Fred é mais um a contestar pênalti marcado contra o Flu e posta imagem de árbitro vendado

A indignação do Fluminense contra o árbitro Marielson Alves Silva, pelo pênalti marcado em favor do Atlético-MG segue grande. Após declarações de Marcão e David Braz e cobrança do presidente, Mário Bittencourt, um dos líderes do elenco, Fred, usou seu Instagram para protestar contra a marcação e, postou uma imagem do árbitro vendado na frente do VAR.

Quem também utilizou as redes sociais para questionar a marcação foi o próprio Marlon, protagonista do lance, que através do stories, chamou a arbitragem de despreparada.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Vídeo: Presidente Tricolor, Mário Bittencourt se revolta com arbitragem na saída de campo

O pênalti marcado para o Atlético-MG no final do primeiro, que culminou com o gol de empate do Galo, não revoltou só a torcida do Fluminense. Após o jogo e derrota do Flu por 2 a 1, o presidente Tricolor, Mário Bittencourt, se revoltou contra a arbitragem na saída de campo.

Foto em destaque: Nelson Pérez/FFC

Conmebol define árbitro da partida de volta entre Flu x Cerro

A Conmebol já definiu o árbitro para os jogos de volta das oitavas de finais da Libertadores na próxima semana. Após uma rodada com muito questionamento sobre a arbitragem, a pressão deve aumentar ainda mais sobre os homens do apito e, o jogo entre Flu x Cerro, terá um nome conhecido: o colombiano Wilmar Roldan.

Árbitro FIFA e de Copa do Mundo, Wilmar pegará possivelmente o jogo com maior pressão sobre a arbitragem, principalmente após a Conmebol admitir o erro de arbitragem no jogo de ida entre Cerro e Flu, quando os paraguaios tiveram um gol anulado.

Ao longo da carreira, o experiente árbitro já apitou quatro jogos do Flu, com o Tricolor saindo vencedor em duas oportunidades.

Antofagasta 1×2 Fluminense (2019)
Emelec-EQU 2×1 Fluminense (2013)
Argentinos Jrs 2×4 Fluminense (2011)
América-MEX 1×0 Fluminense (2011)

Foto em destaque: Divulgação

Técnico do Cerro, Arce não poupa críticas a arbitragem: “Nos roubaram na mão grande e em nossa casa”

O Fluminense foi até o Paraguai e venceu o Cerro Porteño por 2 a 0 pelo jogo de ida das oitavas de finais da Libertadores.

Contudo, o resultado poderia ter sido diferente, principalmente na visão dos paraguaios, que reclamam do gol anulado ainda no primeiro tempo. O técnico do time, por exemplo, Arce, não poupou críticas a arbitragem:

Nos roubaram à mão armada, em nossa própria casa. Foi um erro muito óbvio, muito evidente. O auxiliar levantou a bandeira muito rápido – questionou o treinador.

Foto em destaque: Reprodução/Fox Sports

Covid-19 altera arbitragem para Fluminense x River Plate

Dois casos de Covid-19 levaram à Conmebol a alterar a equipe de arbitragem para o jogo entre Fluminense x River Plate, nesta quinta-feira (22), às 19h, no Maracanã.

O árbitro assistente 1, Christian Schiemann, do Chile, e o quarto árbitro, Eduardo Gamboa, também do Chile, testaram positivo para a Covid-19 e foram substituídos pela dupla uruguaia Richard Trinidad e Andres Matonte .

A nova formação ficou assim:

Árbitro: Roberto Tobar (CHI)

Assistente 1: Claudio Rios(CHI)

Assistente 2: Richard Trinidad (URU)

4° árbitro: (URU) Andres Matonte

Foto em destaque: Divulgação

Ferj afasta Grazianni Rocha e confirma reunião com dirigentes do Flu

Após reunião de sua Comissão de Arbitragem, a Ferj, decidiu por afastar o árbitro Grazianni Rocha, que cometeu dois erros graves na derrota do Fluminense para o Resende na noite da última quinta-feira (04).

O anúncio foi feito por meio das redes sociais da Federação, que disse em nota ter havido “uma desconformidade com os protocolos técnicos, decidiu por determinar que tanto o árbitro quanto o assistente devam ser submetidos a um processo de reciclagem, trabalhos técnicos e avaliação posterior que ateste aptidão para retorno às atividades.”

