Organizada do Flu volta a protestar contra jogadores na saída do treino

A torcida do Fluminense mostrou toda sua insatisfação com o time na tarde desta quinta-feira (29), quando alguns componentes de uma das mais tradicionais torcidas organizadas do time, estiveram na entrada do CT Carlos Castilho para protestar contra os jogadores.

Alguns atletas chegaram a parar para falar com os torcedores. Porém, outros dos mais cobrados, como Egídio e Wellington, passaram direto sem falar com os torcedores. Após o treino no entanto, os torcedores seguiram na frente do CT quando cercaram o carro do lateral Egídio, um dos jogadores mais cobrados pela torcida.

Foto em destaque: Reprodução/Vídeo

Prefeito do Rio prevê liberar 50% do público nos estádios em setembro

A Prefeitura do Rio anunciou, nesta quinta-feira (29), um plano gradual de flexibilização das medidas de restrição na cidade, em 3 etapas, de 2 de setembro a 15 de novembro. A primeira etapa depende de 77% dos cariocas já terem recebido a primeira dose da vacina contra a Covid e 45%, a segunda dose.

Segundo o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, anunciou agora há pouco que os estádios da cidade poderão receber público à partir do dia 2 de setembro. Nesse primeiro momento, será permitida a ocupação de 50% dos estádios.

Nesta data aconteceriam a liberação de eventos em ambientes abertos, permissão de público com esquema vacinal completo em estádios (50% da capacidade) e permissão de público com esquema vacinal completo em boates e casas de shows (50% da capacidade).

Com isso, caso o Fluminense consiga a classificação para as quartas de final na Copa do Brasil e da Libertadores, muito provável que a torcida consiga apoiar o time no Maracanã nessa reta final das competições.

E ai tricolor, é a favor da volta?

Fonte: Ge

Foto: Divulgação

De forma pacífica, torcida organizada Força Flu vai até a porta do CT cobrar os jogadores do Fluminense

Agora a pouco, a torcida organizada do Fluminense “FORÇA FLU” estava na porta do CT do Fluminense para protestar e cobrar dos jogadores.

De forma pacífica a torcida cobra mais respeito com a instituição Fluminense. Vale destacar que segundo o diretor da torcida, Gabriel Diniz, quando o volante Wellington passou pelo protesto, o jogador se quer baixou o vidro do carro para falar com a torcida e jogou o carro em cima de quem estava presente para sair, atitude que revoltou a torcida.

Outro que é um dos principais alvos do protesto, é Paulo Henrique Ganso, o jogador até passou, mas foi poupado pela torcida por estar com criança dentro do carro.

Com faixas de protesto como: “COMO FAZ FILHO SE NÃO SABE CRUZAR” e “QUEM REFRESCA C* DE GANSO É LAGOA” o principal alvo da torcida é o lateral esquerdo Egídio e o técnico Roger que até o presente momento dessa matéria não tinham chegado.

Em breve mais notícias aqui na página.

Dentre os times da série A, Fluminense é o time que mais comete penâltis e tem uma só cobrança defendida

Ultimamente, o torcedor do Flu não tem tido sequer esperanças quando o árbitro marca pênalti para o adversário. E para desespero dos tricolores, isso vem acontecendo bastante. Em levantamento encomendado pelo GE, foi constatado que o time de Roger Machado lidera com folga o ranking de faltas cometidas dentro da área na temporada, considerando os 20 clubes da Série A.

Dentro os time da série A, Fluminense é o primeiro nos números com 12 pênaltis já cometidos, seguido por Bahia (8), Athletico-PR (7), Palmeiras (7). Números que têm grande impacto nos resultados da equipe. Nos 12 jogos em que cometeu pênaltis, o Fluminense só venceu em três: contra Boavista e Portuguesa no Carioca, e diante do Sport no Brasileirão. Por outro lado, perdeu com penalidades máximas quatro vezes: para o Flamengo no Estadual; para Athletico-PR e Grêmio na Série A, e também para o Criciúma na Copa do Brasil.

E os goleiros tricolores também estão sofrendo com isso. Das 12 cobranças, só uma foi defendida: por Marcos Felipe, na vitória por 1 a 0 sobre o Boavista no Carioca. E nos outros 11 pênaltis, seja com Marcos Felipe ou Muriel no gol, em nove eles foram deslocados e sequer “saíram na foto”. Um desempenho que preocupa, visto que o Fluminense disputa mata-matas na Copa do Brasil e Libertadores, cujas classificações podem ser decididas em disputas de penalidades.

