fbpx

Apesar de contestado, Flu de Odair tem o terceiro melhor aproveitamento entre os clubes da série A

Muito contestado principalmente após a eliminação na Copa Sul-Americana, quando saiu para o Unión La Calera pelo critério do gol qualificado após empatar em 1 a 1 no Maracanã e 0 a 0 no Chile, o Fluminense de Odair Hellmann tem o terceiro melhor aproveitamento entre clubes da Série A.

Com 72,2% o Tricolor só é superado pelo Palmeiras, com 74% e Flamengo, com 82%. Os dois times com maiores investimentos do país.

Confira a tabela completa:

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Contestado no Flu, Odair aparece entre os melhores aproveitamento de técnicos da série A

Contestado no Fluminense principalmente após as duas eliminações – uma para o Flamengo na Taça Guanabara e outra para o La Calera, o técnico Odair Hellmann figura entre os técnicos com maior aproveitamento entre os times da série A do Campeonato Brasileiro.

Vale destacar que a campanha do treinador do Flu leva muito em consideração a boa campanha do time Tricolor ao longo da Taça Guanabara, onde a equipe de Odair terminou a competição apenas com uma derrota na fase de grupos, ante o Boavista, fazendo com que o Tricolor terminasse a competição na primeira colocação geral.

Ao longo de oito jogos foram quatro vitórias, dois empates e duas derrotas. Os empates no entanto foram os que mais doeu nós torcedores, pois ambos foram contra o La Calera, que culminou na eliminação do Fluzão da Copa Sul-Americana.

Somando as oito partidas, Odair possui um total de 62,96%, atrás de Jorge Jesus (88,89%) com o Flamengo, Luxemburgo (76,19%) com o Palmeiras, Cristóvão Borges (72,22%) pelo Atlético-Go, e Coudet (66,96%) pelo Inter.

Vice geral, Celso Barros aponta possível culpado pela delicada situação do Flu no Brasileirão

Foto: Divulgação

Vice presidente geral do Fluminense, Celso Barros fez uma postagem em sua rede social na tarde desta segunda-feira (5), onde fez um balanço dos 30 jogos da atual gestão, presidida por Mário Bittencourt.

Na postagem, Celso apresentou uma porcentagem do clube dentro do Campeonato Brasileiro, onde, na visão de Barros, a situação do clube seria bem diferente se tivesse agido antes na troca de comando do time.

Ainda de acordo com os números apresentados pelo dirigente, o aproveitamento quase que dobrou se comparado à época do ex treinador Fernando Diniz, que deixou o clube com 27% de aproveitamento, contra 42% atualmente, somando as passagens de Oswaldo de Oliveira e do atual treinador, Marcão.

Celso ainda fez um prognóstico do que o clube precisa para escapar do rebaixamento e, de acordo com o dirigente, seria 60% de aproveitamento em oito jogos.

Top