Análise: Quem é e como joga Cristiano, lateral-esquerdo, novo reforço do Fluminense?

Um jogador desconhecido mas que tem muito potencial para ser titular e ajudar o Fluminense nas competições que irá disputar. Conheça um pouco desse atleta que estava jogando no Sheriff da Moldávia e brilhou contra o Real Madrid em pleno Santiago Bernabeu.

Cristiano é um lateral ofensivo, de boa estatura e excelente passe, pode jogar tanto na 1ª linha defensiva quanto na linha central, caso Abel Braga opte por jogar com 3 zagueiros, como analisamos no Tática Didática. Além dessas características o lateral-esquerdo com passagem pelo Volta Redonda/RJ se destaca também pelas assistências, em 27 jogos pelo Sheriff na temporada 21/22 deu 9 passes para gol, ou seja, um passe a decisivo a cada 3 jogos.


Um atleta com grande potencial e que vem em definitivo para o Fluminense, tem sua maior oportunidade na carreira aos 28 anos. Tem que se adaptar ao futebol brasileiro e com isso poderá mostrar o futebol que jogou contra o Real Madrid pela Champions League 21/22, tendo destaque na fase ofensiva e defensiva, além de ter sido escolhido o melhor em campo.

A torcida tricolor pode esperar um lateral muito técnico, excelente nas fases ofensivas, com bom passe, boa estatura e com certa experiência.

Análise: Como deve jogar o Fluminense de Abel Braga?

Abel Braga inicia sua 4ª passagem pelo Fluminense e terá pela frente um desafio gigantesco: fazer o time jogar bem e brigar por títulos.

Considerado por muitos um treinador ultrapassado, vem de uma grande campanha pelo Internacional e foi vice-campeão brasileiro em 2020, onde perdeu o título na última rodada. No clube gaúcho foi possível observar um Abel com um modelo de jogo bem definido, organização e uma saída de bola pelos laterais em amplitude. As bolas longas de Cuesta também foi um ponto positivo no Inter, e podemos ver isso também no Fluminense com a chegada de Felipe Melo, analisamos o volante no Tática Didática.

Abel utiliza uma linha de 4 defensiva que varia para uma linha de 3 na organização ofensiva, André e Felipe Melo serão importantes na temporada, principalmente na saída de bola. Os laterais de Abel jogam em amplitude e com Pineida isso ficará mais evidente, já que o lateral vindo do Barcelona de Guayaquil é um atleta bem ofensivo e com bom passe. Fred será uma referência no ataque, como em 2012, além dos extremos que farão um papel de marcação quando realizarem a transição defensiva.

O que podemos esperar de Abel Braga na temporada 2022? A resposta é um Fluminense bem organizado, com linhas em sincronia e pressão na saída de bola do adversário. E você torcedor tricolor, acredita que Abel vá levar o Fluminense aos títulos novamente?

Abel entra em contato com Rodinei e expressa o desejo em contar com o lateral; Fla continua fazendo jogo duro

O técnico do Fluminense para a próxima temporada, Abel Braga, já definiu seu alvo para a lateral direita: Rodinei, jogador que pertence ao Flamengo.

O Flu já chegou a manifestar o interesse em contar com o jogador para a próxima temporada, porém, o rubro-negro só aceita negócio em caso de compra por parte do Flu. O Tricolor segue no negócio e o próprio Abelão entrou em contato com Rodinei e expressou seu desejo de ter o lateral direito no Fluminense.

Segundo o repórter Vene Casagrande, o jogador teria gostado da oferta e expressou o desejo em respirar novos ares, mas o Flamengo segue fazendo jogo duro por uma negociação e pede um valor alto, de quase R$ 6 milhões, para vender o atleta. Bruno Spindel, diretor executivo do Flamengo, já deixou claro que quer contar com o jogador para 2022.

Foto em destaque: Alexandre Vidal/CRF

Oficial! Abel Braga é o novo técnico do Fluminense

Após anunciar a chegada de Felipe Melo, o Fluminense confirmo a chagada de mais um nome: Abel Braga, que será o comandante da equipe em 2022.

o nome de Abelão já era dado como certo desde terça-feira (14), porém, o clube só confirmou o acerto com o treinador no início da tarde desta quarta-feira (15), junto com os auxiliares Leomir de Souza e Ricardo Colbachini.

Marcão, que comandou a equipe no Campeonato Brasileiro, retorna ao posto de auxiliar-permanente da comissão técnica do Fluminense.

