fbpx

Mesmo de longe, Thiago Silva pede o apoio da torcida Tricolor

Foto: Divulgação

Não é de hoje que o zagueiro Thiago Silva demonstra todo seu carinho pelo Fluminense. Após ser filmado pela esposa, sofrendo com a derrota do Tricolor no clássico diante do Flamengo, o Monstro, como e carinhosamente chamado pela torcida, deixou um recado aos Tricolores.

Thiago reconheceu o momento difícil em que o time atravessa, mas pediu o apoio da torcida ao time, cobrando uma presença do torcedor no estádio, incentivando a equipe:

Grêmio realiza treino no CT do Flu antes da decisão na Libertadores

O time do Grêmio utilizou as dependências do CT do Fluminense, Carlos Castilho, para realizar os últimos ajustes da equipe antes de encarar o Flamengo pela partida de volta da semifinal da Libertadores.

A equipe gaúcha que já havia realizado uma atividade em um dos campos do CT Tricolor na última segunda-feira (21) retornou ao Carlos Castilho nesta terça-feira (22) para o apronte final.

Ídolo de boa parte da torcida Tricolor, o técnico gremista, Renato Gaúcho, esteve na sala de entrevistas do CT, onde concedeu a última coletiva antes da decisão desta quarta-feira (23) às 21h e 30, no Maracanã.

Foto: Marcelo Neves/O Globo

Como o primeiro jogo, no Sul, terminou empatado em 1 a 1, a equipe gaúcha precisa vencer a partida por qualquer placar ou empate com dois gols ou mais para avançar à final. Empate em 0 a 0 garante o Flamengo e, um novo 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis.

Digão inicia transição e deve participar de treinos com bola ainda esta semana

Foto: Divulgação/FFC

Zagueiro e capitão Tricolor, Digão apresentou uma melhora na lesão sofrida na coxa direita no último dia 12 de outubro, quando o Fluminense bateu o Bahia por 2 a 0, no Maracanã.

O jogador que desfalcou a equipe nos jogos contra Athletico-PR e Flamengo, se reapresentou com o restante do elenco na tarde detesta terça-feira (22), quando deu algumas voltas em torno de um dos campos do CT Carlos Castilho.

Contudo, mesmo que o zagueiro realize atividades com bola ao longo da semana, a tendência é que fique de fora mais uma vez da equipe na partida contra a Chapecoense, neste sábado (26), às 19h e 30, no Maracanã.

Frazan, que substituiu o capitão nas duas últimas partidas, deve mais uma vez iniciar o jogo e formar a dupla de zaga com Nino.

Flu ganha 24 medalhas na Copa das Confederações de Tênis de Mesa

Grávida, Michele Couto foi o destaque tricolor com um ouro, uma prata e um bronze

Os mesatenistas do Fluminense conquistaram 7 medalhas de ouro, 8 de prata e 9 de bronze na Copa das Federações/Copa de Equipes/Paralimpico, realizada no fim de semana passado (19 e 20/10), no Madureira Esporte Clube. Promovida pela Federação de Tênis de Mesa do Estado do Rio de Janeiro, a competição teve a disputa de diversas categorias e contou com 29 atletas tricolores.

O destaque do Fluminense foi Michele Couto, que competiu grávida e conquistou o título no Rating A, além de faturar a prata no Absoluto A e o bronze nas Equipes Mistas.
Confira todos os resultados dos mesatenistas tricolores na competição:
INDIVIDUAL
Mirim Feminino
1º Sophia Kelmer
Pré-Mirim Masculino
1º Eduardo Oliveira
2º Pedro Terra
3º Arthur Malong
Sênior Masculino
1º Bruno Bueno
Veterano 40
1º Claudio Beznos
3º Luciano Matheus
Rating A Feminino
1º Michele Couto
Infantil Masculino
2º Leonardo Lopes
3º Felipe Teixeira
Juvenil Masculino
2º Leonardo Lopes
Absoluto C Masculino
2º Rafael Bernard
Absoluto A Feminino
2º Michele Couto
Mirim Masculino
3º Eduardo Oliveira
Veterano 70 Masculino
3º Luiz Bittencourt
Rating A Masculino
3º Renê da Silva e João Sampaio
EQUIPES
Mista
3º Bruno Bueno e Michele Couto
Juvenil Masculino
1º Leonardo Lopes e Felipe Teixeira
Veterano 40
2º Claudio Beznos, Luciano Matheus e Sérgio Gomes

