Mais um não ! Assim como Zé Ricardo, Dorival recusa oferta do Flu

Diretoria segue com a intenção de fechar com o próximo treinador até o dia 26.

O Fluminense segue em busca de um novo nome para assumir o cargo de treinador da equipe, vago após a saisade Abel Braga. Contudo, a tarefa vai se mostrando ser bem complicada.

Após ouvir a recusa de Zé Ricardo que aguarda uma proposta da Arábia, a diretoria tricolor ouviu um não de Dorival Júnior, que alegou motivo de problemas de saúde na família para recusar o convite. Além disso, a própria diretoria tricolor já havia de assustado com o valor do salário pretendido pelo treinador em caso de um possível acerto.

Diante das duas recusas, a Fox Sports informou que a direção do Flu chegou a cogitar o nome do ex treinador e ídolo do clube, Ricardo Gomes, porém, ainda de acordo com a Fox,  o profissional está  vias de acertar com o Santos, onde assumiria o cargo de diretor de futebol.

 

 

ST, 

Douglas Wandekochen

foto: Marcos Ribolli

Jogos-festivos com ídolos, shows da Blitz e de Sérgio Mallandro: tudo sobre a FluFest 2018

O aniversário do Fluminense é daqui a um mês e, para comemorar esta data tão especial, a sede de Laranjeiras receberá centenas de tricolores para a FluFest 2018, marcada para o dia 21 de julho, sábado, exatamente quando o clube completa seus 116 anos. A festa, patrocinada pela torcida, via crowdfunding (a meta, de R$ 100 mil, foi batida em 05 de junho), acontece desde 2015 e é sempre um sucesso. A seguir, o Canal FluNews lista as atividades programadas para os festejos:


Tema

Como toda boa festa, a FluFest tem um tema definido: a história tricolor no Maracanã. Esta temática está retratada no copo, pôster e livro, recompensas para os colaboradores. Para contar causos vividos no Maior do Mundo, ninguém melhor que jogadores que estiveram lá. Alguns ídolos do Fluminense se encontrarão no Bar da Piscina para uma resenha.

Palco de momentos marcantes do Fluminense, o Maracanã é o tema da FluFest 2018. (Foto: Jonas Pereira)

Aniversário do Fluminense, presente para o torcedor

A cara da FluFest é a torcida. Os torcedores contribuem com diferentes valores para a festa ser realizada. Quem colabora, além de marcar presença no evento, ganha diversas recompensas, a depender da quantia doada. Os brindes deste ano são copo, pôster, livro, ingresso para a balada à noite, camisa e bola retrôs. A entrega ocorrerá durante o dia 21.

Camisa retrô dos anos 60 é recompensa para colaboradores do crowdfunding. (Foto: Reprodução)

Jogos-festivos

O histórico estádio de Laranjeiras sediará dois jogos-festivos durante a FluFest. Um deles reunirá ex-jogadores e personalidades tricolores, que se juntam a torcedores que contribuíram com R$ 1.500 e que, por isso, poderão participar da brincadeira. O segundo é bastante importante, porque marcará a despedida de Ricardo Berna, aos 38 anos. O goleiro foi o único a levantar três taças nacionais pelo Fluminense e terminará sua trajetória no futebol onde passou sete anos da carreira.

Entre a turma que confirmou vaga nos times que vão a campo, inúmeros campeões com a camisa verde, branca e grená: Aldo, Cadu, Djair, Gabriel, Leandro Euzébio, Leonardo, Lira, Marco Brito, Paulinho, Rogerinho, Romerito, Ronald, Rubens Galaxe, Vica e Washington “Coração Valente”.

Ex-goleiro do Fluminense, Ricardo Berna encerra carreira em jogo-festivo nas Laranjeiras, na FluFest 2018. (Foto: Divulgação/Fluminense)

Livro do Flu-Memória

Ao fim da tarde, o Flu-Memória lançará, na Sala de Imprensa Nelson Rodrigues, o livro “O Maraca é nosso! – O Fluminense no Templo do Futebol”. A ação será assistida de perto por vencedores pelo Fluminense nas décadas de 1970, 1980, 1990, 2000 ou 2010.

