fbpx

Torcida Tricolor ganha mais três lojas oficiais

Shoppings na Região Metropolitana, Zona Norte e Zona Oeste entram no programa de expansão do Fluminense

O Fluminense Football Club inaugura, hoje (10/12), sua nova loja oficial no São Gonçalo Shopping, na Rodovia Niterói – Manilha, Boa Vista, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. A Torcida Tricolor também ganhou novos pontos de acesso aos produtos exclusivos no Park Shopping Campo Grande – o principal shopping da região –, com espaço inaugurado no dia 4/12, e no Shopping Nova América, em Del Castilho, na Zona Norte, que teve o quiosque transformado em butique no dia 7/12.

Os empreendimentos estavam definidos no Projeto de Pontos de Venda Oficiais, que passa por reformulação desde setembro de 2018. O programa já possibilitou a abertura de oito novas áreas para atender a torcida em um ano. A expectativa é de que, em 2020, o Flu amplie o investimento e aumente o fornecimento de produtos do clube ao mercado.

“Essa primeira semana de dezembro é especial. Os novos pontos são um canal para incremento de receita e expansão da marca, uma experiência de contato direto do torcedor com o Fluminense e, por isso, estão em locais estratégicos. Estamos desenvolvendo mercados de consumo de produtos do Fluminense e regiões como Campo Grande, São Gonçalo e Del Castilho têm grande concentração de tricolores. É mais um passo na aproximação do Clube com o torcedor”, explicou Lucas Sodré do Departamento de Marketing.

São Gonçalo shopping

2° piso – L2

Rodovia Niterói – Manilha, Boa Vista, em São Gonçalo

De segunda a sábado de 10h as 22h

Domingos de 13h as 21 h

Feriados de 15h as 21 hr

Park Shopping Campo Grande

Piso L2

Estr. do Monteiro, 1200 – Campo Grande, Rio de Janeiro

De segunda a sábado de 11h as 23h

Domingos e feriados de 13h as 21h

Shopping Nova América

Av. Pastor Martin Luther King Jr 126, Del Castilho. Loja 1406

De segunda a sábado de 10h as 22h

Dom 13h as 21h

Texto:Comunicação/FFC

Peneira do futebol feminino seleciona 11 atletas

Escolhidas devem passar por mais uma etapa de testes para ingressar no grupo

O futebol feminino do Fluminense aprovou, neste final de semana, 11 jogadoras na primeira fase da peneira de dezembro. A seleção aconteceu em Xerém, no sábado (07/12), para meninas de 14 a 23 anos e, no domingo (08/12), para meninas de 10 a 13 anos.

A técnica Thaissan Passos falou sobre a seleção para o futebol feminino. “Ficamos muito satisfeitos com o número de participantes, cerca de 200 atletas. Principalmente, pela dedicação e entrega das meninas durante a avaliação. Fico muito contente por, a cada avaliação, ter meninas tão novas já com um bom conhecimento técnico, além da presença dos pais, sempre apoiando suas filhas. Isso é fundamental”, destacou.

As atletas escolhidas vão para a segunda fase da avaliação, que pode garantir uma vaga no time feminino do Tricolor.


Confira as aprovadas na primeira fase da peneira:

Gabrielle Gomes Cipriano (2002)

Graciellen Matheus dos Santos (2002)

Thaissa Santos Ferreira de Assis (2003)

Luísa Cristina Anjos Chagas (2004)

Victhoria dos Santos (2004)

Carolina de Lima Ferreira Braile Martins (2005)

Emanuelle Ferreira  do Nascimento (2005)

Gabriela Alves da Silva dos Santos (2005)

Marcely Duarte Tavares de Miranda (2006)

Luana Braga Bernardo Santos (2007)

Kiara Maria Ferreira de Bastos (2008)


Texto: Comunicação/ FFC
Foto: Lucas Merçon/ FFC

Luto, faleceu hoje o ex Presidente Ângelo Chaves

Amigos,
Com muita tristeza informamos que o nosso grande Ex Presidente Ângelo Chaves faleceu esta tarde.
O velório será amanhã a partir das 12:00 horas e será cremado às 15:00 horas.
Seu corpo está no Memorial do Carmo, na Capela 3.