A Ferj também confirmou que estará recebendo dirigentes do Fluminense na próxima segunda-feira (08), quando irão debater o tema.

Foto em destaque: Divulgação

Comissão de Arbitragem da Ferj convida dirigentes do Fluminense para discutir atuação do árbitro Grazianni Rocha

O Fluminense foi derrotado na estreia do Campeonato Carioca por 2 a 1 para o Resende. Porém, o jogo ficou marcado por dois erros do árbitro Grazianni Rocha, que deixou de assinalar um pênalti e anulou um gol legal do Flu.

Nesta sexta-feira (05), um dia após a partida, a Comissão de Arbitragem da Ferj convocou uma reunião para avaliar a arbitragem do jogo e convidou representantes do Fluminense para debaterem a atuação de Grazianni.

Foto em destaque: Divulgação

Árbitro justifica expulsão de Nino em súmula

Jogador foi expulso na falta que saiu o gol de empate da equipe Santista. O juiz Sávio Pereira Sampaio relatou em suma que o zagueiro tricolor ofendeu a sua honra.

“Após a marcação de uma falta contra sua equipe o mesmo proferiu as seguintes palavras para mim “vai tomar no seu **”, de forma ofensiva em alto tom de voz . Me senti ofendido em minha honra com esta atitude”.

O time do Fluminense saiu de campo reclamando demais da arbitragem. Muitas faltas mal marcadas, lances invertidos, cartões amarelos apenas para um lado. 

Agora o tricolor necessita ganhar o Fortaleza, e que o São Paulo perca ou empate um jogo para conseguir a vaga direta na Libertadores. 

Foto: Mailson Santana/Fluminense FC

CBF define trio de arbitragem para duelo entre Atlético-Go x Fluminense

A CBF definiu já definiu a equipe de arbitragem que fará o jogo entre Atlético-Go x Fluminense, valido pela 26° rodada do Campeonato Brasileiro, nesta quarta-feira (16), no estádio Antônio Accioly, às 21h30.

Rodrigo Dalonso Ferreira (SC) apita, sendo auxiliado por Thiaggo Americano Labes (SC) e Éder Alexandre (SC).

Foto em destaque: Divulgação

Pênalti, VAR e gol anulado: Odair questiona arbitragem entre Palmeiras e Fluminense

A derrota do Fluminense para o Palmeiras por 2 a 0 na noite deste sábado (14), no Allianz Parque, em São Paulo, poderia ter sido diferente se não fosse a intervenção do VAR, que anulou um gol do Fluminense no primeiro tempo, quando identificou impedimento de Luccas Claro e o pênalti que culminou no primeiro gol do Palmeiras.

Na coletiva pós jogo, o técnico Odair Hellmann questionou a atuação do árbitro, principalmente no pênalti marcado para o Palmeiras no início do segundo tempo. Após chute de Lucas Lima a bola bateu no braço de Wellington Silva e após analisar o VAR, o juiz assinalou pênalti.

Aqui eu não vou ficar falando de arbitragem, mas pra mim não foi pênalti, temos que começar a fazer uma avaliação melhor dentro deste contexto, mas aí pega uma avaliação do VAR, lance que para e volta, num chute de alta velocidade que o Wellington faz o movimento de instinto com o braço fechado, sendo que aconteceu a mesma coisa no primeiro tempo contra eles, outras situações que não chama e ainda não está uniforme essas utilizações e decisões, e aí fez a diferença a marcação de pênalti no segundo tempo onde o Palmeiras abre o placar – disse Odair, que ainda questionou a demora no impedimento que anulou o gol do Fluminense marcado por Luccas Claro no primeiro tempo.

O jogo que ficou cinco minutos parado para um decisão milimétrica, se é impedimento, se não é impedimento, mas a gente tem que acreditar no movimento dessa máquina aí, né ? Que deu o impedimento. Mas como o pênalti fez a diferença pra eles, poderia fazer a diferença pra gente, principalmente em um momento onde estávamos melhor na partida, mas quando a gente faz um gol e coloca lá na máquina e fica cinco minutos para ver se foi gol ou se não foi, desconcentra um pouquinho – finalizou o treinador.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC