fbpx

Atlético Mineiro e Santos surgem como principais opções por Luciano

Foto: Lucas Merçon/FFC

Após pedir para não enfrentar a Chapecoense, evitando desta forma estourar o limite de sete jogos com a camisa Tricolor, começou a ser especulado sobre uma possível saída de Luciano do Fluzão.

Não demorou muito para aparecerem possíveis destinos para o atacante que é o principal artilheiro do Fluminense na temporada, com 15 gols. O Canal Flunews apurou que Atlético Mineiro e Santos, seriam os clubes com maiores chances de contar com o futebol do camisa 18.

Um twitter do repórter Henrique André, setorista do Galo no jornal Hoje em Dia, confirmou o interesse do clube mineiro no jogador, porém, descartou uma possível troca por Maicon Bolt, negociação que foi levantada logo após vazar a notícia de que Luciano estaria de fora da partida contra a Chapecoense.

Contudo, vale informar que mesmo estando emprestado ao Flu, o Tricolor pode sim pedir um compensação seja em troca de jogador ou até mesmo em dinheiro para liberar o atacante antes do fim do contrato de empréstimo.

Já o Canal Flunews obteve a informação de que o atacante estaria em negociações avançadas com outra equipe: o Santos, que embora já tenha contratado Uribe para o setor, ainda pretende reforçar o setor ofensivo da equipe. Caso a negociação avance, o nome que pode pintar no Tricolor, é do goleiro Vanderlei, de 35 anos e que estava fora dos planos de Sampaoli no início da temporada, mas conquistou a posição de titular do Peixe.

Assim como Luciano, Vanderlei tem seis partidas no atual Campeonato Brasileiro, e já teria pedido para não completar a sétima partida pela equipe paulista. Tanto é que no clássico desta nona rodada, nesta quarta-feira (12), contra Corinthians, Everson será o titular.

Fluminense teria procurado por Maicon Bolt nesta janela de transferências

foto: Divulgação / FFC

Livre no mercado após rescindir o contrato com o Antalyaspor, da Turquia, o atacante Maicon Bolt, revelado no Fluminense, está praticamente acertado com o Atlético Mineiro.

Contudo, segundo informações do jornal O Lance!, o jogador chegou a ser procurado pelo Fluminense assim que rescindiu com o clube turco. Porém, o staff do atleta não demonstrou interesse em conversar com o clube pois “estava 99% certo com outro”, pagando salário nível europeu.

Entretanto, a informação publicada pelo Lance! nao confirmou que tal clube seria o Galo, onde o jogador deve atuar na próxima temporada

Longe do Z-4, M. Oliveira avalia cenário do Fluminense no Brasileirão e planeja “coisas maiores”

A bela jogada de Everaldo e Luciano terminou com um gol que dá mais tranquilidade para o Fluminense no Campeonato Brasileiro. A nove pontos de distância da zona de rebaixamento, o time tem o triunfo sobre o Atlético-MG, neste domingo, como passaporte para as principais colocações. Mas, para Marcelo Oliveira, o perigo da degola ainda é um fantasma a ser espantado de vez.

– Falam em 44 ou 45 pontos. Isso pode mudar em relação aos próximos jogos. Com mais duas vitórias, a gente fica tranquilo e passa a pensar em coisas maiores. Atingindo essa pontuação, passaremos a ter tranquilidade para mesclar o time para frente e priorizar a Sul-Americana. É um título importante e que dá vaga na Libertadores. A gente faria pelo lado inverso e não pelo Brasileiro. Não é fácil, mas vamos tentar. Estamos trabalhando e temos confiança em passar pelo Nacional – disse.

Sem improvisações, a atuação no Engenhão foi superior ao desempenho na goleada para o Flamengo, há uma semana, e animou a torcida para a decisão de quarta-feira, pela Sul-Americana, contra o Nacional-URU. A mudança de postura mereceu elogios do técnico, que promete regularidade até o fim da temporada.

