fbpx

Após goleada no Maracanã, Paulo Autuori deixa o Atlético Nacinonal

Foto: Carl de Souza/AFP

A goleada de 4 a 1 sofrida pelo Fluminense na noite desta última quinta-feira (23), no Maracanã, culminou com a saída de Paulo Autuori do comando técnico do clube Colombiano.

O clima que já não era muito bom entre o treinador e os jogadores, se tornou insustentável após a goleada. Vale destacar que o treinador já havia pedido o boné no último domingo (19), quando o Atlético foi derrotado em casa, de virada, para o Deportivo Cali, por 3 a 1, mas foi convencido pela diretoria a seguir a frente do cargo.

Contudo, após a contundente derrota para o Flu, Autuori voltou a pedir demissão e, dessa vez foi atendido. Em nota, a direção do Atlético Nacional confirmou a saída do treinador:

“O Atlético Nacional informa que o professor Paulo Autuori renunciou ao cargo como treinador do time principal” – Disse a nota.

O clube inclusive já confirmou que Alejandro Restrepo, e seu auxiliar, Nicolás Herazo, comandarão o time já no domingo, contra o Deportivo Cali, pelo Colombiano. E deverão estar à frente também na próxima quarta-feira, quando o Fluminense visitar o estádio Atanasio Girardot podendo perder por até dois gols de diferença para avançar na Sul-Americana.

Fluminense anuncia venda de ingressos no Maracanã para jogo com o Atlético Nacional

Junto à Conmebol, o Fluminense conseguiu abrir venda de ingressos no Maracanã para o jogo das 21h30 desta quinta-feira, contra o Atlético Nacional. A decisão saiu em uma reunião há pouco com a entidade.

A comercialização no Maraca ocorrerá na bilheteria 4, a partir de 13h30 até o início do duelo válido pela segunda fase da Sul-Americana. Os visitantes, por sua vez, podem adquirir entradas até 17h30. Há dois setores esgotados (Leste Superior e Sul Inferior) e, de acordo com a última parcial, 20 mil ingressos vendidos. Os preços são R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia).

Existe uma proibição do regulamento de segurança da Conmebol quanto ao funcionamento de pontos de venda nos arredores dos estádios em dias de jogos de seus torneios. Dessa vez, o clube obteve uma exceção semelhante à da etapa anterior, diante do Antofagasta. Na ocasião, porém, foi aberta a bilheteria 1.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

À frente do Atlético Nacional, Paulo Autuori explica saída da diretoria e vê mudanças no Fluminense em 2019

Faz um ano da saída de Paulo Autuori do Fluminense, ocasionada, principalmente, pelos constantes atrasos salariais. Logo mais, ele volta ao ambiente do clube, mas como técnico do Atlético Nacional, adversário na segunda fase da Sul-Americana. O duelo acontece no Maracanã e, de acordo com a última parcial, tem 19 mil ingressos vendidos.

– Sempre critiquei essa dificuldade de cumprir os compromissos. E, naquela função, eu tinha um acordo com o presidente de que, se continuasse isso, não seria possível. Porque eu não iria, a cada mês, contar história para os jogadores. Não faço como treinador, não faria como diretor de, a cada dia, arrumar uma justificativa. Isso que nos fez não dar continuidade. Mas gosto muito de muitas pessoas. Há excelentes profissionais na comissão técnica, de altíssimo nível. O ambiente no clube é muito bom. Uma torcida fantástica, acostumada a grandes momentos e a títulos. Desejo o melhor – disse.

Ao passo que afirmou desconhecer uma melhora na crise financeira que presenciou em cinco meses no ano passado, Autuori reconheceu as mudanças dentro das quatro linhas com a chegada de seu velho conhecido Fernando Diniz. Porém, destacou que o modelo do futebol brasileiro pode ser um entrave ao estilo de jogo do treinador.

– Tem ideias muito interessantes. A grande dificuldade para as pessoas que pensam dessa maneira é o contexto do futebol brasileiro. Para implantar isso, precisa trabalho. E nenhum treinador brasileiro costuma ter condições de trabalhar por mais tempo. Então sofre por vezes. Precisa também de um plantel muito equilibrado, porque a exigência do jogo é grande. Enquanto treinadores e corpo técnico não tiverem o tempo minimamente necessário para recuperar os jogadores de um jogo para outro e para treinar, não é possível.

