fbpx

Comentarista de arbitragem vê penalidades não marcadas em favor do Flu

Foto: Reprodução/Vídeo

O resultado de 1 a 0 do CSA diante do Fluminense na tarde deste domingo (18), no Maracanã, poderia ter sido diferente.

De acordo com o comentarista de arbitragem Sandro Meira Ricci, aconteceram dois pênaltis na partida a favor do Flu e, ignorados pela arbitragem.

Segundo o ex árbitro, Leandro Castán teria sido o autor das duas jogadas. Uma com Daniel e outra em Ganso.

Na primeira, Castán derruba o camisa 20 na linha da grande área. O árbitro até ameaça apitar, mas ignora a jogada.

– O primeiro contato do Luciano Castan é na linha e a linha faz parte da área. Para mim, penalidade não marcada. O árbitro estava bem posicionado, até fez menção em apitar, mas quando o árbitro está na duvida, ele acaba demorando demais. O VAR também ficou na dúvida, e acabou considerando o segundo contato, e não o primeiro – cantou Ricci, alegando ter ocorrido dois contatos na jogada.

Com Ganso, o lance foi ainda mais grave, pois foi na origem da jogada que originou o gol da equipe alagoana.

– Tem contato com o Ganso, sim. Pênalti não marcado. O Ganso valoriza realmente, e isso faz com que o árbitro não marque. Na verdade deveria ser marcado pênalti para o Fluminense, e assim anular o gol do CSA que saiu logo em seguida. Erro da arbitragem – avaliou Ricci.

Fluminense vê erros de arbitragem em derrotas no Brasileirão, e Mário formaliza reclamação à CBF

O presidente Mário Bittencourt entregou à CBF, na tarde desta quarta-feira, um ofício no qual questiona a arbitragem das derrotas para Vasco e São Paulo no Campeonato Brasileiro, ambas por 2 a 1. Ele ainda apresentou vídeo que mostra os lances reclamados.

– Estive hoje na CBF para apresentar um ofício questionando as arbitragens dos jogos contra Vasco e São Paulo. Não ficamos satisfeitos com estas duas arbitragens e, por isso, levamos o documento anexando um vídeo com os lances. Fui muito bem recebido pelo Leonardo Gaciba e também pelo presidente Rogério Caboclo. Entenderam nossas ponderações, vão avaliar e nos responder em breve – disse o dirigente.

No clássico com o Cruz-Maltino, o Fluminense sofreu as expulsões dos zagueiros Digão (pelo segundo amarelo) e Frazan (vermelho direto). O clube das Laranjeiras, porém, considera incorretas as decisões do juiz Bruno Arleu de Araújo.

A reclamação quanto ao jogo contra o São Paulo, na rodada passada, se dá por suposta falta de critério no uso do VAR se comparado a partidas de outras equipes. Na ocasião, um pênalti cometido por Allan nos acréscimos, assinalado com auxílio do vídeo, definiu o revés para os paulistas.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Após derrota no clássico, Bruno Silva esbraveja contra arbitragem: “Uma palhaçada”

Volante tricolor criticou muito o juiz da partida, que pouco depois de expulsar Digão aplicou novamente o cartão vermelho para Frazan

Foto: Lucas Merçon / FFC

Na manhã deste sábado (20), o Fluminense foi até São Januário enfrentar o Vasco e perdeu por 2 a 1, de virada. Depois de abrir o placar no final da etapa inicial, o Tricolor teve dois jogadores expulsos no segundo tempo e viu o resultado escapar. Logo após a partida, Bruno Silva, que voltou a ser titular da equipe, deu entrevista ao canal Premiere e criticou bastante a arbitragem, que acabou sendo decisiva nos rumos que o clássico tomou, principalmente após aplicar o cartão vermelho para Frazan.

“Não gosto nem de falar não, mas foi uma palhaçada o que o juiz fez hoje. Tem que rever isso, não pode acontecer. Agora porque tem o VAR os caras se apegam ao erro porque vai ser corrigido”, disse o volante.

“A bola em disputa não existe vermelho, o cara não ia fazer o gol. Os caras precisam continua treinando para melhorar mais porque não dá pra confiar, o VAR está acabando com o futebol”, completou.

Com a derrota, o Fluminense caiu para a 16ª posição com apenas 9 pontos conquistados de 33. Além disso, chegou ao seu oitavo jogo sem vitória. O próximo compromisso é na terça-feira (23), às 21h30 (de Brasília), contra o Peñarol, no Uruguai, pelas oitavas da Copa do Sul-Americana.

Definido árbitro para Flu e Cruzeiro sábado no Maracanã

Foto: reprodução

O Fluminense enfrentará novamente o Cruzeiro, agora em partida válida pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Ficou definido que Flavio Rodrigues de Souza da federação paulista apita a partida. Flávio era o VAR que anulou gol legítimo de Everaldo na primeira rodada diante do Goiás.

Além de Flávio, integram a arbitragem Marcelo Carvalho Van Gasse como Assistente 1, Alex Ang Ribeiro como Assistente 2, ambos de SP e o Quarto Árbitro é Grazianni Maciel Rocha do Rio. No VAR, Heber Roberto Lopes de Santa Catarina comanda, auxiliado pelos paulistas Rodrigo Batista Raposo e Elicarlos Franco de Oliveira.

ST,

Guga Assis

Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza apita o clássico

Foto: Lance

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou a escala de arbitragem para os jogos da próxima rodada do Campeonato Brasileiro e ficou definido que Marcelo Aparecido de Souza será o árbitro de Fluminense e Botafogo sábado as 16h no Maracanã. Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo serão os assistentes. O trio pertence a federação Paulista.

