Vale mais que três pontos! Além de se consolidar no G-4, afundar rival na tabela, Flu pode quebrar tabu de mais três décadas contra o Vasco

O partida válida pela 25° rodada do Brasileiro, entre Fluminense e Vasco, neste domingo (13), promete uma atmosfera do tamanho do clássico carioca. Isso porque, quando a bola rolar logo mais, às 20h30, em São Januário, não serão apenas os três pontos que estarão disputa.

As equipes brigam em partes opostas na tabela. Enquanto o Tricolor vai em busca de se consolidar no G-4, o Cruz-maltino luta para sair do Z-4. Além disso, a partida pode marcar o fim de um tabu, já que, há mais de 30 anos o Fluminense não sabe o que é vencer o rival três vezes em uma única temporada. A última vez que isso aconteceu foi em 1989. Naquela ocasião, o Flu venceu por 1 a 0, em partida válida pelas quartas de final do Brasileiro 1988; 3 x 2, pela Copa União de 1989 e 2 x 0, no Carioca do mesmo ano.

Outro fator e que, talvez fique mais para o lado do torcedor, é a oportunidade do Flu afundar ainda mais o rival na tabela e aumentar a crise para os lados de São Januário. Além disso, o duelo também marcará a estreia de Marcão no comando técnico da equipe profissional, após a saída de Odair Hellmann para o Al Wasl, dos Emirados Árabes.

foto: Torcedores.com

Flu pode terminar a rodada em terceiro lugar. Entenda os cenários

O Fluminense encara o Vasco, em São Januário, neste domingo (13), às 20h30, em partida válida pela 25° rodada do Brasileirão. Após os resultados deste sábado, o Tricolor caiu para a sétima colocação.

Porém, com o tropeço do Grêmio diante do Goiás, basta uma vitória simples para o Flu entrar no G-4. No melhor dos cenários a equipe ultrapassa o rival Flamengo, terceiro colocado. O time rubro-negro enfrenta o Santos também neste domingo, às 16h, no Maracanã.

Para que o Fluminense pule para a terceira colocação é necessário vencer sua partida. Além de torcer para que a equipe paulista vença o Flamengo fora de casa. Com isso, o Flu igualaria o número de pontos do rival (42) e número de vitórias (12), mas, ganharia no saldo de gols. Atualmente o Tricolor possui oito, contra sete da equipe da Gávea.

Foto: Lucas Mercon/Fluminense FC

Jornalista critica Odair por deixar Flu durante a temporada: “Eu lamento muito”

O Jornalista e apresentador do programa Seleção SporTV, André Rizek criticou a decisão de Odair Hellmann que aceitou uma proposta do Al Wasl, dos Emirados Árabes, e deixou o comando técnico do Fluminense, nesta segunda-feira (07)

“Odair está indo embora do Fluminense por uma proposta mais atraente e está no direito dele. Agora, não me venham depois outros treinadores criticarem dirigentes por interromper trabalho e provocar demissões”, disse o apresentador” – comentou Rizek

O apresentador lamentou o fato de os treinadores terem seus trabalhados interrompidos no decorrer da temporada, seja por demissão ou propostas de outros clubes.

“Eu lamento muito treinadores largarem os trabalhos no meio do campeonato. Lamento muito que estamos ainda nesse estágio. Não tem mocinho nem tem vilão. Tanto dirigente quanto os treinadores alimentam essa roda”, completou”

foto: Reprodução SporTV

Em nota, Odair se despede do Flu, faz agradecimentos e avalia proposta recebida como irrecusável

Nesta segunda-feira (07) Odair Hellmann pegou torcedores, atletas e dirigentes de surpresa ao anunciar sua saída do Fluminense. O agora ex-comandante Tricolor aceitou uma proposta do Al Wasl SC, de Dubai, e vai assinar com a equipe árabe por um ano e meio de contrato.

Após o Fluminense emitir uma nota oficial, confirmando sua saída Odair, fez o mesmo através da empresa que gerencia sua carreira, a TXT Sports. No texto o treinador agradeceu o elenco, os dirigentes e a torcida. Além disso, avaliou a oferta recebida como irrecusável.

Confira a nota na íntegra

Fluminense tropeça em casa, empata com o Bragantino e cai três posições na tabela

Tricolor recebeu o Bragantino nesta segunda (30), em partida válida pela 23° rodada. Uma vitória levaria o Fluminense para a quarta posição, porém, com o 0x0 no placar, a equipe caiu para a oitava colocação, com 36 pontos somados.

Repleto de desfalques, o time que foi mandado à campo por Odair Hellmann não conseguiu fazer valer o fator casa. Em um jogo pouco movimentado às equipes criaram poucas oportunidades de gols. Já na parte final do jogo o Flu tentou garantir os três pontos na base do abafa, mas não conseguiu furar o linha defensiva do Bragantino.

