fbpx

Atlético-PR e Grêmio duelam por Júlio César; Pachuca-MEX mantém interesse

Com a temporada prestes a começar, Júlio César não sabe onde jogará a partir de janeiro. As conversas sobre a renovação com o Fluminense estão em andamento, mas há alguns empecilhos, como o salário, que ultrapassa o teto de R$ 150 mil. Ele expôs as condições que deseja para permanecer em 2019 e aguarda a diretoria se posicionar. Caso saia, não gerará lucro aos cofres tricolores.

Ao mesmo que mantém tratativas para seguir nas Laranjeiras, o goleiro e seu pai e empresário, Darci Afonso Jacobi, vêm analisando as sondagens que receberam de Atlético-PR e Grêmio. Existe, ainda, o interesse do Pachuca, do México. Apesar das negociações, não houve nenhuma definição quanto ao futuro do jogador de 32 anos.

Campeão da última edição da Sul-Americana, o Furacão quer um goleiro experiente para a Libertadores. Além disso, perdeu o reserva de Santos, Felipe Alves, para o Fortaleza. Por sua vez, o Grêmio busca repor a saída de Marcelo Grohe, vendido para a Arábia Saudita.

– Saindo um, abre vaga para outro. Vamos buscar outro goleiro para o grupo – confirmou Renato Gaúcho, nesta quinta-feira, durante o Jogo das Estrelas, no Maracanã.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Coração Valente assistirá Fluminense x Atlético-PR no Maracanã: “Estou dividido”

Ídolo nos dois clubes que decidem, nesta quarta-feira, o primeiro finalista da Sul-Americana, Washington “Coração Valente” não assume torcida para nenhum dos lados. Mas garante que estará no Maracanã para assistir ao jogão de mais tarde.

– Quando se trata de Atlético-PR e Fluminense, não dá para torcer apenas para um. Estou totalmente dividido. Tive momentos especiais pelos dois times, momentos maravilhosos. Realmente não tem como. Estou dividido para esta decisão – revelou.

Nas duas passagens por Laranjeiras, o ex-jogador deixou seu nome na história do Fluminense ao, em 2008, ser um dos principais nomes do vice da Libertadores e, em 2010, conquistar o Campeonato Brasileiro. Em razão do sucesso, ele guarda com carinho as recordações do tempo em que vestia verde, branco e grená.

– Tive dois grandes momentos pelo Fluminense. Na Libertadores 2008, naqueles jogos memoráveis contra São Paulo e Boca Juniors, e o campeonato brasileiro de 2010, time com o qual fui campeão. Foram momentos marcantes – relembrou.

Embora prefira ficar em cima do muro como torcedor, o Coração Valente considera o momento do Furacão melhor que o do Fluminense, há sete jogos sem vencer ou marcar gols. Porém, destaca a torcida como o fator que pode levar o time de Marcelo Oliveira à finalíssima.

– Os momentos dos dois times estão muito diferentes. Vejo o Atlético em uma melhor fase. Vem em uma crescente no Campeonato Brasileiro e na Sul-Americana. O time está vivendo melhor momento que o Fluminense, que vem em uma crise administrativa muito grande que refletiu dentro de campo. Já há alguns jogos que não consegue vencer, fazer gols. Mas com o apoio da torcida do Fluminense, mesmo o Atlético jogando melhor e com uma vantagem boa, tudo pode acontecer.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Igor Julião garante “grupo motivado” para eliminar o Atlético-PR: “Nada impossível”

Ao “Segue o Baile”, canal do YouTube, Igor Julião demonstrou confiança numa possível vaga para a decisão da Sul-Americana e se apoia no histórico de grandes viradas consideradas improváveis. Para manter vivo o sonho da conquista, o Fluminense precisa, primeiro, conseguir mais uma delas e eliminar o Atlético-PR, que traz para o Maracanã uma vantagem de 2 a 0, construída na Arena da Baixada.

– A gente sabe que é difícil. O time do Atlético é um time difícil, mas, quando se trata de Fluminense, essas coisas ficam meio de lado. A gente tem, em um passado recente, (o exemplo de) uma Libertadores, uma LDU, em uma trajetória que a gente fez em uma própria fuga de rebaixamento com o Fluminense – relembrou.

Como é uma semana decisiva, que envolve semifinal da Sula e luta contra o rebaixamento no Brasileirão, a torcida resolveu deixar de lado, por alguns dias, os problemas que atrapalham o clube em 2018. Aliás, mais de 30 mil ingressos foram vendidos até a véspera do jogão de hoje.

