Conmebol já divulgou o Trio de Arbitragem Chileno para o jogo Fluminense e River Plate. Leia

A Conmebol soltou a lista de toda a rodada, na semana passada, a competição começou terça dia 20.04.21. veja:

O Fluminense joga na quinta-feira 22.04.21 às 19h, no Maracanã. Fechando a participação dos brasileiros na primeira rodada da fase de grupos da Libertadores. Diante do River Plate, a equipe carioca terá o experiente  Árbitro Roberto Tobar, do Chile, como representante da arbitragem, com auxiliares os chilenos Christian Schiemann , Claudio Rios e Eduardo Gamboa.

Em seis participações Fluminense nunca perdeu o primeiro duelo, agora quer manter invencibilidade em estreias na Libertadores. Veja o retrospecto !

Em seis participações, Time de Guerreiros nunca perdeu primeiro duelo; saiba mais sobre retrospecto na principal competição sul-americana.

Às 19h de quinta-feira, no Maracanã, o Fluminense enfrenta o River Plate (ARG), pelo grupo D, na rodada que abre a edição deste ano da Libertadores. De volta à disputa pela primeira vez desde 2013, o clube busca estender o retrospecto positivo em estreias na competição.

Em seis participações (1971, 1985, 2008, 2011, 2012 e 2013), o Time de Guerreiros nunca perdeu o primeiro duelo. Foram três triunfos e três empates, com nove gols marcados e cinco sofridos.

Os tricolores já cruzaram duas vezes com adversários argentinos em estreias no torneio. Em 2011, houve empate em 2 a 2 com o Argentinos Juniors, no Engenhão.

No ano seguinte, no mesmo local, Fred garantiu o placar de 1 a 0 sobre o Arsenal de Sarandí. O centroavante é o único integrante do presente elenco com jogos pelo Flu na Libertadores e, ainda, o maior artilheiro do clube na competição, com 8 gols.

Em 2021, o Tricolor vai voltar a disputar o campeonato no Maracanã, o que não ocorria desde 2008, na campanha de vice-campeão, quando aplicou sua maior goleada no torneio: 6 a 0, diante do Arsenal de Sarandí.

Contra os “hermanos”, pela competição sul-americana, o Fluminense soma seis vitórias, quatro empates e seis derrotas, com 23 gols pró e 18 contra. Nas ocasiões em que o Maior do Mundo sediou as partidas, o Time de Guerreiros venceu duas, empatou uma e perdeu outra. Marcou nove gols e sofreu dois.

A equipe não perde no Maracanã em confronto válido pela Libertadores desde 1985, quando sofreu revés por 1 a 0 para o Argentinos Juniors. No estádio, pela liga continental, o clube acumula oito vitórias, três empates e três derrotas, além de 27 gols pró e 12 contra.

Thiago Neves (28) e Abel Braga (20) são, respectivamente, jogador e técnico que mais vezes representaram as cores verde, branco e grená na Libertadores. O meia, inclusive, possui o título de único a ter balançado a rede três vezes em uma final do campeonato, marca alcançada em 2008, pelo Tricolor.

Os postos de mais novo e mais velho a jogar pelo Flu na competição são ocupados por Alan (18 anos 10 meses e 11 dias, em 2008) e Felipe (35 anos 8 meses e 20 dias, em 2013), respectivamente.

Entretanto, jovens revelados em Xerém, como Kayky, 17, e atletas mais experientes, como Nenê, 39, aparecem como candidatos do grupo comandado por Roger Machado a assumir as posições.

O retrospecto geral do Fluminense na Libertadores apresenta, em 54 jogos, 26 vitórias, 12 empates e 16 derrotas, com 77 gols pró e 55 contra.

Textos: Comunicação – Fluminense F.C.

Fotos: Flu-Memória
Arte: Comunicação – Fluminense F.C.

Luccas Claro é elogiado em Jornal Argentino. Saiba tudo!

O zagueiro Luccas Claro vive grande momento com a camisa tricolor, e Jornal argentino rasga elogios a zagueiro do Fluminense: ‘Desarma com classe’


Luccas Claro, de 29 anos, é um dos principais destaques do Fluminense. Apontado como o destaque do Tricolor em 2020, o defensor recebeu elogios do jornal argentino “Olé”, antes da partida entre o clube carioca e o River Plate pela estreia da Libertadores na quinta-feira dia 22.04.21, às 19h, no Maracanã.


A publicação afirma que Luccas Claro “desarma com classe” e “se destacou nos duelos mano a mano” no Campeonato Brasileiro de 2020. O jornal ainda, menciona que o zagueiro não recebeu nenhum cartão amarelo em 31 partidas pelo torneio nacional.

Luccas Claro chegou ao Fluminense no meio de 2019 e se firmou como titular na temporada de 2020 fazendo um grande Brasileiro. Ao todo, o zagueiro já entrou em campo por 46 jogos e marcou seis vezes pelo Fluminense.

foto Mailson Santana Flick Fluminense Football Club

fonte Olé

História do Tricolor. Foi o primeiro clube não Paulista que conquistou título campeão brasileiro de Basquete Feminino em 1998.