O Tricolor segue para a segunda partida de três, que acontecerão no Rio de Janeiro. No próximos sábado (05), o Flu recebe o Athletico-PR. O duelo está marcado para às 19h, no Maracanã. Em seguida, tem o clássico contra o Vasco, dia 14/12 (segunda), em São Januário.

foto:  Thiago Ribeiro/AGIF

Efeito pandemia! Em nota, Federação Paulista anuncia que não haverá Copinha em 2021

Disputada todo ano desde 1969, a Copa São Paulo de futebol Junior de 2021 está cancelada. Segundo a Federação Paulista de Futebol (FPF), organizadora da competição, é que, diante do cenário da pandemia no país. E, mesmo seguindo um rigoroso protocolo de saúde não seria o suficiente para garantir segurança a atletas, árbitros e demais profissionais envolvidos nos jogos.

Principal torneio de categorias de base no Brasil, a “Copinha” reúne mais de 3800 jovem atletas, 128 equipes de todos os estados. Alcançando a marca de 255 partidas em 24 dias.

confira a nota oficial

Torcedores e torcedoras,

A Copa São Paulo de Futebol Jr., disputada desde 1969, é um dos maiores orgulhos do nosso futebol. Marca em todos os anos o início da temporada do futebol brasileiro e é o nascedouro dos nossos maiores craques. Não há competição de base no mundo que reúna tanta relevância, competitividade, visibilidade, paixão e sonhos.

A cada ano, todo o time da Federação Paulista de Futebol se mobiliza para organizar 255 jogos em 24 dias, reunindo 128 times de todos os Estados do Brasil. São mais de 3.800 jovens atletas que jogam em busca de um sonho. São longas viagens e 31 municípios paulistas envolvidos numa complexa logística de alojamento, alimentação e organização.

É justamente a grandeza da Copinha que nos fez refletir neste momento difícil de pandemia de Covid-19. Desde agosto, a FPF vem conversando com autoridades médicas, do Governo de São Paulo, de prefeituras e dos clubes para viabilizar a realização da Copa São Paulo 2021.

A partir de todas as informações colhidas e diante do cenário de pandemia, concluímos que mesmo um rigoroso protocolo de saúde não seria o suficiente para garantir segurança a atletas, árbitros e demais profissionais envolvidos nos jogos, além da população das cidades-sede. E acima de qualquer compromisso está a vida.

Assim, a FPF comunica que tomou a dura decisão de suspender a realização da Copa São Paulo 2021.

Esta medida nos provoca imensa dor, sobretudo pelos sonhos dos jovens atletas que veem na Copinha a primeira grande oportunidade para se mostrar ao mundo do futebol.

Nos solidarizamos não apenas com os jogadores, mas também os jovens árbitros, jornalistas e torcedores que, assim como nós, cultivam enorme carinho pela Copinha. Agradecemos aos patrocinadores e parceiros de mídia por entenderem essa difícil atitude. Nos resta a certeza da compreensão desta decisão, que coloca em primeiro lugar a saúde e os cuidados de segurança e isolamento.

Por fim, com intuito de preservar os sonhos de uma geração que não poderá disputar a Copinha em 2021, a FPF permitirá, na próxima edição da competição, que atletas nascidos em 2001 possam disputar o torneio.

Obrigado,

Você sabia? Maradona já enfrentou o Fluminense, em sua última partida com a camisa do Barcelona

O astro argentino, que faleceu nesta quarta-feira (25), aos 60 anos, possui, dentre sua história vitoriosa no futebol, um duelo bastante movimento contra o Tricolor, que à época havia acabado de se consagrar bicampeão Brasileiro.

A partida válida pela disputa do terceiro lugar do Torneio Transatlântico de 1984, disputado nos EUA (Estados Unidos da América), propiciou o encontro entre Fluminense e Maradona, que defendia as cores do Barcelona.
O confronto marcava o fim da trajetória do astro argentino pelo clube catalão, já que, em seguida, Maradona viria a se transferir para o Napoli, da Itália.

Com a bola rolando, o Barcelona abriu o placar da partida aos 27 minutos de jogo, com Estella, após aproveitar o rebote de uma falta cobrada por Maradona. Aos 44 minutos, depois de um cruzamento de Aldo, Paulinho pegou de primeira e igualou o marcador.

No segundo tempo, aos 10 minutos, após assistência de Maradona, Mágico recolocou os espanhóis à frente. Porém, a festa azul-grená não durou muito. Dois minutos depois, de pênalti, Romerito tratou de empatar a partida novamente.

