Venda de Luiz Henrique é a 13ª maior para o exterior desde início da pandemia

Muitos questionamentos foram feitos pela torcida tricolor sobre a negociação do jovem Luiz Henrique. O anúncio pelo presidente Mário Bittencourt da venda de 85% dos direitos econômicos do atacante para o Real Bétis, da Espanha, por um valor máximo de € 13 milhões de euros (R$ 71,5 milhões na cotação da época), gerou indignação. Desse valor, € 8 milhões de euros são fixos (cerca de R$ 44 milhões) e € 5 milhões de euros (aproximadamente R$ 27,5 milhões) de possíveis bônus pelo clube espanhol previstos no contrato.

Segundo levantamento do GE, levando apenas em consideração o valor fixo da venda do Luiz Henrique, a transação estaria em 13º lugar, dentre todas as 83 vendas feitas por clubes brasileiros para o exterior. Na frente dele, aparecem outros dois ex-atletas do Fluminense: Kayky, vendido pelo preço fixo de € 10 milhões de euros por 80% dos direitos econômicos (com € 11 milhões de euros em possíveis bônus); e o atacante Evanilson, vendido em 2020, aos 20 anos, por € 8,5 milhões de euros.

Caso todas as metas previstas no contrato sejam cumpridas, a venda de Luiz Henrique pode chegar até € 13 milhões de euros, o que a tornaria a sétima maior, empatada com a de Viña, ex-jogador do Palmeiras. Ainda assim, não há garantias disso.

Apesar da venda não ser vista positivamente por boa parte da torcida, o tempo que o Luiz Henrique passou no clube foi mais longo e aproveitado do que os últimos jovens que saíram. Além da conquista do Carioca de 2022, o jogador, que foi promovido em 2020, fez 120 jogos, 14 gols e 16 assistências pelo time principal. O GE também fez o levantamento dos últimos Moleques de Xerém que foram vendidos e os seus números de jogos pelo profissional do Fluminense nos últimos 10 anos:

Luiz Henrique (ATA) – 120 jogos

Pedro (ATA) – 94 jogos

Marcos Paulo (ATA) – 79 jogos

Wellington Nem (ATA) – 67 jogos

Gerson (MEI) – 63 jogos

Wendel (VOL) – 56 jogos

Kennedy (ATA) – 42 jogos

João Pedro (ATA) – 36 jogos

Wallace (LAD) – 30 jogos

Evanilson (ATA) – 28 jogos

Foto: Marcelo Gonçalves/FFC

Fonte: Redação GE

Com folga na rodada do Brasileiro Feminino A2, equipe treina no CT Vale das Laranjeiras

Sem atuar nesta rodada do Campeonato Brasileiro Feminino A2, a equipe adulta de Futebol Feminino do Fluminense só volta aos gramados pela competição no domingo (03/07), quando enfrenta o Vasco da Gama, às 15 horas, no Estádio de Laranjeiras. A atacante Nadine declarou ao site do clube:

“Apesar de ser um fim de semana de folga na rodada do Campeonato Brasileiro, a gente seguiu trabalhando forte e ajustando os últimos detalhes para chegarmos focadas em mais um clássico.”

O foco para o Brasileiro Feminino A2 é total. Na competição, o Fluminense pertence ao grupo B, ao lado de Bahia, Botafogo e Vasco da Gama. Na quarta colocação, as Guerreiras estão com 1 ponto, mesmo número que o Vasco, mas tem saldo inferior. Enquanto as adversárias do próximo jogo tem -1, o Fluminense tem -2.

Confira os resultados e as próximas rodadas do time:

1ª rodada – 11/6, 15h: Fluminense 0 x 2 Bahia – Laranjeiras

2ª rodada – 18/6, 15h: Botafogo 0 x 0 Fluminense – Giulite Coutinho

3ª rodada – 3/7, 15h: Fluminense x Vasco – Laranjeiras

4ª rodada – 10/7, 15h: Vasco x Fluminense – Nivaldo Pereira

5ª rodada – 16/7, 15h: Fluminense x Botafogo – Laranjeiras

6ª rodada – 23/7, 15h: Bahia x Fluminense – CT Evaristo de Macedo

Fonte: Comunicação/FFC

Foto: Leonardo Brasil/FFC

Fluminense tem crescimento no faturamento com investimentos em lojas e produtos oficiais.

Buscando consolidação no mercado, além de se aproximar de diferentes camadas da torcida, o Fluminense vem aumentando a sua presença com lojas e produtos novos. Desde 2019, o clube saiu de 4 para 23 pontos de venda no estado do Rio, e fora dele, e conta com 4.300 itens no catálogo desde aquele ano.