Flu se sagrou 1º clube não-paulista campeão brasileiro de Basquete Feminino. Flu se sagrou 1º clube não-paulista campeão brasileiro de Basquete Feminino.

Em 1997, o Fluminense decidiu investir no elenco de Basquete Feminino, sob o comando do treinador Antônio Carlos Vendramoni e da diretora-técnica Hortência, recém-aposentada das quadras. Com o auxílio de patrocínio, o clube acertou a contratação de boa parte da equipe de Sorocaba, do interior de São Paulo. Entre os reforços, as irmãs Cíntia e Silvia Luz, além de Marta e a estadunidense Victoria Bullet.

As jogadoras se juntaram àquelas reveladas pelo Tricolor para a disputa do Campeonato Brasileiro de 1998. O torneio reuniu um representante de Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Goiás e Rio de Janeiro e quatro de São Paulo.

Com 13 triunfos em 14 jogos, o Flu assumiu a primeira colocação da classificação geral. Na sequência, avançou para os play-offs das semifinais. Diante do Santo André, que contava com a cestinha da competição, Janeth, venceu por 3 x 0.

Na decisão, o Fluminense enfrentou o BCN Osasco. O duelo ficou empatado em 2 a 2. No dia 21 de abril, porém, o Ginásio do Tijuca Tênis Clube recebeu 5 mil tricolores e se tornou o palco da primeira conquista de título brasileiro por um clube não-paulista. O placar ficou em 101 x 92 para os cariocas.

Textos: Comunicação – Fluminense F.C.
Fotos: Flu-Memória

Zagueiro do Flu, Matheus Ferraz é o convidado do Boteco Brahma Tricolor

O apresentador Alexandre Araújo e o comentarista Toni Platão vão comandar o aquecimento para a estreia do Fluminense na Libertadores 2021, contra o River Plate (ARG), quinta-feira, no Maracanã.

Exibido no YouTube, o Boteco Brahma Tricolor começará às 17h, a duas horas do confronto válido pela primeira rodada do grupo D da competição. Na sequência, o clube fará a transmissão em áudio do duelo.

Pela terceira vez, a atração da FluTV vai receber um jogador do presente elenco. Depois do volante Yago Felipe e do centroavante Fred, convidados em janeiro e abril, respectivamente, o zagueiro Matheus Ferraz reforçará a resenha.

O defensor de 36 anos, que se recupera de lesão no joelho direito, integra o Time de Guerreiros desde o início de 2019. Ele soma quatro gols em 62 jogos com a camisa verde, branca e grená.

Foto em destaque: Divulgação/FFC

Destaque do Flu, Nenê entra em ranking de jogadores mais experientes a disputar a Libertadores

Um dos principais jogadores do Fluminense desde o ano passado, o meia atacante Nenê entrará em uma seleta lista de jogadores experientes que disputarão a Libertadores. Com 39 anos e 10 meses, Nenê já garante o top 10.

Como o Fluminense já tem presença assegurada no mínimo até o dia 25/05, dia em que encerra a fase de grupos, Nenê já garante o sétimo lugar, ultrapassando o ex-volante Renato, o ex-zagueiro Juan e o ex-goleiro Dida no Top 10.

Caso o Flu avance para as fases mata-mata pelo menos até o dia 19 de julho, data de seu 40º aniversário, Nenê consegue assegurar ainda o top 3, ficando atrás apenas de Rogério Ceni e Zé Roberto, que jogaram a Libertadores com 42 anos.

Se considerar também jogadores de outros países, o caminho para se tornar o mais velho a jogar o torneio é ainda mais longo. Dois peruanos encabeçam a lista: o ex-atacante Vicente Villanueva, que disputou a Libertadores pelo Sporting Cristal na década de 60 aos 43 anos e 10 meses; e o goleiro Leao Butrón, que na temporada passada atuou pelo Alianza Lima na competição aos 43 anos, sete meses e 15 dias.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Fonte: Ge

Fluminense jogará domingo pelo Campeonato Carioca com transmissão na Tv aberta.Veja!

Depois de estrear na Libertadores contra a equipe do River Plate, nesta quinta 22.04.21, o Fluminense voltará a campo no domingo 25..04.21 de manhã. A Ferj confirmou as datas e os horários da última rodada do Campeonato Carioca, e o Tricolor jogará às 11h05min contra o Madureira, no Maracanã.

Pela primeira vez neste ano esse horário será utilizado para um jogo de um grande do Rio. O jogo contará com transmissão, segundo informações do portal “UOL Esporte“, a Record TV transmitirá a partida para 14 Estados e o Distrito Federal. O confronto é válido pela última rodada da Taça Guanabara.

