De volta ao trabalho: Fred retorna aos treinos após se recuperar de entorse no tornozelo

O Fluminense pode ganhar um importante reforço para o jogo contra o Athletico-PR, no próximo sábado (5), às 19h, no Maracanã.

Recuperado de uma entorse no tornozelo sofrida no dia 14 de novembro durante o aquecimento da partida contra o Palmeiras, Fred desfalcou o Fluminense nas duas rodadas seguintes, contra Inter e RB Bragantino, mas retornou aos treinos nesta quarta-feira (2) e deve ser relacionado para o jogo.

Fred, esteve de fora dos últimos três jogos, onde o Fluminense marcou apenas dois gols, ambos no mesmo jogo, na vitória de 2 a 1 sobre o Inter.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Sem folga ! Após empate contra o Bragantino, Fluminense realiza atividade no CT já pensando no Athletico-PR

Após o empate em 0 a 0 entre Fluminense e RB Bragantino na última segunda-feira (30), o elenco Tricolor não teve descanso e já se reapresentou no CTCC (Centro de Treinamento Carlos Castilho) na tarde desta terça-feira (1) quando iniciou os trabalhos visando o jogo contra o Athletico-PR, no próximo sábado (5).

Para o confronto o técnico Odair Hellmann já terá o reforço de alguns jogadores que se recuperaram da Covid-19, como os casos de Nino e Michel Araujo, que já treinam com o restante do grupo após cumprirem quarentena.

Veja a programação da semana:

01/12 – Terça-feira
– 15h30 – Treino – CTCC

02/12 – Quarta-feira
– 09h00 – Treino – CTCC

03/12 – Quinta-feira
– 09h00 – Treino – CTCC

04/12 – Sexta-feira
– 09h00 – Treino – CTCC

05/12 – Sábado
– 19h00 – Fluminense x Athletico-PR – Campeonato Brasileiro.

06/12 – Domingo

– Folga

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Após oito jogadores, presidente do Fluminense, Mário Bittencourt também testa positivo para a Covid-19

O Fluminense vem sofrendo um surto de Covid-19 no elenco, que recentemente já teve oito jogadores testando positivo para a doença: Muriel, Danilo Barcelos, Yuri, Digão e Hudson, além de Nino, Egídio e Michel Araujo, os três último já tendo cumprido o período de quarentena.

Contudo, os resultados positivos foram além do campo e chegou até o presidente Mário Bittencourt, que teve a confirmação da Covid-19 revelada pelo site ST.com

Ao todo, o Fluminense já sofreu com 21 casos no elenco principal desde o início da pandemia, incluindo os 16 que já se recuperaram: Marcos Paulo, Miguel, André, Luiz Henrique, Calegari, Luccas Claro, Nenê, Ganso, Fred, Wellington Silva, Yago, Caio Paulista, Pacheco, Michel Araújo, Nino e Egídio.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Fluminense amplia contrato de Felippe Cardoso até o final do Campeonato Brasileiro

Após um período de negociação, Fluminense e Felippe Cardoso chegaram a um acordo e o jogadores teve seu contrato renovado até o final de Campeonato Brasileiro.

Contratado no início do ano, por empréstimo junto ao Santos, Felippe Cardoso tinha contrato por vencer até dezembro, porém, como o Campeonato foi prorrogado até fevereiro por conta do longo período de paralisação devido ao lokdonw do novo Coronavírus, a diretoria Tricolor buscou a prorrogação de alguns jogadores até o fim da competição.

Agora, falta definir apenas a situação de Hudson, que assim como Cardoso, está emprestado ao Flu pelo São Paulo até o final de 2020.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Resultados do final de semana colocam pressão para Fluminense voltar ao topo da tabela

O Fluminense que iniciou a 23° rodada na quinta colocação, desceu para o sétimo lugar com o início dos jogos no último sábado (28), principalmente com as vitórias de Palmeiras e Santos, que ultrapassaram o Tricolor na tabela de classificação.

Porém, o empate do Internacional contra o Atlético-Go pode deixar o Flu na quarta posição caso vença seu jogo ante o RB Bragantino nesta noite. No entanto, em caso de derrota, pode ser ultrapassado pelo Grêmio, que enfrenta o Goiás nesta segunda-feira (30), em jogo adiado da sexta rodada.

Vale destacar que o jogo do clube gaúcho dessa 23° rodada, contra o Flamengo, teve que ser adiado por conta da alternância de datas com a Copa Libertadores.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Fluminense parabeniza Muricy Ramalho, técnico campeão Brasileiro de 2010

O Fluminense usou sua conta oficial nas redes sociais para parabenizar o técnico Muricy Ramalho, que completa 65 anos nesta segunda-feira (30).

Muricy foi o técnico campeão Brasileiro de 2010, quando tirou o time da fila de 26 anos sem a conquista do título nacional, que ainda foi marcada pela recusa à seleção Brasileira naquele ano.

Goleiro do Bragantino testa positivo para a Covid-19 e não enfrenta o Flu; outros três jogadores se recuperaram da doença e vão para o jogo

Às vesperas de viajar para o Rio de Janeiro para enfrentar o Fluminense na noite desta segunda-feira (30), pela 23° rodada do Campeonato Brasileiro, às 20h, no Maracanã, o Bragantino teve um caso diagnosticado com a Covid-19.

O goleiro Júlio César testou positivo para o vírus em teste realizado neste domingo (29) e sequer viajou para enfrentar o Flu. Júlio segue assintomático e já cumprindo o isolamento.

Em contra-partida, a equipe paulista contará com três retornos de jogadores recuperados da Covid-19: Vitinho, Lucas Evangelista e Bruno Tubarão.