– Com a força da torcida, a gente sabe que não é nada impossível, é muito provável, e é isso que gera confiança para a gente. O grupo está motivado. A gente trabalha todos os dias, conversa fazendo planos e essa sinergia boa está passando, está contaminando. Eu estou bem confiante – disse, completando:

– Recebemos mensagens diariamente de torcedores falando que confiam na gente, que esperam estar na final, e isso passa para a gente. No Fluminense temos um ambiente bom de jogadores. O nosso ambiente é excelente. Conversamos todos os dias. Acaba nos passando essa confiança do torcedor.

Colega de Julião em 2012, Samuel torce por triunfo do Fluzão

Atuando nos Emirados Árabes, Samuel, que teve sua importância no tetracampeonato brasileiro de 2012, assumiu torcida pelo Fluminense, que o revelou para o futebol, no confronto com os paranaenses.

– É um clube que tenho um carinho muito grande, foi onde começou a minha trajetória. Sempre acompanho. A equipe terá um jogo muito difícil diante do Atlético e precisa reverter a vantagem. Todos sabem da força do Fluminense em casa. Isso é um diferencial. Tomara que o grupo faça uma grande partida e consiga a vaga na final – declarou, ao Fox Sports.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Concentrado no Leme, Atlético-PR passa a madrugada ao som de foguetório de tricolores

A madrugada demorou a passar para a delegação do Atlético-PR, concentrada em um hotel do Leme, Zona Sul do Rio de Janeiro, desde segunda-feira. Entre 2h e 3h da manhã, cerca de dez tricolores promoveram um foguetório de quase 30 minutos nos arredores do local. Apenas a chegada de uma viatura da Polícia Militar, que dispersou os torcedores, deu fim à barulheira. Foi nas redes sociais que apaixonados pelo Fluminense combinaram o disparo de foguetes para impedir que os jogadores do Furacão dormissem em paz.

De acordo com a repórter Monique Vilela, do “Esporte Banda B”, mídia paranaense, os foguetes atingiram e quebraram a janela do quarto do massagista, conhecido como Bolinha. Em mais uma provocação aos rubro-negros, as rampas de acesso ao Maracanã foram pichadas com ofensas.

Moradores da região se assustaram com o ocorrido e pensaram ser tiros. “Alguém sabe o que está rolando no Leme? Acabei de acordar com uma sequência de fogos de artifício maior que a do Réveillon. Que susto da p****”, escreveu a jornalista Renata Millington. “Ridículo. Não pensam em quem tem que acordar cedo para trabalhar”, reclamou um internauta. “Os moradores precisam de sossego”, disse outro.

Na tarde de terça-feira, o elenco do Atlético-PR fez um reconhecimento do gramado do Maraca e, depois, treinou no Engenhão. Às 21h45, as equipes decidem o finalista da Sul-Americana, provavelmente com casa cheia. Por enquanto, mais de 30 mil ingressos foram vendidos.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

 

Marcelo Oliveira treina pênaltis e experimenta 3-4-3 para enfrentar o Atlético-PR

Numa seca de sete jogos sem marcar gols, o Fluminense deve balançar a rede do Atlético-PR, pelo menos, duas vezes para levar a decisão da vaga para os pênaltis. Caso vença por um placar maior, se garante como finalista da Sul-Americana. No treino desta terça-feira, de portões fechados e que encerrou a preparação para a semifinal, Marcelo Oliveira testou uma nova escalação, no esquema de 3-4-3 e bastante ofensiva. Ainda houve um trabalho tático, sucedido por jogadas de bolas paradas e cobranças de pênaltis.

Léo, que vem de uma atuação ruim contra o Internacional, saiu para a entrada de Jádson na ala-direita. Ele, aliás, fez a mesma função no triunfo de 1 a 0 sobre o Nacional, no Uruguai, nas quartas-de-final. Richard se tornou o único volante e, ao lado de Sornoza, reserva no domingo, faz o meio-campo. Na frente, o trio foi formado por Júnior Dutra, Luciano e Marcos Júnior.


Veja a provável escalação:

Júlio César; Paulo Ricardo, Gum e Digão; Jadson, Richard, Sornoza e Ayrton Lucas; Junior Dutra, Luciano e Marcos Júnior.