ÂNGELO LUÍS PEREIRA CHAVES (de 12 de fevereiro de 1990 a 1º de fevereiro de 1983)
Assumiu a presidência com a promessa de modernizar o clube.

Um presidente do futebol. Um apaixonado. Torcedor de arquibancada.

“Se eu não montar um grande time, vou ficar duas vezes frustrado: primeiro como Presidente, depois como torcedor.”

Assim se auto definia o novo presidente do Fluminense Ângelo Chaves.

A imensa nação tricolor voltava a sorrir na esperança de dias melhores. Títulos! Grandes Reforços! Os dias de glória voltarão!

Viva o Flu!

Esperança!

Meus pêsames a família. Vou sentir muito sua falta meu amigo e médico querido. Mais um tricolor ilustre se vai. Luto total.

Embalado, Tricolor enfrenta o Osasco pela Superliga de Vôlei

Time vem de vitória sobre o Valinhos e busca mais três pontos na competição

Embalado pela vitória sobre o Valinhos, o Fluminense volta à quadra nesta quarta-feira (11/12), quando enfrenta o Osasco/Audax, às 20h, no Hebraica Rio, em jogo válido pela quarta rodada da Superliga Feminina de Vôlei. Substituída no segundo set da partida passada devido a dores no pé direito, a ponteira Mari Cassemiro já está a disposição do técnico Hylmer Dias. A levantadora reserva Mikaella, com dores no pulso esquerdo, será substituída por Rose.


Ex-jogadora do Osasco, a oposta tricolor Paula Borgo está confiante após a primeira vitória na competição.

“Estamos treinando forte e muito motivadas. É um jogo em casa e teremos a torcida a nosso favor. Sabemos da força da equipe de Osasco, que vem fazendo uma boa Superliga, vem jogando bem, mas vamos entrar com tudo, dar o nosso melhor para neutralizá-las e fazer um ótimo jogo”, disse Paula, maior pontuadora do jogo contra o Valinhos, com 18 pontos.

Os ingressos para a partida contra o Osasco/Audax custam R$ 10 a inteira e R$ 5 meia, sendo que os 150 primeiros torcedores com a camisa do Tricolor não pagam ingresso. Os portões serão abertos às 18h30. O jogo terá transmissão ao vivo em pay per view pelo Canal Vôlei Brasil.

O Fluminense começa o jogo com: Giovana, Paula, Leticia, Natasha, Thais, Mari Cassemiro e Andressa Krachefski.

O banco de reserva será composto por: Rose, Pamela, Larissa, Marcella, Julia, Neneca e Lelê

Serviço

Jogo: Fluminense x Osasco/Audax
Data: quarta-feira (11/12)
Hora: 20h
Local: Hebraica Rio
Ingresso: R$ 10 inteira e R$ 5 meia
OBS.1: Os 150 primeiros torcedores com a camisa do Fluminense não pagam ingresso
OBS.2: Portões abrem às 18h30

Texto: Comunicação/FFC
Foto: Mailson Santana/FFC

Fluminense participa do replantio de mudas na Floresta dos Atletas

Foram plantadas 13.725 mudas de árvores de 207 espécies nativas da Mata Atlântica

O Fluminense teve um compromisso importante na manhã desta terça-feira (10/12). Representado por 13 atletas de suas categorias de base, o clube marcou presença no Parque Radical de Deodoro, no Rio de Janeiro, onde foram plantadas 13.725 mudas de árvores de 207 espécies nativas da Mata Atlântica, formando a Floresta dos Atletas, promessa feita durante os Jogos Olímpicos Rio 2016. Também participaram da cerimônia João Mandarino, diretor de esportes olímpicos do Tricolor, e Ramon Martinez, diretor de natação.

“Faz parte da formação dos atletas colocá-los dentro do espírito olímpico. O legado do esporte vai além da vida de atleta, é educar para um mundo melhor, mais autônomo, socialmente responsável e sustentável”, disse Mandarino.

