fbpx

Marcão ganha experiência no Flu, mas futuro é incerto

O Fluminense chega na última rodada do Campeonato Brasileiro buscando uma vaga na Copa Sul-Americana e sem risco de rebaixamento. Esse cenário é bastante positivo levando em consideração tudo que aconteceu com o clube na temporada. Dentre as incertezas que cercam o Tricolor para 2020, está a permanência de Marcão no cargo de técnico.

O ex-auxiliar técnico assumiu o time sem grandes perspectivas a não ser evitar a queda para a Série B. O então interino fez a equipe vencer o Grêmio, no Maracanã e na véspera de um clássico diante do Botafogo, foi efetivado como treinador. Não decepcionou e, além de vencer o clássico, empatou com Cruzeiro, no Mineirão, e derrotou o Bahia, no Maracanã.

Os 10 pontos conquistados em 12 disputados, fizeram o discurso mudar, com os jogadores mirando a parte de cima da tabela, ao menos a primeira página. No entanto, cinco jogos sem vencer, somando dois empates e três derrotas, colocaram Marcão em xeque, tanto com o vice-presidente geral, Celso Barros, quanto com os torcedores.

A intensa pressão por uma troca de comando culminou com o racha político entre o então homem forte do futebol e o presidente Mário Bittencourt, que bancou a permanência do treinador. A decisão se mostrou acertada e o Fluminense voltou a somar pontos. Desde então, o time venceu o São Paulo e o CSA, fora de casa, o Palmeiras, no Maracanã, empatou com Atlético-MG, Avaí e Fortaleza, com apenas uma derrota para o Internacional, no Beira-Rio.

FOTO: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

Gilberto declara que quer “deixar essa vaga na sulamericana como agradecimento”

Depois de não sair do 0 a 0 contra o Fortaleza, no jogo de ontem (4), no Maracanã, jogadores do Flu não saíram sem esperança.

Gilberto declarou à Radio Globo

” Quero focar nesse jogo. Mesmo que eu não fique, quero deixar essa vaga na Sul-americana como agradecimento a torcida que me apoiou muito nesses últimos jogos”

Além disso, também comentou sobre os salários atrasados:

“Nao estaremos mais aqui para cobrar, mas confiamos na palavra do presidente” .

Graças à quantidade de vagas e às derrapadas de rivais, Flu chega à última rodada do Brasileirão disputando com Botafogo a classificação no torneio.

foto:
MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

Campanha como mandante em 2019 do Flu é menor que nos anos anteriores

Em 2019, o Fluminense conquistou apenas 24 pontos em 18 jogos como mandante. Foram seis vitórias, seis empates e seis derrotas. É apenas a 15ª campanha neste Brasileirão, à frente só de Vasco, CSA, Cruzeiro, Chapecoense e Avaí. Entre os resultados que ajudaram a piorar essa campanha, derrotas inesperadas para Avaí e CSA, e empates contra Ceará, Chapecoense e Atlético-MG. Este último com um gol no final.

Na temporada passada, o Tricolor já não havia tido uma campanha positiva, ficando em 14º após 38 rodadas. Em 2018, foram 32 pontos conquistados em 19 partidas. Já em 2017, o Flu ficou novamente em 15º, com 27 pontos, sete vitórias, seis empates e seis derrotas. A campanha de 2015 foi a melhor do time das Laranjeiras nos últimos anos, ficando em 9º lugar no ranking dos melhores mandantes. Foram 33 pontos conquistados, com 10 vitórias, três empates e seis derrotas.


Neste ano, o Fluminense tem média de público de 19.163 pagantes no Campeonato Brasileiro, tendo feito apenas uma partida longe do Maracanã, na vitória por 1 a 0 contra o Corinthians, no Mané Garrincha. O ticket médio é de 27 reais. A diretoria chegou a fazer algumas promoções, com ingressos a R$ 5 e pacotes incluindo várias partidas para incentivar os tricolores.

Os melhores públicos da atual temporada foram contra o Corinthians, na Sul-Americana (53.237 pagantes), Flamengo, no Brasileiro (38.897 pagantes), Peñarol, na competição continental (31.820 pagantes) e a última partida em casa, contra o Palmeiras, no Brasileirão, quando 29.968 pessoas pagaram para ir ao Maracanã.

Caso conquiste os três pontos na quarta-feira, às 21h30, contra o Fortaleza, o Fluminense ultrapassa a campanha de 2017, quando fez 27 pontos em 19 jogos. De quebra, ainda ajuda no sonho pela conquista da vaga na Copa Sul-Americana na última rodada da competição nacional.