– Desportivamente, houve mudanças, ideias. Está sendo construído, mesmo com toda dificuldade financeira, um grupo de qualidade – admitiu.

Campeão da Libertadores e finalista da Sul-Americana em 2016 e campeão da Recopa em 2017, o Atlético Nacional vem cedendo ao delicado momento financeiro. Precisou estancar gastos e, no começo da temporada, chegou a ficar proibido de realizar contratações. Ainda assim, ao menos dois nomes requerem atenção da zaga do Tricolor.

– Barcos está nos ajudando fazendo gols e ajuda também nesse trabalho fora do campo. Está sendo muito bom trabalhar com ele. E com o Hernández também. A experiência que ele teve aqui no Brasil… Está em um momento bom, fazendo gols. Tem um 1 para 1 forte. São dois jogadores interessantes, que nos ajudam – avisou Paulo Autuori.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Apesar de crise, Paulo Autuori segue no comando do Atlético Nacional

Foto: Divulgação

Depois da derrota de 3 a 1 para o Deportivo Cáli, dentro de casa, em jogo válido pelo Campeonato Colombiano, o técnico Paulo Autuori teria colocado o cargo a disposição da diretoria.

Com tudo, a direção do clube colombiano tratou de encerrar qualquer tipo de especulação a cerca da saída do treinador, emitindo uma nota confirmando Autuori no cargo.

Leia a nota:

“O Atlético Nacional informa que Paulo Autuori continua à frente da equipe profissional. O diretor técnico brasileiro viajará amanhã com a equipe para disputar a primeira partida da segunda fase da Copa Sul-Americana contra o Fluminense. Após um dia de várias reuniões, entre o professor Autuori e as diretrizes de Verdolagas, foi acordado dar continuidade ao projeto que começou em novembro de 2018, quando Autuori chegou à direção técnica do Atlético Nacional.”

Apesar do comunicado não deixar claro, fica implícito que como informado pela imprensa local, o treinador chegou a renunciar ao cargo, mas foi convencido a dar continuidade no projeto.

Conmebol veta venda de ingressos no dia do jogo

Foto: Divulgação

Por determinação da Conmebol, o jogo entre Fluminense x Atlético Nacional, nesta quinta-feira (23), às 21:30, no Maracanã, não terá ingressos comercializados no dia da partida.

O Tricolor que deseja ir ao estádio terá até a próxima quarta-feira (22) para garantir seu lugar, seja comprando pela internet ou nos postos físicos.

A venda no dia do jogo não será feita nem em outros pontos, como Laranjeiras por exemplo.

Vale destacar que o procedimento já vinha sendo utilizado pela entidade desde o início da competição, mas liberou para o Fluminense no último jogo, diante do Antofagasta, em caráter especial, deixando claro que nas fases seguintes iria cumprir a determinação de não vender os ingressos no dia dos jogos.

Allan prega foco na Sul-Americana e destaca necessidade de vencer no Maracanã

Vivendo boa fase, volante analisou a importância de abrir o confronto diante do Atlético Nacional diante da torcida tricolor

Foto: Lucas Merçon / FFC

Um dos destaques do Fluminense nas últimas partidas, Allan vem se firmando no time titular e aos poucos mostra sua importância para a manutenção do estilo de jogo imposto por Fernando Diniz. Apesar de ter recebido o terceiro cartão amarelo e estar fora da próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o volante tem presença garantida na partida contra o Atlético Nacional-COL, na próxima quinta (23), às 21h30 (de Brasília), no Maracanã, pela Copa Sul-Americana.

Semifinalista no ano passado, o Tricolor vê com bons olhos a possibilidade de título da competição, que renderia uma vaga na Libertadores em 2020. Perguntado sobre o duelo contra os colombianos, Allan destacou a importância de conquistar um bom resultado dentro de casa, principalmente em competições desse porte.

