Após término de empréstimo com o Flu, Caio Vitor retorna ao Volta Redonda

Caio Vitor veio para o Flu em 2019, após se destacar na Copinha atuando pelo Volta Redonda. Meia-atacante de 20 anos fez 39 jogos pela base Tricolor e marcou 3 gols. Com o fim de seu empréstimo de dois anos, o jogador retornou ao Voltaço.

Titular na maior parte de 2019, Caio Vitor sofreu uma grave lesão e perdeu a maior parte dos jogos em 2020. O jogador voltou aos gramados já no final da temporada, atuando 5 vezes entre as equipes sub-20 e sub-23 tricolores.

Confira o anúncio feito pelo volta Redonda:

Foto: Divulgação Volta Redonda

De saída? Clube japonês monitora Wellington Silva

Atacante é visto com bons olhos pelo Gamba Osaka, do Japão. Segundo informações do jornal japonês Sports Hochi, Wellington Silva está em uma lista com nomes de possíveis reforços para a posição e o clube estaria interessado em abrir negociações.

Além dele, outro nome no radar do clube japonês é o ex-Tricolor Wellington Nem. O Moleque de Xerém deixou o Flu em 2019, após o fim de seu empréstimo. Seu contrato com o Shakhtar Donestk, da Ucrânia, se encerrou e ele está atualmente sem clube.

Com vínculo até junho com o Fluminense, Wellington Silva vive situação parecida com a de Marcos Paulo, já podendo assinar um pré-contrato com outro clube e deixar o Flu sem custos.

Fonte: Sports Hochi

Foto: Maílson Santana/FFC

Com o vínculo perto do fim, destino de Matheus Pato deve ser a Coreia do Sul

Contrato do atacante com o Flu se encerra no dia 31 de Janeiro e não haverá renovação. Segundo informações do jornalista Venê Casagrande, Matheus Pato tem converas adiantadas com o Daejeon Citizen, da Coreia do Sul. Jogador atuou no clube sul-coreano em 2019 por empréstimo, marcando 6 gols em 15 jogos.

Matheus Pato tem 25 anos e apesar de ter surgido como uma grande promessa da base Tricolor nunca conseguiu se firmar. Campeão Brasileiro sub-20 em 2015 e artilheiro da competição, o atacante acumulou diversos empréstimos ao longo da carreira em clubes como Tupi, Cuiabá e o antigo projeto da diretoria na Europa, o STK Samorin, da Eslováquia.

Na temporada 2020 o jogador fez 13 jogos pelo time de aspirantes do Flu, marcando 4 gols. Ele também fez uma partida pelo time profissional (sua única) na vitória de 5 a 1 sobre o Bangu no campeonato carioca.

Fonte: Venê Casagrande

Foto: Maílson Santana/FFC

De acordo com site, Dodô entra no radar do Fluminense

De acordo com o site, Saudações Tricolores, desejo antigo da diretoria, Dodô entrou no radar do Fluminense para a próxima temporada.

Lateral esquerdo está livre no mercado e ideia do clube é reduzir o alto valor que ganhava no Cruzeiro.

O jogador já havia sido sondado no início de 2020 após a saída de Caio Henrique. Entretanto, o alto salário e o vínculo ligado a Sampdoria, da Itália, esfriaram a negociação com o Tricolor.

Sub-23: Zé Ricardo pode não permanecer no Fluminense

De acordo com o perfil Fluminense Stuff, o volante Zé Ricardo (21) termina seu contrato com o Fluminense hoje. Jogador estava no time de Aspirantes após voltar de empréstimo ao Boavista, mas se lesionou e não conseguiu jogar.

É improvável que ele fique no clube.

Com convocações para as seleções Sub-17 e Sub-20, além de dois jogos no time profissional, o jogador acabou perdendo espaço no Fluminense e não conseguiu ter sucesso no empréstimo ao Boavista.

Mailson Santana/Fluminense F.C

Quarto jogador que mais vestiu a camisa do Fluminense, Altair completaria 83 anos

Nesta sexta-feira, 22, Altair completaria 83 anos. Em sua passagem pelas Laranjeiras, entre 1956 e 1970, marcou três gols e acumulou 551 partidas, tornando-se o quarto jogador que mais vestiu as cores verde, branco e grená. Baixinho e franzino, acabou apelidado de “Fiapo”.

Alçado à equipe principal aos 18 anos, o lateral-esquerdo ficou conhecido pela disposição e boa técnica. Além disso, era o algoz dos pontas: raramente perdia divididas. Ganhou, inclusive, o título de melhor marcador de Garrincha.

Pelo Fluminense, o craque venceu o Campeonato Carioca, em 1959, 1964 e 1969; o Torneio Rio-São Paulo, em 1957 e 1960; e a Taça Guanabara, em 1966. Com a camisa da Seleção, participou de 22 jogos e se sagrou campeão mundial em sua primeira Copa, em 1962. Na edição seguinte, em 1966, representou a Canarinho mais uma vez.

Depois de encerrar a carreira como jogador, Altair trabalhou nas divisões de base e integrou diversas comissões técnicas do clube, inclusive a campeã carioca em 1995. Em algumas ocasiões, assumiu o comando interinamente.

Aos 81 anos, o ídolo morreu no dia 9 de agosto de 2019. Dois meses depois, o Tricolor batizou de “Altair Gomes de Figueiredo” o Campo 1 do Centro de Treinamento Carlos Castilho, na Barra da Tijuca.

Sem Fred, suspenso, John Kennedy deve iniciar o jogo contra o Botafogo como titular

O Fluminense enfrenta o Botafogo no próximo domingo (24), no estádio de São Januário, às 20h30, pela 32° rodada do Campeonato Brasileiro.

Sem Fred, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o Tricolor pode contar com John Kennedy, atacante de 18 anos e que fez sua estreia como titular no jogo da última quarta-feira (20), contra o Coritiba, no Paraná.

O treino desta sexta-feira (22) foi só regenerativo. Assim, Marcão só deve definir o substituto de Fred, na atividade deste sábado (23), onde o treinador ainda pode optar por Felippe Cardoso, que vinha sendo o substituto do camisa 9 ao longo de toda a competição.

Outra possibilidade ainda é do treinador Marcão utilizar Wellington Silva ou Lucca adaptados na função, ou até mesmo Nenê, que vem iniciando aa últimas partidas no banco de reservas, mas pode começar jogando até para suprir a liderança técnica exercida por Fred.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Fonte: GE

“Fiz o que sempre tive como objetivo no futebol: gols”, disse Jonh Kennedy após estreia no time principal

O atacante John Kennedy, de apenas 18 anos realizou sua estreia pelo time profissional do Fluminense no jogo da última quarta-feira (20) contra o Coritiba, no estádio Couto Pereira. E se o jovem mostrou personalidade dentro de campo, marcando logo seu primeiro gol pelos profissionais com apenas 13 minutos em campo, fora dele, não foi diferente.

Em entrevista ao portal Lance!, John Kennedy afirmou que se preparou ao longo de toda sua vida para esse momento, e que foi atrás do seu objetivo, que é marcar gols:

Eu me preparei a vida toda para este momento. Fui fazendo o que sempre tive como objetivo no futebol: gols. Foi através dessa obsessão pelos gols que consegui realizar meu grande objetivo inicial. O de jogar no time profissional do Fluminense. Sobre marcar o gol tão rápido, as oportunidades aparecem, preciso aproveitar. Fui feliz na sobra ali dentro da área e consegui marcar. Só faltaram os três pontos, mas o futebol tem dessas coisas – afirmou John Kennedy.

Após entrar no intervalo do jogo contra o Coritiba e mudar a situação do jogo que era de 2 a 0 para o adversário, o atacante agora vive a expectativa de começar a jogando o clássico contra o Botafogo, uma vez que Fred está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Felippe Cardoso é outro que briga pela vaga deixada pelo capitao.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Martinelli fala sobre sua característica de chegada na área

O volante ficou conhecido em Xerém pela sua boa chegada à área adversária, inclusive fazendo gols, como o da final do Carioca sub-17 contra o Vasco, em São Januário. Porém, nos profissionais do Flu, vem cumprindo uma função diferente da habitual, protegendo mais a defesa como primeiro homem, e fazendo a saída de bola. O jogador comentou em entrevista coletiva nesta sexta-feira.

  • “Eu sempre consegui ter uma boa chegada dentro da área, mas aí a gente tenta sempre se encaixar no que o treinador pede. E o Marcão sempre pediu para eu fazer a saída de bola. Procuro fazer o trabalho que o professor pede, porque ele sabe o melhor para o elenco, para o time. Tento sim chegar dentro da área, mas com responsabilidade para não abrir tanto o setor onde estou atuando”. Falou o jogador.

Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC 

Disputado! Mais dois clubes italianos estão interessados em Marcos Paulo

Depois de Atletico de Madrid (ESP) e Parma (ITA), mais dois clubes italianos monitoram a situação de Marcos Paulo. Segundo informações do site italiano CalcioMercato, Bologna e Milan estão de olho na Joia Tricolor.

Com seu vínculo acabando em junho, o jogador já pode assinar um pré-contrato com outro clube. O Parma fez uma proposta de 1 milhão de Euros pelo atleta, enquanto o Atletico de Madrid tem negociações avançadas com o estafe e tenta levar Marcos Paulo de graça no meio do ano.

Com a camisa Tricolor, MP disputou 78 partidas e fez 14 gols.

Fonte: CalcioMercato

Foto: Maílson Santana/FFC