Com terceiro amarelo, André desfalca o Flu contra o Inter na quarta-feira. Lucca volta

O Fluminense tem um desfalque importante para o jogo contra o Internacional, na próxima quarta-feira, às 21h30, novamente no Maracanã. O volante André levou o terceiro amarelo neste domingo, durante a vitória por 2 a 0 sobre o América-MG.

Para a função de primeiro volante, Marcão tem apenas Wellington à disposição para substituir André. A outra opção é recuar Martinelli. André levou o cartão aos dois minutos do segundo tempo, após falta dura em Alê.

Se perde André, em compensação Marcão tem Lucca à disposição. O atacante volta de suspensão. Com a vitória sobre o Coelho, o Fluminense chega à sétima colocação, com 48 pontos.

Foto: Lucas Merçon 

André destaca a confiança do elenco para o jogo de hoje

Querendo vencer para brigar por uma vaga direta na fase de grupos da libertadores, o Fluminense vai com moral para o jogo de hoje após ter vencido o clássico na última rodada.


Antes da partida de hoje, André destacou a importância de ter vencido o clássico no último sábado contra o Flamengo, pois aquela vitória levantou a moral do elenco.

Sabemos que vai ser um jogo muito difícil. A gente vem de um bom jogo, em que conseguimos uma vitórria que levanta nossa autoestima e confiança. Trabalhamos bem e estudamoso adversário para chegar lá, fazer uma boa partida e sair com a vitória“, finalizou.

O Fluminense visita o Santos na Vila Belmiro, às 19hrs desta quarta-feira, pela 23° rodada do campeonato brasileiro.

MAIS UM! André renova seu contrato como Flu até 2024

O Fluminense acertou a prorrogação do contrato do volante André até o fim de 2024. O vínculo anterior do jogador, assinado no início de 2020, iria até dezembro de 2023. O novo documento foi assinado nesta segunda-feira, no CT Carlos Castilho, onde o atleta, revelado nas categorias de base do clube em Xerém, falou sobre a extensão.

Muito feliz em renovar com o Fluzão até 2024. Só tenho a agradecer ao Tricolor por toda a confiança em meu trabalho. Se hoje estou aqui é porque Deus, minha família e quem está ao meu lado sempre acreditaram em mim. Um agradecimento especial à diretoria do clube, aos profissionais da comissão técnica, companheiros e a essa torcida de Guerreiros. Não canso de dizer que é uma honra fazer parte desse grupo. Que mais sonhos se realizem aqui e que eu possa vestir essa armadura tão pesada por muito mais tempo”, disse André.

Aos 20 anos , André é peça importante no esquema do técnico Marcão. O jogador, que fez sua estreia como profissional na temporada passada, soma 34 partidas e um gol marcado com a camisa tricolor.

A única vez que marcou foi justamente em um clássico diante do Flamengo, já nos minutos finais, para dar a vitória por 1 a 0 ao Tricolor no dia 4 de julho, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

Fonte: Ge

Foto: Instagram jogador

Volante André comemora confiança que gol trará para o restante da temporada

André entrou no fim do jogo contra o Flamengo para decidir a partida. Clássico disputado em São Paulo, estava empatado até os minutos finais. O volante expressou sua felicidade pelo gol, e o quanto isso será benéfico para o restante da temporada. 

— Um gol que vai me dar muita confiança para a sequência da temporada. Continuar ajudando o Fluminense – disse.

Fonte: Rede Globo

Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC

Lesão de Hudson abre vaga para jovem da base; Julião e Wellington Silva retornam

O volante Hudson sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo na última quarta-feira (29) o que deixou o jogador de fora da partida deste sábado (01) contra o Botafogo, às 19h.

A saída do experiente jogador e um dos líderes do elenco no entanto, abriu brecha para André, que foi relacionado mas deve começar no banco de reservas.

Outras duas novidades são as voltas de Wellington Silva e Igor Julião. Enquanto o primeiro se recuperou da Covid-19, Julião estava fora por problemas musculares. A tendência no entanto, é que a dupla inicie assim como André, entre os suplentes.

Com isso, o time Tricolor deve iniciar a partida com a seguinte formação: Muriel; Gilberto, Nino, Digão e Egídio; Yuri, Dodi e Yago; Nenê, Marcos Paulo e Evanilson.

Foto em destaque: Maílson Santana/FFC