tricolor na vitória por 1 a 0 pelo Campeonato Carioca. Na sequência, em 4 de julho, novo triunfo pelo placar mínimo, com André marcando o gol que garantiu ao Fluminense três pontos na atual edição do Brasileirão.

Por último, neste sábado, John Kennedy (duas vezes) e Abel Hernández garantiram a quarta vitória tricolor, dessa vez por 3 a 1, em Fla-Flus em 2021.

Foto: Lucas Merçon e Mailson Santana/FFC
Texto: Comunicação/FFC

John Kennedy comemorou dizendo: “É muita emoção”

Decisivo com dois gols no clássico, atacante recebeu muitos elogios do técnico Marcão

O dono da noite mágica que viveu o Maracanã neste sábado tem nome e sobrenome. Para John Kennedy, este 23 de outubro de 2021 ficará guardado para sempre em suas recordações. Não é para menos. Com apenas 19 anos, o Moleque de Xerém mostrou-se predestinado a brilhar no Fla-Flu 435. Foram dois gols que lhe garantiram, de quebra, a fama de carrasco do rival.

Em seu primeiro Fla-Flu como titular no time profissional, John Kennedy provou que a alcunha que carregava na base não se restringe apenas a Xerém. Com os dois na vitória por 3 a 1 neste sábado, o atacante chegou a 13 gols diante do Flamengo em 14 jogos, entre Sub-17, Sub-20 e time profissional.

“Não tem palavras para descrever a emoção. Vinha trabalhando forte, recuperando a confiança. E graças a Deus fui feliz, fiz dois gols e ajudei a equipe a sair com a vitória. É muita emoção. Ter meu nome cantado pela torcida do Fluminense é inacreditável. Eu nunca imaginei que seria tão rápido voltar a jogar e ter a torcida ao nosso lado, cantar meu nome. Estou feliz demais. Só me faz querer mais e mais”, disse o jovem atacante.

Dos 13 gols de John Kennedy diante do Flamengo nas categorias de base, alguns foram decisivos. No fim de setembro, ele atuou pelo Sub-20 e foi o herói da grande final do Campeonato Carioca Sub-20, quando marcou três vezes na goleada por 4 a 1 no jogo de ida e ajudou o Fluminense a ser campeão.

Em 2019, mais um título carioca sobre o rival com a marca de John Kennedy. Ele marcou nos dois jogos das finais do Campeonato Carioca Sub-17 e também saiu com um dos destaques da conquista do troféu.

A grande atuação no clássico deste sábado rendeu muitos elogios do técnico Marcão. O comandante tricolor enalteceu as qualidades do Moleque de Xerém e garantiu que ele ainda dará muitas alegrias à torcida tricolor.

“É um jogador muito especial. Sabíamos que, em algum momento, iríamos utilizá-lo. Ele teve um processo um pouquinho atrasado por conta da Covid, mas é um jogador excepcional. Ele teve que pegar ritmo de jogo, pediu para jogar no sub-20, e isso acelerou o processo de retorno. Fez bons jogos lá, essa integração com Xerém é muito importante. Desde o momento em que ele se preparou, sabíamos que, quando precisássemos, iríamos utilizá-lo. É um jogador incrível, sabe se movimentar muito bem, achar os espaços, é goleador. Tem muita força e personalidade. Ele ainda vai nos dar muita alegria”, afirmou Marcão, antes de complementar:

“É um menino totalmente na dele, mas se agiganta quando está em campo. Não tem medo de ninguém. Ele nos dá essa segurança de poder contar com ele e que ele vai brigar com qualquer um. No extracampo é pacato. A gente olha no olho, e ele tem personalidade muito forte. Vai continuar nos ajudando”.

Fotos: Lucas Merçon/FFC
Texto: Comunicação/FFC

Jogadores exaltam união entre time e torcida no Fla-Flu

Jogadores destacam apoio como arma fundamental para vitória no clássico

Nelson Rodrigues certa vez disse que “uma torcida vive e influi no destino das batalhas pela força do sentimento. E a torcida tricolor leva um imperecível estandarte de paixão”. E foi exatamente assim, com o apoio irrestrito de uma torcida que não se furtou de incentivar em um só momento, que o Fluminense transformou o Maracanã num palco de espetáculos e venceu o Flamengo neste sábado (23/10), por 3 a 1.  Uma simbiose perfeita, que consolida o Tricolor na briga por uma vaga na próxima Libertadores e mostra que, juntos, time e torcida são ainda mais fortes.

