fbpx

Com semana livre para treinos, Diniz tem “dor de cabeça” no ataque

Foto: Lucas Merçon/FFC

O Fluminense aproveitou a semana livre para recuperar os atletas mais desgastados, entrosar os reforços e aprimorar as estratégias de jogo. Junto com esse tempo livre apareceu a nova “dor de cabeça” de Fernando Diniz. É possível que João Pedro seja relacionado (tudo depende do treino de amanhã), além disso Wellington Nem soma mais uma semana de trabalho e se vê mais entrosado com a equipe e melhor na parte física. Com toda parte ofensiva disponível, o treinador precisa definir o trio de ataque titular. A tendência é manter o que vem dando certo: Marcos Paulo, Yoni e Pedro.

Foto: Lucas Merçon/FFC

Curiosamente, o banco tricolor pode ter João Pedro, Wellington Nem e Nenê. Os três tem potencial para brigar por uma vaga no ataque – Nenê também pode ser aproveitado na vaga do meia Daniel. A questão é que com a consolidação de um meio campo com excelente toque de bola, Diniz dificilmente mexerá nesse trio. Marcos Paulo, abaixo dos demais no último jogo, precisa abrir o olho. O garoto tem muita qualidade, visão de jogo, drible, mas é o mais cotado para deixar o time titular. Disputa acirrada no ataque tricolor. Felizmente isso não tem atrapalhado a união do grupo.

O Fluminense enfrenta o Atlético Mineiro no próximo sábado, às 21h, no Independência. O duelo é essencial para afastar o tricolor da zona de rebaixamento e confirmar a boa fase.

Novela Pedro: CSKA e Fiorentina demonstram interesse; Fluminense não recebeu proposta

Foto: Lucas Merçon

O atacante Pedro segue despertando interesse de alguns clubes europeus. O CSKA, da Rússia, e a Fiorentina, da Itália, demonstraram recentemente vontade de contratar o camisa 9 tricolor. Segundo o jornalista Hector Werlang, do Globoesporte.com, os clubes procuraram os representantes do atacante em busca de informações sobre multa rescisória com o Fluminense e a situação física do jogador após a lesão. Nenhum dos times formalizaram proposta. Há chance de alguma oferta aparecer em breve, a janela de transferências nos dois países termina em 2 de setembro.

A ideia da gestão do presidente Mário Bittencourt, em caso de venda de Pedro, é receber limpos 15 milhões de euros (R$ 66 milhões) pela sua parte dos direitos econômicos – informação divulgada inicialmente pelo portal NetFlu.

Diniz mantém confiança no estilo de jogo: ” O caminho está correto”

Foto: Hector Werlang

A situação na tabela começa a preocupar a torcida do Fluminense. O time está na 17° colocação do campeonato brasileiro e soma apenas duas vitórias em 12 jogos. O desempenho é idêntico ao de Fernando Diniz acima do Athletico Paranaense na última temporada. Na ocasião, o treinador acabou sendo demitido.

O Fluminense de Fernando Diniz recebe elogios por conta do estilo de jogo e por dominar quase todas as partidas, mas recebe várias críticas pela fragilidade defensiva e a dificuldade em definir as jogadas no ataque. O time das Laranjeiras cerca, cerca, cerca e não consegue concluir as jogadas. Soma-se a isso as falhas individuais que estão sendo rotineiras no Fluminense.

Diante deste cenário, o técnico Fernando Diniz parece balançar no cargo. Confiante no seu trabalho, Diniz acredita que o tricolor está no caminho certo e que as vitórias vão aparecer. Questionado sobre mudar a forma de jogar, o treinador demonstrou confiança na saída do time da zona de rebaixamento.

