Com um a mais, time reserva do Flu sofre o empate no fim do jogo e perde os 100% no Carioca

Fim da sequência de vitórias do Fluminense na temporada. Jogando com time reserva, o tricolor teve outra atuação fraca e sofreu o empate do Boavista aos 44 minutos do segundo tempo.

Quem acompanha o Fluminense sabe que há um abismo entre o time titular e o reserva. Se contra o Nova Iguaçu a equipe conseguiu vencer por 1 à 0, hoje a vergonha veio. Com mais posse de bola desde o início da partida, o Flu pecava pela falta de criatividade e vários jogadores abaixo da média.

A primeira etapa já mostrava o quão chato seria o jogo. Com nomes como Michel Araújo, Marrony, Alan e Felipe Melo em péssima noite, a equipe não conseguia furar o bloqueio do Boavista. Vaias eram ouvidas no Maracanã. Aos 46, o gol do alívio. David Braz tabelou com Lima, que cruzou para o zagueiro; o zagueiro Kevem mandou contra o patrimônio. Flu na frente.

A equipe voltou do intervalo mais solta e com o resultado na mão. Aos 11, Michel Araújo sofreu falta que resultou na expulsão do jogador do Boavista. Com um a mais, o Flu tinha o controle total das ações. Teve chances de ampliar. Diniz fez as cinco substituições, mas novamente optou por manter Felipe Melo pelos 90 minutos. André, que entrou no segundo tempo, atuou na zaga. O castigo veio no final. Aos 44, num chutão do goleiro, Guga e David Braz não mataram a jogada e o atacante Marquinhos saiu na cara de Pedro Rangel para empatar. O badalado Flu de Fernando Diniz perde os 100% no Carioca e termina a rodada na vice-liderança com um jogo a menos.

O Flu volta a campo no próximo domingo contra o Botafogo, às 18h, no Maracanã. Dessa vez com time titular e sem desculpas.

Com golaço de Lima, Fluminense vence o Nova Iguaçu e mantém os 100% na temporada

O Fluminense segue 100% na temporada 2023. Com time todo reserva, o tricolor derrotou o Nova Iguaçu por 1 à 0 com um golaço de Lima.

Faltou entrosamento e qualidade, mas não precisava de muito para derrotar o time da baixada. Pouco criativo, com alguns nomes aparentemente fora de forma, o Flu brincou com a sorte em alguns momentos. O Nova Iguaçu começou melhor o jogo e chegou a ter três escanteios nos primeiros minutos. Substituto de Ganso, Michel Araújo não fez bom jogo. Marrony, com a missão de suprir a ausência de Arias, também decepcionou. Guga apareceu pro jogo. Aos 44, o lateral cruzou para Alan, que não dominou, a bola sobrou para Lima acertar lindo chute e abrir o placar.

A equipe voltou do intervalo da mesma forma. Desentrosado, o Flu não conseguia controlar a posse e criar oportunidades. Pedro Rangel, que substituiu Fábio, salvou o Flu duas vezes, a trave salvou a terceira. E foi só.

O Fluminense foi aos 6 pontos e segue na parte de cima da tabela. No próximo domingo o adversário será o Madureira, às 18h, em Cariacica.

Fluminense vence o Resende na estreia no Cariocão 2023

O tricolor começou bem a temporada 2023. Jogando em Volta Redonda, o Flu derrotou o Resende por 2 à 0. O primeiro gol foi contra, Alan marcou o segundo de pênalti.

A primeira escalação na temporada não teve reforços no time titular. Diniz deu preferência para os que já estavam no time no ano passado. O Flu começou bem a partida. Arias e Ganso comandavam as ações. O gol parecia questão de tempo. Aos 20, Arias cruzou para Cano, o argentino tocou de cabeça para o meio da área, mas a bola desviou na zaga e parou no fundo das redes. Flu na frente.