“É mais uma decisão”, projeta Wellington Nem

Atacante fala sobre o importante duelo com a Chapecoense

O Fluminense se prepara para o confronto com a Chapecoense no próximo sábado (26/10), pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, e se reapresentou na manhã desta terça-feira (22/10) no CT da Barra da Tijuca. O atacante Wellington Nem lamentou a derrota para o Flamengo, mas já pensa na importância do duelo contra o time catarinense, no Maracanã.
“Todos os jogos são difíceis, agora é mais que decisão, tem que entrar focado, pensar jogo a jogo, pensar primeiro na Chapecoense. É muito importante fazer um bom resultado e somar pontos. São jogos decisivos, tem que entrar pressionando os caras, dando a vida”, destacou o jogador, explicando a derrota no Fla-Flu.
“Fiquei pensando no que aconteceu no jogo, mas clássico não se joga, se ganha. Acho que a gente entrou um pouco sonolento, perdeu a segunda bola, as divididas, tomamos um gol rápido e mudou tudo”, disse. Nem também falou sobre o momento Tricolor.

“Difícil duas derrotas depois de uma sequência boa e as rodadas também não foram boas para a gente, mas sabemos da responsabilidade. Sábado é mais uma final, na outra semana, tem outra final e vamos aproveitar a semana cheia para conversar bastante, treinar bastante e fazer um bom jogo”, comentou o atleta, relembrando sua passagem anterior no clube.
“São momentos diferentes. Antes era um momento bom, a gente ganhava todos os jogos, mas acontece, futebol é assim, tem seus altos e baixos. Não vou fugir da responsabilidade, estou junto com todos para tirar o Fluminense dessa e colocar no melhor lugar”, ressaltou. Wellington Nem aproveitou ainda para convocar a torcida para a partida de sábado.
“A torcida não tem que desistir da gente, a gente também não desiste deles, conta com o apoio deles. É muito importante eles estarem junto com a gente, até o último minuto, que a gente vai dar o máximo dentro de campo”, finalizou.

Texto: Comunicação/ FFC
Foto coletiva: Daniel Perpetuo/ FFC
Foto jogo: Lucas Merçon/ FFC

Tricolor é vice-campeão do Estadual Absoluto de Xadrez

Rodrigo Medeiros Zacarias conquistou a medalha de prata com 4.5 pontos

O enxadrista tricolor Rodrigo Medeiros Zacarias conquistou a medalha de prata no Campeonato Estadual Absoluto de 2019 da Federação de Xadrez do Estado do Rio de Janeiro, realizado no dia 05 deste mês. Rodrigo ficou com o vice-campeonato com 4.5 pontos. O também tricolor MF Daniel Rangel terminou na quarta colocação. O título ficou com o MF Wagner Peixoto Guimarães, com 5.0 pontos em 6.0, e o bronze foi para o presidente da FEXERJ, Luiz Antonio Bardaro Manzi, com 4.5 pontos em 6.0, ambos do Tijuca Tênis Clube. Os seis primeiros lugares pontuam para a Taça Eficiência.

No próximo fim de semana (26 e 27/10), o Fluminense disputará o Estadual por equipes no salão nobre do Tijuca Tênis Clube, prova em que é o atual campeão geral.

Ação do Outubro Rosa reúne Flu e Instituto Fair Play

“O Futebol Contra o Câncer de Mama – Marque esse Gol!”

As interessadas precisam realizar o cadastro no site www.marqueessegol.com.br e, depois de uma triagem feita por especialistas do programa, receberão uma ligação com a confirmação do agendamento para as vagas existentes. O Maracanã receberá uma Unidade Móvel, equipada com mamógrafo digital, ultrassom e impressora dry, além de uma equipe de atendimento com médico radiologista e especialista em ultrassom de mama; técnica de mamografia; coordenador do serviço e atendimento e equipe de voluntárias, todas do Meninas de Peito.

A iniciativa da “Marque Esse Gol” surgiu em 2015, pela empresária Cristiane Gambaré, referência em futebol feminino no Brasil. Ela se comoveu com a história de Nátali Araújo, vitoriosa do câncer de mama e integrante do grupo Meninas de Peito, e decidiu mobilizar a comunidade do futebol, envolvendo times, dirigentes e torcedores para a ação de conscientização e realização de exames de mamografia.

Na última semana, o Fluminense iniciou ações para conscientização de prevenção contra a doença e de apoio ao Outubro Rosa. Torcedoras do Tricolor entraram em campo com o time diante do Athletico Paranaense, na partida da última quinta-feira (17/10), no Maracanã. Elas também conheceram o CT do clube, na Barra da Tijuca. Faça como o Fluminense e jogue contra o Câncer de Mama.
Confira o vídeo da Flu TV:

Flu vence pelo Estadual Juvenil de Vôlei e homenageia seu capitão

Franklin está fora do restante da temporada devido a uma lesão no joelho

O time juvenil masculino de vôlei do Fluminense segue fazendo bonito no Campeonato Estadual da categoria. Neste sábado (19/10), a equipe derrotou o Botafogo por 3 sets a 0, parciais de 25/20, 27/25 e 25/17, em General Severiano, e chegou a sua sexta vitória em sete jogos na competição. Os jogadores do Tricolor aproveitaram a oportunidade para homenagear o capitão, Luiz Felipe Franklin, fora do restante da temporada devido a uma lesão no joelho esquerdo.
Em seu último ano como juvenil, Franklin teve a temporada abreviada após romper o ligamento cruzado do joelho esquerdo em um jogo pela universidade. No quarto período da faculdade de medicina, o atleta vai esperar as férias para fazer a reconstrução do ligamento. A despedida do Tricolor acabou sendo diferente da planejada.
“É uma pena. Queria terminar meu ciclo no Fluminense do jeito que comecei: jogando e sendo campeão. Mas essa lesão acabou atrapalhando”, disse o futuro médico.
No Fluminense desde 2010, Franklin colecionou títulos pelo clube. Foi bicampeão carioca, bicampeão da Taça Paraná, considerada a maior competição de clubes do Brasil, bicampeão do Torneio Início, campeão da Copa Minas e campeão da Copa Cidade Maravilhosa. Além disso, conquistou títulos individuais, como melhor jogador da Taça Paraná e melhor atacante da Copa Minas.
Sua última partida defendendo a camisa do Fluminense foi na vitória sobre o Tijuca pelo Estadual, no dia 10 de outubro. Mas Franklin não abandonará seus companheiros na reta final da competição.
“Como capitão do time e por ser meu último ano no clube, quero estar ali na quadra, mesmo que não seja para jogar. Estamos no final do campeonato, somos líderes da competição e temos tudo para sermos campeões. O time merece esse apoio”, finalizou Franklin.
O próximo jogo do Fluminense pelo Campeonato Estadual Juvenil Masculino será nesta terça-feira (22/10), contra o Flamengo, às 20h, em Laranjeiras.
Confira os demais resultados do Fluminense no Campeonato Estadual de Vôlei:
19/10 – sábado
Infantil Feminino
Fluminense 3 x 1 Flamengo (21/25, 25/21, 26/24 e 25/22)
Infantil Masculino
Botafogo 0 x 3 Fluminense (18/25, 18/25 e 23/25)
20/10 – domingo
Mirim Masculino
Tijuca 3 x 2 Fluminense (25/11, 23/25, 14/25, 25/22 e 15/10)
Mirim Feminino
Clube dos Funcionários 0 x 3 Fluminense (16/25, 17/25 e 25/27)
Infantil Feminino
RJ Vôlei 0 x 3 Fluminense (13/25, 14/25 e 8/25)
Infanto Feminino
Clube dos Funcionários 0 x 3 Fluminense (17/25, 13/25 e 10/25)

“Ei, Mário, vai tomar caju!” Coluna André Ferreira de Barros

“Ei, Mário, vai tomar caju”
André Ferreira de Barros
Pedro Abad foi o dirigente mais xingado da História tricolor. E o muito foi pouco. Ele merecia mais, muito mais. Afinal, ele e os seus asseclas da Flusócio – alguns dos quais habitantes da “esgotoesfera”, como o indefectível Zé Bobão – conseguiram piorar – e muito – o que já era ruim. Em poucas palavras, eles pisaram no acelerador rumo ao inferno.
Nessa esteira, Mário Bittencourt ascendeu ao cargo de Presidente do Fluminense F.C cercado por legítimas esperanças e compreensível paciência de parte da torcida tricolor.
Mas parece que o supremo mandatário do Fluminense confundiu isso com um cheque em branco.
Contratar o Oswaldo de Oliveira, às vésperas de um jogo decisivo contra o Corinthians, não foi um erro, Sr. Presidente, mas foram, sim, dois acintes. Fez-me lembrar do Ricardo Drubscky, criatura sua, Sr. Mário Bittencourt.
Manter o Marcão como técnico, com o Fluminense flertando com a zona de rebaixamento, não é, apenas, outro acinte, Presidente, é sapatear à beira do precipício.
E quem ama o Fluminense sabe o quão profundo e escuro é esse precipício!
O senhor sabe, não sabe, Sr. Mário?
Pois parece que não sabe!
Em suma, temo que, depois da tempestade (Flusócio), venha a enchente (Flusócio 2.0).
A torcida tricolor vem poupando o senhor, Presidente.
No entanto, se o Fluminense não ganhar da Chapecoense no próximo sábado, eu mesmo vou puxar o “Ei, Mário, vai tomar caju”.
Saudações tricolores!

Fluminense se opõe, mas clubes e FERJ aprovam fórmula do Carioca 2020; veja grupos e 1º adversário

O Campeonato Carioca ganhou nessa segunda-feira uma nova fórmula de disputa para 2020 – aprovada pela maioria dos clubes e pela FERJ, mas contrariada unicamente pelo Fluminense. A edição, que começa no dia 22 de janeiro, terá 12 participantes divididos em dois grupos.

  • Primeiro turno: duelos entre equipes de grupos diferentes
  • Segundo turno: duelos entre equipes do mesmo grupo

Nas taças Guanabara e Rio, os dois melhores colocados de cada chave fazem as semifinais e final. A decisão do geral apresenta novidade: se um time vencer os dois turnos, será o campeão carioca. Com uma ressalva.

Se um clube que não conquistou nenhuma das etapas possuir número de pontos superior (considerando o torneio inteiro), disputará a finalíssima em duas partidas frente ao vencedor dos dois turnos, com quem fica a vantagem do empate. Em caso de um campeão por turno, eles duelam pelo título em dois confrontos e sem “regalia” para lado algum.

Todos os clássicos, semis e finais terão árbitro de vídeo, com uma novidade proposta pela federação: permanência de representantes dos rivais na sala de exibição do VAR.

Também ficou acertado que os duelos decisivos acontecerão apenas em estádios com capacidade acima de 40 mil lugares: Nilton Santos e Maracanã.


GRUPOS E ESTREIA DO FLUMINENSE

Foi definido que o primeiro adversário do Tricolor, localizado no grupo B, será a Cabofriense, fora de casa. Ainda não há local, data e nem horário confirmados.

  • Grupo A: Flamengo, Botafogo, Bangu, Cabofriense, Boavista e x (América, Americano, Friburguense, Macaé, Nova Iguaçu e Portuguesa).
  • Grupo B: Vasco, Fluminense, Volta Redonda, Resende, Madureira e y (América, Americano, Friburguense, Macaé, Nova Iguaçu e Portuguesa).

FLUMINENSE NO CARIOCA 2019

Nesse ano, o Time de Guerreiros chegou à final da Taça Guanabara, mas perdeu para o Vasco por 1 a 0 em jogo marcado por queda de braço entre as diretorias sobre lado das torcidas, culminando na determinação judicial para portões fechados. Entretanto, quando a bola já rolava, a Justiça permitiu a entrada de torcedores.

O Fluminense ainda caiu para o Flamengo, por 2 a 1, na semifinal da Taça Rio. E, na fase final, empatou em 1 a 1 com o Rubro-Negro, sendo eliminado em razão da vantagem dada ao adversário pelo primeiro lugar na classificação geral.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Top