Fluminense anuncia mudança na retirada de ingressos

Medida vale para a retirada dos bilhetes de gratuidade.

por: Douglas Wandekochen

Às vésperas da estréia na Sul-Americana, o Fluminense divulgou uma mudança na retirada de ingressos, principalmente no que se diz respeito aos bilhetes de gratuidade, que não serão mais retirados no dia do jogo:

Informação importante: De acordo com as novas regras estabelecidas por Órgãos de Segurança e FFERJ para jogos no Rio, a retirada das gratuidades deve ser feita no Maracaña ou nas Laranjeiras nesta terça-feira. Não haverá cessão de bilhetes de gratuidade no dia da partida.

Os documentos comprobatórios do direito à gratuidade serão exigidos tanto no momento da retirada no ponto de venda quanto no acesso ao estádio. Retire seu ingresso hoje nas Laranjeiras (10h às 20h) ou no Maracanã (10h às 17h).

 

ST,

Douglas Wandekochen

 

foto: Divulgação FFC

Presidente tricolor despista sobre chegada de reforços

Contudo, o dirigente reconhece a necessidade da chegada de reforços.

Com o fim do Campeonato Carioca e eminente início de Copa Sul-Americana e Campeonato Brasileiro, a torcida tricolor segue esperando pelo anúncio de reforços. Nomes como os de: Kleber Gladiador, do Coritiba, João Carlos, da Cabofriense e Luan Perez da Ponte Preta, estariam em negociações avançadas com o tricolor, contudo, o presidente Pedro Abad desconversa sobre o assunto:

– Não gosto de falar pontualmente em negociação. Sabemos quais as posições que o elenco precisa encorpar e é nessa que estamos investindo – despistou Abad.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon

Fluminense divulga numeração fixa para Sul-Americana

Destaques foram os novos números de Marcos Júnior, Ibanez, Léo e Pablo Dyego.

As vespevés da fazer sua estréia na Copa Sul-Americana, próxima quarta-feira (11), contra o Nacional Potosí, da Bolívia, o Fluminense divulgou a numeração fixa que seus jogadores irão usar durante a competição.

Os destaques vão para a mudança na numeração de Marcos Júnior, Ibanez, Léo e Pablo Dyego, acompanhe a relação completa:

1 – Marcos Felipe
2 – Gilberto
3 – Gum
4 – Renato Chaves
5 – Airton
6 – Ayrton Lucas
7 – Pablo Dyego
8 – Douglas
9 – Pedro
10 – Sornoza
11 – Marcos Júnior
12 – Marlon
13 – Frazan
14 – Ibañez
15 – Léo

16 – Jadson
17 – Robinho
18 – Reginaldo
19 – Dudu
20 – Luquinhas
21 – Caio
22 – Júlio César
23 – Marlon Freitas
24 – João Vitor
25 – Richard
26 – Mateus Norton
27 – Rodolfo
28 – Matheus Alessandro

 

ST,

Douglas Wandekochen

 

foto: Divulgação FFC

CBF altera data de Vitória x Fluminense, pela quarta rodada do Brasileirão

Jogo estava marcado para segunda-feira (07/05), três dias antes do jogo de volta da Sul-Americana.

A CBF alterou a partida entre Vitória x Fluminense, válida pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. A partida que estava marcada para acontecer numa segunda-feira (07/05), às 20 horas, foi antecipada para domingo (06/05), às 16 horas.

Caso a entidade não mude mais nenhum jogo do tricolor, o Fluminense irá jogar as cinco primeiras rodadas todos os domingos às 16 horas – Corinthians x Fluminense (15/04); Fluminense x Cruzeiro (22/04); Fluminense x São Paulo (29/04) e Vitória x Fluminense (06/05) –

Vale destacar que no caso de Vitória x Fluminense, a mudança vêm a calhar para o tricolor, que disputará o jogo de volta da Sul-Americana quatro dias depois, quinta-feira (10/05), contra o Nacional Potosí, na Bolívia.

 

ST,

Douglas Wandekochen

 

foto: Divulgação

Pablo Dyego atribui evolução a projeto internacional do clube: ‘Experiência muito boa’

Se o elenco é enxuto, a tendência é que figurinhas desconhecidas da torcida ganhem espaço. Foi o que aconteceu com Pablo Dyego, de 24 anos. Mas até se tornar reserva imediato do Fluminense, o atacante percorreu um longo e difícil caminho. Participou do projeto internacional do clube, sendo a primeira revelação de Xerém a fazê-lo. Desde 2013, rodou por Suécia, Polônia, Canadá e, mais recentemente, Estados Unidos.