Fonte: Ge
Foto: Divulgação

R$ 500 mil até 2022, opção de compra e taxa de vitrine; Portal detalha valores do empréstimo de Nonato ao Flu

Primeiro reforço do Fluminense para o segundo semestre de 2021, o volante Nonato deve chegar ao Rio na noite dessa quarta-feira para assinar contrato até o fim de 2022 com o Tricolor.

O portal GE detalhou os valores da negociação. O Colorado vai receber R$ 500 mil por 10 meses pelo jogador de 23 anos, com o Flu arcando integralmente com os salários durante o período.

Além disso, foi fixada no contrato uma cláusula de opção de compra no valor de US$ 2,5 milhões de dólares (R$ 12,8 milhões na cotação atual) por 50% dos direitos econômicos do atleta.

Se o Internacional receber uma proposta do exterior por Nonato durante o empréstimo, o Fluminense terá o direito de cobrir a oferta.

Se o Tricolor não cobrir a proposta, receberá 10% do valor da venda como taxa de vitrine. Se ao término do vínculo de empréstimo o clube não exercer a opção de compra do jogador, o Flu irá manter os 10% de taxa de vitrine na primeira janela de transferências após o período de empréstimo.

Formado nas divisões de base do São Caetano, Nonato disputou 91 jogos com a camisa do Inter, marcando sete gol. O contrato do jogador com o Colorado vai até o fim de 2023.

Fonte: GE

Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Tática Didática: Quem é e como joga Nonato, novo reforço do Flu

O volante Nonato ex-São Caetano e Internacional, foi oficializado como novo reforço do Fluminense, chegando junto ao Colorado por empréstimo.

Nonato tem 23 anos e se destacou principalmente na temporada 2019 sob comando do técnico Odair Hellmann, pela capacidade de chegar ao campo de ataque e auxiliar na recomposição. Ele chega ao time do Fluminense para disputar posição com Yago Felipe, que é atualmente o volante do time que mais chega ao campo de ataque.

O Fluminense joga em um 4-2-3-1, onde Nonato seria o volante que mais se aproxima da linha de 3 mais ofensiva e uma alternativa viável para o técnico Roger Machado é utilizar Nonato para dar mais dinâmica ao meio de campo, visto que Nenê não tem tanto recurso de velocidade por questão da idade.

No vídeo abaixo, explicamos mais detalhes do jogo de Nonato, números e também o aproveitamento que Roger Machado pode ter com ele. Assista e responda: É um bom reforço?

Foto destaque: Instagram pessoal

Moleques de Xerém empatam sem gols com o Vasco no primeiro jogo da final da Copa Rio sub-17

No Centro de Treinamento Vale das Laranjeiras, o Fluminense empatou com o Vasco por 0 a 0 no primeiro jogo da final da Copa Rio sub-17.

A decisão da taça ficou para a próxima quarta-feira (4/8), às 10hrs, no Estádio Nivaldo Pereira.

Ao contrário da semifinal, a final da competição não tem vantagem de melhor campanha. Qualquer empate leva a disputa para os pênaltis.

Foto: Lucas Merçon/FFC

Flu fecha Brasileiro Infantil de Inverno de natação com duas medalhas

Representado por 22 atletas, o Fluminense fechou o Campeonato Brasileiro Infantil de Inverno de natação na 11ª colocação geral. A equipe tricolor fechou a competição, disputado na piscina de 50 metros do Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, Minas Gerais, com 333, 5 pontos.

Os destaques do Fluminense na competição foram Sophia Mejdalani, medalhista de prata nos 100m costas da categoria Infantil 1, e Giuliana Costa Cosenza, bronze nos 100 costas do Infantil 2.

