fbpx

Odair Hellmann elogia a vitória e o resultado


FOTO DE MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

A vitória tricolor sobre o Bangu por 5×1 foi o maior placa até o momento no Campeonato Carioca de 2020, e apesar do fantástico resultado, o técnico Odair Hellmann mantém os pés no chão, ao ser perguntado sobre o resultado o técnico manteve a calma e não se deixou levar pela euforia.

“Primeiro que o placa não é normal, não vai ser em todos os jogos que você vai conseguir fazer 5 gols, a equipe produziu muitas oportunidades e conseguiu converter em gols. Nós sabemos que o mais importante de tudo é a vitória e o desempenho, você só vai fazer 5 gols se jogar bem, estamos no inicio de um trabalho então é difícil que um resultado como esse seja feito, mas que bom que tenha acontecido.”

Pela segunda vez consecutiva, Miguel é um dos destaques em partida do Flu

Miguel, de apenas 16 anos, comemorou o grande momento individual e destacou que Odair Helmann brincou com ele.

Segundo o meia, o treinador revelou que “gastou a voz” para determinar que ele cobrasse falta que quase terminou em golaço.

– Momento maravilhoso, primeira vez que estou tendo uma sequência boa. É agradecer ao professor pela oportunidade e pelo grupo por me abraçar cada vez mais. Dentro de campo, vou pegando entrosamento e me soltando. Bom momento, a gente trabalha para isso. Sempre entramos em campo para ganhar e, graças a Deus, os resultados vêm acontecendo.

-Ele me falou da falta que gastou toda a voz para me colocar para bater. Por detalhe ali, quase foi gol.

Fonte: Globo Esporte

Foto: André Durão

“Hoje tive a felicidade de entrar e no segundo toque na bola fazer um gol”, Gabriel comemora estreia no profissional

Em sua estreia como profissional, meia entra aos 41 do segundo tempo e marca no minuto seguinte

O meia Gabriel Capixaba viveu grandes emoções em apenas dois minutos na goleada por 5 a 1 do Fluminense sobre o Bangu neste domingo (26), em Moça Bonita. Entrou aos 41 minutos do segundo tempo e, aos 42, fechou o placar com uma bonita cabeçada.

– Passar pela cabeça nunca passou, mas trabalho todos os dias buscando uma oportunidade. Hoje tive a felicidade de entrar e no segundo toque na bola fazer um gol. Isso é só trabalho, só continuar trabalhando que coisas boas vão vir.

Capixaba, de 21 anos, destacou que os “moleques de Xerém” devem estar atentos às oportunidades devido ao fato de o Fluminense usar muito bem suas divisões de base.

– O Fluminense aproveita muito bem a sua base. É acreditar no trabalho do presidente e do diretor porque a oportunidade virá. Os moleques de Xerém têm que continuar trabalhando porque a oportunidade chega e tem que esperar preparado. Eu entrei cinco minutinhos, fiz um gol e saí como? Sei lá (risos).

Fonte: Globo Esporte

Foto: André Durão

” O time tá de parabéns, foi uma estreia positiva”- comentou Egídio sobre goleada contra Bangu

Com bom jogo e assistência espetacular, lateral-esquerdo comentou após o jogo sobre a partida contra o Bangu (5 a 1 Flu) neste domingo (26), confira:

“Foi uma estreia boa, segura, segundo tempo sofremos um poquinho mas seria normal até porque o time deles estava mais preparado fisicamente, mais tempo (….) time se mostrou forte, saiu na frente, levou empate num pênalti e ainda continuou em cima e conseguimos ampliar e ter um placar elástico. Então o time tá de parabéns, foi uma estreia positiva, (…) é continuar treinando (…) continuar mantendo nosso trabalho, a humildade que nós temos, o conjunto nosso é muito bom, muito importante e assim vamos conseguir chegar nos nossos objetivos finais”

FOTO: LUCAS MERÇON

Fluminense defende longo tabu contra o Bangu neste domingo

O Fluminense volta a campo neste domingo (26) quando enfrenta o Bangu pela terceira rodada da Taça Guanabara.

O confronto mostra uma grande vantagem ao Fluminense, que já está há mais de 21 anos sem perder para o Bangu, que venceu o último duelo ante o Tricolor em abril de 1998. De lá para cá foram 23 jogos com 18 vitórias do Fluzão e cinco empates.

O último confronto decisivo entre as equipes aconteceu em 2002, quando há época, disputaram uma das semifinais do Campeonato Carioca daquele ano, terminando com empate em 0 a 0 que classificou o Flu para a final contra o Americano, quando o Fluzão sagrou-se campeão.

Já o último confronto, marcou o centésimo encontro entre as equipes no Maracanã, além de marcar também a estreia de Paulo Henrique Ganso com a camisa Tricolor. Mais uma vez o Flu saiu com a vitória: 2 a 0, gols de Digão e Caio Henrique.

