Eduardo Barros lamenta derrota do Fluminense: “Nunca é fácil furar bloco baixo”

Depois da segunda derrota seguida do Fluminense no Campeonato Carioca e o terceiro jogo sem vencer, o time já começa a pensar na próxima partida. Para Eduardo Barros, auxiliar de Fernando Diniz e que esteve à beira do campo por causa da expulsão do treinador no jogo anterior, a equipe tricolor precisará entender o que teve de bom e melhorar onde foi ruim na derrota de 1 a 0 para o Volta Redonda.

É um resultado ruim que nos distancia da liderança. Não é bom perder. Mas temos de pegar as coisas positivas de hoje, fazer os ajustes e vencer no domingo“.

Por mais que diga que já pensa no próximo jogo do Fluminense, Eduardo reconhece que há questões a serem melhoradas. Perguntado o que está dando errado na equipe nesses últimos três jogos em que não venceu, o auxiliar diz que falta ajudar detalhes.

São muitos ajustes finos que precisam ser feitos. Eles vão vir com o tempo. Nunca é fácil furar bloco baixo. O Volta Redonda é um time bem treinado, os jogadores se dedicam muito. Assim, é difícil. No primeiro tempo, entramos na linha de defesa e tivemos algumas chances. Faltou o gol. Não faltou produtividade. Cruzamos e finalizamos algumas vezes. Se a gente tivesse em um momento emocional melhor, teríamos feito o gol“, finalizou.

Foto: Divulgação

Auxiliar Técnico comenta derrota e diz ‘muitos ajustes finos precisam ser feitos’

https://www.betnacional.com?p=canalflunews

O Fluminense vive uma turbulência no início da temporada. Com a derrota por 1 a 0 diante do Volta Redonda, nesta quinta-feira (2), pela sexta rodada do Carioca, o Time de Guerreiros chegou a três jogos sem vitórias no ano. Após o jogo, o auxiliar técnico Eduardo Barros, que substituiu o suspenso Fernando Diniz, ressaltou que é preciso fazer ‘muitos ajustes finos’ para a equipe melhorar.

“São muitos ajustes finos que precisam ser feitos. Eles vão vir com o tempo. Nunca é fácil furar bloco baixo. O Volta Redonda é um time bem treinado, os jogadores se dedicam muito. No primeiro tempo, entramos na linha de defesa e tivemos algumas chances. Faltou o gol. Não faltou produtividade. Se a gente tivesse em um momento emocional melhor, teríamos feito o gol”, analisou o auxiliar. 

O Fluminense chegou a três jogos sem vitória pela primeira vez na temporada. Além das derrotas para o Volta Redonda e Botafogo, o Tricolor empatou com o Boavista. O auxiliar de Fernando Diniz lamentou que, nos três jogos, a equipe teve a chance de sair na frente do placar e, em seguida, foi punida sofrendo um gol em desatenção. 

“Os três gols têm naturezas diferentes (…) Não consigo amarrar esses lances com a questão emocional. A gente tem de saber separar cada acontecimento e fazer os ajustes necessários”, avaliou o auxiliar. 

Com a derrota, o Fluminense caiu para o quarto lugar e segue com 10 pontos. O Time de Guerreiros volta a campo no próximo domingo (5), contra o Audax, às 18h (de Brasília), no Maracanã, pela sétima rodada do Carioca. O Tricolor terá o desfalque do volante André, que foi expulso contra o Volta Redonda. 

foto Marcelo Gonçalves

#canalflunewsvozdotorcedor

Sócio da 777 fala ‘Não vamos desistir’ da disputa do Vasco com Flamengo e Fluminense por Maracanã

https://www.betnacional.com?p=canalflunews

Vasco da Gama parece estar longe de anunciar uma desistência de participar do Consórcio Maracanã e da administração do histórico estádio.

Em entrevista ao Blog do PVC, do Uol, Juan Arciniegas, gestor de 777 Partners, empresa que detém 70% das ações da SAF do Vasco, voltou a criticar Claudio Castro (PL), governador do Estado do Rio de Janeiro.