Capa do livro que homenageia o Maracanã foi escolhida pela torcida, em enquete nas redes sociais. (Foto: Reprodução)

Shows de Sérgio Mallandro e Blitz

A partir de 21h30, o Salão Nobre vai ferver. É hora do humorista Sérgio Mallandro abrir a noite nas Laranjeiras com seu stand-up. Depois deste abre-alas, a banda Blitz, de Evandro Mesquita, toma conta do palco da FluFest 2018 e apresenta um grande show de rock nacional, com hits da antiga e, claro músicas de arquibancada. São 18 horas de programação! E ainda: comida e bebida liberados.

Grande atração da FluFest 2018, a banda Blitz, do tricolor Evandro Mesquita, tocou no evento em 2016. (Foto: Mailson Santana)

Onde e como participo?

Até o fechamento desta matéria, foram, ao todo, 360 contribuintes e R$ 136.305 alcançados. Para se tornar um deles e, ao mesmo tempo, ganhar recompensas, clique aqui.

Para conferir a programação completa, é só clicar aqui.

FluFest comemorará 116 anos do Fluminense. (Foto: Reprodução)

LEIA MAIS: Blitz, de Evandro Mesquista, fará show na FluFest 2018
LEIA MAIS: Ferrugem foi cotado para FluFest, mas Blitz é confirmada e convoca torcida
LEIA MAIS: Aos 38 anos, Ricardo Berna encerrará carreira na FluFest: ‘Marco para mim’
LEIA MAIS: Brindes da FluFest, livro e pôster têm capas escolhidas pela torcida

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

FluFest 2018: clique aqui e garanta sua presença na festa de 116 anos do Fluminense!

Convocados se ausentam de reunião extraordinária do Conselho Deliberativo

A reunião extraordinária do Conselho Deliberativo, pedida por um grupo de conselheiros e ocorrida nesta terça-feira, no Salão Nobre de Laranjeiras, ficou marcada pelo protesto de cerca de 60 torcedores, em frente à sede. Mas seu objetivo era dar voz a Marcus Vinícius Freire (ex-CEO e notificado do encontro antes de ser demitido), Rogério Romano (área social), Lawrence Magrath (marketing) e Fernando Simone (assessor especial da presidência), para que pudessem prestar esclarecimentos sobre suas respectivas áreas.

O grupo, porém, se ausentou, e as justificativas ficaram a cargo de Cláudio Barçante, tesoureiro, que representou o Conselho Diretor. Além de falar que, por serem funcionários do clube, os profissionais não poderiam ser expostos, leria um texto explicando detalhes do veto à presença dos convocados. Contudo, foi interrompido, por várias vezes, por questões de ordem.

Os conselheiros da Flusócio e dos Esportes Olímpicos, grupos políticos de situação, também foram recomendados a ficar de fora da reunião. Explica-se: entendiam que a assembleia visava desestabilizar a gestão.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com

FluFest 2018: clique aqui e garanta sua presença na festa de 116 anos do Fluminense!

Torcedores protestam nas Laranjeiras e simbolizam renúncia de Abad em carta

Enquanto o Conselho Deliberativo se reunia nesta terça-feira, no Salão Nobre de Laranjeiras, cerca de 60 torcedores protestaram na Rua Álvaro Chaves, onde fica a sede do Fluminense. O grupo tentou invadir o encontro, como em janeiro, mas foi impedido pela polícia e pela segurança do clube, reforçada. Mesmo assim, os presentes criticaram a gestão de Pedro Abad e cobraram sua renúncia.

