fbpx

Detalhes de arbitragem da segunda partida da Taça Rio: Fluminense X Resende

O Fluminense fará sua segunda partida pela Taça Rio contra o Resende, dia (08) domingo, às 18H, e a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) já designou o trio de arbitragem desta partida.

Rafael Martins de Sá apitará a partida, com os auxiliares Gabriel Conti Viana e Daniel de Oliveira Alves Pereira.

Fonte: NetFlu

Técnico do Flamengo, Jorge Jesus, reclama da arbitragem no Fla-Flu

O técnico do Flamengo, Jorge Jesus, se mostrou um tanto quanto insatisfeito com a arbitragem de Graziani Maciel Rocha no Fla-Flu da última quarta-feira (12) que terminou com a vitória do Flamengo por 3 a 2 sobre o Fluminense.

A reclamação de Jesus foi refente ao segundo gol Tricolor, quando Pacheco, em impedimento, ameaça a ir na bola, mas não participa do lance. Na sequência da jogada, Evanilson marcou o segundo.

– Quem controla o impedimento? É o árbitro. Eles fizeram os gols e nitidamente o árbitro quis que o Fluminense entrasse no jogo. A partir daí, acreditaram que poderiam buscar o 3 x 3, ganharam emocionalmente e terminarem o jogo atuando no limite do risco. Não há nenhuma equipe do mundo que jogue os 90 minutos em cima do adversário. Se fosse, não seria 3 x 0, seria 6 x 0 – disse Jesus.

O técnico rubro-negro ainda chegou a falar dos dois gols anulados do Tricolor, insinuando que o árbitro quase interferiu no resultado da partida.

A fala do treinador sofre várias críticas da imprensa. Em uma delas, Jorge Sormani, dos canais Fox Sports, cobrou mais respeito do treinador com seus adversários. Confira o vídeo de Sormani:

Foto em destaque: Raisa Simplício/Brasil Global Tour

Olho no apito: Graziani Maciel Rocha será o responsável por comandar o Fla-Flu da semifinal da Taça Guanabara

A Ferj divulgou na tarde desta segunda-feira (10) que o clássico entre Fluminense e Flamengo, válido pela semifinal da Taça Guanabara, terá Graziani Maciel Rocha como comandante do apito.

O árbitro de 37 anos será auxiliado por Luiz Claudio Regazone e Michael Correia serão os auxiliares. Já o tão polêmico VAR, será comandado por Carlos Eduardo Nunes Braga.

Como se classificou em primeiro do grupo B, o Fluminense joga com a vantagem do empate. O classificado enfrenta quem passar do jogo entre Boavista e Volta Redonda, que será disputado no próximo domingo (16). A final acontece no sábado de carnaval, dia 22.

Detalhes da arbitragem entre Fluminense X Bangu

A equipe do Fluminense enfrenta o Bangu, neste domingo (26), em Moça Bonita, às 16h (no horário de Brasília).

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) divulgou o trio de arbitragem para a terceira rodada da Taça Rio. Referente a partida do Fluminense quem apitará será Marcelo de Lima Henrique, os auxiliares serão Rodrigo Figueiredo Corrêa e Guilherme Vogas Tavares.

Fonte: NetFlu

Foto: Reprodução

Olho no apito: CBF define arbitro da partida entre Fluminense x Fortaleza

O Fluminense volta a campo na próxima quarta-feira (4), às 21h e 30, no estádio do Maracanã, para enfrentar o Fortaleza pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

Caso o Cruzeiro some pontos contra o Vasco na partida desta segunda-feira (2), o Tricolor entrará em campo ainda lutando para fugir do rebaixamento.

Certo é que o jogo pode deixar a equipe comandada por Marcão na zona de Classificação para a Sul-Americana, desde que vença a partida e o Botafogo não vença seu jogo contra o Atlético Mineiro, em Minas. Atlético esse que também briga por uma vaga na Sula.

Para comandar a partida que define o futuro Tricolor em 2020 a CBF definiu o paulista Raphael Claus para comandar o apito.

Vale destacar que a arbitragem vem sendo motivo de grande questionamento por parte do torcedor tricolor que se vê prejudicado ao longo do Campeonato.

Foto em destaque: Divulgação

Apesar da vitória Fluminense teria sido novamente prejudicado pela arbitragem

Foto: Divulgação/FFC

O Fluminense venceu o Fortaleza por 1 a 0 na noite deste último sábado (7), na Arena Castelão. Com um gol de João Pedro, aos 40 minutos do segundo tempo, o Tricolor conseguiu o triunfo fora de casa, mas alguns torcedores ainda sim reclamaram da atuação do Var.

Quando o jogo já estava 1 a 0, João Pedro recebeu uma bola em profundidade no último lance do jogo e fez o segundo. Contudo, o juiz anulou o gol com o auxílio do VAR, alegando impedimento do atacante.

