fbpx

No Brasileiro, Flu terá sequencia contra equipes que brigam na parte de baixo da tabela

Nas próximas cinco rodadas o Tricolor enfrenta Sport, Coritiba, Botafogo, Goias e Bahia, que são, atualmente, lutam contra o Z-4.

Após passar pela ‘prova de fogo’ que foi as primeiras dez rodadas onde jogou contra seis times que disputam a Libertadores, além de dois clássicos, o Fluminense tem a chance de embalar na competição e se solidificar entre os líderes, uma vez que terá pela frente as equipes mais irregulares da competição.

Essa sequência começa já no próximo domingo, contra o Sport (14º lugar), na Ilha do Retiro. Em seguida, o Flu recebe o Coritiba (19º lugar), no Maracanã, e joga o clássico contra o Botafogo (17º lugar), no Engenhão. Depois, sai novamente para enfrentar o Goiás (18º lugar), no estádio da Serrinha, e volta a atuar dentro de seus domínios, contra o Bahia (16º lugar), no Maracanã.

Com os resultados da oitava rodada, Flu cai quatro posições na tabela

Após perder por 3 a 1, de virada, para o São Paulo, neste domingo (06), e com os demais jogos definidos, o Tricolor que iniciou a rodada na quarta posição, despencou para a oitava colocação.

Vindo de dois resultados negativos, o Fluminense terá a chance de recuperar na competição jogando duas partidas em casa. Porém, os adversários serão páreo duro.

Nesta quarta-feira (09), o Flu enfrenta o Flamengo, às 21h30 e no domingo (13) encara o Corinthians, às 16h.

Confira a classificação do Brasileiro após a 8° rodada

Foto: Mailson Santana / Fluminense F.C.

Confirmado! Presidente da CBF anuncia datas do Brasileirão e Copa do Brasil

Em entrevista ao jornal Globo, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, confirmou as datas para o início do Campeonato Brasileiro séries A, B, C e D, além do retorno da Copa do Brasil.

As especulações sobre a volta da principal competição nacional no dia 9 de agosto se confirmaram. Assim como a Serie B, que iniciará um dia antes, junto das demais divisões (C e D) Já a Copa do Brasil, que foi interrompida na terceira, retornará dia 26.

– Na Série A, houve um voto dissidente sobre o mando, mas nenhuma dúvida se a competição vai começar ou não dia 9 de agosto. Brasileirão é algo definido e determinado. A Série B inicia no dia 8, na véspera. Definimos com a Série C que ela recomeçará na mesma data da B. A Copa do Brasil volta em 26 de agosto. – Disse o mandatário da CBF.

Caboclo confirmou também, que o calendário de 2020 “Vai invadir janeiro, fevereiro” de 2021. O objetivo da entidade máxima do futebol tupiniquim é conseguir ajustar o calendário até 2022 devido a Copa do Mundo no Qatar, que acontecerá entre novembro e dezembro.

– Nosso horizonte é a Copa do Mundo de 2022, marcada para começar em novembro. Obriga o nosso calendário a terminar pelo menos um mês antes, em outubro de 2022. Temos que encerrar 2020 na segunda quinzena de fevereiro, iniciar os estaduais na última semana do mesmo mês, o Brasileiro no final de maio de 2021 –

Sobre a conciliação do término dos estudais com o início do Brasileiro, Caboclo se considerou entusiasta, porém afirmou que a CBF não tem resposta para este caso, uma vez que eles se comportam dentro dos limites de cada estado.

Reiniciado de maneira açodada o Campeonato Carioca irá terminar no máximo dia 15 de julho – existe a possibilidade de ser encerrado na próxima quarta-feira (8), caso o Flamengo conquiste a Taça Rio – Com isso os clubes (Botafogo, Fluminense, Vasco e Flamengo) terão um período de 24 ou 31 dias de preparação até a primeira rodada do Brasileiro.

Foto: Globoesporte.com
Foto: Divulgação

Colunista detalha proposta da Globo de reduzir os valores da cota de TV no Campeonato Brasileiro

De acordo o jornalista Marcel Rizzo, portal UOL, a TV Globo já enviou um comunicado aos clubes informando que pretende reduzir os valores destinados à cota de TV no Brasileirão 2020. A proposta prevê que nos meses de abril, maio e junho será pago a cada clube R$ 396.768,75. E a partir de junho esse valor sobe para R$ 1.124.178,13, totalizando R$ 7.935.375,00. Somando as parcelas pagas em janeiro, fevereiro e março, de R$ 2 milhões cada, o montante final chega á R$ 13.935.375,00.

Com isso, estimasse uma redução de 40%, tendo em vista que cada clube tem direito a R$ 22 milhões, que são referente ao valor fixo dos direitos de transmissão em TV aberta e fechada.

Está marcado para hoje (27) à tarde, uma reunião, por videoconferência, entre os clubes, para debaterem sobre o assunto. O prazo para resposta é até esta terça-feira (28). A proposta, a principio, não é foi com bons olhos por alguns dirigentes.

O sistema de partilhamento dos valores da cota de TV no Campeonato Brasileiro é feito da seguinte forma: 40% fixo (R$ 440 milhões) dividido entre os participantes da Serie A, em cotas mensais, 30% por número de jogos transmitidos e 30% por colocação final do campeonato. Estas duas últimas, portanto, dependem da realização da competição para serem pagas

Confira a publicação na íntegra AQUI

Fonte: UOL

Times das Series A e B encaminham carta á TV garantindo o Brasileirão 2020 com 38 rodadas

Nesta terça-feira (21) todos os 40 clubes que disputam as Séries A e B do Campeonato Brasileiro, se uniram e enviaram uma carta-comunicado a TV Globo, detentora dos direitos de transmissão. No texto os times se comprometem a realizar a competição com 38 rodadas, independente de quanto retornar as atividades futebolísticas.

A medida, também, é uma estratégia para as agremiações garantir o recebimento do valor integral das cotas de transmissão. Com a paralisação, a emissora cogitou suspender os repasses referentes à principal competição nacional do país. Os clubes, inclusive, desejam que a empresa antecipe os valores dos próximos meses, tendo em vista que muitos dependem da verba para pagar salários e vem sofrendo financeiramente por causa da pandemia de coronavírus.

Fonte: NetFlu/UOL
Foto: Divulgação TV Globo

Top