O Flu voltou do intervalo com Lima na vaga de Ganso, que pediu pra sair acusando dores nas costas. A equipe sentiu. O jogo ficou feio. Ninguém criava chances. Keno entrou no jogo e partiu pra cima. Chegou a sofrer falta após dar uma caneta de letra no marcador. Arias acertou a trave em linda cobrança de falta. Aos 43, Keno fez grande jogada e deixou Alan na cara do gol, o atacante foi inteligente, sofreu pênalti e converteu dando números finais ao jogo.

Depois de estrear num calor insuportável em Volta Redonda, o Flu volta a campo na próxima terça-feira, às 21h10, diante no Nova Iguaçu, no Maracanã. Será o reencontro do time com a torcida no estádio.

Com improviso na lateral-esquerda, Fluminense está escalado para a estreia no Cariocão 2023

O Fluminense está escalado para o duelo diante do Resende pela primeira rodada do Campeonato Carioca. Dando preferência para o remanescentes do ano passado, Fernando Diniz escala a equipe com Calegari na lateral-esquerda e Yago Felipe no meio.

Confira a primeira escalação do Fluminense na temporada:

Fábio; Samuel Xavier, Nino, Manoel, Calegari; André, Yago Felipe, Martinelli, Ganso; Arias, Cano.

Opinião: Fluminense fortalece elenco, mantém principais peças e sonhar com Libertadores não é um delírio coletivo

Torcida tricolor, antes de mais nada entendam que isso é um texto opinativo. A janela de transferências ainda não fechou, mas o Fluminense anunciou cinco nomes que deixam o elenco mais forte e com peças que possibilitam uma mudança de estilo durante os jogos.

A principal carência do elenco era a lateral-esquerda. Após um 2022 caótico, onde Fernando Diniz testou Cristiano, Pineida, Caio Paulista, Yago Felipe, Calegari e Alexsander na função, parece que agora temos um nome de algum respeito no time titular. Que fique claro que o jovem Alexsander, improvisado na função, terminou bem a temporada e não pode ser ignorado. O excelente volante mostrou também características de um lateral promissor. Resta saber o que Fernando pensa sobre o atleta para a próxima temporada. Vai disputar a vaga com Jorge na lateral ou com Martinelli no meio? O tempo dirá.

Outro problema do Fluminense era a falta de jogadores de drible em velocidade. Luiz Henrique era praticamente o único com essa característica. Mal vendido, o atacante deixou no meio do ano para brilhar no Bétis. Matheus Martins, que ressurgiu das cinzas no final do Brasileirão, sai do Flu para jogar no Watford.O tricolor foi ao mercado, atendeu um pedido do treinador, e acertou com Keno. Rápido e driblador, o atacante chega ao Flu com status de titular. Caso não tenha problemas de lesão, Keno tem tudo para formar um excelente ataque com Arias e Cano.

Jorge e Keno são os dois reforços que chegam com grandes chances de figurarem entre os onze titulares, mas não são só eles. O Flu também investiu na contratação do lateral-direito Guga, que tende a promover uma boa disputa com Samuel Xavier. Guga está em baixa, mas é novo e tem qualidade. Resta saber se vai querer dar a volta por cima. O meia Lima é outro que fortalece a equipe. Polivalente, o atleta luta pela vaga de Martinelli. Para a zaga, o tricolor acertou com Victor Mendes por empréstimo. O jovem zagueiro chega para ser uma sombra de Nino e Manoel. David Duarte, que nunca disse a que veio, foi emprestado para o Bahia. Além desses reforços, o Flu acertou a manutenção de Nathan. Soma-se a isso a chegada do goleiro Victor Eudes, que prefiro não opinar por desconhecer totalmente este jogador.

Nomes como Cano, Ganso, André e Manoel tiveram seus contratos renovados. Diniz, o maior responsável por fazer esse time jogar bola, também continua no clube. O Fluminense de hoje apresenta variedades que não se viu em 2022. Para tirar o dez só falta arrumar uma forma de se desfazer de nomes como Cristiano, Caio Paulista, Bigode, Marrony e Felipe Melo. Infelizmente a tendência é que só apareçam malucos interessados no lateral-esquerdo que bagunçou o Real Madrid e no atacante que foi dispensado na base do Flu, mas foi contratado por mais de R$ 8 milhões anos depois. Vai entender.