Com o empate no tempo regulamentar, a decisão de terceiro lugar foi para os pênaltis. Do lado Tricolor, Romerito, que havia feito o gol de empate, teve sua cobrança defendia pelo goleiro Amador. Os demais cobradores: Duílio, Paulinho, Washington e Leomir, fizeram para o Flu. Porém, do lado adversário houve 100% de aproveitamento. Husillos, Mágico González, Maradona, Giménez e Canizares marcaram para o Barcelona, que venceu a disputa por 5 a 4.

Ficha Técnica da partida:

Fluminense 2 x 2 Barcelona-ESP – Decisão do terceiro lugar do Torneio Transatlântico de 1984.

Fluminense: Ricardo Lopes; Aldo, Duílio, Vica e Branco; Leomir, Renê e Romerito; Wilsinho, Washington e Paulinho. Técnico: Carlos Alberto Parreira.

Barcelona: Amador; Oswaldo, Migueli (Canizares), Valor e Leiva (Giménez); Olmo, Estella, Husillos e Maradona; Clos e “Mágico” González. Técnico: César Luis Menotti (Argentina).

Árbitro: Robert Evans (EUA).

Gols: Estella e Mágico González para o Barcelona; Paulinho e Romerito (PK) para o Fluminense.

Cartões amarelos: Olmo, Clos e Husillos (Barcelona); Renê, Duílio e Paulinho (Fluminense).

Pênaltis: Barcelona 5 x 4 Fluminense.

Confira os melhores momentos da partida

fonte: jornalheiros
foto: divulgação Barcelona

Na mira do Flu, Keko apresenta um baixo índice de gols marcados na carreira

Alvo do Tricolor para 2021, o atacante argentino, de 28 anos, que atualmente joga no Goiás, já atuou em 120 oportunidades, de 2017 pra cá, tendo marcado apenas 10 gols. O que dá uma média de um gol a cada 12 partidas.

A melhor temporada de Keko foi a de 2014/2015, quando defendia o Veracruz, México. Ao todo o jogador marcou seis gols em 36 partidas. Na temporada seguinte, ele fez o mesma quantidade de gols, porém, em 41 jogos. Pelo Goiás o atacante já soma 25 partidas e dois gols marcados.

Confira os números de Keko

2020 – Goiás/Veracruz (México) – 39 jogos / 2 gols
2018/2019 – Querétaro (México) – 37 jogos / 3 gols
2017/2018 – Veracruz (México) – 31 jogos / 3 gols
2016/2017 – Veracruz (México) – 29 jogos / 4 gols
2015/2016 – Veracruz (México) – 41 jogos / 6 gols
2014/2015 – Veracruz (México) – 36 jogos / 6 gols
2013/2014 – River Plate/Argentinos Jrs – 28 jogos / 4 gols
2012/2013 – Argentinos Jrs/River Plate – 22 jogos / 2 gols
2011/2012 – River Plate – 1 jogo / 1 gol
2010/2011 – River Plate – 1 jogo / 0 gol
2009/2010 – River Plate – 8 jogos / 3 gols

foto: Rosiron Rodrigues / Goiás E.C.


Segundo jornalista, clube paulista está próximo de acertar com Dodi

Com a saída já confirmada pelo Fluminense, o volante de 24, que está afastado até o término do contrato, pode estar em vias de fechar com o São Paulo. De acordo com o jornalista da ESPN, Jorge Nicola, a equipe paulista é a mais avançada nas negociações.

Mesmo sendo oficialmente jogador do Flu, tendo em vista que seu vínculo se encerra no final de dezembro, Dodi já pode negociar com qualquer outra equipe, uma vez que, a Lei Pelé determina que nos últimos seis meses de contrato o jogador está livre para negociar com qualquer agremiação.
Caso se concretize o negócio , o jogador voltará a trabalhar com seu ex-comandante Fernando Diniz, que, durante sua passagem pelas Laranjeiras, pouco o utilizou.

A novela Dodi e Fluminense vem se estendendo desde abril e teve sua conclusão na última semana, quando o clube e os representantes do atleta não chegaram a um denominador comum, no que diz respeito a tempo de contrato e principalmente remuneração. Com isso, o Tricolor optou por suspender as negociações, tendo acusado um dos empresários do volante de fazer leilão com outras equipes.

Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

Será que embala? Flu terá sequência de três partidas jogando no Rio

Com 35 pontos somados, na quinta colocação do campeonato, o Tricolor tem a oportunidade de embalar na competição. Isso por que, os próximos compromissos da equipe será contra: Bragantino, Athlético-PR e Vasco, respectivamente. Sendo os dois primeiros no Maracanã e o último, em São Januário.

Na próxima segunda (30/11) o Flu recebe a equipe paulista. A partida está marcada para às 20h. Em sequência é a vez do time paranaense, no dia 05/12 (sábado) e por fim o clássico, no dia 14/12 (segunda).

Foto: reprodução TV Globo.