Técnico do Internacional, Abel Braga testa positivo para a Covid-19 e não dirige o time contra o Fluminense

Abel Braga atualmente no comando técnico do Internacional foi mais um a testar positivo para a Covid-19. O treinador está assintomático e em boas condições de saúde, conforme boletim do clube gaúcho, porém, não dirige a equipe domingo (22), contra o Fluminense, pela 22° rodada do Campeonato Brasileiro.

O treinador é o sétimo caso de Covid-19 registrado pelo Inter desde a última semana. Na última sexta-feira (13) os volantes Patrick e Nonato e o preparador físico Cristiano Nunes já haviam testado positivo para a doença. Na terça-feira (17), o goleiro Daniel e o supervisor de futebol Adriano Loss também foram diagnosticados com o vírus. Agora, além de Abelão, o goleiro Keiller também testou positivo.

Osmar Loss e Leomir, auxiliares diretos de Abel, devem comandar o time enquanto o treinador cumpre a quarentena.

Foto em destaque: Ricardo Duarte/Inter

Abelão recusa Fluminense, e Mário decide abrir negociação com Dorival Júnior

Abel Braga decidiu, em consenso com a família, não substituir Fernando Diniz, dispensado nessa segunda-feira, no comando do Fluminense. Mais uma vez por não se interessar em assumir equipes no meio do ano. Ele vem de trabalho à frente do Flamengo, encerrado no fim de maio. Entre dezembro de 2016 e junho de 2018, Abelão realizou sua última passagem pelas Laranjeiras.

Com a recusa do plano A, a diretoria busca começar em algumas horas a negociação com Dorival Júnior, 57 anos, nome que agrada ao presidente Mário Bittencourt. O próprio, inclusive, deve se encarregar da tratativa. Recém-demitido do Cruzeiro, Mano Menezes figura entre os especulados, mas com menos chances de ser procurado.

Segundo informado pelo Globoesporte.com, Diniz, o auxiliar técnico Márcio Araújo e o preparador físico Wagner Bertelli custavam, juntos, R$ 300 mil. As opções em pauta no momento requerem um investimento maior, apesar da dificuldade financeira.

Desempregado desde a saída do Flamengo, em dezembro passado, Dorival passou pelo Tricolor em 2013, ano em que o clube ficou à beira do rebaixamento para a segundona. Foram três triunfos em cinco jogos, além de um empate e uma derrota, já na reta final daquele Campeonato Brasileiro.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: UOL.

Flu 2012 ou Fla atual ? Jornalistas fazem o par ou ímpar com as duas equipes

Foto: Divulgação/FFC

Ambos os times tem algo em comum: o técnico Abel Braga.

Os jornalistas do esporte interativo fizeram uma disputa do par ou ímpar entre o Flamengo atual e o Fluminense multicampeão em 2012.

Tendo no técnico Abel Braga o ponto em comum entre as equipes, o Fluminense de 2012 levou grande vantagem na comparação, com dez escolhidos contra dois do Fla.

As escolhas feitas no programa +90, dos canais Esporte Interativo, levou em consideração o momento dos jogadores do Fluminense na época, assim como o momento atual dos flamenguistas.

Na “seleção” feita pelo programa, apenas os tricolores Leandro Euzébio e Edinho ficaram de fora, dando lugar a Rodrigo Caio e Cuellar.

Desta forma o time ficaria de seguinte maneira: Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Rodrigo Caio e Carlinhos; Cuellar, Jean, Deco e Thiago Neves; Rafael Sóbis e Fred. Além de Abel Braga dos tempos de Fluminense em 2012. 

Vale destacar que naquele ano o Fluminense foi campeão Carioca e Brasileiro. Outro detalhe é que o Tricolor ainda contava com a presença de Wellington Nem, que não entrou na relação do programa.

Comentarista detona Abel Braga: “foi a vitória do futebol contra um time covarde”

Foto: Lucas Merçon/FFC

Durante debate no programa “linha de passe” Mauro César não poupou críticas ao treinador.

Após a vitória do Fluminense sobre o Flamengo, muitos comentaristas esportivos criticaram a postura da equipe rubro-negra e sobre tudo do treinador da equipe: Abel Braga.

Um desses comentarista, Mauro César Pereira, dos canais ESPN, não poupou crítica ao treinador durante na edição da última quinta-feira (14) do programa Linha de Passe

Em uma de suas falas, Mauro César chegou a dizer que o treinador é poupado das críticas por parte da imprensa:

– O Abel é tipo o Felipão: por ser um treinador bom de resenha, ele é poupado em relação as críticas. Mas até seus comentários são ultrapassados. Lamentar as chances criadas, que chances ? Uma derrota que serve de aprendizado… jogar no contra ataque ? É inadmissível um time do tamanho do investimento do Flamengo, jogar no contra ataque – disse Mauro.