Há dez dias, o político chamou a empresa de ‘uma tal de 777’ ao relembrar o encontro a respeito do Consórcio Maracanã e dizer que a administração do estádio deveria ser feita pelos clubes e não por empresas. Atualmente, Flamengo Fluminense formam o consórcio.

“Nós não vamos desistir desse processo. É preciso proteger a lei da SAF. Pela legislação, não há diferença entre clubes. Não se deve referir ao Vasco como se fosse uma empresa. O Vasco é um clube. Um dos maiores do mundo. Tem uma das maiores torcidas do Brasil e do planeta e deve ser tratado desta maneira”, disse o gestor.

Juan deixou claro ainda que São Januário é a casa do Vasco da Gama, mas que o local passará por reformas e será necessário utilizar o Maracanã no período específico ou em partidas que a direção do clube queira um público maior.

“O consórcio se chama “Maracanã Para Todos”. A ideia é que o estádio seja do Rio. O Maracanã é do Rio de Janeiro, é dos cariocas, de todos os clubes do Rio de Janeiro. Queremos ter o maior número de jogos e o maior número de clubes. Futebol é prioridade”, disse.

O dirigente explicou ainda que o gramado não seria um problema, uma vez que o “consórcio administra alguns dos melhores estádios do mundo, de alguns dos maiores clubes do planeta. A Legend tem o Camp Nou, o Santiago Bernabéu. Conhecemos o Ettihad, do Manchester City. Temos os melhores especialistas em gramado do planeta”.

O contrato atual do Governo do Estado do Rio de Janeiro com o Consócio Maracanã tem duração até abril deste ano. A 777 espera que seja aberta uma nova licitação, exige lisura no processo, e que o Vasco possa, finalmente, fazer parte do acordo.

“Sabemos que tem de haver um novo bid, um novo processo de licitação, feito com clareza e transparência. É preciso respeitar a lei da SAF, dar garantia para os investidores que decidiram apoiar o futebol do Brasil. O coração do nosso negócio é o futebol, não os tribunais. Não há hipótese de desistirmos do projeto do Maracanã”, finalizou.

#canalflunewsvozdotorcedor

Cano secou: atacante não marca há quatro jogos

Acompanhando a má fase do time, Germán Cano passou mais um jogo em branco. O atacante segue sem marcar no ano de 2023. Com quatro partidas de seca, ele iguala a marca de maior tempo sem gols de 2022, que aconteceu duas vezes.

Ao final de 2022, o argentino fez 44 gols. Na atual temporada, assim como todo o time, Cano está sem ritmo de jogo e tem poucas chances para finalizar.

No próximo jogo, Cano e seus companheiros enfrentarão o Audax, no domingo (05/02), às 18h. A vitória é necessária para que o clube se mantenha entre os quatro primeiros do Carioca. Caso perca, há grandes chances de sair da zona de classificação para a semifinal do estadual.

Foto: Marcelo Gonçalves/FFC

Quer torcer para o Fluzão e ainda ganhar dinheiro com isso? A BetNacional, parceira do Canal Flunews, oferece as melhores odds do mercado de apostas. Click no link abaixo e se cadastre agora mesmo.

https://www.betnacional.com?p=canalflun

André desfalca o Flu contra o Audax-RJ

Se a fase do Fluminense não anda muito boa, o time ganhou mais um problema para a próxima partida: a ausência do volante André.

Expulso nos minutos finais da derrota de 1 a 0 para o Volta Redonda, o volante, que é um dos pilares do time de Diniz, não enfrenta o Audax-RJ, neste domingo (05), em jogo que acontece às 18h, no Maracanã.

Por outro lado, o Tricolor terá o retorno de Fernando Diniz e David Braz, ambos fora do jogo contra o Voltaço, por cumprirem suspensão após expulsão no clássico contra o Botafogo.

Foto em destaque: Marcelo Gonçalves/FFC

Fluminense acumula três jogos sem vitórias e despenca na tabela do Carioca

Buscando reabilitação no Campeonato Carioca, o Fluminense voltou a campo nesta quinta-feira (02) para enfrentar o Volta Redonda, no estádio Raulino de Oliveira, e foi derrotado por 1 a 0 para os donos da casa, acumulando três jogos sem vitórias.

