Fred marca e se torna o maior artilheiro da história da Copa do Brasil

A vitoria do Fluminense de virada por 3 a 2 sobre o Vila Nova-GO nesta terça-feira (19) teve um gostinho especial para Fred, que marcou o gol da vitória Tricolor e ainda se garantiu como o maior artilheiro da história da Copa do Brasil.

Após o jogo, o camisa 9 falou sobre o momento:

Pra mim é especial e eu estou leve. Sabia que mais um gol me isolaria nessa artilharia, mas estou só curtindo meus companheiros, amigos, inclusive minha família, meus amigos estão aqui e só tenho a agradecer por esse momento estar sendo tão especial pra mim. Um 2022 com o título Carioca muito importante pra gente e eu sempre esperei que as coisas boas acontecem em minha vida no momento certo e hoje não foi diferente. Entrei com 2 a 1 contra e logo no primeiro lance eu quase empatei, acabou que sobrou pro Cano marcar e tive a oportunidade de fazer o terceiro nessa virada linda. Não esperávamos esse susto, mas o time está de parabéns pela perseverança – disse.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Perto de se aposentar, Fred pode se tornar o segundo maior artilheiro do Fluminemse no Maracanã

Faltando pouco mais de seis meses para pendurar as chuteiras, Fred ainda pode quebrar algumas marcas pelo Fluminemse, como por exemplo, se tornar o segundo maior artilheiro do clube no Maracanã.

Dos 197 gols de Fred com a camisa tricolor, 63 foram marcados no Maracanã, o que deixa o capitão atualmente em quarto na lista dos maiores artilheiros do Fluminense no estádio. Se marcar mais três vezes no palco, ele vai superar os 65 do ex-atacante Lula e se igualar a Telê Santana, com 66, como segundo maior goleador do local. Mas alcançar o líder da lista em seis meses é muito improvável: o camisa 9 precisaria de 31 gols no Maraca para repetir o feito de Waldo, com 94 gols.

Veja a lista como os quatro principais goleadores:

Waldo – 94 gols;

Telê – 66 gols;

Lula – 65 gols;

Fred – 63 gols

Foto em destaque: Divulgação/FFC

Fred marca e entra para história do Brasileirão

Autor do primeiro gol da vitória do Fluminense por 2 a 1 sobre o RB Bragantino, neste domingo (26), pela 22° rodada do Campeonato Brasileiro, Fred entrou para a história do Campeonato Brasileiro, ultrapassando Romário e se tornando o segundo maior artilheiro da competição.

Com o tento marcado, Fred chegou aos 155 gols no Brasileirão, deixando para trás o Baixinho Romário e atrás apenas de Roberto Dinamite, com seus 190 gols.

Além disso, Fred aumentou também a lista de gols com a camisa do Flu, chegando a 195 gols com a camisa Tricolor, em 352 jogos disputados.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Ao lado de Romário, Fred se torna o maior artilheiro da história da Copa do Brasil

Fred não para de alcançar marcas desde que voltou ao Fluminense. Na noite desta quinta-feira, o centroavante de 37 anos chegou a 36 gols na história da Copa do Brasil e se tornou o maior artilheiro do torneio ao lado de Romário. O camisa 9 tricolor estufou as redes no jogo contra o Atlético-MG, no Nilton Santos, pela partida de ida das quartas de final da competição.

Na ida para o vestiário, no intervalo da partida, o centroavante tricolor comentou o gol, mas lamentou a vitória parcial do Galo, que já vencia o jogo por 2 a 1.

Fico feliz pelo gol, mas não dá para comemorar. O Daronco falou quatro minutos, depois dois minutos. Orientamos para não tomarmos contra-ataque. Eles vieram posicionados. E tem o Hulk, tem o Zaracho, uns caras muito rápidos, com muita profundidade, e com um descuido nosso complicamos mais a situação. Sabemos que contra o Atlético quando você erra acontece isso aí. Vamos acertar para tentar virar o jogo para o segundo tempo”, disse Fred ao sair de campo no primeiro tempo.

Este é o jogo de número 32 de Fred na Copa do Brasil pelo Fluminense. Com a camisa tricolor, o atacante tem 16 vitórias, sete empates e oito derrotas, com 20 gols marcados no torneio.

Entre os maiores artilheiros da Copa do Brasil, Fred é o único que ainda está em atividade. Além de Romário e do atacante tricolor, o Top 6 tem Viola (29 gols), Oséas e Paulo Nunes (28 gols cada) e Dodô (26 gols).