– Palmeiras e os times ali da frente que têm regularidade. Os demais, do quarto para baixo, são irregulares. O campeonato é difícil. Me preocupa mais a irregularidade de produção. Mas, hoje, é de se elogiar a nossa produção. Só a lamentar que perdemos um jogador expulso, cobramos isso. Vamos nos preparar bem para quarta-feira na Sul-Americana e passar a ser mais constante no Brasileiro.

O que também impressionou foi o golaço de Luciano. Marcelo Oliveira reconheceu a beleza do lance.

– Gol é gol. A gente não pode escolher o tipo de gol. Mas o de hoje valorizou muito a nossa vitória. Foi muito bonito mesmo.


Mais respostas de Marcelo Oliveira:

Análise do jogo

– A gente sabia que seria difícil. Atlético-MG veio com novo comando e precisando de reabilitação. Assim como a gente, que tinha de dar uma aliviada na tabela. O primeiro tempo nosso foi muito equilibrado, o Atlético-MG praticamente não atacou. Faltou a gente ter poder de decisão. A gente não transformou o equilíbrio em chances. Depois do intervalo, foi mais aberto. Saímos mais, assim como eles. Demos chances nos rebotes de bola parada. Foi um bom jogo. Um pouco de drama no fim com um a menos. O grupo se entrega, é comprometido, e isso nos leva a buscar os nossos objetivos.

Reencontro com Levir Culpi

– Atlético-MG tem um ótimo time. Ainda briga por vaga na Libertadores. Levir não é um técnico qualquer, é um cara extraordinário e meu amigo. Ele passou confiança e experiência para encarar esse jogo. Atlético-MG jogou no nosso erro, apostando no contragolpe. Nos criou dificuldades. Eu vinha de números ruins contra o Levir e hoje ganhei. Mas os confrontos são contra clubes, não contra técnicos.

Chances de G-6

– A gente. quando fala aqui, não tem a intenção de iludir ninguém. Por vezes, um objetivo é difícil. A vitória diante de um adversário como o Atlético-MG nos dá uma aliviada. Ainda temos de estar atentos para chegar à pontuação de se livrar do risco. Ainda é possível chegar na Libertadores, mas a prioridade ainda é nos livramos de qualquer risco da parte de trás.

Convocação para a torcida comparecer na quarta-feira

– Quase que de forma natural, o torcedor privilegia a Sul-Americana. A prova disso é que a gente ganhou do Cuenca fora e, mesmo assim, 40 mil pessoas foram na volta aqui no Rio. Nem preciso convocar, mas é claro que um bom jogo passa pelo apoio do torcedor. Vai ser duro, o Nacional tem por tradição formar bons times. Vamos ter de lutar muito para conseguir o resultado e ir ao Uruguai com vantagem.

Projeção para Flu x Nacional

– Com o primeiro jogo em casa, a gente pode propor mais o jogo. Mas tem de ter cuidado pois, nesta competição, vale o gol qualificado.


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Levir Culpi inicia nova passagem pelo Atlético-MG em jogo contra o Fluminense

Adversário do Fluminense no domingo, o Atlético-MG trocou de técnico nesta quarta-feira. Com a demissão de Thiago Larghi, motivada pela sequência de atuações ruins, o time terá, a partir desta rodada, o comando de Levir Culpi, de 65 anos. Ele, que está em sua quinta passagem pelo Galo, treinou o clube de Laranjeiras durante o ano de 2016, quando conquistou a Primeira Liga, e protagonizou, por exemplo, a polêmica saída de Fred.

O treinador, que estava desempregado, chegou a Belo Horizonte nesta quinta-feira e, pelo pouco tempo que tem, pouco mudará a equipe que vai ao Engenhão duelar com os tricolores. Velho conhecido da torcida atleticana, Levir confirmou a nova casa, depois de trabalhos no Santos, em 2017, e no Gamba Osaka, até julho deste ano.

Nos meses em que esteve à frente do Fluminense, Levir Culpi conseguiu, em 52 jogos, vencer 22, empatar 15 e perder outras 15.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

 

Show de Roger Waters, no Maracanã, leva Fluminense x Atlético-MG para o Engenhão

Houve uma mudança, confirmada pela CBF nesta segunda-feira, quanto ao local do duelo entre Fluminense e Atlético-MG, às 16h de domingo, pelo Brasileirão. Marcado, inicialmente, para o Maracanã, o jogo foi transferido para o Engenhão. O principal estádio do Rio sediará, em 24 de outubro, o show de Roger Waters, ex-Pink Floyd que está em turnê pelo Brasil, e o palco será montado daqui a alguns dias.

É justamente em razão deste evento que a primeira partida de quartas-de-final, contra o Nacional-URU, acontecerá na casa do Botafogo – esta novidade, porém, ainda não foi oficializada pela Conmebol, segundo o Globoesporte.com. No chamado ‘Salão de Festas’, onde o clube ergueu duas taças de campeão brasileiro, o retrospecto nesta temporada é ruim. De seis partidas disputadas por lá, o Fluminense perdeu três (Grêmio, Botafogo e Avaí), empatou duas (Vasco e Flamengo) e venceu somente uma (Salgueiro).

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Surpresa! Pedro e Ayrton Lucas viajam a BH e podem enfrentar o Atlético-MG

Sem vencer há três rodadas, o Fluminense foca em se livrar da má fase. Para resgatar a confiança da torcida e crescer na tabela, o time contará com dois reforços para o jogo deste domingo, contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte. Pedro e Ayrton Lucas estão recuperados de lesões musculares e viajaram a Minas Gerais. São, portanto, novidades que podem pintar no esquema montado por Abel Braga.

O camisa 9 é quem tem mais chances de atuar, na vaga de João Carlos. Pedro sofreu estiramento na coxa esquerda há quase duas semanas, em jogo contra o Grêmio. Houve até a possibilidade, revelada pelo próprio técnico, de o artilheiro disputar o Fla-Flu de quinta-feira. Mas seguiu fora, tratando da contusão.

Ayrton Lucas, por sua vez, machucou a coxa direita no clássico com o Botafogo, em 15 de maio, e treina com bola desde o início da semana. Inicialmente, previa-se que o lateral-esquerdo estivesse à disposição apenas depois da Copa do Mundo. Com Marlon suspenso, o camisa 6 pode reassumir o setor. Ou, caso Abelão prefira preservá-lo, a função fica a cargo de João Vitor, do sub-20.

O Galo pode encontrar um Fluminense ainda mais mudado. Em atividade no Centro de Treinamento, o treinador testou, por exemplo, Douglas no lugar de Sornoza e colocou Matheus Alessandro entre os titulares. Pablo Dyego, sacado na última partida com dores nas costas, também está com a delegação. Marcos Júnior, parceiro de Pedro no ataque, é desfalque por edema na coxa esquerda.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

FluFest 2018: clique aqui e garanta sua presença na festa de 116 anos do Fluminense!

 

Cinco clubes da Série A sondaram Abelão desde novembro

Embora questionado por alguns torcedores no Fluminense, Abel Braga sofreu assédio de clubes da Série A na virada do ano. Foram, pelo menos, cinco times que enviaram sondagens – e até proposta. No entanto, nenhum caso avançou, em razão da postura do técnico: ignorar ofertas enquanto estiver empregado. Abelão tem contrato com o Tricolor até dezembro.

Em 2017, o treinador foi comunicado do interesse do Internacional, com o qual conquistou o Mundial de 2006, para assumir a vaga de Guto Ferreira. Mais recentemente, São Paulo, à época da demissão de Dorival Júnior, Atlético-MG e Palmeiras tentaram tirar o comandante de Laranjeiras.

Quem mais se aproximou de Abel Braga foi o Flamengo, que demitiu Paulo César Carpegiani em março. Nesta sexta-feira, dirigentes rubro-negros foram até o apartamento do técnico tricolor, no Leblon, de onde saíram com uma resposta negativa.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Top