Mesmo para um jogador experiente, acostumado a grandes jogos e estádios lotados, o canto da torcida ainda mexe com os sentimentos. Agora imagine para um atleta de apenas 19 anos de idade, que tão novo experimentou a sensação de sair de campo ovacionado e como um dos heróis em uma vitória tão mágica em um Fla-Flu… John Kennedy, o Moleque de Xerém, autor de dois gols no clássico, relatou um pouco do que vivenciou no Maracanã.

“Não tem palavras para descrever a emoção. Vinha trabalhando forte, recuperando a confiança. E graças a Deus fui feliz, fiz dois gols e ajudei a equipe a sair com a vitória. É muita emoção. Ter meu nome cantado pela torcida do Fluminense é inacreditável. Eu nunca imaginei que seria tão rápido voltar a jogar e ter a torcida ao nosso lado, cantar meu nome. Estou feliz demais. Só me faz querer mais e mais”, disse o camisa 23.

Se John Kennedy ainda tem muita estrada pela frente, Samuel Xavier é um pouco mais experiente. O que não o impede, porém, de se impressionar. Aos 31 anos, o lateral-direito, um dos destaques do Fluminense no clássico deste sábado, relatou que se comoveu com a potência da torcida tricolor, fundamental, segundo ele, para a vitória.

“Eu costumo dizer que quando une o espírito da torcida com o time tem tudo para dar certo, quando vamos juntos. Hoje a torcida jogou junto com a gente, foi de arrepiar. O tempo todo cantando, deu para ouvi-los o jogo todo. E isso é o nosso combustível. Eles estão de parabéns, eles que elevaram nosso astral e nos ajudaram a conseguir essa vitória”, declarou.

Em sua entrevista coletiva após a vitória no clássico, o técnico Marcão não escondeu sua emoção pelo apoio que veio das arquibancadas. O comandante tricolor disse que o gesto dos jogadores de irem até os torcedores após o apito final foi uma saudação de agradecimento a todo o incentivo incondicional do primeiro ao último minuto do Fla-Flu.

“No início da semana a gente falou o quão especial é jogar com o nosso torcedor e vencer com o nosso torcedor. O nosso torcedor entendeu e apoiou o tempo todo, passou energia o tempo todo para os nossos jogadores. Eles sentiram que eles estavam juntos em cada bola dividida. Nossa torcida jogou junto, vai continuar jogando junto pela partida que esses meninos fizeram. Foram leves e arrojados. Conseguiram uma vitória que vai ficar marcada na história desse grande clássico. Eles depois foram lá retribuir todo esse carinho e respeito da melhor maneira possível. Hoje o nosso torcedor nos apoiou por 98 minutos ou um pouquinho mais”, disse Marcão.

O apoio incondicional da torcida joga luz em um conceito muito presente neste grupo do Fluminense: a união. A comemoração do gol de Abel Hernández, aos 40 minutos do segundo tempo e que deu números finais ao clássico, é uma demonstração perfeita do que se vive no dia a dia do Tricolor. Todos juntos, celebrando o resultado do trabalho diário.

“Nosso grupo é muito unido, muito fechado. Estou muito feliz com essa vitória, porque esse time merece muito. Essa nossa união é marca registrada, e vamos seguir assim até o final em busca dos nossos objetivos no campeonato”, declarou o jovem atacante Luiz Henrique.

Com a vitória sobre o Flamengo, o Fluminense chegou aos 39 pontos na tabela de classificação e encostou no G-6 do Campeonato Brasileiro. O Tricolor volta a campo na próxima quarta-feira, às 19h, quando enfrenta o Santos na Vila Belmiro em jogo adiado da 23ª rodada.

Fotos: Lucas Merçon/FFC
Texto: Comunicação/FFC

Saiba a programação do Departamento de Futebol Profissional para a semana.


Abaixo a programação do Departamento de Futebol Profissional do Fluminense Football Club entre os dias 25 e 31 de outubro de 2021.

25/10 – Segunda-feira

  • 15h30 – Treino – CTCC

26/10 – Terça-feira

  • 10h00 – Treino – CTCC
  • Após – Viagem para Santos

27/10 – Quarta-feira

  • 19h00 – Campeonato Brasileiro
  • Vila Belmiro
  • Santos X Fluminense
  • Daniel Perpetuo

28/10 – Quinta-feira

  • Retorno de viagem

29/10 – Sexta-feira 

  • 09h30 – Treino – CTCC

30/10 – Sábado

  • 10h00 – Treino – CTCC
  • Após – Viagem para Fortaleza

31/10 – Domingo

  • 16h00 – Campeonato Brasileiro
  • Castelão
  • Ceará X Fluminense
  • Pedro Maia

*Escala sujeita a alterações

O Técnico Marcão comenta sobre a presença da torcida no Estádio. Veja também renda e público.