– O que o técnico pode fazer é aumentar a chance de vitória do seu time e diminuir a do adversário. O resto é consequência. A gente precisa vencer e, para isso, continuar jogando bem. Agora, vamos recuar o time e apostar no contragolpe? Como se isso fosse resolver… Então, você vai ter menos chance de fazer gol e jogar pior do que o adversário. Isso é garantia de ganhar? Não é. A gente tem de insistir. O caminho está correto. A gente joga bem e, na maioria dos jogos, criado mais do que o adversário. A tabela é inquestionável. Mas eu acredito muito no que estamos fazendo e vamos sair dessa situação. É frustrante para o torcedor, é para mim. Vocês sabem que eu gosto muito do Fluminense. Mas temos de trabalhar e melhorar para ganhar os jogos.

Marcos Paulo vai bem e deve ser mantido no time titular

Foto: Divulgação/Marcos Paulo

Tratado como uma das maiores jóias de Xerém nos últimos anos, o jovem Marcos Paulo pode ter a tão esperada sequência no time titular. O atacante foi um dos destaques do Fluminense na partida contra o Peñarol, no Uruguai. O primeiro gol tricolor teve início numa roubada de bola de Marcos Paulo no campo de ataque, seguida de uma assistência primorosa para Yoni González balançar as redes.

Boa parte da torcida vinha questionando a opção de Fernando Diniz em colocar João Pedro e Pedro juntos no ataque. Com a lesão de JP e a falta de atacantes inscritos na Sul-Americana, Marcos Paulo foi o escolhido para substituir o amigo na ponta-esquerda. Quando esteve ligado, o garoto aplicou bons dribles e deu opção de passe aos meias. O duelo contra o São Paulo é a chance da afirmação do atleta.

Digão comemora volta aos gramados e se diz grato ao Fluminense

Foto: Lucas Merçon/FFC

Um dos líderes do elenco, Digão voltou ao time titular após 4 meses fora por conta de grave lesão. O zagueiro e capitão tricolor comemorou o retorno aos gramados, mas lamentou o empate em casa diante do Ceará.

– Foi uma sensação muito boa. Foram quatro meses difíceis para mim. Tive momentos de incertezas, não sabia se eu voltaria com dor. Mas voltei bem. Ainda preciso de ritmo de jogo. O mais importante foi ter retornado, não ter sentido dor e ter ajudado o time de alguma forma. Infelizmente a vitória não veio, mas tenho certeza que vamos conseguir nas próximas rodadas.

Digão aproveitou para externar sua gratidão ao Fluminense, destacar a importância de voltar jogando 90 minutos sem sentir dores e reforçar que se sente em casa no time das Laranjeiras.

– Esse retorno ao Fluminense tem uma importância gigantesca para mim. É muito gratificante retornar ao clube que me revelou. Tenho muito carinho e gratidão pelo Fluminense. Me sinto muito feliz por completar um ano dessa volta. Sempre costumo frisar que aqui é a minha casa.

Com Digão e Nino formando a dupla de zaga, o Fluminense visita o Vasco, em São Januário, no próximo sábado. A partida é uma boa oportunidade para diminuir os péssimos números defensivos do time.

Fluminense decepciona e empata com o Ceará em casa

Foto: André Durâo

O Fluminense segue seu drama no Campeonato Brasileiro. Jogando em casa, o tricolor carioca não empolgou, não foi efetivo e apenas empatou com o Ceará. A expectativa para o jogo era grande, o treino aberto um dia antes do duelo ajudou a reaproximar a torcida, mas a atuação mostrou os mesmos erros cometidos antes da pausa para a Copa América.

O jogo começou como a maioria dos jogos do Fluminense, tendo a posse de bola como ponto forte – envolvente em alguns momentos. As chances começaram a aparecer, João Pedro perdeu grande chance aos 18 da primeira etapa ao finalizar pra fora dentro da grande área após passe de Yoni. Um minuto depois o mesmo João Pedro chutou para boa defesa de Diogo Silva. A pressão aumentava e o gol parecia questão de tempo. Aos 40, Daniel cobrou escanteio, Nino escorou e Pedro completou para as redes. O bandeirinha marcou impedimento, mas o gol foi validado após consulta ao VAR. O Ceará achou o empate no último lance do primeiro tempo com o zagueiro Tiago Alves, que acertou uma linda bicicleta aproveitando o bate-rebate na área tricolor.