Veja a lista de relacionados:

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Júlio César e Gum se recuperam de problemas físicos e devem enfrentar o Atlético-PR

Numa semana decisiva para o Fluminense, Marcelo Oliveira ganhou duas boas novidades. No primeiro treino em preparação para o duelo contra o Atlético-PR, que decide o finalista da Sul-Americana, Júlio César e Gum treinaram com bola e aumentaram os indícios de que devem jogar nesta quarta-feira, no Maracanã.

Na tarde de segunda-feira, depois da viagem de Porto Alegre ao Rio de Janeiro, apenas os reservas estiveram no campo do Centro de Treinamento, na Barra. Os titulares trabalharam na academia. A última atividade antes do jogão do meio de semana ocorre às 16h desta terça-feira.


Veja a provável escalação:

Júlio César; Léo (Igor Julião), Gum, Digão e Ayrton Lucas; Richard, Jadson e Sornoza; Cabezas (Júnior Dutra), Luciano e Everaldo.


Uma defesa no empate com o Ceará, no início da semana passada, provocou uma hiperextensão no ombro esquerdo de Júlio César, substituído por Rodolfo nas derrotas para Bahia e Internacional. Gum, por sua vez, desfalcou o time na última rodada em razão do desgaste físico.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Fluminense anuncia pontos de venda e divulga nova parcial para jogo contra o Atlético-PR

A venda de ingressos para Fluminense x Atlético-PR, pela Sul-Americana, no Maracanã, continua a todo vapor. Ainda na sexta-feira, o clube divulgou uma nova parcial que indica mais de 15 mil vendidos para o jogo do dia 28 de novembro. Desde a manhã passada, os tricolores estão podendo comprar suas entradas nas Laranjeiras. A partir deste sábado, também no Maracanã, inclusive no domingo, quando o time enfrenta o Sport, pelo Brasileirão.

A seguir, confira valores. Para mais detalhes, clique aqui. Caso queira adquirir seu ingresso neste momento, via internet, basta acessar este link: Futebol Card. 

Valores dos ingressos

Setores Sul e Leste Inferior (Gratuidades apenas no setor Leste Inferior)

R$ 0 – 100% de desconto – Tricolor de Coração, Pacotes Futebol e Check-Ins 2018

R$20 – 67% de desconto – Sócio Futebol, Eterno Amor, Construa o CT e Pacote Jogos

R$40 – 33% de desconto – Guerreiro

R$60 Demais torcedores (R$ 30 meia)

Setor Leste Superior

R$ 0 – 100% de desconto – Tricolor de Coração e detentores dos Pacotes Futebol e Check-Ins 2018

R$10 – 67% de desconto – Sócio Futebol, Eterno Amor, Construa o CT, Guerreiro e Pacote Jogos

R$30 – Demais torcedores (R$ 15 meia)

Maracanã Mais

R$ 115 – Sócios de qualquer plano

R$ 165 – Demais torcedores (R$ 115 meia)


Pontos de Venda Antecipada 

Maracanã: Bilheteria 1

Sábado (10/11) – 10h às 17h

Domingo (11/11) – 10h às 16h (as vendas do jogo contra o Sport seguem até o fim do primeiro tempo)

Laranjeiras: Sede do Fluminense (Rua Álvaro Chaves, 41)

Sexta-feira (09/11) – 10h às 20h;

Sábado (10/11) – 10h às 20h;

Domingo (11/11) – 10h às 14h;

Segunda a quarta-feira (12 a 14/11) – 10h às 20h

Quinta-feira (15/11) – 10h às 17h

Sexta e sábado (16 e 17/11) – 10h às 20h

Domingo (18/11) – 10h às 17h


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Airton diz que grama sintética atrapalhou, mas crê em final feliz para o Fluminense: “Nada perdido”

No desembarque no aeroporto do Galeão, no fim da tarde desta quinta-feira, Airton conversou com a imprensa sobre como a grama sintética da Arena da Baixada atrapalhou o Fluminense. No jogo de ida, os tricolores saíram derrotados por 2 a 0, mas esperançosos com uma virada no Maracanã, daqui a três semanas.

– É difícil. Eles sempre jogam lá e treinam. A gente não tem esse hábito de jogar em grama sintética, e eles aproveitam um pouco isso. Eles imprimem um ritmo muito grande por já conhecerem o gramado. Isso, até nos adaptarmos, pega de surpresa – disse o volante, completando:

– Tivemos dificuldades com a grama sintética, mas sabemos que não tem nada perdido. Dia 28, diante do nosso torcedor, vamos buscar a classificação.