O Técnico Tricolor falou em coletiva sobre a postura da torcida no jogo , deste sábado no Maracanã, onde o Fluminense saiu vitorioso do duelo, e disse sobre o Apoio da torcida, ……

– No início da semana a gente falou o quão especial é jogar com o nosso torcedor e vencer com o nosso torcedor. O nosso torcedor entendeu e apoiou o tempo todo, passou energia o tempo todo para os nossos jogadores. Eles sentiram que eles estavam juntos em cada bola dividida. Nossa torcida jogou junto, vai continuar jogando junto pela partida que esses meninos fizeram. Foram leves e arrojados. Conseguiram uma vitória que vai ficar marcada na história desse grande clássico. Eles depois foram lá retribuir todo esse carinho e respeito da melhor maneira possível. Hoje o nosso torcedor nos apoiou por 98 minutos ou um pouquinho mais.

O Público pagante 10.029, público presente 9.099, renda R$477.212,00

foto Lucas Merçon Flick Fluminense Football Club

Veja os números da partida e notas de atuações, na vitória do Flu. Leia!

 O Fluminense teve menos posse de bola que o Flamengo, no clássico deste sábado, trocou menos passes e finalizou menos ao gol. Mas venceu a partida por 3 a 1, em uma atuação em que neutralizou as forças do rival, foi eficaz na marcação e aproveitou quase todas as chances que criou. Foram três finalizações precisas e uma bola na trave. Uma vitória que uniu time e torcida, que ainda não tinha comemorado um triunfo e sequer gols desde o retorno do público aos jogos. A torcida vibrou como se fosse uma final de campeonato.

Números da partida

FluminenseEstatísticasFlamengo
3Gols1
35%Posse de bola65%
133Passes certos480
10 (6)Finalizações (certas)17 (5)
23Desarmes16

John Kennedy – O atacante, que foi titular em razão das ausências de Fred e Bobadilla, fez dois no primeiro Fla-Flu em que começou jogando no profissional e foi o nome da partida. Ainda deu um lindo corta luz no lance que Yago acertou a trave. NOTA 9,0

notas do Fluminense:

  • Marcos Felipe [GOL]: 7,0
  • Samuel Xavier [LAD]: 6,5
  • David Braz [ZAG]: 7,0
  • Luccas Claro [ZAG]: 7,0
  • Marlon [LAE]: 7,0
    (Danilo Barcelos [LAE]: 6,0)
  • André [VOL]: 8,0
  • Yago [MEI]: 6,5
  • Arias [MEI]: 6,5
    (Lucca [ATA]: 6,5)
  • Luiz Henrique [ATA]: 7,0
    (Gustavo Apis [MEI]: 6,0)
  • Caio Paulista [ATA]: 6,5
    (Martinelli [VOL]: 6,0)
  • John Kennedy [ATA]: 9,0
    (Abel Henrández [ATA]: 7,5)

foto Lucas Merçon Flick Fluminense Football Club

Marcão fala do alto nível de André em coletiva, e retorno de Martinelli. Leia!

 A coletiva de imprensa de Marcão depois da vitória por 3 a 1 do Fluminense sobre o Flamengo neste sábado, por videoconferência, foi perguntado sobre André e Martinelli e respondeu:

Falou André em alto nível; Martinelli voltando aos poucos, e completou….

– Na verdade a gente entendeu que estava jogando com três volantes, em algum momento jogou mais com André posicional, Yago e Nonato. Acho que a função do André é mais parecida com a do Martinelli. Hoje a gente entendeu que precisava mais de dois posicionais. Colocamos André e depois o Martinelli, que lê muito bem o jogo. Era um jogo para ele e não para o Nonato. Optamos por marcação forte por dentro, onde o Flamengo faz muita movimentação. Resolvemos preencher o meio-campo para anular essa movimentação do Flamengo. Acredito que Martinelli funcionou com André e Yago. E posicionou um pouquinho mais os volantes. Mas temos cinco volantes de qualidade. Hoje entendemos que era o Martinelli, amanhã pode ser o Nonato, pode ser o Martinelli.

Foto Lucas Merçon Flick Fluminense Football