Com mais um revés na competição, o Tricolor despencou na tabela de classificação, descendo da segunda para a quarta posição, com 10 pontos, mas ameaçado pelo Vasco, que ocupa a sexta posição, com oito pontos, porém, com uma partida a menso. Ou seja, caso vença a partida atrasada, que é o clássico contra o Botafogo, joga o Flu para a quinta posição.

A nova chance de reabilitação do Tricolor acontece neste domingo (05), quando enfrenta o Audax-RJ, às 18h, no Maracanã.

Foto em destaque: Marcelo Gonçalves/FFC

Vergonha! Apático e previsível, Fluminense perde para o Volta Redonda pelo Campeonato Carioca

O início de temporada do Fluminense é pra lá de preocupante. Jogando contra o Volta Redonda, o tricolor teve péssima atuação e saiu derrotado. O atacante Lelê fez o único gol do jogo.

Após a polêmica derrota diante do Botafogo, a escalação do Flu teve apenas uma mudança. Yago Felipe saiu para entrada de Keno. Calegari, aquele que perdeu pênalti no clássico, seguiu entre os titulares.

O duelo começou com as duas equipes buscando o gol. Jogando em casa, o Volta Redonda se mostrou um time organizado e soube explorar as várias deficiências do Fluminense. Com muito toque e pouca criatividade, o Flu ameaçou mais em bola parada. Manoel acertou a trave na primeira etapa. Fábio salvava o Flu.

O tricolor voltou do intervalo sem mudanças. É triste ver a quantidade de jogadores em péssima fase. Poucos se salvam. O Volta Redonda passou a dominar a partida. Aos 3, Luciano Naninho lançou Lelê, Calegari não acompanhou e o artilheiro do Carioca abriu o placar. O Flu tinha quatro amarelados: Calegari, André, Samuel Xavier e Nino. O time da casa teve chances de golear, mas Fábio evitou o pior.

Eduardo Barros, substituto do suspenso Fernando Diniz, mexeu na equipe tarde demais. Já nos acréscimos, André foi expulso.

Com a derrota, o Flu se vê em situação delicada na competição. A equipe tem 10 pontos e ocupa a quarta colocação; o Vasco tem 8 pontos, mas tem um jogo a menos. No próximo domingo a equipe enfrenta o Audax, às 18h, no Maracanã.

Manoel destaca bom campeonato do Volta Redonda mas ressalta a força do Fluminense: “Temos qualidade para buscar nossos objetivos”

O Fluminense visita o Volta Redonda, nesta quinta-feira, pela sexta rodada do campeonato carioca. O jogo será realizado no estádio Raulino de Olivieras, às 21h10.

Suspensos na última partida, o técnico Fernando Diniz, o zagueiro David Braz e o preparados físico Marcos Seixas, não estarão na partida de hoje.

Antes da partida, o zagueiro Manoel falou sobre o momento do Flu e disse o que esperar do jogo:

INDEPENDENTEMENTE DO VOLTA REDONDA, QUE É UMA EQUIPE QUE ESTÁ BEM E ESTÁ FAZENDO UM BELO CAMPEONATO, A GENTE TEM QUE PROCURAR FAZER O NOSSO JOGO, ENTRAR DA FORMA QUE A GENTE TREINA. TEMOS QUE JOGAR E MARCAR FORTE. A GENTE TEM QUE SE PREOCUPAR COM A NOSSA POSTURA, E VAMOS PARA ESSE JOGO COM A INTENÇÃO DE JOGAR E MARCAR FIRME QUANDO PRECISO. NÓS TEMOS QUALIDADE PARA ISSO E ESTAMOS TRABALHANDO MUITO FORTE EM BUSCA DOS NOSSOS OBJETIVOS“, destacou.

A partida terá transmissão da Band, Badsports e Dale, plataforma de streaming que oferece transmissão ao vivo pela internet.

