fbpx

Fluminense sonha com retorno ao basquete adulto, e ex-Vasco lidera iniciativa

Com passagens por 15 clubes e história no Vasco, Ricardinho se aposentou do basquete na temporada passada, aos 42 anos, após disputar a NBB pelo Cruz-Maltino. Mas logo assumiu uma nova função, agora no Fluminense. É, desde a última semana, o técnico do sub-13 e do sub-17 e assistente do sub-20. O ex-jogadores, aliás, comanda seus três filhos: Matheus (10), Lucas (16) e Leonardo (20).

No entanto, sua principal missão nas Laranjeiras é, por enquanto, fora das quadras. Ricardinho lidera a iniciativa de recolocar o Tricolor no basquete profissional. A relevância de antes, pelas dezenas de títulos conquistados, foi substituída pela saída de cena, devido à falta de verba – em 2013, o clube ganhou a Supercopa Brasil, que deu lugar à Liga Ouro e valia vaga na NBB, mas teve de ficar fora da disputa por questões financeiras.

A ideia inicial é que três atletas experientes, incluindo, talvez, o Ricardinho, se juntem aos jovens do sub-20 e atuem no torneio Carioca, previsto para abril.

– Eu acho ótimo essa primeira iniciativa em voltar com o adulto. Um clube de tradição no basquete não pode ficar de fora nunca. E isso também ajuda a gente na base porque terá maior visibilidade e será espelho para os meninos um dia sonharem em jogar no adulto – avalia Ricardinho.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Top