fbpx

FERJ sorteia mando da final do turno para vencedor de Bangu x Vasco e reabre polêmica sobre possível clássico com o Fluminense

Representantes dos quatro semifinalistas da Taça Rio e pessoas ligadas ao poder público e a empresas que prestam serviços ao Maracanã se reuniram na FERJ, nessa segunda-feira, para ajustar os detalhes para os jogos que ocorrerão no meio de semana, no principal palco carioca, apesar da divergência com a Concessionária – esta que, inicialmente, permitiria apenas um dos duelos no estádio.


Um sorteio indicou que o mandante da decisão será o vencedor de Bangu x Vasco. Caso avancem o Fluminense e o Cruz-Maltino, virá à tona uma polêmica quanto ao local do clássico. Isso porque, dada a confusão pelo setor Sul na final da Taça Guanabara, conquistada pelo rival, a Federação determinou que as equipes só voltariam a se enfrentar no Maraca em caso de acordo pelo lado onde seus torcedores ficariam alocados. A alternativa, logo, seria o Nilton Santos, casa do Botafogo e que não possui habilitação para usar o VAR, previsto para as fases finais.


– Oxalá que a gente ganhe e se classifique. Vamos voltar nosso pensamento e energia para a semifinal. Se acontecer de classificar, o presidente da FERJ (Rubens Lopes) baixou resolução que, em casos de Flu x Vasco que não tivesse acordo, seria realizado no Nilton Santos. Primeiro vamos jogar e ganhar, convocar a torcida para dividir o Maracanã. Depois, se o Vasco ganhar, provavelmente, vamos jogar no Nilton Santos – revelou Marcelo Penha, enviado pelo Tricolor à reunião.


Encarregada de cuidar do gramado do Maracanã, a Greenleaf pediu que, em prol da preservação, não aconteça aquecimento no campo. Segundo Cacau Cotta, um dos representantes rubro-negros, a dupla Fla-Flu avalia cancelar a preparação pré-jogo e garante que não haverá trabalhos na grama durante o intervalo ou após o confronto.


Publicado por: Nicholas Rodrigues / Fonte: Globoesporte.com.

Bangu vence o Vasco, e Fluminense assegura vaga na semi da Taça Rio

Na véspera do confronto com o Flamengo, no Maracanã, o Fluminense, que soma 11 pontos na liderança do grupo B, assegurou vaga na semifinal da Taça Rio. Isso porque o Vasco, logo atrás, com 8, perdeu para o Bangu, há pouco, em São Januário, por 2 a 1. Assim, não consegue ultrapassar o Tricolor.

Os alvirrubros, por sua vez, garantiram o primeiro lugar do C, com 15 pontos. Em seis jogos, a única derrota foi contra o Tricolor, em fevereiro, na estreia de Paulo Henrique Ganso.

Na mesma chave dos tricolores, o Volta Redonda, com os iguais 8 pontos do Cruz-Maltino, pega o Boavista neste domingo e precisa apenas empatar para virar vice-líder. No grupo C, Fla, com 11, e Cabofriense, com 10, duelam pelo segundo lugar.

Para a última rodada deste segundo turno, o técnico Fernando Diniz deve escalar só reservas, com exceção de Ganso. A razão é a maratona de compromissos, com clássicos em sequência e viagem para o Chile, pela Sul-Americana.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

 

Bangu x Fluminense no Maracanã gera prejuízo aos clubes

O duelo entre Fluminense e Bangu, realizado na última sexta-feira, terminou com prejuízo financeiro aos clubes, que combinaram um acordo para levar o jogo para o Maracanã em razão da estreia de Paulo Henrique Ganso. Mandante, o Alvirrubro abriu mão de jogar em Moça Bonita.

Foram 21 mil pessoas reunidas para acompanhar o jogo válido pela primeira rodada da Taça Rio. Apesar da receita de R$ 510.202, houve despesas avaliadas em R$ 624.758,72. Resultado: R$ 114.556,72 em déficit. 

Derrotado, o Bangu arcou com maior parcela do valor (R$ 68.734,03), devido ao trato que previa que o vencedor ficaria com 60% do lucro ou 40% do prejuízo. Por sua vez, o Fluminense assumiu R$ 45.822,69.