Foto: Lucas Merçon/FFC

Fred busca marca na Libertadores

Centroavante é o terceiro maior goleador brasileiro da história da competição, com 23 gols marcados. Quem está na frente do artilheiro são os também atacantes Palhinha com 25 e Luizão no topo com 29. O ídolo tricolor comentou sobre a possibilidade, mas deixou claro que o importante mesmo é o título. 

– Eu olho para os números e estar nessa prateleira na competição mais importante da América do Sul é motivo de muito orgulho. Se Deus quiser faltam ainda cinco jogos esse ano, se a gente for para a final. Se eu não bater o Luizão, mas a gente for campeão, eu estou feliz, realizado e satisfeito. Isso para mim não importa. O negócio mesmo é colocar essa estrela de campeão na nossa camisa e entrar para história dessa competição – disse ele.

Fonte: Netflu

Foto: Mailson Santana/Fluminense FC 

FAZENDO HISTÓRIA! Fred se torna o terceiro maior artilheiro da história do Brasileirão

Desde que voltou ao Fluminense, Fred tem se habituado a bater recordes e atingir marcas importantes. Nesta quarta-feira (30/06), ao balançar as redes contra o Athletico-PR em Volta Redonda, o ídolo tricolor se igualou a Edmundo como o terceiro maior artilheiro da história do Campeonato Brasileiro, com 153 gols.

Além disso, Fred deu mais um passo rumo à vice-liderança da artilharia da competição. Empatado com Edmundo, ele agora está a um gol de Romário, que anotou 154 gols. Caso marque mais duas vezes no Brasileirão, o camisa 9 será o segundo colocado da lista de forma isolada, ficando atrás somente de Roberto Dinamite, que tem 190 gols. Fred lidera a lista do campeonato na era dos pontos corridos.

Em seu retorno ao Fluminense, Fred já rompeu a barreira dos 400 gols na carreira, se tornou o segundo maior artilheiro da história do Tricolor (agora com 189 gols, atrás apenas de Waldo – 319) e virou o terceiro maior goleador brasileiro na Libertadores, com 22 gols.

Foto: Lucas Merçon/FFC

Fred marca mais uma vez e se torna o terceiro brasileiro com mais gols pela Libertadores

Fred ultrapassou Jairzinho e se igualou a Célio Taveira (ex-Vasco e Nacional-URU, clube pelo qual marcou todos os seus 22 gols no torneio). Único jogador entre os cinco primeiros ainda em atividade, o camisa 9 do Time de Guerreiros está agora a três gols de se igualar e a quatro de ultrapassar Palhinha, o vice-líder do ranking, com 25 gols. O brasileiro com mais gols na história da competição continental é Luizão, com 29.

O capitão do Fluminense, desde que voltou ao clube, tem alcançado marcas importantes. Além de romper a barreira dos 400 gols na carreira, Fred se tornou o segundo maior artilheiro da história do Tricolor, agora com 186 gols – atrás apenas de Waldo (319).

Além disso, Fred é o maior artilheiro da história do Brasileirão por pontos corridos, com 152 gols. Ele é o quarto da lista geral, contabilizando todos os formatos de disputa, e assumirá a vice-liderança isolada se marcar três vezes no campeonato em 2021. Ele ultrapassaria Edmundo (153) e Romário (154) e ficaria atrás somente de Roberto Dinamite (190).

Outro topo de lista que o camisa 9 do Fluminense pode alcançar na temporada é o da Copa do Brasil. O capitão tricolor é atualmente o segundo maior goleador da competição, com 35, e está a um gol de se igualar a Romário e a dois de ultrapassar o Baixinho e se isolar na artilharia do torneio.

Os maiores artilheiros brasileiros da Libertadores:

1- Luizão – 29 gols

2- Palhinha – 25 gols

3- Fred e Célio Taveira – 22 gols

4- Jairzinho – 21 gols

5- Guilherme e Ricardo Oliveira – 19 gols

Foto: Lucas Merçon/FFC
Texto: Comunicação/FFC

Fred pode se tornar o terceiro maior artilheiro brasileiro na Libertadores

A relação de Fred com o Fluminense transcende qualquer explicação lógica. O atacante, aos 37 anos, vem mostrando a cada jogo que a idade é só um detalhe para um goleador nato, que não se cansa de aniquilar recordes e fazer história pelo Tricolor. Após se tornar o segundo maior artilheiro da história do clube, com 185 gols, o camisa 9 tem a possibilidade de alcançar outras marcas importantes na temporada.

E uma delas pode ser atingida nesta quarta-feira, às 21h, quando o Time de Guerreiros enfrenta o Independiente Santa Fe, da Colômbia, pela quarta rodada da CONMEBOL Libertadores, no Maracanã. Se balançar as redes, Fred se tornará o terceiro maior artilheiro brasileiro na competição em todos os tempos. Ele é o quarto da lista, ao lado de Jairzinho, com 21 gols. O terceiro colocado é Célio (ex-Vasco e Nacional-URU, clube pelo qual marcou todos os seus gols no torneio), a quem Fred pode se igualar, com 22.