Veja as campanhas do Fluminense como mandante:

2019
24 pontos – 6 vitórias – 6 empates – 6 derrotas

2018
32 pontos – 9 vitórias – cinco empates – cinco derrotas

2017
27 pontos – 7 vitórias – 6 empates – 6 derrotas

2016
30 pontos – 8 vitórias – 6 empates – 5 derrotas

2015
33 pontos – 10 vitórias – 3 empates – 6 derrotas


FOTO: LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE F.C.

Flu recebe Fortaleza em busca de vaga na sul americana

Fluminense está aliviado com a permanência confirmada no Campeonato Brasileiro.

Tanto é verdade que nem mesmo a lesão de Paulo Henrique Ganso preocupa o time para o confronto ante o Fortaleza nesta quarta-feira (4), às 21h30, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 37ª e penúltima rodada.

Matheus Ferraz e Mascarenhas, enquanto isso, estão em trabalho de transição. Já Orinho e Muriel seguem machucados.

O técnico Marcão, ao menos, poderá contar com as voltas do zagueiro Digão e do meia Daniel, livres de suspensão.

Digão entrará na vaga de Luccas Claro, enquanto Daniel deverá pegar o lugar de Dodi, que atuou improvisado na rodada passada. Assim, Nenê segue como principal armador do Fluminense.

“O Fortaleza é uma equipe qualificada, com grandes jogadores, conseguiram se classificar, mas não vão vir passear no Rio. Espero que possamos conseguir uma vitória”, disse o meia Caio Henrique.

PANORAMA

Fluminense ocupa o 15º lugar com 42 pontos e, mesmo estando a seis da zona de rebaixamento, não pode mais ser rebaixado por conta do número de vitórias (11)


FOTO: LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE F.C.

Aproveitamento do Flu melhora com Nenê

O meia Paulo Henrique Ganso segue em tratamento de lesão no músculo posterior da coxa esquerda e está fora do jogo contra o Fortaleza, na quarta-feira (4), às 21h30, no Maracanã. Sem o seu camisa 10, o Flu terá em Nenê o protagonista do meio de campo. Se a notícia é ruim por um lado, por outro, os números ajudam: o aproveitamento no Campeonato Brasileiro é melhor com o experiente jogador em campo.

O Tricolor teve Nenê em campo em 23 jogos, e conquistou 46,4% dos pontos. Foram nove vitórias, cinco empates e nove derrotas, onde o camisa 77 marcou três gols e deu duas assistências. Em comparação com Ganso, que atuou 28 vezes, o meia de 38 anos leva vantagem: o titular tem 41,7% de aproveitamento, com dois gols e nenhuma assistência. O número de vitórias é o mesmo, mas o camisa 10 tem três empates e duas derrotas nos cinco jogos de diferença.

Além disso, Nenê também costuma ter médias superiores em quilômetros percorridos tanto nos treinos como nos jogos, apesar da idade avançada. O meia faz treinos específicos até nas folgas para manter a forma física aos 38 anos. Apesar disso, ainda não conseguiu conquistar sequência como titular. A lembrança do adversário, entretanto, é positiva: contra o Fortaleza, no Castelão, no primeiro turno, ele deu o passe para o gol de João Pedro que deu a vitória ao tricolor , encerrando sequência de cinco jogos sem vencer.

Foto: Lucas Merçon/Fluminense

Confira prováveis escalações para Fluminense x Fortaleza

Sem risco de rebaixamento, Fluminense e Fortaleza se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h30, no Maracanã. O Tricolor mira em disputar a Copa Sul-Americana do ano que vem e para isso precisa ultrapassar ao menos um adversário, já que está na 15ª colocação, com 42 pontos. Quanto ao Leão do Pici a vaga está assegurada, porém o elenco sonha em fazer ainda mais história e sonha com a Libertadores. No primeiro turno, no Castelão, o Fluminense venceu por 1 a 0, gol do atacante João Pedro.

TABELA
Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

FLUMINENSE x FORTALEZA

Data/Hora: quarta-feira, 03/12/2019, às 21h30 (de Brasília)
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Raphael Claus (SP-FIFA)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP-FIFA) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Árbitro de vídeo (VAR): Jose Claudio Rocha Filho (SP)
Onde ver: TV Globo e tempo real do LANCE!

FLUMINENSE (Técnico: Marcão)
Marcos Felipe, Gilberto, Nino, Digão e Caio Henrique; Yuri, Dodi, Daniel e Nenê; Yony e Marcos Paulo.

Lesionados: Matheus Ferraz, Ganso, Allan, Orinho e Mascarenhas
Suspensos: Guilherme
Pendurados: Marcos Felipe, Nenê, Allan, Nino, Gilberto, Ganso, Yony González e Frazan

FORTALEZA (Técnico: Rogério Ceni)
Felipe Alves; Gabriel Dias, Quintero, Paulão e Bruno Melo; Juninho, Felipe e Edinho; Romarinho, Osvaldo e Wellington Paulista.