Veja, abaixo, o borderô divulgado pela FERJ, que considera apenas faturamento oriundo de bilheterias, excluindo as demais fontes, como sócio-torcedor, restaurantes e camarotes. A entidade, por outro lado, inclui as cotas de TV.

Borderô - Bangu x Fluminense — Foto: Reprodução

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Diniz barra Ezequiel e promove novidades em escalação para jogo que estreará Ganso

Amanhã, o Maracanã receberá Paulo Henrique Ganso em sua estreia pelo Fluminense, que encara o Bangu pela Taça Rio. O jogo vai começar às 21h e, segundo a primeira parcial divulgada, tem mais de cinco mil ingressos vendidos.

– Com a entrada do Ganso, é claro que ganharemos um toque mais refinado e esperamos que a equipe dê um salto de qualidade. É um jogador muito inteligente. Acredito que o estilo de jogo que aplicamos favorece o estilo de jogo do Ganso. Minha expectativa é muito boa. Pelo que tenho visto nos treinos e pelo feedback que estão nos passando, a tendência é que ele consiga rapidamente jogar muito bem – disse o treinador.

A escalação treinada por Fernando Diniz em duas atividades táticas no CT, sendo a última na manhã desta quinta-feira, apresenta novidades se comparada à que perdeu para o Vasco por 1 a 0 na final da Taça Guanabara.


Provável escalação do Fluminense: Rodolfo; Gilberto, Matheus Ferraz, Digão e Marlon; Caio Henrique, Bruno Silva, Daniel e Ganso; Everaldo e Yony Gonzalez.


O técnico barrou Ezequiel para promover o retorno de Gilberto à lateral-direita, após cerca de oito meses sem jogar. Ele lesionou o joelho em duelo com o Cruzeiro, em agosto passado, assim como o centroavante Pedro, ainda em recuperação.

Expulsos no domingo, Airton e Luciano darão suas vagas a Caio Henrique e Ganso. Bruno Silva, que deixou o clássico com dores na coxa, teve sua titularidade ameaçada por Dodi, mas deve começar jogando.

– Caio é um jogador mais móvel, com um pouco mais de chegada. Mas temos que ter cuidado para não ficarmos muito desguarnecidos. São jogadores diferentes, com características diferentes. Airton é um jogador que conhece tudo da posição, que não precisa se desgastar tanto, está sempre bem posicionado e vive um grande momento. É um jogador que dá um equilíbrio para nossa equipe – explicou Diniz sobre mudança no meio-campo.

Reintegrado ao grupo, Mascarenhas, que havia contraído caxumba, segue poupado. Ezequiel chegou a ser testado na esquerda, no lugar de Marlon. A tendência, porém, é que o camisa 12 se mantenha na posição.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

 

Através de vídeo, Fluminense convoca a torcida para a estreia de Ganso

Foto: Reprodução/FluTV

Partida acontece nesta sexta-feira (22) contra o Bangu.

Está chegando a hora: a estreia de Paulo Henrique Ganso vai acontecer nesta sexta-feira (22) em partida contra o Bangu, às 21hrs, no Maracanã.

O clube já anunciou nesta quarta-feira (20) que mais de cinco mil ingressos já foram vendidos para a partida.

Contudo, a expectativa é que o torcedor compareça em um número bem maior, e visando animar o torcedor que ainda está indeciso, o Fluminense lançou nas suas redes sociais um vídeo com o próprio jogador convocando a torcida para o jogo.

Acompanhe o vídeo na íntegra: 

 

Filhos de Ganso já vestem a camisa na espera pela estreia do pai

Foto: Maílson Santana/FFC

Foto foi publicada pela esposa do jogador em sua rede social.

O meia Paulo Henrique Ganso está muito próximo de realizar sua estreia com a camisa Tricolor e, esperando pelo primeiro jogo do pai, os filhos do meia já vestiram a camisa do Fluzão para acompanhar a primeira partida do meia em seu novo clube.

Foto: Reprodução/Instagram

Em foto publicada pela esposa do jogador, Giovanna Costurada, em sua conta oficial no instaInst, as duas crianças aparecem com a camisa do clube da Laranjeiras e com a descrição: “Aquecendo pra estreia”.

Paulo Henrique Ganso entrará em campo pela primeira vez com a camisa do Fluminense em uma partida oficial, nesta sexta-feira (22), às 21hrs, contra o Bangu, no Maracanã, em jogo que marca a abertura da Taca Rio.