Mesmo com a pandemia da Covid-19 e os problemas econômicos decorrentes dela, o Fluminense está entre os cinco clubes brasileiros com mais lojas próprias, segundo informações do próprio site do clube. Nos quatro primeiros meses de 2022, os repasses dos royalties referentes à franquia das lojas foram 14% superiores do que em todo o ano de 2019. Quando se pega 2021, ainda que o público só tenha retornado aos estádios nos últimos meses do ano, a marca dessa receita foi 2032% superior do que o registrado em 2018.

A abertura de lojas, para além dos lucros, é importante para mostrar a presença do clube em vários locais, algo cobrado pela própria torcida. É também uma forma de facilitar a compra dos ingressos, visto que elas são pontos de venda e retirada de bilhetes.

Atualmente, o clube conta com 67 parceiros comerciais – em junho de 2019, eram 41 – aumentando a oferta de produtos para mais de 4.300 itens diferentes. A entrada da Umbro, fornecedora de material esportivo do Fluminense, também ajudou no crescimento dos lucros. Até agora, já foram mais de R$ 22 milhões em itens comprados pelos tricolores da fornecedora desde o início do contrato. Segundo informações do próprio Fluminense, isso fez com que as lojas oficiais se tornassem o principal mercado da Umbro no Brasil.

Foto: Divulgação FFC
Fonte: Fluminense F.C

Alan, cria do Fluminense, está próximo de retornar ao clube

O Fluminense está próxima de anunciar o retorno de um nome conhecido da torcida. O atacante Alan, de 32 anos, e revelado em Xerém, está com tudo encaminhado para voltar ao Tricolor, segundo apuração de Gustavo Garcia e Thiago Lima, repórteres do GE.

Livre no mercado após atuar pelo Guangzhou FC, da China, o atacante fez parte da fuga histórica do rebaixamento de 2009, do vice da Sudamericana no mesmo ano, além de participar da conquista do Brasileirão de 2010. Ele chegaria para suprir, junto com Marrony, as saídas de Fred (aposentadoria) e Luiz Henrique (vendido ao Real Bétis).

Pelo Fluminense, foram 84 jogos em três temporadas e um momento que ficou marcado na memória da torcida.  Em 2009, na semifinal da Sudamericana, na qual o atacante, que tinha 19 anos na época, fez um gol nos minutos finais e selou a classificação à final.

Ainda em 2009, o Tricolor conseguiu escapar de um rebaixamento quase certo. O clube tinha 99% de chances de cair para a Série B, mas conseguiu ficar na primeira divisão. Mesmo com 19 anos, Alan disputou 41 jogos e fez 10 gols.

Em agosto de 2010, Alan saiu do Fluminense e foi para o RB Salzburg, da Áustria, onde ficou por quase cinco temporadas. Lá viveu uma das melhores fases da carreira: foram 129 jogos e marcou 93 gols, média de 0,72 gols por jogo.

Depois disso, foi para o futebol chinês, primeiro para o Guangzhou Evergrande, onde sofreu com lesões no início, em 2015. No ano seguinte, voltando de lesão, fez 18 gols em 35 jogos. Após passar por alguns times no país, Alan ficou livre no mercado depois do seu vínculo com o Guangzhou Evergrande terminar.

Foto: Ralff Santos / Fluminense F.C

Fonte: Gustavo Garcia e Thiago Lima, repórteres do GE.

Vivendo momento turbulento, Fluminense tem cinco jogos no Rio de Janeiro para decidir o futuro da temporada

Com apenas uma vitória nas últimas cinco partidas, o Fluminense busca se recuperar nas próximas semanas, visto que vai jogar cinco vezes consecutivamente no Rio de Janeiro. Depois de um empate sem gols, e no qual o Tricolor teve um a mais durante quase todo o tempo, a desconfiança da torcida aumenta a pressão para o futuro. O time está a apenas dois pontos do Z4 e precisa se recuperar no Brasileirão, além de ter o primeiro jogo das Oitavas de Final da Copa do Brasil na próxima semana.

A partir deste domingo, quando o Fluminense enfrenta o Avaí, às 19h, no Maracanã, serão cinco jogos consecutivos no estado do Rio de Janeiro. Caso consiga uma sequência positiva, há boas chances de embalar nas duas competições que restam na temporada. O contrário, porém, pode piorar ainda mais o clima no clube e na torcida.

Já neste domingo, o duelo é contra o Avaí, equipe que ocupa a sétima posição e está com dois pontos a mais que o Fluminense. No dia 23, quinta-feira, às 19h, o Tricolor enfrenta o Cruzeiro na partida de ida das Oitavas da Copa do Brasil. Uma vitória em casa ajuda também para construir vantagem para a volta.