Na Cerimônia de Abertura dos Jogos Rio 2016, os atletas depositaram em pequenos tubos sementes de 207 espécies da Mata Atlântica, representando o número de países que disputaram a competição. Foi a primeira edição dos jogos a ter um compromisso ambiental.

“Essa é uma iniciativa muito bacana. Legal para quem pratica esporte saber que participou do plantio dessa floresta. Daqui a alguns anos eles vão passar por aqui e lembrar do dia que plantaram essas árvores. Vai ficar para história”, afirmou Ramon Martinez.

Lucca Abreu, Vitor Particelli, João Pierre Campos, Victor Hugo Oliveira, Ícaro Ludgero, Uini Veiga, Matheus Fleming e Thiago Silva, da natação; Giovanna Fant, Melyssa Xavier e Izabella Scarpitta, do vôlei; e Henrique Ristuccia e Lucas Torres, do tênis, representaram o Fluminense no Parque Radical de Deodoro.

Texto e foto: Comunicação/FFC

No Estadual Masculino de Vôlei, Flu vai à final no Infanto e no Juvenil

Na categoria infantil, Tricolor está a uma vitória da briga pelo título

O time infanto masculino de vôlei do Fluminense está na final do Campeonato Estadual da categoria. Neste sábado (07/12), pelo segundo jogo da série semifinal, o Tricolor derrotou o Flamengo por 3 sets a 0, parciais de 25/18, 25/22 e 25/21, em Laranjeiras, e garantiu sua vaga na decisão. Na primeira partida da semifinal, a equipe havia batido o rival rubro-negro também em sets diretos, na Gávea.

Na disputa pelo título do Estadual Infanto, o Fluminense enfrentará o Tijuca Tênis Clube, que na outra semifinal eliminou o Botafogo. O primeiro jogo está marcado para o próximo dia 18, uma quarta-feira, no ginásio do Tijuca.

O Fluminense também vai briga pelo título na categoria juvenil. Na terça-feira passada  (03/12), a equipe voltou a vencer o Tijuca Tênis Clube pela semifinal, com placar de 3 sets a 1 (25/23, 25/20, 16/25 e 25/21), em Laranjeiras, e agora vai brigar pela medalha de ouro com o Flamengo. O primeiro jogo da final será realizado nesta terça-feira (10/12), às 21h, na Gávea.

No infantil masculino, o Flu deu o primeiro passo rumo à final. O Tricolor bateu o Botafogo por 3 sets a 0 (25/21, 25/20 e 25/16), domingo (08/12), em General Severiano, no primeiro jogo da semifinal. Uma nova vitória nesta terça-feira (10/12), às 19h, em Laranjeiras, leva o time à decisão. 

Texto: Comunicação/FFC
Foto: Mailson Santana/FFC

Uma aula sobre Futebol Brasileiro

UMA AULA SOBRE O FUTEBOL BRASILEIRO
🇮🇹🇮🇹🇮🇹🇮🇹🇮🇹🇮🇹🇮🇹🇮🇹
Vasco e Flamengo trazem em seus próprios nomes o que motivou suas fundações: são clubes de regata. O Clube de Regatas do Flamengo nasceu em 1895, intimamente ligado ao habitat natural de seu exercício: uma praia da zona sul do Rio de Janeiro. O Club de Regatas Vasco da Gama, por sua vez, nasceu três anos depois, fundado por remadores imigrantes.

Nesse tempo, o futebol ainda era o patinho feio da sociedade carioca, mal visto por todas as camadas sociais – inclusive pelos atletas que decidiram fundar Vasco e Flamengo.

Foi o Fluminense Football Club, o primeiro clube fundado exclusivamente para a prática do futebol no Rio, quem modificou essa história, inventando e popularizando o esporte que se tornaria a maior paixão nacional – incentivando a implementação do futebol nos próprios clubes de remo.

Foi o Fluminense quem construiu o primeiro estádio de futebol do Brasil, criou o primeiro conselho deliberativo de um clube de futebol nacional e organizou o primeiro campeonato de futebol na então capital do país.