Provável estréia de Ganso deve acontecer no maior palco de futebol do Mundo

A partida estava marcada para acontecer em Moça Bonita.

A maior contratação do futebol carioca e nacional, Paulo Henrique Ganso, deverá ter sua estréia com a camisa tricolor no maior palco de futebol do mundo, o Maracanã.

O jogador que não chegou há tempo de ser inscrito nem na Taça Guanabara e nem na primeira fase da Sul-Americana, deve realizar sua primeira partida pelo Flu na estréia da Taça Rio, contra o Bangu.

Planejando a estréia de seu maior astro, o Fluminense, junto com a TV detentora dos diretos de transmissão do Campeonato, solicitou junto à Ferj que a partida até então marcada para Moça Bonita, “casa do Bangu”, fosse transferida para o Maracanã. Pedido esse, aceito e confirmado pela entidade no início da tarde desta quinta-feira (14).

Fluminense vence o Bangu em amistoso

O amistoso foi o terceiro realizado sob o comando de Marcelo Oliveira.

Fluminense e Bangu realizaram um amistoso na manhã desta quarta-feira (11) no CTPA (Centro de Treinamento Pedro Antônio), que terminou com vitória do Tricolor pelo placar de 2 a 0, com gols de Gum e Pablo Dyego.

A atividade que foi a terceira sob o comando do jogo treinador, Marcelo Oliveira ( 4 a 0 sob o Resende, 0 a 1 contra a Portuguesa) consolidou a base testada pelo treinador nos amistosos anteriores, quando abriu mão do esquema com três zagueiros, voltando ao tradicional 4-4-2.

A arivativi desta quarta-feira, foi realizada em três tempos – dois de 35 minutos e um de 40 – sendo que no primeiro os titulares participaram do jogo, quando Gum marcou o gol. Os titulares participaram dos primeiros – quando Gum O time reserva, com alguns jogadores do sub-20, atuaram na etapa final diante do time sub-20 do Bangu. Neste período, Pablo Dyego determinou o resultado.

O resultado não foi divulgado pelos clubes e chegou a gerar uma série de boatos sobre um possível revés do Flu. Um deles informação o placar de 8 a 2 para o Bangu.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon

Fluminense derrota o Bangu e se garante na semifinal da Taça Rio Sub-20

A molecada de Xerém está vivendo um grande momento em 2018, ano em que sofreu eliminações precoces e viveu o trauma da morte de filhos do técnico. Invicto, o Fluminense derrotou o Bangu neste sábado, em Laranjeiras, por 3 a 1, e confirmou sua vaga na semifinal da Taça Rio Sub-20. Detalhe: com uma rodada de antecipação. Apesar das dificuldades, sobrou garra ao time de Léo Percovich e, no fim, placar de 3 a 1 a favor do mandante.

Os rumos da partida, pelo que se viu durante o primeiro tempo, apontavam para um final infeliz. Os garotos tricolores perderam pênalti e ainda viram o Bangu sair na frente. Porém, o Fluminense manteve a cabeça no lugar e, ciente da capacidade de seus jogadores, foi buscar a virada. Os três gols – marcados por Leandro Spadacio, Lucas e Samuel – saíram na etapa final, coroando o esforço da equipe.

– Fruto de muito trabalho. Não fizemos uma grande partida, mas viramos o jogo e conseguimos os três pontos. Já são 10 vitórias consecutivas (considerando Copa do Brasil e Taça Rio). Quero agradecer aos meus companheiros e toda a comissão pela confiança e força que me dão no dia a dia. Ainda temos muito para evoluir, mas estamos no caminho certo – disse Spadacio, durante entrevista.

Consistência defensiva

As vitórias saem, claro, por conta do ataque. Mas o setor defensivo se fortalece a cada jogo e evita resultados negativos. Um dos responsáveis pela consolidação da defesa como um ponto forte é o goleiro Guilherme Boer, de 18 anos, que analisa a fase do time.

– Estamos vivendo um momento muito legal como um todo, não só na defesa. Vencemos clássicos, estreamos bem na Copa do Brasil, mantivemos a liderança na Taça Rio. São indícios de que o trabalho está no caminho certo.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

 

Top