Com isso, o Fluminense entrará em campo já sabendo se poderá ser campeão da Taça Guanabara. Isso porque Flamengo e Volta Redonda jogam no sábado às 19h, no Maracanã. Se houver empate entre eles, o Tricolor leva o troféu caso vença o Madureira.

A Portuguesa, quarta colocada, também joga no sábado, às 19h contra o Boavista. Dependendo dos resultados da rodada, o Fluminense poderá escolher quem enfrentará na semifinal.

Atacante Tricolor Rayla divide o futebol com a maternidade.

Rayla Santana, de 21 anos, chegou ao Fluminense no início deste ano e estreou marcando gol na segunda rodada do Campeonato Estadual Feminino Adulto, na vitória por 7 a 1 contra a Portuguesa, no CTVL, em Xerém. No dia-a-dia, a atacante se divide entre duas paixões, a que tem pelo futebol com outra que a fez enxergar a vida com outros olhos:  a filha Manuelly, uma linda menina de três anos. 

Moradora de Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, a atleta do Fluminense vive com o pai João Lourenço, a filha e a irmã Gabriele que lhe dá total apoio desde que tomou a decisão de seguir carreira de futebol. “Eu não tenho muito apoio da minha família, porque eles nunca acreditaram que eu iria chegar, mas eu nunca desacreditei. Tenho mais apoio da minha irmã e da minha tia. Com a força que a minha irmã me passa, eu persisto e sempre tento manter o foco no que eu quero”.

A atacante tem seis irmãos, e conta que começou a se encantar pelo futebol aos doze anos de idade, quando assistia ao irmão mais novo jogando em um campo perto de casa. Rayla passou a praticar futebol aos treze anos, no projeto social Ternium, em Santa Cruz. Depois, passou pelo Ac Nova Aliança, Duque de Caxias e Foz do Iguaçu, seu último clube antes de atuar pelo Flu. “Eu entrei no projeto porque o treinador me viu jogar e me chamou para fazer parte, fiquei treinando com eles, comecei a acreditar mais em mim, e estou no futebol até hoje”.

Rayla também falou sobre o momento de maior dificuldade que já enfrentou por conta da carreira. “Quando atuava pelo Foz do Iguaçu, tive de viajar e fiquei longe da minha filha. Nesse período ela teve um problema de saúde em que eu não tinha como ajudar, nem financeiramente porque meu salário estava atrasando. Isso para mim foi uma das coisas mais difíceis no esporte. Ela ficou com minha irmã e eu chorava querendo vir embora, mas minha irmã falava que eu tinha que ficar porque iria passar, que era só uma fase. Eu, então, continuei. Depois que eu tive a minha filha comecei a enxergar as coisas de outra forma, tive mais maturidade”.

Mesmo após enfrentar preconceito, Rayla nunca desistiu do esporte, e sonha em chegar na Seleção, destacando Marta como sua inspiração. “Eu era muito xingada. Uma vez tentei entrar em jogo, mas não queriam deixar eu participar por ser mulher, os outros eram todos homens. Eles falavam que eu não podia, que lugar de mulher não é no campo, é na cozinha. Esse tipo de coisa. Meu maior sonho hoje em dia é chegar à Seleção, me inspiro na Marta, pelas coisas que ela já passou e que eu também passei quando era pequena”.


TEXTO: Comunicação – Fluminense F.C.
FOTOS: Divulgação// Mailson Santana – Fluminense F.C.// Lucas Merçon – Fluminense F.C.

Fluminense figura entre os 10 elencos mais valiosos da Libertadores; adversário da estreia, River Plate é Top 3

De volta à Libertadores, oito anos após a última participação, o Fluminense não figura entre os favoritos ao título, segundo a mídia especializada e casas de aposta. Entretanto, segundo levantamento do jornalista Rodolfo Rodrigues, do UOL Esportes, o Tricolor figura entre os 10 elencos mais valiosos da competição.

Arte: TNT Sports

Com o time avaliado em € 48,7 milhões (R$ 326,29 milhões) o Fluminense é o décimo elenco mais caro da competição. Os líderes: dois brasileiros dois argentinos, Flamengo, Palmeiras, River Plate e Boca Juniors. Sendo o River, um dos times do grupo do Flu, sendo ainda o adversário do Tricolor no jogo de estreia na competição.

Foto em destaque: Divulgação

Perfil do Flu relembra última estreia do clube na Libertadores

Esta chegando a hora ! Após pouco mais de oito anos o Fluminense está perto do jogar uma partida da Copa Libertadores da América. O clube que retornou ao principal torneio do continente após quase uma década fora, estreia na próxima quinta-feira (22), às 19h, contra o River Plate, no Maracanã.

Como um esquenta de pré estréia, o perfil oficial do Fluminense nas redes sociais, relembrou a última estria do clube, em 2013, quando Fred marcou o gol da vitória Tricolor por 1 a 0 sobre o Caracas, da Venezuela.

Foto em destaque: Reprodução/Vídeo