Não tenho isso como meta, não fico pensando. O objetivo único é vencer os jogos e depois fazer os gols, esse é meu dever como atacante. E eu espero fazer o máximo de gols que puder para ajudar o Fluminense, e tomara que na quarta-feira possam sair muitos para todo mundo ficar feliz. As marcas são consequência do trabalho e se elas vierem será muito bacana. Mas a prioridade não é essa – comentou o ídolo tricolor.

Com média de um gol por jogo (três gols em três jogos) na atual edição da competição continental, Fred pode até mirar o segundo lugar da lista, ocupado por Palhinha, que anotou 25 gols. O líder do ranking é Luizão, com 29.

Fred já é o maior artilheiro da história do Brasileirão por pontos corridos, com 152 gols. Ele é o quarto da lista geral, contabilizando todos os formatos de disputa, e assumirá a vice-liderança isolada se marcar três vezes no campeonato em 2021. Ele ultrapassaria Edmundo (153) e Romário (154) e ficaria atrás somente de Roberto Dinamite (190).

Outro topo de lista que o camisa 9 do Fluminense pode alcançar na temporada é o da Copa do Brasil. O capitão tricolor é atualmente o segundo maior goleador da competição, com 35, e está a um gol de se igualar a Romário e a dois de ultrapassar o Baixinho e se isolar na artilharia do torneio.

Os maiores artilheiros brasileiros da Libertadores:

1- Luizão – 29 gols

2- Palhinha – 25 gols

3- Célio Taveira – 22 gols

4- Fred e Jairzinho – 21 gols

Fotos: Mailson Santana e Lucas Merçon/FFC
Texto: Comunicação/FFC

Após alcançar marcas históricas, Fred recebe homenagem do Fluminense

Herói na vitória de 2 a 1 sobre o Santa Fé na Libertadores e um dos maiores ídolos recentes do Fluminense, o atacante Fred foi homenageado pelo clube por duas marcas: passar de 400 gols na carreira e se tornar o segundo maior artilheiro do Tricolor com 185 gols, atrás apenas de Waldo.

Depois de voltar da viagem para a Colômbia, o capitão recebeu do presidente Mário Bittencourt uma placa comemorativa aos mais de 400 gols na carreira e uma camisa Tricolor com o número 185, em alusão ao número de gols marcados pelo Fluminense.

Foto: Divulgação Fluminense

Fred revela emoção em virar segundo maior artilheiro da história do Flu: “Motivo de muita honra e orgulho”

Depois da atuação de gala na vitória por 2 a 1 sobre o Santa Fé, marcando dois gols e se tornando o segundo maior artilheiro da história do Fluminense, com 185 gols, superando Orlando Pingo de Ouro, Fred se mostrou emocionado com a marca atingida.

– Estou muito feliz. Foi uma marca muito importante porque esses dois gols me fizeram segundo maior artilheiro do Fluminense. Para mim é um motivo de muita honra e muito orgulho. Agradeço a Deus, à minha família, à torcida e a todos os meus companheiros.

Pelo grande desempenho na vitória, o camisa 9 foi eleito o melhor da partida e recebeu o troféu na saída de campo:

Estou muito feliz. Obrigado a todos que me elegeram melhor da partida. Dedico esse troféu de melhor em campo a toda nossa equipe e a toda nossa torcida, que está se emocionando a cada jogo com nossas atuações.

Na entrevista coletiva pós-jogo, Fred voltou a comentar sobre a marca histórica:

Antes do jogo eu não coloco isso como meta, como objetivo. Mas logo após o jogo o nosso assessor me lembrou disso. E quando eu fui fazer o agradecimento para a nossa torcida eu acabei me emocionando. É algo grandioso na vida de qualquer atleta, em uma camisa tão pesada quanto a do Fluminense. Então fico muito feliz em alcançar esta marca e fazendo gols na Libertadores. E eu não canso de agradecer a nossa torcida, a nossa diretoria e os jogadores que me ajudam muito e me fazem sentir mais jovem a cada dia. E principalmente a Deus, a minha família. Estou muito feliz com isto. Espero continuar fazendo gols sem este objetivo de marcas pessoais, mas para irmos em busca de vitórias e títulos com a camisa do Fluminense. – disse o ídolo Tricolor.

O próximo compromisso Tricolor é contra o Junior Barranquilla, na quinta-feira (6/5), no Estádio Romelio Martínez, às 19hrs.

Foto: Lucas Merçon/FFC