Confira todos os atletas que representaram o Flu na competição e suas respectivas provas:

– Bernardo Molina – 200m borboleta e 1500m livre
– Mirella Dellamarque – 100m e 200m costas e 50m, 200m, 400m e 800m livre
– Helena Freitas Bitencourt – 200m, 400m e 800m livre
– Giuliana Cosenza – 100m e 200m costas; 50m, 100m e 200m livre; 100m peito e 200m medley
– Felipe Oliveira – 200m costas
– Julia Borges – 400m e 800m livre
– Pietro da Silva – 400m medley e 1500m livre
– Pedro Barbosa – 100m e 200m peito e 1500m livre
– Sophia Pereira – 100m e 200m costas e 50m e 100m livre
– Manuela de Sá – 100m e 200m costas e 400m e 800m livre
– Hugo Baeta – 100m e 200m costas e 50m, 100m e 200m livre
– Maria Clara Borges – 100m e 200m borboleta e 800m livre
– Kauê Ribeiro – 1500m livre
– Isabelle Santos – 400m e 800m livre e 200m costas
– Miguel dos Santos – 200m, 400m e 1500m livre e 100m peito
– Mateus Nunes – 200m, 400m, 800m e 1500m livre
– Maria Clara Porto – 400m livre
– Julia de Amorim – 400m livre e 200m costas
– Joaquim Teixeira – 100m e 200m costas
– João Alvarenga – 50m livre e 100m peito
– Alice de Oliveira – 400m livre
– Mariah Luiza da Costa – 200m peito

Sophia Kelmer e Claudio Beznos são destaques do Flu no TMB Platinum

Os atletas Cláudio Beznos e Sophia Kelmer foram os grandes destaques do Fluminense na disputa do TMB Platinum, organizado pela Confederação Brasileira de Tênis de Mesa, realizado de quarta-feira (21/07) a domingo (25/07), na Arena Carioca 3, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. Claudio conquistou o título da categoria Veterano 50, enquanto a jovem Sophia ganhou o ouro na classe 8 do torneio paralímpico.

“Tem sempre um gostinho a mais vencer em casa. Mesmo que não estejam aqui presencialmente torcendo por mim, os meus amigos e a minha família sempre ficam mandando mensagens e assistindo aos meus jogos. Então, eu gosto muito de jogar em casa”, comemorou a atleta tricolor Sophia Kelmer.

Além dos dois ouros, o Fluminense ainda faturou uma medalha de prata e quatro de bronze, fechando a competição com sete medalhas.

Confira todas as medalhas conquistadas pelo Fluminense no TMB Platinum:

Ranking Olímpico Individual

Masculino

Veterano 50

1º – Cláudio Beznos
3º – José Corrêa

Veterano 70

3º – Luiz Bittencourt

Feminino

Veterano 40

3º – Michele Nogueira

Ranking Paralimpico Individual

Masculino

Classe 9

2º – Mario Ribeiro
3º – Flavio Seixas

Feminino

Classe 8

1º – Sophia Kelmer

Mesmo com a derrota, Roger acredita em virada dentro do Maracanã

O Fluminense foi derrotado por 2 a 1 para o Criciúma, na noite desta terça-feira (27), em Santa Catarina, pelo primeiro jogo das oitavas de finais da Copa do Brasil. Apesar do revés, o técnico Tricolor acredita em uma virada no confronto:

São três derrotas, duas no Brasileiro e uma na Copa do Brasil. Porém, essa da Copa do Brasil é parcial. Temos plenas condições de reverter esse resultado em casa fazendo um jogo diferente. Um jogo mais parecido do que fizemos com o Cerro no Paraguai, por exemplo, do que o dessa noite de hoje – comentou o treinador, que acredita ainda em uma virada dentro dos próximos 90 minutos:

A postura é de quem estará jogando dentro de casa, precisando de um resultado de vitória para conquistar uma classificação. Não tem nada de muito diferente. Quando você joga em casa você precisa propor o jogo, colocar intensidade, buscar o resultado. Ainda mais em uma situação como essa. Mas é um resultado que é perfeitamente possível de conquistar pela nossa qualidade, pelos jogos que já fizemos, mas, sobretudo, pelo fato de nós termos que tirar essa diferença que o adversário conquistou em casa. A disputa está em aberto. Mas, evidentemente, tem que ser diferente do que fizemos hoje – finalizou.

Vale lembrar que a Copa do Brasil não adota mais o critério de gol qualificado. Assim, para garantir a classificação dentro dos 90 minutos, o Flu precisará de uma vitória por dois ou mais gols de diferença. Caso de vitória do Flu por um gol de diferença o confronto será decidido nos pênaltis. Empate classifica o Criciúma.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC