Abel cita Vasco como exemplo e pede cautela na Sul-Americana

Treinador lembrou a derrota do Cruz-maltino por 4 a 0 após vencer pelo mesmo placar no Brasil.

O Fluminense enfrenta o Nacional Potosí na próxima quinta-feira (10) pelo jogo de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana. Apesar de ter ganhado a primeira partida por 3 a 0 no Maracanã, o técnico Abel Braga cobra cautela de seus comandados e usa o Vasco como exemplo – Cruz-maltino venceu o Jorge Wilsterman por 4 a 0 em São Januário pela pré Libertadores e sofreu o revés pelo mesmo placar na Bolívia, cobseguincoa classificação somente nos pênaltis –

– É algo que preocupa muito e isso que aconteceu com o Vasco está vivo na nossa memória. Vamos precisar ter força ofensiva, nos defender muito bem e reduzir os espaços para cruzamentos e chutes de fora da área. O triunfo no jogo de ida nos dá uma tranquilidade para sentir o jogo, mas está longe de ter nos garantido a classificação, pois existem fatores atípicos envolvidos neste cenário – comentou o treinador.

– Se tivéssemos feito mais um gol no Maracanã acho que seria uma vantagem confortável, mas 3 a 0, e jogando na altitude agora…- concluiu Abelão.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon

Estreante, Nathan Ribeiro tem bom desempenho contra o Vitória

Jogador atuou os 90 minutos da partida.

O zagueiro Nathan Ribeiro, contratado na última quarta-feira (02) foi regularizado à tempo de fazer sua estreia contra o Vitória, no último domingo (06), no Barradão. O zagueiro que foi muito elogiado por Abel Braga, deixou uma boa impressão na estréia.

Tendo jogado os 90 minutos da partida, o camisa 32 teve excelentes números, sendo:  46 passes certos, com 93% de aproveitamento, 9 lançamentos, com 7 certos, 8 cortes feitos, sendo 1 desarme completo 2 duelos mano a mano vencido de 4 disputados.

Esses números se tornam ainda mais expressivos se lembrarmos que o jogador estava há quase um ano sem atuar por uma equipe profissional.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon

Subindo: Fluminense vira pra cima do Vitória no Barradão e chega a sexta colocação

Tricolor mostrou força mesmo fora de casa e foi superior durante maior parte do jogo.

Vitória e Fluminense se enfrentaram na tarde deste domingo (05) diante de forte chuva em Salvador. O Vitória chegou a abrir a contagem com Neílton, mas Pablo Dyego e Gilberto viraram o placar para o Tricolor, que chegou a sua segunda vitória no Brasileirão em quatro rodadas disputadas.

Jogando sob seus domínios, o Vitória começou o jogo pressionando a equipe carioca e aos 20 minutos Neílton abriu o placar. Jefferson recebeu na linha de fundo e cruzou rasteiro. A zaga não cortou e Neílton encheu o pé da entrada da pequena área, com um chute inapelável para Júlio César.

O Fluminense reagiu bem ao gol sofrido e passou a dominar a partida, e, embora tivesse mais posse de bola, não conseguia furar a boa marcação da equipe baiana, que passou a explorar os contra-ataques. A melhor chance do Tricolor veio em cobrança de falta de Marlon, defendida por Caique, mas não consegui ameaçar de fato os donos da casa.

Na volta do intervalo, o técnico Abel Braga lançou Pablo Dyego no lugar de Marcos Júnior. Contudo, a mudança que parecia não ter surtido muito efeito foi decisiva no empate tricolor, que veio exatamente com Pablo Dyego, que após passe de Pedro bateu cruzado contando ainda com o desvio em Rhayner para vencer Caique.

O Fluminense continuou em cima do rubro-negro baiano em busca da virada que quase veio no lance seguinte, quando Renato Chaves desviou de cabeça e Frazan desviou já na pequena área para grande defesa de Caique. A bola ainda sobrou para Richard que buscou Pedro na área mas de carrinho o goleiro do Vitória voltou a salvar os donos da casa.

A virada no entanto, veio aos 40 minutos com Gilberto. Sornoza cobrou escanteio e o lateral apareceu livre na risca da pequena área para virar o jogo.

O Vitória não demonstrou forças para reagir e o jogo terminou com o triunfo do tricolor, que com o resultado chegou a sexta colocação com sete pontos. Já o Vitória ocupa a penúltima colocação com apenas um ponto conquistado.

 

ST,

Douglas Wandekochen

 

foto: Futebol Baiano

Flu terá dois desfalques e possíveis novidades contra o Vitória

Gum e Ayrton Lucas estão fora da partida.

O Fluminense encara o Vitória neste domingo, no Barradão, às 16h, em jogo válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

Para o duelo contra a equipe baiana, o técnico Abel Braga terá dois importantes desfalques já confirmados, e, os dois jogadores do sistema defensivo: o zagueiro Gum e o lateral esquerdo Ayrton Lucas, ambos com dores musculares.

Para a lateral esquerda o treinador deve optar pelo reserva imediato do camisa 6 e entrar com Marlon. O grande mistério está na zaga, uma vez que o treinador terá quatro jogadores para duas vagas, Luan Peres, Frazan, Nathan Ribeiro e Ibanez, isso se Abel mantiver o esquema com três zagueiros. Ainda existe a possibilidade de Abel voltar para o 4-4-2, restando desta forma uma vaga para, já que Renato Chaves segue como titular absoluto na temporada com Abelão.

 

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Mailson Santana

Fluminense tem parte das contas bloqueadas na justiça

Motivo foi um processo sofrido na época do ex presidente Roberto Horcades.

Segundo informações de conselheiros do clube passadas ao Canal Flunews, o Fluminense teve suas contas totalmente bloqueadas pela justiça devido a um processo judicial de Humberto Palma, diretor financeiro na época do ex-presidente Horcades.

Com isso, a situação financeira do clube se agrava ainda mais com direito a reflexos imediatos, uma vez, que o salário de abril, que deveria ter caído na última terça-feira, não tem previsão para ser depositado.

Contudo, ainda de acordo com informações de pessoas de ligadas ao conselho do clube, parte das contas já teriam sido liberadas. A informação foi confirmada pelo VP de Finanças, Diogo Bueno em entrevista ao portal Netflu:

– Tem umas contas que estão bloqueadas há algum tempo por uma série de ações judiciais. Somam mais ou menos R$ 1 milhão e pouco. Teve uma outra que foi desbloqueada no fim do dia de ontem (sexta-feira) referente ao Humberto Palma. Mas o clube tem outras bloqueadas por uma série de motivos, que estamos tentando desbloqueá-las. Essa ação do Humberto conseguimos resolver – Confirmou o dirigente.

Diogo ainda confirmou a dificuldade na realização dos pagamentos, mas de acordo com o dirigente o problema é devido a falta de recursos e não do bloqueio.

 

ST,

Douglas Wandekochen

Foto: Divulgação

Desconhecido do público, Abel rasga elogios a Nathan Ribeiro

Jogador fez praticamente toda sua carreira no Catar, onde foi treinado por Autuori.

O Fluminense surpreendeu na última quarta-feira (02) ao anunciar a contratação do zagueiro Nathan Ribeiro, jogador desconhecido do público brasileiro.

Apesar do jogador ter feito praticamente toda sua carreira no futebol do Catar, o técnico tricolor gostou de sua desenvoltura nos treinamentos e não poupou elogios ao novo contratado

– Sobre o Nathan, é uma coisa que vai acontecer de 30 em 30 anos. A verdade é essa. Essa contratação vai toda na conta do Paulo Autuori. Ele que conhecia o atleta. Chegou muito novo no Catar. No terceiro dia, falei: “Que jogador é esse, cara? Contrata logo!”. Continuou treinando, deu quatro, cinco dias, queriam que ele voltasse para lá (Catar). Falei com o Paulo: “Pelo amor de Deus, esse jogador vai ajudar muito”. Muito rápido para zagueiro, percepção… – falou Abel

O contrato de Nathan Ribeiro com o Fluminense vai até dezembro de 2019.

 

ST,

Douglas Wandekochen

Foto: Lucas Merçon

 

Nome de Autuori ganha força para assumir La U

Treinador foi indicado por grupo político do clube chileno.

O nome diretor esportivo do Fluminense, Paulo Autuori ganhou força nos últimos dias para ser o novo treinador da La U, que busca um substituto à Guilherme Hoyos, demitido após a goleada de 7 a 0 sofrida para o Cruzeiro.

O nome do treinador chegou ao clube após o “Consejo Azul”, grupo com participação efetiva na direção do clube (formado por dirigentes, conselheiros, acionistas e torcedores) enviar uma carta a diretores e executivos da La U indicando o nome de Autuori para ser submetido a “entrevistas e negociações nos mesmos termos que os demais candidatos”, que contam ainda com os nomes de Ramón Díaz, Frank Kudelka, Ariel Holan e Alfredo Arias, como outros cotados.

 

ST,

Douglas Wandekochen

 

foto: Monique Silva

VP do Flu rebate ataques da Flusócio

Diogo Bueno afirma que o grupo aprovava as contas de Peter sem tomar conhecimento.

O Vice presidente de finanças do Fluminense concedeu uma entrevista ao portal Globoesporte.com no qual rebateu as acusações feitas pelo grupo de apoio ao presidente Pedro Abad, a Flusócio.

Respondendo ao post do grupo, que cobrava uma explicação sobre o atraso na apresentação das contas de 2017, Diogo acusou a Flusócio (que está no poder desde 2011) de entregar balanços incompletos e credita a esse fator o atraso na entrega deste ano: publicar um balanço completo, além de ter que rever os que já haviam sido aprovados por membros da Flusócio.

Diogo ainda afirmou que durante o mandato de Peter Siensem, o grupo aprovava as contas do ex presidente sem tomar nenhum conhecimento do que estaria sendo aprovado, motivo esse segundo o VP, de o clube está nessa dura situação financeira.

 

ST,

Douglas Wandekochen

Foto: Caio Filho
Fonte: Globoesporte.com

Abel detona árbitro de Flu x São Paulo: “horroroso e prepotente”

Treinador lembrou inclusive um lance do Brasileirão do ano passado.

O técnico do Fluminense, Abel Braga demostrou bastante irritação com o árbitro, Ricardo Toscci, que dirogiu a partida entre Flu x São Paulo neste domingo (29) no Maracanã.

O treinador reclamou não só de um possível pênalti não marcado em favor do Tricolor, como da partida num todo, inclusive lembrando de lance semelhante durante o Brasileirão do ano passado:

– Vocês lembram o pênalti contra o Corinthians ano passado? Foi igual. E o árbitro era o mesmo. Eu não gosto dele. Ele é horroroso, é prepotente. Ele sempre nos prejudica. Já tô falando: se ele voltar aqui, vai nos prejudicar – desabafou o treinador.

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Divulgação FFC

Pouca técnica e muita emoção: Fluminense e São Paulo ficam no 1 a 1 no Maracanã

Fluminense e São Paulo se enfrentaram na tarde deste domingo (29), no Maracanã, em partida que teve início às 16h. As duas equipes começaram o jogo se estudando bastante e sem muitas chances de gol, até que aos 24 minutos após cobrança de escanteio, o São Paulo bombardeou o gol de Júlio César, com três finalizações seguidas. Na primeira, Bruno Alves desviou a bola no travessão, Diego Sousa bateu o rebote de primeira e contou com uma grande defesa de Júlio César com a bola explodindo novamente no travessão, até que Éder Militão empurrou para o fundo das redes.

Tendo que propor o jogo, o Fluminense demostrava muita dificuldade em achar os espaços, ainda mais com o São Paulo à frente do placar e bem postado defensivamente.

No melhor momento do Tricolor na primeira etapa, Léo de ótima jogada pela direita e cruzou pra área, mas Marcos Júnior se antecipou à Sornoza e desviou a bola sem perigo, tirando uma chance clara de gol do equatoriano.

O lance foi o último de alguma emoção no fraco primeiro tempo praticado por Fluminense e São Paulo no Maracanã, indo para o intervalo 1 a 0 para os paulistas.

Diante da pouca ofensividade do São Paulo no primeiro tempo, Abel Braga voltou com o time mais pra frente, com a entrada de Matheus Alessandro na vaga de Frazan. Ainda sem surtir o efeito desejado, o treinador foi para o tudo ou nada e lançou Pablo Dyego no lugar de Jadson e Robinho na vaga de Marcos Júnior. Um pouco antes das mudanças k Fluminense reclamou de pênalti quando Ayrton Lucas cruzou e Arboleda cortou com o braço, mas o juiz mandou seguir.

Fluminense reclamou de pênalti em lance que a bola toca no braço de Arboleda. (Foto: Reprodução TV Globo)

Com as mudanças, o jogo melhorou e ganhou em emoção. Na primeira dela, Léo pegou um rebote da zaga Sãopaulina, num belo sem pulo da intermediária e a bola explodiu no travessão. A resposta do São Paulo veio na sequência, com Marcos Guilherme desviando o cruzamento e acertando o travessão de Júlio César. O Fluminense continuava em busca do empate que quase veio com Robinho, que carimbou o trave esquerda de Sidão após bom passe de Pedro.

Após tanto pressionar o Fluminense chegou ao empate com o artilheiro da equipe. Robinho colocou a bola na cabeça de Pedro, que com grande categoria colocou a bola no ângulo direito, sem chances para Sidão.

Pedro volta a marcar e salva o Flu da derrota. (Foto: Mailson Santana)

O jogo ainda teve mais quatro minutos de acréscimos, mas ambas as equipes já estavam bastante desgastadas e não conseguiram ir em busca da vitória, terminando empatado o jogo, que se faltou qualidade técnica, teve emoção até o fim.

 

ST,

Douglas Wandekochen

 

Foto: Mailson Santana