Como a partida que decide o classificado à final da Sul-Americana ainda está distante, o time precisa pensar no Campeonato Brasileiro para impedir fortes emoções neste fim de temporada. Com alguma chance de cair para o Z-4, o Fluminense pega o Sport, que luta contra a Série B, no Maracanã, domingo.

– A gente sabe que precisa jogar o Brasileiro. Jogamos contra o Sport e vamos buscar os três pontos para pode pensar no Atlético mais na frente.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

 

Paulo Ricardo valoriza confiança da torcida em fuga do Z-4: “Nada mais importante que isso”

Ainda com 4% de chance de rebaixamento, conforme calculado pelo matemático Tristão Garcia, o Fluminense promete usar a pausa no calendário da Sul-Americana para se garantir na primeira divisão do ano que vem. Neste domingo, enfrenta o Sport, que tenta deixar o Z-4, no Maracanã, com ingressos a preços popularíssimos (R$ 10, a inteira, e R$ 5, a meia). Caso vença, consegue, enfim, respirar aliviado.

– Projeto ganhar, antes de tudo. Meio a zero, cinco a zero, quero ganhar de todo jeito. Acho que a torcida vai nos apoiar o tempo todo, eles estão nos apoiando muito, nos mandando mensagens. Jogo contra o Sport é muito importante para a sequência. Nosso objetivo é tentar o máximo de pontos no Brasileiro, afastar da zona de rebaixamento e, se possível, chegar no G-6. Sabemos que temos capacidade para isso – disse Paulo Ricardo, que substituirá Ibañez, suspenso, neste fim de semana.

Até o dia 28 de novembro, quando decide vaga na final da Sula, contra o Atlético-PR, o time tem cinco jogos para se ver livre da degola e recuperar a confiança para o grande momento da temporada. Uma boa sequência pode, também, trazer os tricolores ainda mais para perto.

– A gente vê na internet mensagens de apoio. Vemos que a torcida está com a gente, não tem nada mais importante que isso. Temos que ganhar alguns jogos, fazer o máximo de pontos possível. Assim, chegamos no dia 28 tranquilos e confiantes para tentar essa virada. A gente acredita e a torcida também – declarou o zagueiro.

Apesar da desvantagem na partida de ida, o elenco mantém a esperança de superar o Furacão. A principal arma pode ser o estádio cheio. Até o momento, inclusive, foram vendidos mais de 10 mil ingressos.

– Sabemos que aqui será diferente. Lá teve o sintético. Vi de fora que o gramado ajuda quem está adaptado. Nós acreditaremos do início ao fim. Vamos tentar vencer de todo jeito.

No treino desta sexta-feira, apenas os reservas foram a campo. Os titulares, por sua vez, ficaram na academia. A última atividade acontece neste sábado, quando Marcelo Oliveira definirá o time que pega o Leão da Ilha.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Fluminense anuncia mais de 10 mil ingressos vendidos para jogão contra o Atlético-PR

Mesmo com a derrota desta quarta-feira, por 2 a 0, os tricolores mantêm a esperança por uma vaga na decisão da Sul-Americana. A segunda partida contra o Atlético-PR acontecerá no dia 28 de novembro, no Maracanã. Para sócios-torcedores, as vendas acontecem há quase uma semana. Para o público-geral, começaram na manhã de ontem.

Ainda que sem os pontos de venda em funcionamento, o que continua sem previsão para ocorrer, foram comercializados mais de 10 mil entradas. A parcial foi divulgada pelo clube nesta quinta-feira. Os valores variam de R$ 10 a R$ 60. Veja detalhes e compre o seu clicando aqui:


Valores dos ingressos

Setores Sul e Leste Inferior (Gratuidades apenas no setor Leste Inferior)

R$ 0 – 100% de desconto – Tricolor de Coração, Pacotes Futebol e Check-Ins 2018

R$20 – 67% de desconto – Sócio Futebol, Eterno Amor, Construa o CT e Pacote Jogos

R$40 – 33% de desconto – Guerreiro

R$60 Demais torcedores (R$ 30 meia)

Setor Leste Superior

R$ 0 – 100% de desconto – Tricolor de Coração e detentores dos Pacotes Futebol e Check-Ins 2018

R$10 – 67% de desconto – Sócio Futebol, Eterno Amor, Construa o CT, Guerreiro e Pacote Jogos

R$30 – Demais torcedores (R$ 15 meia)

Maracanã Mais

R$ 115 – Sócios de qualquer plano

R$ 165 – Demais torcedores (R$ 115 meia)


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Top