A equipe titular para o começo da temporada deve ser:

Fábio

Samuel Xavier

Nino

Manoel

Jorge

André

Martinelli

Ganso

Arias

Keno

Cano

Técnico: Fernando Diniz

É claro que essa equipe pode mudar, mas isso é uma base. O Fluminense está mais forte. A Libertadores precisa ser encarada como o principal objetivo da equipe. Elenco tem, treinador também. O tempo mostrará se terá futebol para tal conquista. Apesar dos pesares, eu acredito!

ST,

Rodrigo Machado

Cano marca, Fluminense vence o Bragantino e termina o Brasileiro em terceiro lugar

https://www.betnacional.com?p=canalflunews

O Fluminense fechou o Brasileiro 2022 com vitória. Jogando fora de casa, o tricolor bateu o Bragantino por 1 à 0, gol de Germán Cano.

A partida começou com o time da casa apertando a marcação e atrapalhando a criação do Flu. Sem Ganso, o tricolor tinha dificuldades de furar o bloqueio do Bragantino. Diniz optou por colocar Matheus Martins e manteve o meio com André, Martinelli e Yago Felipe. O jogo estava morno. Aos 31, Arias arrancou e deu bom passe para Germán Cano fazer o L pela 44° vez na temporada. Um belo gol.

O Flu voltou do intervalo sem mudanças. Com freio de mão puxado, a equipe não ameaça. O Bragantino tentava, mas sem organização. Tiveram até um pênalti anulado pelo VAR. Diniz tentou melhorar a equipe colocando Nathan na vaga de Yago Felipe. No fim, o treinador tirou Martinelli e Manoel para as entradas de Felipe Melo e David Braz. Segurou uma falsa pressão do time da casa.

O Fluminense fecha o Brasileirão com cinco vitórias consecutivas, com 70 pontos e na terceira colocação. Vaga garantida na fase de grupos na Libertadores 2023.

foto Mailson Santana

Passeio tricolor! Com gols de Cano, Alan e Michel Araújo, Fluminense dá show no Maracanã

Uma aula de futebol no Maracanã. Procurando a vitória do início ao fim, o tricolor venceu o Goiás por 3 à 0 com gols de Cano, Alan e Michel Araújo.

O Fluminense se despede do Maracanã em grande estilo. A equipe partiu pra cima desde o primeiro minuto. O time visitante se defendia como podia. Arias era o mais acionado. Teve boas chances. O gol não saía, mas era questão de tempo.

Diniz mexeu na equipe no intervalo, Matheus Martins entrou na vaga de Yago Felipe. O Flu continuou a saga em busca do gol. Ganso, pilhado, preocupava. Mas foi na pilha que ele conseguiu uma expulsão do Goiás. Com um a mais, o treinador sacou Manoel e acionou Nathan. Era ataque contra defesa. A pressão fez efeito. Aos 33, Matheus Martins cruzou e Cano fez o L pela 43° vez na temporada. Cinco minutos depois, Alan, que entrou na vaga de Cano, ampliou. Foi o primeiro gol do atacante na volta ao Flu. Aos 45, Matheus Martins deu outra assistência para Michel Araújo dar números finais ao jogo. Maracanã pulsava de alegria e euforia.

O Flu segue na briga pela segunda colocação do Brasileiro. Na última rodada o Fluminense enfrenta o Bragantino fora de casa. Para terminar em segundo, o Flu precisa vencer e o Inter perder para o Palmeiras no próximo domingo.

Faz o L! Cano marca três vezes, Fluminense amassa o São Paulo e vence no Maracanã

Um massacre. Essa é a melhor definição para o que presenciamos hoje no Maracanã. Diante de 40 mil presentes, Cano marcou três vezes, Flu virou o jogo após o intervalo e chega aos 64 pontos.