Foi o Fluminense quem liderou a fundação da primeira federação do Rio, a implementação de salários para os atletas da modalidade e a invenção da Seleção Brasileira.

Foi um tricolor, Arnaldo Guinle, o primeiro presidente da primeira organização nacional de futebol do Brasil. Foi um tricolor, João Havelange, o mais longevo presidente da história da Federação Internacional de Futebol, eleito pelo Comitê Olímpico Internacional o “Dirigente do Século”, em 1999.

Foi no estádio do Fluminense que aconteceu a primeira partida interestadual do Rio de Janeiro.

Foi no estádio do Fluminense que o primeiro clube de futebol da cidade – o próprio Fluminense – sagrou-se campeão do primeiro torneio de futebol organizado no Rio.

Foi no estádio do Fluminense que a Seleção Brasileira fez o seu primeiro gol, venceu a sua primeira partida e conquistou seu primeiro campeonato (e foi um jogador do Fluminense, Preguinho, o primeiro capitão e o primeiro jogador a marcar um gol pela Seleção numa Copa do Mundo).

Foi no estádio do Fluminense que nasceu o primeiro clássico do país – Fluminense e Botafogo, vencido em 6×0 pelo próprio Fluminense.

E foi nesse mesmo local, abarrotado de mulheres que impacientemente torciam as luvas enquanto assistiam às partidas do clube, que nasceu a própria expressão “torcedor”.

Em resumo, foi o Fluminense o grande responsável por transformar o futebol na maior paixão nacional.

E foi exatamente por esse pioneirismo na popularização deste esporte que o Reino Unido, o país inventor do futebol, enviou o próprio Rei Eduardo VIII para visitar a sede do clube, em 1931, e assistir a uma partida. O Rei Eduardo VIII se tornaria presidente de honra do Fluminense.

Por todos esses motivos – e sem desmerecer a importância de nenhum rival – é este clube o inventor da própria história do futebol no país do futebol. E sem ele, a depender daqueles que decidiram criar Vasco e Flamengo, muito provavelmente nós estaríamos todos ainda a remar.
Autor desconhecido.

Flu Music traz show de Fagner ao Fluminense

Salão Nobre de Laranjeiras recebe o cantor no dia 21 de dezembro

O fim de ano será especial em Laranjeiras: o Flu Music traz para a sede histórica do Fluminense o show do cantor Fagner, um dos grandes nomes da música brasileira. No dia 21 de dezembro, sábado, a partir das 19 horas, o Salão Nobre do clube será palco de mais um grande show, com sucessos como Borbulhas de Amor, Espumas ao Vento e Deslizes, entre outros.
Fagner promete agitar as Laranjeiras, relembrando músicas de várias décadas, confirmando o sucesso do Flu Music. O lançamento do projeto foi durante as comemorações do aniversário de 117 anos do Fluminense, celebrado ao som da cantora Maria Rita, filha da ilustre Tricolor Elis Regina. Os ingressos estão disponíveis para sócios a partir de R$ 40 e para não sócios a partir de R$ 60.
Confira as informações de ingressos e valores aqui.

Www.fluminense.com.br

Flu ganha seis bronzes na Taça Brasil de Saltos Ornamentais

Daniele Robles, Davi Lyrio, Gabriella Reis, Ingrid Oliveira, Luiz Outerelo e Renato Leite marcaram presença no pódio

A equipe de saltos ornamentais do Fluminense fechou sua participação no Campeonato Brasileiro Interclubes – Taça Brasil de Saltos Ornamentais, realizado de quinta-feira (05/12) a sábado (07/12), no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro, com seis medalhas de bronze. Os dois primeiros colocados de cada prova, desde que tenham atingido o índice, garantiram vaga na Copa do Mundo de 2020, seletiva para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Logo no primeiro dia de competição, o tricolor Luiz Felipe Outerelo alcançou o índice no trampolim de 3m, com 377,15, mas acabou a prova em terceiro lugar e não conseguiu vaga na Copa do Mundo. O atleta ainda levou o bronze no trampolim de 3m sincronizado, ao lado de Renato Leite.
Acostumada a disputar a prova de plataforma, Ingrid Oliveira faturou o bronze no trampolim de 3m e no trampolim de 3m misto, juntamente com Davi Lyrio.
Daniele Robles também voltou para casa com duas medalhas: bronze na plataforma e na plataforma sincronizada, com Gabriella Reis.
Os atletas que não garantiram vaga na Copa do Mundo 2020 terão outra chance na seletiva, que será realizada no ano que vem.
Confira os resultados do Fluminense no CBI – Taça Brasil de Saltos Ornamentais:
Masculino
Trampolim de 3 metros
3º Luiz Felipe Outerelo
Trampolim de 3 metros sincronizado
3º Luiz Felipe Outerelo e Renato Leite
Feminino
Plataforma
3º Daniele Robles
Trampolim de 3 metros
3º Ingrid Oliveira
Plataforma sincronizada
3º Gabriella Reis e Daniele Robles
Misto
Trampolim de 3 metros
3º Davi Lyrio e Ingrid Oliveira
Texto: Comunicação/FFC
Foto: Valter Araújo/Divulgação

Base do Flu conquista mais quatro títulos, com o futsal, neste sábado

Molecadinha do Sub-7, Sub-9, Sub-11 e Sub-15 venceram seus rivais e gritaram mais uma vez: É campeão!

A base do Fluminense conquistou mais quatro títulos neste sábado, com o futsal. A molecadinha das quadras fez bonito mais uma vez e venceu os Estaduais Sub-7, Sub-9, Sub-11 e Sub-15. Presente em todas as finais, o Tricolor ainda ficou com a segunda colocação no Sub-13 e Sub-17.

Resultados desse Sabado : Ffserj
Campeonato Estadual 2019:
Final / Jogo Único
Sub 7 – Fluminense 1 x 1 Madureira
Prorrogaçao :
Fluminense 2 x 0 Madureira
É Campeão 🏆🥇
Sub 9 – Fluminense 3 x 2 Flamengo
É Campeão 🏆🥇
Sub 11 – Fluminense 5 x 0 Vasco
É Campeão 🏆🥇
Sub 13 – Fluminense 2 x 2 Vasco
Prorrogaçao :
Fluminense 0 x 0 Vasco
Vice Campeão 🥈
Sub 15 – Fluminense 4 x 3 Madureira
É Campeão 🏆🥇
Sub 17 – Fluminense 1 x 3 Flamengo
Vice Campeão 🥈

“O principal objetivo do nosso futsal é revelar jogadores para o futebol de campo e consideramos conquistar títulos parte deste processo, pois queremos atletas vencedores e acostumados com grandes decisões desde cedo. Estamos em busca da hegemonia total das quadras do Rio, já que nunca nenhum clube conseguiu conquistar todos os títulos da temporada, e a cada ano chegamos mais perto deste objetivo. A evolução do nosso futsal ano após ano é evidente. Estamos animados com os resultados da temporada”, comemorou o gerente do futsal, Ivan Proença.
Ao todo, em 2019, o futsal do Fluminense conquistou sete títulos e ficou em segundo lugar em mais sete oportunidades. Ainda faltam as definições do Sub-8, Sub-10 e Sub-12.
Confira o resulta do futsal neste sábado:
Campeonato Estadual – Ffserj
Final – Jogo único
Sub 7 – Fluminense 1 x 1 Madureira
Prorrogação: Fluminense 2 x 0 Madureira
Fluminense CAMPEÃO
Sub 9 – Fluminense 3 x 2 Flamengo
Fluminense CAMPEÃO
Sub 11 – Fluminense 5 x 0 Vasco
Fluminense CAMPEÃO
Sub 13 – Fluminense 2 x 2 Vasco
Prorrogação: Fluminense 0 x 0 Vasco
Fluminense 2º lugar
Sub 15 – Fluminense 4 x 3 Madureira
Fluminense CAMPEÃO
Sub 17 – Fluminense 1 x 3 Flamengo
Fluminense 2º lugar
Comunicação FFC

Top