– Foi uma experiência muito boa. Mudou a minha vida culturalmente, mudei como pessoa. Se hoje estou nessa forma, aquilo ajudou muito – destaca o jovem.

Ao deixar o San Francisco Deltas, depois de empréstimo, Pablo retornou ao Rio de Janeiro para ser integrado ao elenco profissional do Tricolor. Aos poucos ganhando espaço, entrou durante a final da Taça Rio e a semifinal do Carioca, por exemplo. As boas apresentações agradaram ao técnico e aos torcedores e, segundo prometido pelo jogador, vão ser repetidas.

– Quero continuar trabalhando, da mesma forma. Acho que, desde o início do ano, a gente vem de uma desconfiança enorme. O Abel sempre está dando moral para a gente. Temos de continuar fazendo o que estamos fazendo, nos doando em campo, pois coisas boas virão – acredita.

Oriundo de comunidade, Pablo Dyego sofria com a timidez, o que influenciava no seu rendimento em campo. Com as passagens por diferentes países, lidou com novidades e aprendeu a ser mais confiante. Agora, pode ser um dos trunfos de Abelão para a temporada.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: LANCE!

Ituano avaliza empréstimo ao Fluminense, mas Ponte deve segurar Luan Peres

Com o aval do Ituano, o Fluminense esperava concluir a negociação com Luan Peres e anunciá-lo o quanto antes. Mas a Ponte Preta, à qual está emprestado até 30 de maio, bateu o pé: só libera depois deste período. Ou, pelo menos, quer segurar o zagueiro até o final de abril, a depender de um acordo entre as partes.

A Macaca entende que uma renovação é inviável, devido ao assédio de mais times da elite, como o Santos, mas conta com o jogador, de 23 anos, para as primeiras rodadas da Série B. Incluindo Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil, são nove compromissos até o término do contrato. O próprio Luan conversou com os dirigentes e se dispôs a atuar nestes jogos.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Fornecedora do Flu rescinde contrato na Inglaterra

O Aston Villa antecipo o término com a Under Armour, dois anos antes do fim do contrato.

A fornecedora de material esportivo do Fluminense, a Under Armour, teve o seu contrato rescindido com o Aston Villa duas temporadas antes do fim do contrato. A marca que chegou ao clube em 2016 substituindo a italiana Macron, havia fechado um contrato válido por cinco anos, mas a notícia divulgada pelo próprio Aston Villa em suas redes sociais, deixou claro que foi uma decisão de consentimento mútuo, o que certamente não reverterá em perda financeira para os envolvidos.

Passando por um momento delicado no mercado, principalmente após ver seu aplicativo MyFitnessPall, ser hackeado e vazado informações de 150 milhões de usuários, a marca ficou apenas no Southampton na Inglaterra, cenário parecido com o que vive no Brasil, onde a empresa deixou o São Paulo por não conseguir arcar com o valor acordado inicialmente no contrato. Contudo, ao contrário da Inglaterra, a norte americana conseguiu fechar com o Sport, além do acordo que já tinha com o Fluminense.

 

ST,

Douglas Wandekochen

Foto: Divulgação
Fonte: MKTsportivo.com

Fluminense supera rivais e domina seleção do Estadual

Os melhores do Campeonato Carioca 2018 são, em maioria, tricolores. Campeão da Taça Rio e eliminado na semifinal-geral, o Fluminense contou com cinco representantes na seleção do Estadual, eleita por jornalistas. Enquanto os rivais – Vasco (com 3 jogadores e um técnico), Botafogo (2 jogadores) e Flamengo (1 jogador) – ficaram para trás.

A seguir, veja os atletas do time de Abel Braga escalados entre os destaques desta edição do Cariocão: o goleiro Júlio César, o zagueiro Gum, o lateral-esquerdo Ayrton Lucas e os atacantes Marcos Jr. e Pedro.


Confira a seleção de jogadores e arbitragem completa:

Goleiro: Júlio César (Fluminense)
Lateral-Direito: Yago Pikachu (Vasco da Gama)
Zagueiro: Gum (Fluminense)
Zagueiro: Igor Rabello (Botafogo)
Lateral-Esquerdo: Ayrton (Fluminense)
Volante: Rodrigo Lindoso (Botafogo)
Volante: Leandro Desábato (Vasco da Gama)
Meio-Campo: Lucas Paquetá (Flamengo)
Meio-Campo: Paulinho (Vasco da Gama)
Atacante: Marcos Júnior (Fluminense)
Atacante: Pedro (Fluminense)
Técnico: Zé Ricardo (Vasco da Gama)