“Em competições mata-mata, temos que fazer o resultado em casa. Acho que ajuda muito o primeiro jogo ser em casa. Podemos fazer um bom resultado diante do nosso torcedor para ir tranquilo para o jogo da volta lá na Colômbia. Sabemos que não termina aqui, mas um bom resultado é fundamental para avançarmos e sonharmos com o título”.

Emprestado pelo Liverpool-ING até o meio da temporada, o jovem volante pode ter seu vínculo com o clube das Laranjeiras estendido até o fim de 2019.

Adversário do Tricolor, Atlético Nacional vem ao Rio em meio à crise

Foto: Divulgação

Após o revés em casa neste domingo (19) diante do Deportivo Cali por 3 a 1, o Atlético Nacional deve vir ao Rio de Janeiro para o duelo contra o Fluminense, na próxima quinta-feira (23), sem treinador.

Isso por que, de acordo com informações de alguns portais colombianos, o técnico brasileiro teria entregado o cargo ainda no vestiário.

O Área Deportiva, por exemplo, cravou que Autuori não comandará a equipe no jogo contra o Fluzão.

Ainda de acordo com os portais colombianos, a direção do Atlético ainda tenta fazer com que o treinador mude de ideia e siga no comando da equipe.

Atlético Nacional segue má fase e volta a perder na Colômbia

Foto: Divulgação/Atlético Nacional

Próximo adversário do Fluminense pela Copa Sul-Americana, o Atlético Nacional, da Colômbia atravessa uma má fase e vem de uma sequência bem negativa no Campeonato local.

Das últimas cinco partidas, os Verdes ganharam apenas um jogo, empataram outro e foram derrotados cinco vezes. A última nesse domingo (19), contra o Deportivo Cáli, de virada, por 3 a 1.

A sequência ainda soma uma goleada de 4 a 0 para o Enviagado, depois se recuperou com uma vitória por 2 a 1 sobre o Santa Fé; um empate em 0 a 0 contra o Júnior de Barraquilla, e as duas derrotas dentro de casa: 2 a 1 para o Tolima e os 3 a 1 deste domingo (19) contra o Deportivo Cáli.

Fluminense e Atlético Nacional se enfrentam na próxima quinta-feira (23), no Maracanã, pelo primeiro jogo da segunda fase da Copa Sul-Americana.

Conmebol altera data do jogo de volta entre Atlético Nacional e Fluminense

Partida, que anteriormente seria na terça (28), será realizada na quarta (29)

Foto: Divulgação / Sul-Americana / Twitter

A partida de volta entre Atlético Nacional-COL e Fluminense teve sua data de realização alterada. Anteriormente, o duelo estava programado para acontecer na terça-feira (28). Porém, nesta quinta, a Conmebol comunicou a mudança para a quarta-feira (29). Apesar disso, local e horário seguem os mesmos. Brasileiros e colombianos se enfrentarão no Atanasio Girardot, às 21h30 (de Brasília), pela quarta fase da Copa Sul-Americana.

O jogo de ida acontece na quinta (23), também às 21h30 (de Brasília), no Maracanã. Essa será a segunda vez que Fluminense e Atlético Nacional medem forças em uma competição continental. Em 2008, pelas oitavas de final da Libertadores, os times se enfrentaram e o Tricolor carioca venceu ambos os confrontos – 2 a 1 na Colômbia e 1 a 0 no Brasil – e se classificou para as quartas da competição.

Velho conhecido: Fluminense já eliminou Atlético Nacional pela Libertadores

Foto: Divulgação/FFC

O próximo adversário do Fluminense, pela Copa Sul-Americana, o Atlético Nacional, é um velho conhecido do Tricolor.

A equipe colombiana e o clube das Laranjeiras se enfrentaram pelas oitavas de final da Copa Libertadores da América em 2008, ano em que o Fluminense chegou até a final do torneio, perdendo para a LDU.

Na ocasião, o Tricolor, que tinha a melhor campanha da primeira fase, fez o primeiro jogo na Colômbia, e decidiu no Maracanã, ganhando as duas partidas: 2 a 1 na Colômbia, e 1 a 0 no Maraca.

Outros conhecidos do Fluzão, é o técnico dos colombianos, Paulo Autuori, e o centro avante Hernan Barcos.

Top