Foto em destaque: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino

Técnico do sub-23, Marcão elegia poder de reação do time e transição para o profissional

A vitória do Fluminense sobre o RB Bragantino neste sábado (28) pela abertura da segunda fase do Brasileirão de Aspirantes teve um gosto especial para o técnico Marcão, que teve de escalar a equipe com cinco desfalques de jogadores que foram promovidos ao time principal.

– É muito bom começar essa segunda fase com uma vitória, ainda mais fora de casa, contra um adversário muito qualificado. Essa vitória, somado ao fato de ver vários dos nossos atletas sendo utilizados no time de cima, mostra como estamos no caminho certo nesse trabalho. Hoje foi uma mostra importante da força do nosso grupo. Todos os meninos responderam muito bem a oportunidade e vamos voltar ao Rio de Janeiro com uma bela vitória na bagagem – disse o treinador que ainda destacou a força de reação do time, que foi buscar a vitória já na reta final do jogo

Sofremos o empate ali no fim, mas mostramos muito poder de reação marcando o gol da vitória logo na saída. Temos trabalhado forte durante a semana para aproveitarmos da melhor forma possível as nossas oportunidades e nos mantermos concentrados, e isso refletiu dentro do campo nessa vitória tão importante – concluiu.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Fluminense estreia com vitória fora de casa na segunda fase do Brasileirão de Aspirantes

O Fluminense estreou com vitória na segunda fase do Campeonato Brasileiro de Aspirantes. Com gol de Samuel, aos oito minutos da primeira etapa, e de Gabriel Capixaba, aos 39 da segunda, o Tricolor venceu o Red Bull Bragantino, por 2 a 1, fora de casa, no CFA Jarinú, e conquistou os primeiros três pontos no Grupo D da competição. Chrigor marcou para o time de Bragança Paulista.

O Tricolor começou abrindo o placar logo aos oito minutos da primeira etapa. Lussivica recebeu bola enfiada pela direita, avançou em velocidade e cruzou rasteiro para Samuel só escorar para a rede. Aos 43 minutos, mais uma boa chegada, dessa vez pelo lado esquerdo, com Matheus Pato. O artilheiro do Tricolor avançou pela esquerda, e tocou para Samuel, que tentou o cruzamento para Lussivica, mas parou na defesa do goleiro. Já nos acréscimos, aos 47, a defesa do Red Bull Bragantino espanou uma bola cruzada por Wisney e ela ficou com Lussivica, que tentou o chute, mas o goleiro adversário conseguiu jogar para escanteio.

O segundo tempo começou assim como foi todo o primeiro. O Red Bull tentando pressionar o Fluzão, mas sem sucesso nos primeiros minutos. Enquanto isso, o time tricolor soube administrar o bom resultado fora de casa. Aos 26 minutos, a primeira boa chegada do Fluzão. Matheus Pato encheu o pé para grande defesa do goleiro. Aos 39, Chrigor empatou para o RB Bragantino. Mas ainda aos 39, na saída de bola, o Tricolor fez mais um. Gabriel Capixaba achou um espaço entre os zagueiros, recebeu a bola em velocidade do Nathan e tocou na saída do goleiro.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Argentina do vôlei do Flu homenagerá Maradona partida deste sábado

A central argentina do Fluminense, Julieta Lazcano, também capitã da seleção de vôlei do seu país, homenageará neste sábado (28/11) Diego Maradona, morto na quarta-feira passada (25/11), aos 60 anos, vítima de uma parada cardiorrespiratória. O nome do ídolo substituirá o de Juli na camisa número dez do Tricolor na partida contra o Dentil Praia Clube, às 19h, na Arena Minas, em Uberlãndia (MG), pela sexta rodada da Superliga Banco do Brasil.

“Sendo argentina, usar o número dez é uma honra para mim e, hoje, usar o nome dele nas minhas costas me faz sentir muito privilegiada. Estou feliz por fazer essa homenagem a ele por um clube que ama tanto o futebol”, disse a central, que está vestindo a camisa dez pela primeira vez na carreira. “Sempre joguei com a 11, mas justo esse ano o número já tinha ‘dona’. Então, pensei bastante e um amigo perguntou se eu sabia o que significava a camisa dez para nós, argentinos, e se eu estava pronta para o peso desse número. E eu disse que sim, estava”.

Juli ficou sabendo da morte de Maradona em um grupo que tem com a família em um aplicativo de mensagens. A princípio, a atleta não acreditou na notícia enviada pelo irmão.

“Achei que era notícia falsa e entrei no Twitter para saber se era verdade. Chorei, senti muita tristeza, senti a tristeza do povo argentino no meio de uma pandemia, em um ano tão difícil para tudo mundo. Pensei em como meu país está sofrendo. Senti que uma parte de nosso folclore morria. Lembrei de cada país que visitei, onde as pessoas me perguntavam de onde eu era e, quando dizia que era da Argentina, todos respondiam: ´Maradona'”, relembrou.

Para Juli, Maradona era um representante do povo argentino.

“Maradona era ídolo de muitas pessoas no meu país. Muitos julgaram suas decisões, mas eu acredito na frase que fala ‘quando alguém julgar o teu caminho, empresta para ele o teus sapatos’. Ele sempre foi um representante do futebol do povo e deu muitas alegrias a Argentina. Na Copa de 86, depois de uma guerra que deixou muitas tristezas, Maradona sabia que o jogo contra a Inglaterra era mais que futebol. Ele estava escrevendo uma parte da história”, finalizou Juli Lazcano.

Foto em destaque: Divulgação/FFC