Após o jogo no entanto, muitos torcedores reclamaram da anulação do gol, questionando que o atacante estava na mesma linha do defensor.

Ainda durante a transmissão no entanto, o comentarista de arbitragem no canal Premiere FC concordou com a marcação da arbitragem, alegando que o tronco do atacante de Flu estava a frente do penúltimo defensor.

Fluminense conhece arbitragem dos próximos jogos

Foto: José Tramontin/Agência O Globo

O Fluminense vive um dos momentos mais conturbados na temporada e, fará dois jogos de suma importância na temporada e fora de casa: sábado (7), contra o Fortaleza, em Ceará e, Palmeiras, na próxima terça-feira (10), em São Paulo.

Os dois árbitros que comandarão as duas partidas, já estão definidos, em sorteio realizado na última terça-feira (3), na sede da CBF. Wilton Pereira Sampaio, de Goiás, comandará Fortaleza x Fluminense, com os auxiliares Fabrício Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires, todos do quadro da FIFA.

Contra o Palmeiras, o responsável pelo apito será Anderson Daronco, do Rio Grande do Sul, auxiliado por Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Júnior.

Juiz de Fluminense x Corinthians é marcado por polêmicas na arbitragem

Foto: Divulgação

O árbitro da partida entre Fluminense x Corinthians, válido pelo jogo de volta da Copa Sul-Americana, na próxima quinta-feira (29) é marcado por seguidas polêmicas na arbitragem.

O peruano Diego Haro não goza de muito prestígio entre os jogadores, que consideram o juiz controvérsio em suas decisões dentro de campo.

Contudo, apesar das críticas dos jogadores, Haro foi um dos principais árbitros do Mundial sub-17, que aconteceu no primeiro semestre deste ano.

Comentarista de arbitragem vê penalidades não marcadas em favor do Flu

Foto: Reprodução/Vídeo

O resultado de 1 a 0 do CSA diante do Fluminense na tarde deste domingo (18), no Maracanã, poderia ter sido diferente.

De acordo com o comentarista de arbitragem Sandro Meira Ricci, aconteceram dois pênaltis na partida a favor do Flu e, ignorados pela arbitragem.

Segundo o ex árbitro, Leandro Castán teria sido o autor das duas jogadas. Uma com Daniel e outra em Ganso.

Na primeira, Castán derruba o camisa 20 na linha da grande área. O árbitro até ameaça apitar, mas ignora a jogada.

– O primeiro contato do Luciano Castan é na linha e a linha faz parte da área. Para mim, penalidade não marcada. O árbitro estava bem posicionado, até fez menção em apitar, mas quando o árbitro está na duvida, ele acaba demorando demais. O VAR também ficou na dúvida, e acabou considerando o segundo contato, e não o primeiro – cantou Ricci, alegando ter ocorrido dois contatos na jogada.

Com Ganso, o lance foi ainda mais grave, pois foi na origem da jogada que originou o gol da equipe alagoana.

– Tem contato com o Ganso, sim. Pênalti não marcado. O Ganso valoriza realmente, e isso faz com que o árbitro não marque. Na verdade deveria ser marcado pênalti para o Fluminense, e assim anular o gol do CSA que saiu logo em seguida. Erro da arbitragem – avaliou Ricci.

Fluminense vê erros de arbitragem em derrotas no Brasileirão, e Mário formaliza reclamação à CBF

O presidente Mário Bittencourt entregou à CBF, na tarde desta quarta-feira, um ofício no qual questiona a arbitragem das derrotas para Vasco e São Paulo no Campeonato Brasileiro, ambas por 2 a 1. Ele ainda apresentou vídeo que mostra os lances reclamados.

– Estive hoje na CBF para apresentar um ofício questionando as arbitragens dos jogos contra Vasco e São Paulo. Não ficamos satisfeitos com estas duas arbitragens e, por isso, levamos o documento anexando um vídeo com os lances. Fui muito bem recebido pelo Leonardo Gaciba e também pelo presidente Rogério Caboclo. Entenderam nossas ponderações, vão avaliar e nos responder em breve – disse o dirigente.

No clássico com o Cruz-Maltino, o Fluminense sofreu as expulsões dos zagueiros Digão (pelo segundo amarelo) e Frazan (vermelho direto). O clube das Laranjeiras, porém, considera incorretas as decisões do juiz Bruno Arleu de Araújo.

A reclamação quanto ao jogo contra o São Paulo, na rodada passada, se dá por suposta falta de critério no uso do VAR se comparado a partidas de outras equipes. Na ocasião, um pênalti cometido por Allan nos acréscimos, assinalado com auxílio do vídeo, definiu o revés para os paulistas.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Top