Lesionados: –
Suspenso: –
Pendurados: Gabriel Dias, Quintero, Kieza e Jackson

Palpites: Na redação do LANCE!, 60% acreditam em uma vitória do Fluminense, 20% em um empate e 20% em triunfo do Fortaleza.

Foto: Lance!

Flu realiza apenas 7 finalizações em mais de 90 min em partida contra Avaí

Contra o último colocado do Brasileirão, que já sofreu 56 gols no campeonato, o Fluminense conseguiu criar apenas sete finalizações em mais de noventa minutos. Com três volantes e sem os principais homens de criação, o Tricolor foi praticamente nulo no ataque e deixou dois pontos importantes não só na luta contra o rebaixamento, mas para pensar e algo mais do que a própria sobrevivência.

O 1 a 1 com o Avaí, no último domingo(1), fora de casa, impediu o Fluminense de dar um salto importante na tabela. O Tricolor chegaria a 44 pontos, ultrapassaria o Botafogo e colocaria pressão em cima do Vasco e se afastaria de vez de Ceará e Cruzeiro na parte de baixo da tabela. Com o tropeço, a ameaça de rebaixamento, mesmo que muito distante, ainda existe.

O empate nos minutos finais foi doído para o torcedor, mas o tricolor tem mais a reclamar do próprio time do que do azar no jogo ou da arbitragem. O Fluminense deixou um Avaí repleto de garotos igualar o jogo. Tanto que o time catarinense terminou a partida com as mesmas seis finalizações.

– Ficou um jogo igual e feio, e nossa equipe não joga dessa maneira. Demos a oportunidade, em uma bola, de ser atacado e arriscar o resultado. A gente tentou colocar o time para frente e fizemos mudanças para dar gás, mas não conseguimos – resumiu o técnico Marcão.


Foto: HEULER ANDREY/DIA ESPORTIVO/ESTADÃO CONTEÚDO

“Agora é levantar a cabeça para buscarmos a vitória” declara Gilberto sobre partida contra Avaí

Lateral-direito foi eleito o craque do jogo na transmissão da TV Globo.

O Fluminense empatou com o Avaí em Florianópolis por 1 a 1 e segue dependendo de si mesmo para permanecer na série A em 2020. O lateral-direito Gilberto, eleito craque do jogo na transmissão da TV Globo, achou que faltou concentração ao time na segunda etapa:

“- Entramos fortes no começo e jogamos bem no primeiro tempo. No segundo, não mantivemos a mesma pegada e sofremos o gol de empate. Agora é levantar a cabeça para buscarmos a vitória na quarta” – disse o lateral.

O Fluminense volta a campo na próxima quarta (4), às 21h30 no Maracanã, contra o Fortaleza. Uma vitória vai garantir o tricolor na série A em 2020.

Foto: Lucas Merçon/Fluminense

Informações sobre Fluminense x Avaí

Às 16h deste domingo (01/12), o Fluminense visita o Avaí, na Ressacada, em jogo válido pela 36a rodada do Campeonato Brasileiro.

Confira as informações desta partida:

No confronto histórico, o Fluminense leva grande vantagem contra o adversário. Em 18 jogos, foram 10 vitórias do Tricolor, três empates e apenas cinco derrotas contra o Avaí;

Na Ressacada, o Fluminense também tem bom retrospecto. Foram 10 jogos na história, com quatro vitórias do Flu, quatro do Avaí e dois empates;

Na última vez que as duas equipes se encontraram na Ressacada pelo Brasileirão, o Fluminense goleou o Avaí por 3 a 0, na edição de 2017 da competição;

Caio Henrique (62 jogos) e Yony González (60) são os dois jogadores que mais entraram em campo pelo Fluminense nesta temporada;

Com 17 gols, atacante Yony González é o artilheiro do Fluminense na temporada. João Pedro, com dez, vem logo atrás. O meia Daniel tem dez assistências, seguido do colombiano, com nove;

FOTO: LUCAS MERÇON

Caio Henrique no Flu em 2020?

Caio Henrique, que virou lateral e o jogador da elite do futebol brasileiro com mais partidas no ano, faz planos que incluem Seleção, Olimpíadas e possível permanência em Laranjeiras em 2020.

Caio Henrique, é o jogador mais regular do Fluminense neste ano. O volante de 22 anos saiu do meio de campo e encontrou na lateral esquerda não só sequência, mas o destaque para chegar a titular da seleção olímpica a meses dos Jogos do Japão, em 2020.

Sobre a sua permanência ou não no time, declarou:

-Não depende só de mim, tenho contrato com o Atlético de Madrid. Mas os presidentes já começaram a conversar. Sempre deixei claro que a minha permanência seria muito bem-vinda. Estou adaptado ao clube, à cidade e muito feliz aqui.

Foto: Mailson Santana/Fluminense

Top