O clássico contra o Botafogo, no dia 26, será o único fora do Maracanã. Como o mando é do adversário, a partida será realizada no Nilton Santos, às 16h. Entrando no mês de julho, o Fluminense enfrenta o Corinthians pela décima quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Fechando a sequência no Rio, há a partida contra o Ceará, válida pela décima sexta rodada do Brasileirão.

Ainda que jogar em casa possa ser uma vantagem, o atual time do Fluminense não está conseguindo aproveitar. No Brasileirão de 2022, o clube tem a quinta pior campanha como mandante. São 38,8% de aproveitamento, empatado com Botafogo e Goiás e só à frente de Cuiabá (33,3%), Juventude (23,8%), Ceará (20%) e Fortaleza (19%). Até o momento, são 2 vitórias, 1 empate e 3 derrotas como mandante.


Foto: Marcelo Gonçalves / Fluminense FC

Fonte: GE

Fluminense divulga informações sobre os ingressos para a partida contra o América-MG

Pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense visita o América-MG, na Arena Independência, nesta quarta-feira (15/06), às 21h30. Os ingressos para os torcedores tricolores que estiverem em Belo Horizonte (MG) já estão à venda. Conforme divulgado pelo site do Tricolor, os valores são de R$ 70 para a inteira e R$ 35 para a meia-entrada.

Além dos preços, o Fluminense também informou que a torcida tricolor ficará na área de Cadeira Visitante, devendo acessar o estádio pelo Portão 10 (Rua Ismênia), este aberto às 19h30. Caso queira adquirir online, pode ser feito até às 20h30 da própria quarta-feira no site americamg.eleventickets.com.

O clube também informou que não haverá retirada física de ingressos, sendo necessário apresentar o voucher de compra na entrada do estádio pelo celular. No dia do jogo, a venda na bilheteria voltada aos tricolores será entre às 16h e 22h15.

No site do Fluminense, ainda é informado que o clube conseguiu uma carga de ingressos para atender aos sócios. Segundo o site:

“Quem quiser comparecer poderá resgatar um ingresso por 15 pontos no Programa de Experiências do Sócio Futebol. Serão 80 ingressos, sendo 20 exclusivos para residentes de Minas Gerais e 60 disponíveis a sócios de todos os lugares do Brasil.”

Fonte: Comunicação FFC

Embalado com boa vitória, Fluminense enfrentará uma pedra no sapato recente

Buscando embalar uma boa sequência no Campeonato Brasileiro, depois da vitória contra o Atlético-MG, o Fluminense enfrentará uma adversário que lhe vem causando dificuldades recentemente. No jogo de hoje, às 19h, o Tricolor tem a chance de quebrar uma tabu de quatro jogos sem vencer contra o Atlético-GO. São três derrotas e um empate contra a equipe goiana.

A última vitória do Fluminense foi em 2020, na partida de ida da Quarta Fase da Copa do Brasil. Naquela ocasião, o Tricolor acabou eliminado para o adversário de hoje. Apesar do retrospecto negativo recente, o Fluminense perdeu apenas uma vez para o Atlético-GO no Maracanã, justamente em 2021, na sexta rodada do Brasileirão.

Quando mandante, o Tricolor venceu quatro vezes, empatou três e perdeu apenas uma. Caso vença hoje, há a possibilidade do clube dormir no G4 do Brasileirão. Para isso, Atlético-MG e Internacional não podem vencer suar partidas.

Foto: Lucas Merçon/FFC

Ibañez, zagueiro revelado pelo Fluminense, é interesse de Newcastle e Tottenham.

Depois de grande temporada na Roma, Roger Ibañez, revelado profissionalmente pelo Fluminense, pode ir para o futebol inglês. A informação foi trazida pelo portal italiano Calciomercato, que também informou o preço estipulado pelos italianos para a venda do zagueiro: 30 milhões de euros.

Ainda sem propostas oficiais, os clubes interessados são o Tottenham e Newcastle, ambos da Premier League, a elite do futebol inglês. Segundo o Calciomercato, o Tottenham já queria o zagueiro desde 2020, e o treinador atual do clube, Antonio Conte, reforçou o desejo. O Newcastle, clube adquirido recentemente por um fundo de investimento saudita, busca talentos jovens e capazes de atuar em mais de uma função. Ainda no Tricolor das Laranjeiras, Ibañez conseguia jogar de zagueiro e volante.

Ibañez saiu do Fluminense em 2019, quando se transferiu para a Atalanta por 4 milhões de Euros. Sem muito espaço, acabou sendo emprestado para a Roma e foi em definitivo para o clube da capital italiana em 2021. Na última temporada, participou de 51 jogos, dos quais foi titular em 47, e foi campeão da Confence League, o atual terceiro nível de competições europeias, jogando a grande decisão.

Foto: Lucas Merçon/Fluminense

Fonte: GE