Jogando em casa, o Flu começou a partida controlando a posse de bola e com dificuldades para furar o bloqueio. Aos poucos as chances surgiram. Cano acertou a trave. Aos 30, numa jogada de lateral os visitantes abriram o placar. O Flu não se abateu. Ganso deu dois grandes passes para Cano, mas o argentino desperdiçou.

O Fluminense voltou do intervalo com uma revolução tática. Saíram Nino, Cris Silva e Yago Felipe; entraram Nathan, Alexsander e Matheus Martins. Era o início do massacre. Aos 2, Cano igualou aproveitando rebote. Aos 11, Matheus Martins deixou o argentino na boa para virar o placar. Três minutos depois, Ganso cruzou para Cano dar números finais ao jogo. Maracanã em êxtase. A torcida tricolor ficou louca da cabeça.

A vitória coloca o Fluminense na segunda colocação com 64 pontos. Na próxima quarta tem a despedida tricolor no Maraca em 2022. A equipe enfrenta o Goiás, às 19h, pela penúltima rodada do Brasileirão.

Cano marca, Fluminense vence o Ceará e confirma vaga na Libertadores

O tricolor estará na Libertadores 2023. Com a vitória fora de casa diante do Ceará, com gol de Germán Cano, o Flu alcançou e 61 pontos e garantiu pelo menos a vaga na pré-Libertadores.

Jogando fora de casa, mas sem torcida, o Fluminense foi senhor das ações da partida. Cano teve pelo menos três grandes chances de abrir o placar na primeira etapa. Numa delas, o argentino acertou a trave, no rebote Yago Felipe também acertou o travessão. Pouco depois, Martinelli deixou Cano na boa para marcar. O argentino, porém, estava impedido.

O Flu voltou do intervalo cometendo alguns erros na saída de bola. O time da casa não assustava. Aos 12, num lance que poderia terminar em gol do Ceará, o atacante Cleber perdeu a bola, fez falta em Manoel e foi expulso. Flu com um a mais. Diniz mexeu na equipe, o jogo era ataque contra defesa. Aos 27, finalmente o gol do alívio. Cano desviou finalização de Arias e abriu o placar. O resultado se manteve até o fim da partida.

Com a vitória, o Flu foi aos 61 pontos, empatado com o Flamengo, mas segue em quarto pelos critérios de desempate. O tricolor volta a campo no próximo sábado contra o São Paulo, às 16h30, no Maracanã.

Foto: Mailson Santana/FFC

Cano decide mais uma vez, Flu vence fora de casa e fica próximo da Libertadores

O Fluminense deu um passo gigante para dispurar a fase de grupos da próxima Libertadores. Jogando fora de casa, o tricolor venceu o Corinthians com autoridade. Cano, sempre ele, fez os dois gols da partida.

Era o primeiro duelo entre as equipes após a fatídica eliminação na Copa do Brasil. Dessa vez tínhamos André. Diniz manteve a formação dos últimos jogos, Yago no meio e Calegari na lateral-esquerda. O jogo começou morno, o time da casa apertava a saída de bola do tricolor. Aos 12, Arias fez grande jogada e arrumou escanteio. Na cobrança, Cano abriu o placar após desvio na área. Após o gol, o Flu se manteve bem na defesa. O Corinthians não ameaça. Jogo feio.

A equipe voltou do intervalo sem mudanças. Os mandantes partiram pra cima e os espaços apareceram. O Flu trocava passes com tranquilidade. Matheus Martins entrou na vaga de Ganso e logo balançou as redes, mas o gol foi anulado por impedimento. Aos 25, Cano fez um golaço chutando de primeira após cruzamento. Com o 2 à 0 no placar, o Flu diminuiu o ritmo e segurou o resultado. Vitória gigante do tricolor.

Com o resultado, o Flu chega aos 58 pontos e ultrapassa o próprio Corinthians. A equipe volta a campo na próxima segunda-feira, contra o Ceará, às 20h, fora de casa.