Árbitro: Wagner Nascimento Magalhães
Assistente 1: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa
Assistente 2: Thiago Henrique Neto Correa Farinha


Os prêmios aos melhores, ao craque e à revelação do Campeonato serão entregues na noite desta segunda-feira, às 20h, no Teatro Bradesco, Barra da Tijuca, durante a cerimônia de encerramento.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Pedro é o artilheiro do Campeonato Carioca de 2018

O Fluminense ficou de fora da final do Campeonato Carioca, vencida pelo Botafogo, mas viu seu novo centroavante, Pedro, comemorar a artilharia do torneio, com sete gols. Brenner e Ríos, de Bota e Vasco, respectivamente, estavam na cola do tricolor, mas passaram em branco na decisão.

– Me preparei a vida inteira para ser artilheiro, afinal de contas, atacante vive de gols. Comigo não podia ser diferente. Penso em marcar os gols, mas aprendi e sigo me aprimorando para, na falta de oportunidades, deixar meus companheiros em melhores condições de marcar – disse.

Pedro assumiu a responsabilidade de ser o matador do time depois da saída de Henrique Dourado, agora no Flamengo. As chances entre os titulares eram o sonho do jogador e, em 2018, se tornaram realidade. Melhor, impossível: ele passou a ser o mais jovem na história do clube na era moderna a ser goleador de um Campeonato oficial.

– Sempre foquei na preparação para ser titular no profissional do Fluminense. Esperava as oportunidades e o professor Abel me deu essa sequência. Graças a Deus, as coisas vêm dando certo – celebrou.

Apesar da felicidade pela conquista individual, Pedro confessa ter guardado mágoa da eliminação na semifinal, para o Vasco. Lembrou, ainda, que a artilharia merece ser compartilhada com os companheiros de elenco.

– Nada muda o fato de termos ficado fora da final. Ainda mais do jeito que aconteceu, gol nos acréscimos, dá, sim, uma pontinha de decepção. Mas faz parte do futebol. Detalhes. A artilharia não premiará só o Pedro, mas o time todo, que trabalhou e criou as chances para mim.

Atrás do camisa 32 do Tricolor, Marcos Jr., também do Fluminense, e Brenner, do Botafogo, e Pipico, do Macaé, terminaram o Carioca tendo marcado seis vezes.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Gilberto elogia prováveis reforços e prega atenção em estreia na Sul-Americana

A semana promete ser de novidades no Fluminense. As negociações com nomes para encorpar o elenco estão avançadas e, ao que tudo indica, prestes a serem confirmadas. A busca por reforços se fez necessária, para Gilberto, por conta, principalmente, do calendário recheado.

– Vamos iniciar um campeonato difícil, de mata-mata, que requer experiência, além da nossa juventude. Tem o Brasileiro, que é longo, onde podem acontecer lesões, suspensões. Sempre bom ter um grupo cada vez mais forte – afirma.

Os prováveis novos contratados, até o momento, são os atacantes João Carlos, ex-Cabofriense, e Kléber, do Coritiba, e o zagueiro Luan Peres, da Ponte Preta. De forma sucinta, o camisa 2 tricolor, durante entrevista na sexta-feira, opinou sobre as características de cada jogador e fez elogios.

João Carlos:

O João Carlos é um jogador novo e que tem potencial. Vimos no Campeonato Carioca.

Kléber:

Tive a oportunidade de jogar contra o Gladiador. É um jogador difícil de marcar, sempre disposto. De muita vontade e raça. Tem técnica também. Dispensa comentários.

Luan Peres:

Ainda não tive a oportunidade de conhecê-lo bem. Mas se a diretoria está analisando, ela sabe o melhor para o Fluminense e vai decidir da maneira correta.

Depois de longo período de treinos, o Fluminense está a dias de ‘recomeçar’ a temporada: enfrenta, nesta quarta-feira, o Nacional de Potosí, pela Sul-Americana.

– Estamos analisando vídeos, eles são um time bom tecnicamente, têm jogadores rápidos. Sabemos da dificuldade, mas é difícil entrar num jogo pensando em fazer placar elástico. Temos que pensar minuto a minuto, não desperdiçar oportunidades e estar atentos defensivamente – diz.

Por estar marcada para o Maracanã, a estreia no segundo principal torneio do continente, maior objetivo do clube em 2018, será ainda mais especial.

– É o estádio com o qual a torcida já está habituada. Ambiente gostoso de jogar. Todo jogador sempre sonhou jogar lá. Nos sentimos mais fortes e mais próximos da torcida – finaliza Gilberto.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.