O cenário ganhou contornos dramáticos aos 13 da segunda etapa, quando o Ceará virou a partida. Por sorte e justiça, o VAR entrou em ação, marcou impedimento e anulou o gol. A partir daí o time visitante se preocupou em apenas se defender, na expectativa de numa bola “vadia” conseguir a vitória. O tempo foi passando e nada de gols. Aos 41, Pedro parou em Diogo Silva após cruzamento de Caio Henrique. O juiz deu 10 minutos de acréscimo e nem assim o Fluminense conseguiu furar o bloqueio cearense.

Fica o alerta e preocupação com a falta de efetividade tricolor nas finalizações. Além disso, o time segue dando muito espaço para os adversários. Faltando 30 segundos para o fim do jogo, a bola foi recuada para o goleiro Agenor e ficaram tocando a bola da defesa até o juiz apitar o fim da partida. Atuação até certo ponto desanimadora.

Torcida tricolor, o Fluminense depende de nós

Foto: Lucas Merçon/FFC

Pessoas, chegamos a mais uma rodada do campeonato brasileiro. Vale destacar que no presente momento estamos na zona de rebaixamento, mas isso não é motivo para a torcida não comparecer ao Maracanã. Aliás, a baixa presença de público já é algo rotineiro nos jogos do nosso time. Fica uma pergunta: você está satisfeito (a)?

Uma nova gestão assumiu o Fluminense, em 30 dias de trabalho conseguiram quitar 2 meses de salários atrasados e 1 mês de direito de imagem. Temos um time competitivo, um ataque interessantíssimo formado por Yoni, João Pedro e Pedro; temos um Caio Henrique voando na lateral-esquerda; temos o talento de Ganso.. enfim, temos condições de sair dessa desconfortável colocação do campeonato em curto prazo. Até que ponto vocês estão dispostos a ajudar nessa arrancada? De acordo com o jornalista Hector Werlang, do globoesporte.com, apenas 10 mil ingressos foram comercializados para o duelo de logo mais. Sobram desculpas (algumas compreensíveis), mas a verdade é que a torcida têm deixado muito a desejar.

Foto: Lucas Merçon/FFC

Lembram de quando diziam “a torcida do Fluminense compra muito ingresso na hora do jogo”, sinto dizer que há muito isso não se mostra verídico. A média caiu muito, tem jogo que não vendemos nem 3 mil ingressos no dia do duelo. É necessário um despertar. Vale destacar que estamos tendo prejuízo com o Maracanã mesmo após as melhorias no contrato de gestão do estádio. Sabe por quê? Porque não tem sentido lucrar colocando 10,15 mil num estádio que cabe 70 mil. Ou seja, a torcida do Fluminense tem sua parcela de culpa – sei que é chato ler isso, mas passa longe de ser uma afirmação leviana.

Torcida tricolor, hoje é dia de mais uma batalha. Vamos apoiar esse time de guerreiros, contagiar esse elenco e mostrar a nossa força. Ainda esse mês temos duelo decisivo na Sul-americana, acredito ser fundamental ir para os duelos contra o Peñarol numa situação mais confortável no Brasileiro. Para isso, a vitória hoje é essencial.

Vence o Fluminense!

Cria de Xerém, Lucas Calegari é relacionado pela primeira vez no profissional

Foto: Twitter Lucas Calegari

A base do Fluminense segue sendo uma das mais fortes do país, prova disso é o aproveitamento dos atletas de Xerém no time profissional do Fluminense. A bola da vez é Lucas Calegari, 17 anos, volante e por vezes lateral direito. O jogador é mais um a pular etapas por conta do excelente desempenho nas categorias de base.