ST,

Guga Assis

CBF define equipe de arbitragem para Santos x Fluminense

Foto: Divulgação/CBF

A CBF, divulgou na noite da última terça-feira (30) as equipes de arbitragem para a segunda rodada do Campeonato Brasileiro, que irá acontecer nesta quarta-feira (01) e quinta-feira (02).

Claramente prejudicado pela arbitragem na primeira rodada, na partida diante do Goiás, quando teve um gol mal anulado e uma marcação equivocada na falta que originou o gol goiano, o Fluminense volta a campo para enfrentar o Santos, na Vila Belmiro, quinta-feira (02), às 19h e 15.

O responsável por comandar a partida, será o goiano e árbitro FIFA, Wilton Pereira Sampaio. Já o responsável pelo Var, o árbitro de vídeo, será o também goiano e FIFA, André Luiz de Freitas Castro.

Veja abaixo a equipe completa de arbitragem que comandará a partida:

Ferj avalia como positiva a postura do árbitro no Fla-Flu

foto: Divulgação

Criticado pela grande maioria dos Tricolores, o juiz da partida entre Flamengo e Fluminense da semifinal da Taça Rio, Marcelo de Lima Henrique, teve sua atuação elogiada pela Ferj.

Na visão da entidade o jogo foi de um alto grau de dificuldade e de acordo com sua comissão de arbitragem, o juiz acertou em todos o lances capitais da partida.

Ainda de acordo com a comissão de arbitragem da federação, o mau andamento da partida foi causado devido ao comportamento inadequado dos jogadores e comissão técnica de ambas as equipes.

Baseado em levantamento da CBF, Fluminense tem quatro pontos a menos no Brasileirão

Os torcedores estão acostumados às trapalhadas de juízes brasileiros nos torneios no país. A pouco mais de um mês do fim do Brasileirão, a CBF publicou um levantamento de erros cruciais até a 27ª rodada da Série A deste ano, mas sem detalhar o que é levado em conta na hora de selecionar os lances que passarão por análise. Nem todas as polêmicas entram na balança.

A entidade diz que o Fluminense, o nono colocado (40 pontos), não teve nenhuma falha a favor. Em contrapartida, foi prejudicado em duas partidas, ambas no primeiro turno e que terminaram empatadas em 1 a 1: contra o São Paulo, no Maracanã, quando teve um pênalti ignorado pela arbitragem; e frente ao Bahia, também no Rio, quando o adversário teve validado um gol impedido.

De acordo com este levantamento, o clube de Laranjeiras deveria ter quatro pontos a mais na tabela do campeonato. Ou seja, pularia de 40 para 44 pontos, ficando ainda mais perto de se livrar do risco de rebaixamento.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Gum reclama de pênalti ignorado pelo árbitro: ‘Para Corinthians ou Fla, teriam dado’

O time do Fluminense ficou na bronca com a arbitragem, domingo, depois do empate em 1 a 1 com o São Paulo. Aos 26 minutos do segundo tempo, quando o rival ainda estava à frente no placar, Ayrton Lucas cruzou para a área e Arboleda, com a mão, prejudicou a trajetória da bola.

O erro de Rodolpho Toski, juiz do duelo, gerou revolta entre os tricolores e rendeu críticas de Gum. Antes de deixar o Maracanã, o camisa 3 apontou para uma maior boa vontade com Corinthians e Flamengo.

– O pênalti nós vimos. Para nós, foi muito claro. Se fosse para Corinthians ou Flamengo, teriam dado. Para o Fluminense, não estão dando. O passe foi para trás e ele impediu que a bola chegasse na área. Isso é pênalti – declarou.

À Rádio Tupi, o lateral-esquerdo Ayrton, autor do passe que parou em Arboleda, explicou a jogada.

– Quando olhei pra trás, vi a bola pegando na mão dele, por isso reclamei bastante. Agora é descansar, porque a cada jogo é preciso estar pontuando.

Abel Braga manteve o discurso contra o árbitro, em tom de voz mais elevado, e foi além: considera Rodolpho Toski ‘horroroso’ e ‘prepotente’.

– Vocês lembram do pênalti contra o Corinthians ano passado? Foi igual. E o árbitro era o mesmo. Eu não gosto dele. Ele é horroroso, é prepotente. Ele sempre nos prejudica. Já estou falando: se ele voltar aqui, vai nos prejudicar – desabafou o treinador.

Abelão, no entanto, se confundiu: o dono do apito de Corinthians x Fluminense, no fim do ano passado, era Bráulio da Silva Machado. 

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

FluFest 2018: clique aqui e garanta sua presença na festa de 116 anos do Fluminense!

Abel detona árbitro de Flu x São Paulo: “horroroso e prepotente”

Treinador lembrou inclusive um lance do Brasileirão do ano passado.

O técnico do Fluminense, Abel Braga demostrou bastante irritação com o árbitro, Ricardo Toscci, que dirogiu a partida entre Flu x São Paulo neste domingo (29) no Maracanã.

O treinador reclamou não só de um possível pênalti não marcado em favor do Tricolor, como da partida num todo, inclusive lembrando de lance semelhante durante o Brasileirão do ano passado:

– Vocês lembram o pênalti contra o Corinthians ano passado? Foi igual. E o árbitro era o mesmo. Eu não gosto dele. Ele é horroroso, é prepotente. Ele sempre nos prejudica. Já tô falando: se ele voltar aqui, vai nos prejudicar – desabafou o treinador.

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Divulgação FFC
Top