fbpx

Empresário inclui Fluminense entre clubes que sondaram Ralf, ex-Corinthians

Dispensado do Corinthians a pedido do técnico Tiago Nunes, Ralf pode jogar pela primeira vez na carreira em um clube carioca. Isso porque, à coluna do jornalista Jorge Nicola no Yahoo Esportes, um empresário do volante revelou ter recebido sondagens de Fluminense, Botafogo e Vasco.

— Não há proposta oficial, mas teve consulta de todos (os grandes do Rio), menos do Flamengo — disse.

Houve contato de uma equipe da China, onde Ralf ficou entre 2016 e 2017, quando vestiu a camisa do Beijing Guoan. Todavia, aos 35 anos, o veterano prioriza a permanência no Brasil, desde que para atuar por um time grande. O destino do jogador será definido assim que se chegar a um acordo com o Alvinegro pela rescisão do contrato, com validade até o fim do ano.

O elenco do Time de Guerreiros conta, hoje, com quatro volantes. Além de Yuri e Dodi, os recém-contratados Hudson e Henrique.

Publicado por: Nicholas Rodrigues.

Cobiçado pelo Flu, volante Thiaguinho fecha com o Botafogo

Um dos jogadores cobiçados pelo Fluminense nessa janela de transferências, o volante Thiaguinho acertou com o Botafogo para a próxima temporada.

O jogador atuou pelo Corinthians no fim do Campeonato Brasileiro de 2018, mas em maio deste ano foi emprestado para o Oeste para ganhar mais experiência. Na última edição da Série B, entrou em campo 28 vezes e marcou três gols, dois deles na vitória contra o Operário.

O Flu chegou a entrar em contato com o Corinthians pelo jogador mas não obteve sucesso nas negociações.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Botafogo acerta com lateral Guilherme Santos, ex-Flu, para 2020

Você lembra dele? O lateral esquerdo Guilherme Santos, agora com 31 anos, acertou com o Botafogo para a temporada 2020. Ele atuou pelo Paraná Clube na Série B.

O lateral passou pelo Fluminense discretamente em 2015, disputando apenas duas partidas, sendo uma delas pela Florida Cup.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Matemático coloca Fluminense com menos chances de classificação à Sul-Americana

Faltando apenas uma rodada para o final do Campeonato Brasileiro, o Fluminense disputa com o Botafogo a última vaga para a Copa Sul-Americana. Porém, mesmo à frente do adversário na tabela, o Tricolor leva desvantagem ao adversário no que diz respeito as chances matemáticas.

Apesar de entrar em campo de entrar em campo uma posição acima do Botafogo, as porcentagens apontam um certo favoritismo ao alvinegro, com 57,8% contra 42,2 do Fluzão.

Vale destacar que embora jogue em casa, o Botafogo enfrentará o Ceará, que ainda luta com o Cruzeiro para escapar do rebaixamento. Enquanto isso, o Fluzão visita o Corinthians, que entra em campo apenas para cumprir tabela, uma vez que já garantiu vaga à fase eliminatória da Libertadores do ano que vem

Fim de jejum, artilharia e acesso a ranking de maiores goleadores estrangeiros do Fluminense: o que gol contra Bota representa para Yony

Yony González superou a seca de dois meses (ou onze duelos) sem marcar e, no domingo, deu ao Fluminense os três pontos sobre o Botafogo com gol de cabeça, após passe de Gilberto. A bola na rede no Clássico Vovô no Nilton Santos se tornou a 16ª em 48 jogos pelo Tricolor e pôs o colombiano em 10º lugar no ranking de maiores artilheiros estrangeiros do clube. Ele rapidamente pode ultrapassar o 9º colocado, Petkovic, com somente dois gols a mais.

Com menos de um ano de casa, Yony é quem mais anotou gols e distribuiu assistências (8) pelo Time de Guerreiros em 2019. Além disso, permanece no posto de gringo mais goleador da temporada no Brasil.

— O rendimento dele melhorou. Ele sentiu uma dificuldade, conversou comigo e procuramos ajudar, deixar mais perto do gol adversário. Ele tem uma excelente movimentação. Está mais leve, animado, feliz. Estamos vendo o Yony que começamos a ver lá atrás. Tem que manter a sequência e a motivação — explicou o técnico Marcão, em entrevista na rodada passada.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Torcedores do Botafogo seguram filho de Marcão pelo pescoço em abordagem depois do Clássico Vovô

Familiares de Marcão, vestidos com camisas do Fluminense, foram vítimas de abordagem violenta por botafoguenses na saída do Clássico Vovô de domingo, no Nilton Santos, vencido pelo Tricolor. O filho, Felipe, chegou a ser segurado pelo pescoço.

— Foi um momento de tensão, de preocupação, todo mundo de cabeça quente. Mas não teve agressão, nem nada. Ficou aquele nervosismo, eles nunca tinham passado por isso. Mas, no momento, causa nervosismo. Graças a Deus, ficou tudo bem – disse o ex-volante, que detalhou o episódio em entrevista ao Globo Esporte:

— Minha esposa deixou o carro no estacionamento e, na volta, teve que sair do estádio. Meu filho e meu sobrinho estavam passando na calçada, tinha uma aglomeração de torcedores do Botafogo. Meu filho e minha esposa estavam com a camisa do Fluminense, algumas pessoas não gostaram. Um torcedor questionou ao meu filho o porquê de ele estar passando ali na calçada e pegou ele pelo pescoço. Minha esposa, na mesma hora, se colocou, disse que era filho dela, que eles só estavam passando por ali para pegar o carro. Mas os próprios torcedores do Botafogo se acalmaram e pediram para eles atravessarem.

Marcão revelou o enorme susto sofrido pela mulher, Fabiana, e lamentou o ocorrido.

— Quando eu cheguei, ela estava nervosa. “O que houve?”. Ela: “Aconteceu uma situação ruim” e me passou tudo. Meu filho estava mais calmo que ela (risos). Fico triste por isso, mas acho que o próprio pessoal do Botafogo viu que eram dois meninos. Eles não estavam afrontando, era só o caminho, estavam passando para pegar o carro. Mas eles atravessaram, e ficou tudo bem. Graças a Deus, não houve nada além – concluiu.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Derrota em clássico provoca queda de Eduardo Barroca no Botafogo

Eduardo Barroca, 37 anos, não resistiu à derrota por 1 a 0 no Clássico Vovô desse domingo, no Nilton Santos, e deixou o comando do Botafogo, que perdeu os quatro jogos do returno do Campeonato Brasileiro. O Alvinegro (12º) soma 27 pontos e vê o próprio Fluminense (15º), com 25, encostar.

— Foi necessária essa alteração, precisamos de reação imediata nesse momento — resumiu o vice-presidente de futebol botafoguense, Gustavo Noronha.

Yony González marcou o gol que sacramentou a demissão do treinador, ainda no estádio, após reunião da diretoria. Barroca conseguiu 10 vitórias, três empates e 14 derrotas desde a sua contratação, em abril.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fluminense vence Botafogo com gol de Yony González e respira na briga contra o rebaixamento

Na estreia de Marcão como técnico oficial, o Fluminense venceu o Botafogo no Nilton Santos, por 1 a 0, com gol de Yony González, de cabeça, aos 34′ de um primeiro tempo de pouquíssimas chances para ambos os lados. O colombiano, servido por cruzamento de Gilberto, deu fim a jejum de dois meses sem marcar – desde o triunfo por 2 a 1 sobre o Internacional, no Maracanã – e comemorou se “limpando” da “zica”.

— Gol importante para mim, Yony e equipe inteira. É sempre importante ganhar um clássico. Aumenta a moral do time e da torcida — disse Gilberto, no intervalo.

Na segunda etapa, o Tricolor construiu boas jogadas em contra-ataques. Wellington Nem e João Pedro, no fim, chegaram a ficar cara a cara com o goleiro Gatito Fernandéz, mas não liquidaram o Clássico Vovô. O arqueiro alvinegro, inclusive, ainda precisou trabalhar quando Yony finalizou após tirar o zagueiro Gabriel para dançar dentro da área.

Embora estivesse bastante presente no campo do Time de Guerreiros, o rival pouco ameaçou Muriel. Ele, porém, entrou em ação para espalmar cabeçada perigosa de Rodrigo Pimpão, num momento de maior pressão.

O resultado leva o clube das Laranjeiras à 15ª colocação, com 25 pontos – momentaneamente, cinco acima do Z-4, cujo primeiro integrante é o Cruzeiro, próximo adversário, quarta-feira, no Mineirão.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Próximo adversário do Flu, Botafogo tem treino invadido por torcedores

Foto: Reprodução/Vídeo

Vivendo um péssimo momento no Campeonato Brasileiro, onde vem de quatro jogos sem vencer, vendo a zona de rebaixamento cada vez mais próxima, o Botafogo teve o treino da trade desta quarta-feira (2) invadido por membros da torcida organizada do clube.

O técnico Eduardo Barroca tomou as “dores” dos jogadores e conversou com os invasores ainda no gramado, ocasionando uma certa discussão ainda no gramado.

O próximo jogo do Botafogo é exatamente o clássico contra o Fluminense, no próximo domingo (2) às 16hrs, no estádio Nilton Santos.

O Fluminense viveu situação parecida no último sábado (28), quando membros de uma organizada invadiram o CT para cobrar mais atitude dos jogadores.

No jogo seguinte, o Fluminense venceu o Grêmio por 2 a 1 e deu uma acalmada nos ânimos. Mesmo assim, torcedores ainda cobraram o atacante João Pedro, que saiu para jantar com o família após a partida.

Top