Vai ao jogo? Veja todas as informações de ingressos para Volta Redonda x Fluminense nesta quinta

O Fluminense volta a campo nesta quinta-feira (02/02), às 21h10, quando visita o Volta Redonda no Estádio Raulino de Oliveira. Os ingressos para o confronto já começaram a ser vendidos pela internet. A venda física terá início nesta terça-feira (31/01). Na condição de visitante, o Tricolor conseguiu negociar com a equipe mandante um desconto de 50% no valor das entradas para seus sócios, independentemente da categoria.

ATENÇÃO: A venda antecipada para os sócios do Fluminense será feita exclusivamente na sede do clube, em Laranjeiras. No dia do jogo, a venda ocorre na Bilheteria Laranja do estádio (guichê exclusivo para sócios), a partir das 10h. Cada sócio terá direito a um ingresso com desconto e precisa estar ativo e adimplente. No momento da compra, o associado deverá apresentar sua carteirinha ou estar logado no Portal do Sócio em seu smartphone.

Para o público geral, a venda on-line acontece através do site www.tickethub.com.br. O ingresso é carregado no celular e não será necessário trocar na bilheteria. A venda on-line vai ser encerrada na quinta-feira (02/01), às 17h. No dia da partida, a venda/troca de ingresso será realizada somente no Estádio Raulino de Oliveira, das 10h até o intervalo.

VALORES

Arquibancada (Verde e Laranja)
– Sócios do Fluminense e meia-entrada – R$ 20
– Não-Sócios / Inteira – R$ 40

Social (Branca) – setor misto
– Sócios do Fluminense e meia-entrada – R$ 30
– Não-Sócios / Inteira – R$ 60

PONTOS DE VENDA

Laranjeiras – Sede do Fluminense (Rua Álvaro Chaves, 41)
– Dia 31/01 (terça-feira), das 10h às 17h
– Dia 01/02 (quarta-feira), das 10h às 17h

Estádio Raulino de Oliveira – Bilheterias Verde e Laranja (torcida do Fluminense)
– Dia 31/01 (terça-feira), das 10h às 17h
– Dia 01/02 (quarta-feira), das 10h às 17h
– Dia 02/02 (quinta-feira), das 10h até o final do primeiro tempo

GRATUIDADE: Os torcedores que tiverem direito à gratuidade deverão retirar o ingresso em Laranjeiras (terça ou quarta) ou no Estádio Raulino de Oliveira (de terça a quinta). Será obrigatória a comprovação do benefício no ato da retirada.

ACESSO AO ESTÁDIO

– Os portões abrirão às 19h10
– É vedada a entrada com alimentos e bebidas no estádio
– Não haverá estacionamento no estádio

Fim do rodízio: Diniz deve colocar equipe titular em campo

Após dois jogos sem vitória, o Fluminense deve interromper o rodízio e jogar com força máxima contra o Volta Redonda. Contra o Botafogo, a derrota acendeu um alerta e o treinador Fernando Diniz optou por usar os jogadores que considera titulares nesta quinta-feira (02/02), às 21h10, no Raulino de Oliveira.

A possível equipe que vai a campo é: Fábio; Samuel Xavier, Nino, Manoel, Jorge (Calegari); André, Martinelli, Ganso; Keno (Yago), Cano e Arias. As duas principais mudanças são as entradas de Jorge e Keno, nos lugares de Calegari e Yago.

Para o jogo contra o Volta Redonda, apenas a vitória importa ao tricolor. Caso vença, o Fluminense chega aos 13 pontos, um a menos que o Flamengo, líder do Carioca. No confronto histórico entre Flu e o Volta Redonda, o Tricolor tem 47 vitórias, 10 empates e perdeu apenas 13 vezes. Nos últimos cinco jogos, foram apenas dois triunfos.

Foto: Marcelo Gonçalves/FFC

Quer torcer para o Fluzão e ainda ganhar dinheiro com isso? A BetNacional, parceira do Canal Flunews, oferece as melhores odds do mercado de apostas. Click no link abaixo e se cadastre agora mesmo.

https://www.betnacional.com?p=canalflun