Os manifestantes escreveram uma carta na qual, simbolicamente, o presidente anunciava sua deposição. Foi uma forma de reforçar o pedido pela saída de Abad, a quem os tricolores desejavam entregar o documento. Os papéis foram espalhados nas paredes da sede, também pichadas. Como o ato contava com a presença de quatro sócios-torcedores, que conseguiram ir ao Salão Nobre, o bilhete foi colocado na mesa do Conselho. Leia a mensagem:

Carta entregue por torcedores pedindo a saída de Abad do Flu (Foto: Caio Blois)
Carta escrita por torcedores chegou até o Conselho Deliberativo. (Foto: Caio Blois)

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com

FluFest 2018: clique aqui e garanta sua presença na festa de 116 anos do Fluminense!

À espera de resposta de Dorival Júnior, Fluminense sonda Cuca

O elenco se reapresenta em uma semana e, por enquanto, está sem técnico. Com a saída de Abel Braga, o Fluminense avalia o que o mercado tem a oferecer. Depois de as conversas com Zé Ricardo, primeiro alvo, travarem, o foco principal da diretoria se tornou Dorival Júnior, ex-São Paulo e cujo trabalho agrada Pedro Abad. Embora seja tratado como favorito a assumir o time, o treinador, que está resolvendo problemas pessoais em Florianópolis, pediu tempo para tomar uma decisão.

Enquanto aguarda resposta de um, o clube corre atrás de outro. Desempregado desde outubro passado, quando deixou o Palmeiras, Cuca entrou no radar e foi sondado. Mas o contrato com o Grupo Globo e o compromisso de comentar jogos da Copa do Mundo levam o Fluminense a considerar que esta possibilidade é improvável. Cuca comandou o Tricolor em 2008 e 2009/2010. Participou da campanha do time de guerreiros de 2009, que se recuperou no Campeonato Brasileiro e escapou do fantasma do rebaixamento.

Há, ainda, mais um nome ventilado nas Laranjeiras: Guto Ferreira, ex-Bahia. Este, no entanto, não foi procurado. Vale relembrar que o plano é contratar o substituto de Abelão até o dia 26 deste mês.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com

FluFest 2018: clique aqui e garanta sua presença na festa de 116 anos do Fluminense!

 

Intermediador de conversas com Dorival, Paulo Angioni é anunciado

Paulo Angioni foi anunciado, nesta terça-feira, como novo diretor-executivo de futebol do Fluminense, onde trabalhou nos anos de 2000 até 2002, 2004 e 2014. Esta é, portanto, sua quarta passagem por Laranjeiras. O cargo estava vago desde a saída de Paulo Autuori, em 28 de maio, devido, principalmente, aos atrasos salariais. A novidade será apresentada à torcida e à imprensa no dia 26, quando o elenco se reapresenta para iniciar o segundo semestre.

Acertado há, pelo menos, três dias, Angioni mal chegou e teve tarefas a cumprir. Uma delas, mergulhar na busca por um técnico, ao lado de Pedro Abad e do vice-presidente de futebol, Fabiano Camargo. Foi ele quem telefonou a Dorival Júnior, um dos nomes preferidos pela diretoria, e ouviu, segundo o UOL, uma alta pedida. A resposta definitiva do treinador, que está em Florianópolis, sai depois que seus problemas pessoais forem resolvidos.

Paulo Angioni tende a tratar, durante a semana, de possíveis reforços. O perfil traçado é de jogadores que disputem a Série B ou que sejam pouco aproveitados em seus clubes. Também estão sendo observados aqueles que estão em fim de contrato.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

FluFest 2018: clique aqui e garanta sua presença na festa de 116 anos do Fluminense!

Pedida de Dorival assusta e treinador fica mais distante do Flu

Diretoria tricolor já analisa inclusive outros nomes.

Tido como o nome favorito para assumir o comando técnico do Fluminense, o treinador Dorival Júnior teria feito uma pedida acima do teto tricolor e com isso ficou mais improvável um acerto e o tricolor já começa a trabalhar com outras hipóteses.