Calegari vive um mês dos sonhos na luta pelo sucesso. O Atleta foi convocado para um período de treinos da seleção brasileira sub-17 e vive a expectativa de disputar o mundial da categoria, torneio que será realizado aqui no Brasil entre outubro e novembro desse ano. Para coroar a rápida ascensão, o volante tem encantado Fernando Diniz e pode ser aproveitado em curto prazo. Ser relacionado é apenas o primeiro passo.

Voa, garoto.

Fluminense perde para o Atlético Nacional, mas avança na Sul-Americana

Foto: Globoesporte.com

O Fluminense segue vivo em busca do tão sonhado título sul-americano. Pelo caminho ficou o multicampeão Atlético Nacional. Após passear no Maracanã, o tricolor teve dificuldades na Colômbia, foi pressionado em boa parte do jogo, mas teve bom desempenho defensivo e se classificou com justiça. Poderia ter sido mais fácil? Poderia. Mas aí não seria Fluminense.

A partida começou da pior forma possível para o Fluminense. Aos 2, Matheus Ferraz acertou a trave. Um minuto depois, gol do Atlético Nacional. Barcos cabeceou livre após cruzamento de Hernández. A torcida inflamou e o time da casa passou a acreditar na classificação. Ah, dois minutos após tomar o gol, o tricolor teve uma chance primorosa perdida por Luciano. Foi uma “senhora” chance. Inacreditável. Aos 8, Barcos faz grande jogada e finaliza na trave. Após o susto inicial, o Fluminense colocou a bola no chão e diminuiu a pressão colombiana. A primeira etapa terminou sem sustos.

O Nacional tentou uma pressão no início da segunda etapa, mas passou longe de ser efetivo. Agenor, que cometeu algumas falhas técnicas, não fez nenhuma defesa difícil. A melhor chance dos mandantes no segundo tempo saiu com Hernández, que se antecipou a Agenor em bola aérea e finalizou pra fora. O Flu optou por jogar no contra-ataque e terminou a partida com menos posse bola, menos finalizações, mas classificado para as oitavas da Sul-Americana.

O adversário do Fluminense na próxima fase será o Peñarol. Vale destacar que o campeão da competição garante vaga na seletiva para o novo Mundial de Clubes.

João Pedro deve ser titular contra o Atlético Nacional

Foto: Divulgação/FFC

Destaque nos dois jogos contra o Cruzeiro, João Pedro é a bola da vez no Fluminense. O atacante de apenas 17 anos, já vendido ao Watford, aproveitou as chances que teve e parece gabaritado para começar uma partida como titular.

Já ouviram o ditado “há males que vem para o bem”? Então, esse é o caso. Léo Arthur foi a escolha de Fernando Diniz para atuar no ataque por causa da ausência do Pedro nos dois jogos contra o Cruzeiro. Substituído nas duas ocasiões, o meia não esteve mal, mas ficou claro a melhora do time com as entradas de João Pedro e Marcos Paulo. O jovem centroavante mostrou faro de gol ao balançar as redes 3 vezes em duas partidas diante do bom sistema defensivo cruzeirense.

Foto: Divulgação/FFC

O regulamento da Copa Sul-americana permite a troca de apenas três jogadores nessa fase. Com as saídas de Ezequiel, Matheus Gonçalves e Everaldo, o treinador Fernando Diniz escolheu os titulares Ganso, Allan e Nino para completar a lista. Nomes como Ewandro, Kelvin e Léo Arthur sobraram. Além deles, Guilherme e Yuri não poder disputar o torneio porque já foram inscritos por suas antigas equipes. O destino ajudou e João Pedro e Marcos Paulo já estavam na listagem inicial. Os dois aparecem como opções fundamentais para o duelo contra o Atlético Nacional.

O time colombiano é o lanterna do seu grupo no quadrangular final do campeonato local com um empate e duas derrotas. O Fluminense tem a missão de abrir uma boa vantagem para garantir a classificação para as oitavas de final. A partida acontece na próxima quinta-feira, às 21h30, no Maracanã.

Top