Em certo momento do programa, o comentarista ainda enalteceu o trabalho de Fernando Diniz, chegando a dizer que a partida foi: “uma vitória do futebol contra a covardia”.

– o jogo do Flamengo foi covarde, enquanto o Fluminense, mesmo com jogadores tecnicamente inferiores, tentava ficar com a bola, tentava propor o jogo. Não liquidou a partida antes por que faltava exatamente do meio para frente essa categoria. Espero que o Fluminense conquiste coisas boas, pois vence o futebol. Hoje foi uma vitória do futebol contra um time covarde – falou o comentarista

Ainda de acordo com o jornalista, o trabalho realizado por Abel Braga até o momento é um regresso em comparação aos trabalhos realizados por Dorival Júnior e até mesmo Maurício Barbieri, ex treinadores do Flamengo.

Fábio Moreno deixará o Fluminense para formar comissão de Abel no Flamengo

Desempregado desde junho, quando rompeu contrato com o Fluminense, Abel Braga comandará o Flamengo em 2019. Encaminhado há alguns dias, o acerto se confirmou com a eleição de Rodolfo Landim à presidência rubro-negra, no sábado. Ele assinará vínculo de um ano, sem multa rescisória.

Fábio Moreno, que assumiu a equipe do Fluminense na 38º rodada do Brasileirão, contra o América-MG, por causa da demissão de Marcelo Oliveira, deixa o clube para formar a comissão técnica de Abel no Flamengo. Leomir segue o mesmo caminho. 

Moreno chegou às Laranjeiras em 2012, indicado por Abelão. Trabalhou como observador técnico, cargo no qual, inclusive, ganhou o ouro olímpico pela Seleção, em 2016. Retornou um ano depois, com Abel Braga sendo contratado para mais uma passagem pelo Fluminense. Foi promovido a auxiliar-técnico a partir da saída do treinador de 66 anos.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

 

Abel Braga se diz contente com a melhora do Fluminense: ‘Deu uma respirada boa’

Com o objetivo de ajudar o trabalho de Marcelo Oliveira no Fluminense, Abel Braga confirmou que seu assistente, Leomir, se reuniu com a comissão técnica que gere o time há um mês para destrinchar as principais características do elenco. Desde a chegada do ex-comandante do Coritiba, são três jogos de invencibilidade.

– Me dou muito bem com o Marcelo, mas sou amigo do Tico, seu auxiliar. Ele é cunhado do Leomir, as esposas são irmãs. Leomir deu todas as dicas para o Tico, ambos são de Curitiba. Toda vez que vamos lá, o Leomir faz churrasco e o Tico está presente. Estamos sempre juntos, é uma comissão fantástica. Leomir passou o perfil de todo o plantel – explicou.

O desempenho do Tricolor no começo do segundo semestre, o melhor entre os clubes da Série A, anima Abelão, que até se mostra otimista. Quando ele saiu, a equipe vinha de quatro derrotas consecutivas e, agora, se recuperou na tabela.

– O negócio está começando legal e a gente fica muito contente. Saiu das derrotas, deu uma respirada boa. Mais uma ou duas vitórias, chega lá em cima. Isso aumenta a confiança de todos – disse.

Com as saídas de Roger Machado e Jair Ventura de Palmeiras e Santos, respectivamente, o telefone de Abel Braga, que prefere descansar até o fim da temporada, tocava a todo momento. Eram sondagens, inclusive, de Seleção. Eliminada ainda na fase de grupos da Copa do Mundo de 2018, o Egito, de Salah, fez contato com o técnico, mas teve o convite recusado. A ideia era tê-lo à frente da equipe já para o amistoso de setembro, contra a Nigéria. Ou seja, dada a demanda de especulações, nada de aposentadoria por enquanto.

– Não pensei sequer em mudar de função, virar coordenador. O certo é que vou voltar a trabalhar. Tem tanto convite que deve pintar um em janeiro (risos). Agora tenho empresário pela primeira vez na carreira, a 7BragaSports, representada pelo Fábio (seu filho). Tenho que dar uma moral para ele. Já quebrei essa palavra de que ia parar – afirmou, referindo-se à promessa de 2013, quando revelou que pretendi parar em cinco anos.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.