De acordo com informações do UOL esportes e confirmadas pelo canal Flunews, os nomes de Guto Ferreira ex Bahia e Marcelo Cabo atualmente no CSA – 4° colocado da série B – são os que mais se aproximam de um acerto com o tricolor. Contudo, e possível que a direção do tricolor tente um novo contato com Dorival Júnior.

Vale destacar que a intenção da diretoria é definir o próximo comandante até o dia 26 desse mês, quando o elenco se reapresenta para seguir a preparação para o restante da temporada.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Marcos Ribolli

Após recusa de Zé Ricardo, nome de Dorival Júnior ganha força no Flu

Treinador é o nome favorito do presidente Pedro Abad.

O nome do técnico Dorival Júnior ganhou força após a recusa de Zé Ricardo e, surge como favorito para assumir o comando técnico do Fluminense.

O ex técnico do São Paulo é o favorito do presidente tricolor, Pedro Abad, que viu um bom desempenho no último trabalho do treinador quando comandou o Fluminense em 2013, mesmo não tendo livrado a equipe do rebaixamento na época.

O diretor executivo Paulo Angioni, que ainda não foi anunciado no cargo, trabalha ao lado de Abad e do vice de futebol Fernando Camargo para anunciarem o substituto de Abel até o dia 26, data marcada para a reapresentação do elenco.

Outro nome que surge como alternativa é onde Guto Ferreira, demitido do Bahia e que já teria sido inclusive sugerido aos dirigentes do flu.

 

ST,

Douglas Wandekochen

fonte: Globoesporte.com

Zé Ricardo recusa oferta para comandar o Flu

Treinador teria sido contactado logo após a saída de Abel Braga.

O técnico Zé Ricardo recusou ao convite para ser o novo treinador do Fluminense. De acordo com o site Globoesporte.com, o treinador foi contactado logo após o pedido de demissão de Abel Braga.

De acordo com informações obtidas pelo canal Flunews, o motivo da recusa teria sido os constantes atrasos de salários, além do clima político turbulento em que atravessa o clube das Laranjeiras, onde na visão de Zé Ricardo, não daria respaldo nem segura para uma sequência de trabalho.

Outro motivo da negativa do treinador seria o fato de Zé não querer ficar rotulado como treinador apenas de clubes cariocas, uma vez, que seus únicos trabalhos nos profissionais foram no Flamengo e no Vasco.

De férias com a família, o treinador espera por propostas do Brasil ou até mesmo da Arábia.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Thiago Ribeiro/ AGIF

Dybala elogia futebol brasileiro e destaca Fluminense: ‘Grande clube’

Gigantes do futebol, como o Fluminense, sempre são lembrados. Ao canal ‘Pilhado’, do YouTube, Dybala, craque da Argentina, se confessou fã de clubes do Brasil e reconheceu a grandeza do Tricolor, considerado por ele uma referência no esporte brasileiro. Jogador da Juventus, da Itália, o atacante lembrou, ainda, de mais três times: Santos, Grêmio e São Paulo.

– Quando era pequeno, eu assistia ao futebol brasileiro. Na Libertadores, o Brasil e a Argentina sempre chegavam com força. Os grandes clubes do Brasil, como São Paulo, Santos, Grêmio e Fluminense, sempre enfrentavam equipes argentinas. Eram partidas lindas de se ver. Há muitos times maravilhosos no Brasil. O futebol brasileiro é especial porque é jogado com alegria, as equipes só pensam em atacar, defendem pouco, é mais divertido – opinou.

Aos 24 anos, Dybala foi convocado para sua primeira Copa do Mundo, mesmo que esteja, por enquanto, ocupando o banco de reservas. Brilhando na Juve desde 2015, o argentino está valorizado e é especulado, por exemplo, no Real Madrid.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

FluFest 2018: clique aqui e garanta sua presença na festa de 116 anos do Fluminense!