Abel Braga, ídolo tricolor, anuncia aposentadoria como técnico de futebol

Em entrevista exclusiva ao Globo Esporte, que será exibida neste sábado (02/07), o ídolo tricolor Abel Braga anunciou oficialmente sua aposentadoria como treinador de futebol. Sua última passagem como técnico foi pelo próprio Fluminense, onde esteve até o dia 28 de abril e conquistou um Campeonato Carioca.

Pelo Fluminense, Abel é o segundo treinador que mais comandou a equipe: foram 352 jogos em quatro passagens diferentes. Além disso, ele conquistou duas Taças Guanabara (2012 e 2022), três Campeonatos Cariocas (2005, 2012, 2022) e um Campeonato Brasileiro (2012). Ele também foi atleta do Fluminense por seis temporadas, nas quais conquistou duas Taças Guanabara (1971 e 1975) e três Campeonatos Cariocas (1971, 1973 e 1975)

Na entrevista ao Globo Esporte, Abel deixou claro o que quer para o seu futuro profissional:

“Não quero ser executivo, não quero ser diretor técnico, quero ser coordenador técnico. Não quero fazer negociações, por exemplo. Há uma diferença muito grande entre as funções. Eu posso colocar em prática tudo que aprendi. Quero dar respaldo para o técnico, para a comissão técnica e para os jogadores. Se o comportamento de um jogador não está condizente com aquilo que se espera dele, para quê o treinador vai lá se desgastar? Sou eu. Eu vivenciei isso um pouco com o Paulo Autuori no próprio Fluminense. Estava uma situação financeira muito crítica e vinham todo dia em mim. “Professor, não saiu o salário”… “Professor, não pagaram o bicho”… O Paulo chegou e não escutei mais nada daquilo. Fiquei leve. É exatamente aquilo. Eu sei o peso que tiraram de mim. Também sei o peso que posso tirar dos ombros de muitos treinadores. Vamos ver, a vida vai seguir” – Abel, na entrevista ao Globo Esporte.

A entrevista com o anúncio vai ao ar no sábado, no Globo Esporte.

Fonte: Eric Faria, Ivan Raupp e Marcelo Bastos / GE

Foto: Leonardo Brasil/Fluminense FC

Aos 34 anos, ex-volante do Flu, Hudson, anuncia aposentadoria

Em entrevista ao canal do jornalista André Hernan nesta quarta-feira (01), Hudson de 34 anos, anunciou sua aposentadoria dos gramados. O volante que acumula passagens por Fluminense, São Paulo e Cruzeiro, confirmou que está pendurando as chuteiras.

Sem clube desde janeiro quando se desligou do Fluminense, Hudson praticamente não atuou em 2021, quando sofreu uma lesão no joelho direito. Após quase um ano de recuperação, o jogador ficou livre no mercado até o anúncio do fim da carreira.

Estou aposentando do futebol. Estou parando de jogar oficialmente. Está na hora de virar a página e iniciar um novo capítulo – declarou ao canal.

No currículo, entre as conquistas, Hudson tem a Copa do Brasil de 2017, conquistada pelo Cruzeiro.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Nenê reforça ideia de virar treinador e cita Odair como inspiração

O meia Nenê, de 39 anos, já declarou sua intenção de seguir jogando por mais algumas temporadas, porém, o jogador externou o desejo de seguir no campo após o término da carreira de jogador.

O jogador que já declarou a intenção de se tornar treinador após aposentadoria de jogador, citou alguns técnicos em que se espelha na profissão:

Quero ser treinador. Não tinha essa cabeça antes, achava que não ia ficar ativo dentro do campo, no dia a dia. Hoje eu vejo que vou sentir muita falta se não estiver ali. Vejo o cargo de treinador como muito bacana. Gosto muito do Carlo Ancelotti, com quem trabalhei no Paris, o Odair Hellmann tem uma gestão e uma transparência com o clube muito boa, do Maurício Pocchetino, com quem trabalhei no Espanyol – disse o meia em entrevista ao jornal O Globo.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Aos 35 anos, Conca anuncia aposentadoria no futebol e já mira outro esporte

Foto: Divulgação/FFC

Ídolo de boa parte da torcida do Fluminense, onde foi protagonista direto no título Brasileiro em 2010, o argentino Dario Conca anunciou nesta terça-feira (23) sua aposentadoria no futebol.

Aos 35 anos, com pouco menos de uma semana para completar os 36, Conca deixa o futebol após realizar mais de 600 jogos profissionais ao longo de 20 anos de carreira.

Em entrevista concedida ao site Globoesporte.com, o argentino explicou os motivos da decisão:

– Eu tomei a decisão de parar de jogar futebol profissionalmente. Eu já vou fazer 36 anos, é o momento para eu fazer outras coisas, ter novos projetos na minha vida. O futebol me deu muito, eu amo essa carreira, foi fantástica para mim, mas hoje penso que é o momento certo para eu parar – disse Conca.

Conca ainda deixou em aberto a possibilidade de rumar para outro esporte: o golfe.

– Hoje não estava com aquilo tudo de só pensar no futebol. Ele me deu muito, sou muito grato por tudo, consegui fazer uma carreira, ter reconhecimento. Me deu a possibilidade de cumprir meu sonho de criança, com toda minha família envolvida atrás desse sonho. Fico feliz quando sinto que começou como um jogo e depois você já tem responsabilidade. Faz parte da minha vida, me dediquei 100% à essa carreira magnífica, fantástica, mas que uma hora acaba – revelou o argentino.

Ao longo dos 20 anos de carreira, o jogador atuou por 10 clubes diferentes. Além do Fluminense, também vestiu as camisa de: Tigre, River Plate, Universidad Católica, Rosario, Vasco, Guangzhou, Shangai SIPG, Flamengo e, o Austin Bold, dos Estados Unidos, clube onde deu seus últimos passos como jogador.