Foto em destaque: Divulgação

Regularizado, Yago fala da expectativa de estrear com a camisa Tricolor

O meia Yago enfim pode fazer sua estreia com a camisa do Fluminense. Após viver a exExoepectativa contra a Portuguesa-RJ e ficar de fora por não ter sido registrado a tempo, o jogador deve começar jogando neste domingo (26) contra o Bangu.

O meia que já havia falado da enorme emoção de vestir a camisa Tricolor na sua apresentação, voltou a falar da emoção em jogar pelo Fluminense:

– Uma alegria poder estrear com a camisa do Fluminense. Expectativa é a melhor possível, a equipe vem de duas vitórias, numa batida legal. Será mais um grande jogo, difícil mas estamos preparados – disse Yago

Além de Yago, o Fluzao deve ter mais duas estréias: Henrique e Egídio, além dos possíveis retornos de Muriel e Digão.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Fernando Pacheco se destaca em vitória de virada do Peru

A seleção pré olímpica do Peru voltou a campo na noite do último sábado (25) para enfrentar o Paraguai pela segunda rodada do Pré Olímpico. Camisa 10 e principal nome da seleção peruana da categoria, Fernando Pacheco, novo contratado do Fluminense, foi o grande nome do jogo, com boa movimentação ofensiva.

Meio apática, a seleção peruana foi surpreendida pela equipe paraguaia, que fez dois gols logo no começo do jogo.

Fernando Pacheco entrou em ação e começou a mudar o jogo. O novo reforço do Tricolor participou diretamente do primeiro gol, quando cruzou para área e o zagueiro paraguaio desviou marcando contra o próprio patrimônio.

Pacheco continuou ditando o ritmo do ataque, mostrando grande desenvoltura pelo lado esquerdo, com muita velocidade e boas jogadas individuais.

A atuação do jogador logo ganhou destaque dos Tricolores pelas redes sociais, que não deixaram também de dar uma pequena cornetada no atacante:

Um torcedor peruano chegou a compará-lo inclusive ao craque francês Kylian Mbappé:

Meia que se envolveu em polêmica na base do Flu é campeão da Copa São Paulo com o Inter

Meia Praxedes era da base do Flu. Deixou clube meses depois de uma polêmica onde indicou torcida a rival. Na época, Tricolor manteve 50% dos direitos econômicos do jogador

Em um post de despedida nas redes sociais, o jogador mostrou ter deixado a polêmica para trás:

– Encerro oficialmente minha trajetória no tricolor, onde pude ter o prazer de fazer grande parte da minha formação como atleta e pessoa. Mais um ciclo se fecha nessa minha jornada no futebol e o sentimento que tenho pelo clube que fez parte da minha formação é GRATIDÃO.

Fonte: Globo Esporte

Fluminense deve ter novidades contra o Bangu; time titular pode ter até sete mudanças

O Fluminense entra em campo neste domingo (26) para enfrentar o Bangu pela terceira rodada da Taça Guanabara, às 16h, no estádio Moça Bonita, em Bangu. Vindo de duas vitórias em dois jogos, o time comando por Odair Hellmann pode entrar em campo bastante mexido.

O treinador que já havia sinalizado a importância de poupar alguns jogadores na última coletiva, testou outras opções e pode realizar até sete mudanças para o jogo.

Egídio, Henrique e Yago Felipe, devem fazer a estreia com a camisa Tricolor, enquanto Digão e Muriel devem atuar pela primeira vez em 2020. Gilberto e Nenê ainda deven ser poupados e Felippe Cardoso que teve um mal desempenho nos primeiros jogos pode ser sacado do time.

Com isso, o Fluminense deve iniciar o jogo com a seguinte escalação: Muriel, Igor Julião, Digão, Luccas Claro e Egídio; Henrique, Yuri (Dodi) e Yago Felipe; Miguel (Felippe Cardoso) Lucas Barcelos e Matheus Alessandro.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Odair Hellmann pensa em poupar jogadores no futuro


FOTO DE MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

Apesar do Fluminense ainda está no inicio da temporada, o técnico Odair Hellmann já pensa no futuro e no calendário apertadíssimo que o tricolor terá nos próximos meses. O treinador concedeu uma entrevista onde ele falou na possibilidade de já rotacionar o elenco nas próximas partidas do campeonato.

“Na verdade, eu não poupo ninguém. O cara que não for para campo é porque nós decidimos que ele não estava apto. Pode ser opção técnica, tática, por estratégia do jogo… Mas sempre com conceito bem estabelecido. Vamos ter situações de lesão, suspensão… Ano passado ou retrasado, no Inter, consegui repetir duas ou três vezes a equipe. Claro que quanto mais repetir, mais a mecânica de jogo vai pegando. Mas é difícil diante da dificuldade que os jogos impõem. Então vamos sempre visualizando quem poderá dar 100% no próximo.”

Top