fbpx

Ganso analisa duelo com o Atlético Nacional e rasga elogios ao Fluminense: “Me sentindo em casa”

Camisa 10 tricolor também avaliou o início de sua passagem pelo clube das Laranjeiras

Foto: Lucas Merçon / FFC

Nesta quarta (22), véspera da partida contra o Atlético Nacional, pela Copa Sul-Americana, Paulo Henrique Ganso concedeu entrevista coletiva no CTPA. Completando quatro meses no Fluminense, o camisa 10 ainda oscila um pouco no desempenho, mas vem mostrando jogo a jogo que busca atingir sua melhor forma. O que de acordo com ele não é o bastante para ficar satisfeito. Perguntado sobre essa primeira parte de sua passagem no Tricolor e o que precisa para ganhar “nota 10”, o meia afirmou que levantar uma taça de campeão é o ideal.

“É difícil. Eu deixo para vocês analisarem. Satisfeito? Não dá para ficar satisfeito. Eu fiquei contente quando a gente venceu. Falta ser campeão. Na hora que a gente for campeão, aí a nota será 10”.

Ganso também fez questão de agradecer a recepção e o carinho que vem recebendo da torcida desde que os rumores sobre sua vinda começaram.

“Estou me sentindo em casa, fui muito bem recepcionado. O carinho do torcedor tem sido excepcional. Temos de fazer o Fluminense ter grandes jogos e vencê-los. Penso nisso para retribuir”.

O meia projetou o duelo com o Atlético Nacional, que acontece nesta quinta (23), às 21h30, no Maracanã. De acordo com ele, é extremamente importante conquistar um bom resultado dentro de casa. Além disso, o camisa 10 tricolor relembrou as características do técnico Paulo Autuori, com quem trabalhou nos tempos de São Paulo.

“Eu espero que a gente possa fazer um grande resultado aqui no Maracanã. É uma equipe que sabe jogar esse tipo de competição. Será um jogo duro. Realmente, o momento deles não é bom. Temos de estar atentos para não dar brecha a eles na nossa casa”.

“O pouco tempo que a gente trabalhou deu para ver que ele cuida do vestiário, protege muito os jogadores. Isso pode ter feito a diferença para seguir no comando. Acredito que os jogadores devem ter falado com ele para continuar. Então, a nossa atenção tem de ser maior ainda”.

Por fim, Ganso analisou a evolução que vem tendo dentro de campo desde sua chegada. Para ele, é importantíssimo buscar melhorar cada dia mais.

“Sempre vai faltar alguma coisa. Em todo o jogo, sempre vai faltar melhorar e evoluir em alguma coisa. A gente sempre procura fazer isso nos treinos, nosso time é muito jovem. Temos de fazer isso, até no nosso estilo de jogo”.

Corinthians anuncia oficialmente Everaldo, ex Flu

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians

O Corinthians anunciou de fora oficial na tarde desta quarta-feira (22) a chegada do atacante Everaldo, ex Fluminense.

O atacante que encerrou o vínculo de empréstimo com o Tricolor no último dia 17 de maio assinou contrato até dezembro de 2023 com a equipe paulista.

Contudo, o Corinthians só poderá utilizar o jogador no Campeonato Brasileiro, uma vez que Everaldo já atuou pelo Fluminense tanto na Copa do Brasil como na Copa Sul-Americana.

Fluminense confirma venda de ingressos para o dia do jogo com horário estendido

Foto: Divulgação

Por meio de sua conta oficial do Twitter, o Fluminense confirmou a venda de ingressos no dia do jogo (quinta-feira – 23) contra o Atlético Nacional, da Colômbia, em jogo válido pela segunda fase da Copa Sul-Americana.

Por determinação da CONMEBOL, o clube não venderá ingressos no dia do jogo nas bilheterias do Maracanã, contudo, os outros postos de vendas estarão funcionando no dia da partida e com horário estendido.

Segundo informações oficiais do clube o setor Sul Inferior e Leste Superior já estão esgotados, ainda existem existem informações não oficiais de grandes filas em diversos postos físicos.

Mascarenhas está relacionado para a partida da Sul-Americana

Foto: FFC

O Lateral esquerdo Mascarenhas, foi relacionado por Fernando Diniz para a partida de amanhã pela Copa Sul-Americana, diante do Atlético Nacional da Colômbia. Caso seja escalado como titular, Caio Henrique deve finalmente jogar em sua posição de origem, no meio campo.

ST,

Guga Assis

Ele fica ! Pelo menos até às eleições antecipadas

Foto: Divulgação/FFC

O atleta mais valorizado do atual elenco, Pedro teve seu nome ligado ao Manchester United na noite da última terça-feira (21), quando o site Globoesporte.com informou que representantes do clube inglês estavam observando o futebol do atacante Tricolor.

Contudo, a assessoria do clube comunicou que o atual presidente do Fluminense, Pedro Abad, descartou a venda do atacante, pelo menos no seu mandato.

Segundo informou o clube, Abad afirmou que uma possível saída de Pedro só acontecerá com o aval do novo presidente, que assumirá o cargo no próximo dia 10 de junho, após ser eleito no pleito do dia 8 do mesmo mês.

Oficial: Fluminense divulga primeira parcial de ingressos

Foto: Divulgação/FFC

O Fluminense entra em campo na próxima quinta-feira (23), às 21h e 30, no Maracanã, para enfrentar o Atlético Nacional pelo jogo de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana.

Por determinação da CONMEBOL, entidade organizadora da competição, não haverá comercialização de ingressos no dia do jogo, ou seja, o torcedor só tem até essa quarta-feira (22) para adquirir seu ingresso.

A primeira parcial oficial divulgada pelo clube, na noite da última terça-feira (21) apontou “apenas” 10mil ingressos comercializados.

Vale destacar ainda que o jogo não terá transmissão via TV. O torcedor que não for ao Maracanã só poderá acompanhar o Fluzão através do aplicativo da DAZN, pagando uma assinatura mensal pelo serviço.

“Jogue nas Laranjeiras” reúne mais de 1 mil pessoas e realiza sonhos na sede do Fluminense

Ainda em comemoração aos seus 100 anos, completados em 11 de maio, o Estádio Manoel Schwartz recebeu a primeira edição do “Jogue nas Laranjeiras”, agora uma atração independente da FluFest. O evento, que reuniu mais de 1000 pessoas, começou quase na hora do almoço e só terminou no fim do último domingo (19), com apresentação da banda “Licor de Canavial” atrás de um dos gols e com vista para o Cristo Redentor.

Zagueiro bicampeão brasileiro pelo Fluminense, Leandro Euzébio foi uma das estrelas do primeiro “Jogue nas Laranjeiras”. (Foto: Lucas Merçon)

A proposta era proporcionar aos torcedores um dia de jogador do Fluminense, o que simbolizou, para a maioria, a realização de um sonho, especialmente para Diego Souza. Pela equipe que homenageava o tetracampeonato brasileiro de 2012, comandada pelo zagueiro Leandro Euzébio, o torcedor de 22 anos, que herdou a paixão do pai, se destacou e marcou duas vezes no triunfo por 3 a 2 sobre o time que celebrava o Carioca de 95, liderado pelo ex-meia Ailton.

– Foi uma experiência maravilhosa. Tenho o sonho de ser jogador, dediquei minha infância a isso, mas nunca tive uma oportunidade. Amo o Fluminense, clube que adoro de coração. Foi emocionante vestir o uniforme do Fluminense e jogar ao lado de ídolos – disse Diego Souza.

Times seguiram tradição do Fluminense de carregar bandeira na entrada no gramado. (Foto: Lucas Merçon)

Foram seis jogos ao longo do dia, cada qual com uma representante da recém-lançada categoria feminina. À beira do campo, atletas e assistente do elenco principal, além da treinadora do feminino, Thaissan Passos, se revezavam como técnico. Apareceram nas Laranjeiras o zagueiro Digão, o lateral-direito Igor Julião, o volante Luiz Fernando (emprestado ao América-MG) e o atacante Pablo Dyego.

Enquanto a bola rolava no gramado, o “Flu de Truck”, que estreou na FluFest 2018, fornecia lanches e bebidas aos tricolores. Até os atores Francisco Vitti e Miguel Rômulo deram uma passada por lá à espera do momento de mostrar talento com a bola no pé. Idealizador do projeto, Dhaniel Cohen explicou seu desenvolvimento e garantiu sensação de objetivo cumprido.

– O Jogue nas Laranjeiras é um evento que teve o seu embrião na última edição Flu Fest, quando fizemos jogos reunindo artistas, ex-jogadores e torcedores, na época a maior recompensa do crowdfunding. No mês de centenário do Estádio de Laranjeiras, essa ação especial recebeu uma roupagem independente. A ideia foi oferecer a oportunidade de tricolores jogarem no berço da Seleção Brasileira. Era uma demanda de muitos sócios e torcedores desde a primeira edição da Flu Camp, voltada exclusivamente para crianças ou adolescentes. Felizmente, conseguimos realizar e ficou a certeza de que cada tricolor que participou viveu uma experiência marcante, inesquecível, pois ele teve exatamente tudo o que um jogador passa em uma partida de futebol. Vestiário, aquecimento, preleção, entrada em campo com crianças e bandeira do Flu, hino, jogo, entrevistas, coletiva… Enfim, cada detalhe foi pensado para tornar o ambiente o mais agradável possível – declarou Dhaniel Cohen, idealizador do projeto.


O próximo grande evento nas Laranjeiras vai ocorrer em 21 de julho, no aniversário do clube, com show de Lulu Santos. Participe colaborando com qualquer valor a partir de R$ 50. Clique aqui para mais informações.


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Apesar de crise, Paulo Autuori segue no comando do Atlético Nacional

Foto: Divulgação

Depois da derrota de 3 a 1 para o Deportivo Cáli, dentro de casa, em jogo válido pelo Campeonato Colombiano, o técnico Paulo Autuori teria colocado o cargo a disposição da diretoria.

Com tudo, a direção do clube colombiano tratou de encerrar qualquer tipo de especulação a cerca da saída do treinador, emitindo uma nota confirmando Autuori no cargo.

Leia a nota:

“O Atlético Nacional informa que Paulo Autuori continua à frente da equipe profissional. O diretor técnico brasileiro viajará amanhã com a equipe para disputar a primeira partida da segunda fase da Copa Sul-Americana contra o Fluminense. Após um dia de várias reuniões, entre o professor Autuori e as diretrizes de Verdolagas, foi acordado dar continuidade ao projeto que começou em novembro de 2018, quando Autuori chegou à direção técnica do Atlético Nacional.”

Apesar do comunicado não deixar claro, fica implícito que como informado pela imprensa local, o treinador chegou a renunciar ao cargo, mas foi convencido a dar continuidade no projeto.

Em entrevista coletiva Marcos Paulo diz que Diniz pede ousadia

Fota: FFC

Quem assistiu a goleada de 4 a 1 do Flu contra o Cruzeiro percebeu que no último gol do tricolor, Marcos Paulo deu um balão em Egídio antes da bola sobrar para João Pedro finalizar, hoje em entrevista coletiva no CTPA o garoto revelou que Diniz pediu para ele ser ousado quando estiver com a bola, e também contou o que fez recusar convocação da seleção brasileira e ficar no Flu.

“Ele (Diniz) sempre conversa e pede para jogar com a alegria de sempre, pode para ser ousado. Para ir para cima e não ter medo. Às vezes a gente tenta uma jogada mais fácil e ele até briga, diz para fazer o que a gente sabe. Dá muita confiança, acredita na gente” e completou “estava esperando com o meu empresário a decisão. O time estava viajando para jogar com o Santos e ninguém sabia que eu iria ficar. Na minha cabeça eu tinha que ficar aqui para jogar. Ele (Diniz) conversou comigo e disse que eu iria entrar na hora certa. No jogo seguinte ele me deu a oportunidade e aconteceu o que aconteceu”

Marcos Paulo foi chamado em maio para um período de treinos da seleção sub-18 do Brasil. Como ele possui dupla nacionalidade e tinha voltado a pouco tenpo de uma temporada com a seleção portuguesa. E já estava convocado para o Torneio de Toulon, a ser realizado em de 1ª a 15 de junho na França, pelo time lusitano. Ou seja, preferiu treinar no Flu para perder menos espaço possível com Diniz.

Confira mais resposta de Marcos Paulo na coletiva desta manhã:

Novidade dar entrevista? Se sente à vontade?

Me sinto à vontade. No começo era mais difícil, tinha vergonha. Agora é mais tranquilo. Na base eu até brincava mais um pouco de entrevista, até para ir se adaptando. As perguntas eram até as mesmas.

O que mudou ao subir para o profissional?

Minha vida mudou muito. Depois que eu subi, mesmo quando não tinha oportunidades, passei a treinar com o grupo. Todo mundo é muito unido. Quanto mais jovens, mais leve fica o grupo. Todo mundo brinca e se diverte. Eu pude entrar e tive boas atuações. Aí muda tudo, nas redes sociais e na minha vida mesmo.

O que sabe do Atlético Nacional, adversário na Sul-Americana-?

A gente ainda não viu vídeo deles, não sabemos muito, mas é muito importante ganhar deles. Precisamos jogar bem, fazer gols. Precisamos dessa eficiência para chegar lá com um bom resultado. Tem que ser um jogo normal. A gente sabe que será um jogo difícil, não tem mais bobo no futebol. Mas defendemos o Fluminense e precisamos mostrar a nossa força. É um mata-mata, precisamos de atenção.

O que acha das comparações com o Casal 20, Assis e Washington?

No começo foi surpreendente. A gente sabia da história, mas não tanto assim. A gente se olhava sem entender muito. Estamos felizes por manter isso no profissional. Vamos tentar dar alegrias para a torcida.

João Pedro já fez gol contra o Flamengo. Vocês vão repetir isso que o Casal 20 fazia? E o novo corte de cabelo?

A gente sempre gostou de fazer gols contra o Flamengo. Vamos tentar manter isso. Sobre o corte de cabelo, nada a declarar. Daqui a pouco cresce.

Relação com experientes do grupo

É muito importante. Eu via o Ganso jogar só por vídeos. Agora eu jogo do lado dele. Assim como outros jogadores. O Ferraz e o Luciano conversam muito para jogarmos soltos, com alegria. Se tiver que jogar, vou jogar. Estou pronto e confiante. Está nas mãos do treinador. Me sinto preparado.

Pensa em sair do Flu?

No momento eu penso mais no Fluminense. Quero jogar, estou bem nesse ano. Todos os jogadores que surgem têm o sonho de jogar na Europa, mas estou tranquilo. Se tiver que ser vai ser. Estou feliz aqui, quero jogar muito aqui.

Prefere defender a seleção brasileira ou portuguesa?

Ainda não tem nada definido. Tive convocação para o Brasil mas preferi ficar no Fluminense para não ficar tanto tempo fora. Preferi ficar para ter oportunidade. Meu avô é português. Não sabia que poderia ter essa oportunidade, mas procurei conhecer e fiquei curioso para saber da cultura de lá. Meus empresários tiraram o passaporte e tive essa possibilidade. Eu não vinha sendo convocado aqui e nem estava jogando no sub-20. Fui em dois amistosos pelo Brasil, mas depois não fui mais convocado. Meses depois teve uma convocação em Portugal e decidi ir. Fiquei um pouco nervoso, não sabia se poderia prejudicar, mas joguei lá e gostaram de mim. Fui chamado para a sub-18 também, era uma oportunidade grande. Mas ainda não decidi.

Dificuldades na base

A luta para gente é muito difícil. A gente sai muito jovem de casa, começa a morar em alojamento e longe da família. Você olha para o lado e não tem ninguém. Mas tive fé que poderia chegar. Pensava na família e isso me dava força. Sempre acreditei em mim, e é muito gratificante chegar onde a gente chegou. Eu e ele sofremos até juntos.

ST,

Guga Assis

Calazans usa rede social para se despedir do Fluminense

Foto: Divulgação/FFC

Depois da anuncia a transferência de Marquinhos Calazans para o São Paulo, o jogador usou as redes sociais para se despedir do Fluminense, clube onde foi revelado e esteve por 10 anos.

O jogador se pronunciou por meio de sua conta pessoal no Instagram, e não se esqueceu de agradecer pelo respaldo tido no momento em que esteve afastado dos gramados devido a duas cirurgias sofridas no joelho

Top