fbpx

Justiça determina que Flu pague quantia milionária à Brazil Soccer, de Eduardo Uram

As dívidas são referentes a comissões não pagas pelo Tricolor entre 2015 a 2016 à Brazil Soccer, ainda na gestão Peter Siemsen, pelas negociações com oito atletas. Somado, os valores chegam a R$ 2,8 milhões

Os débitos, confessados na gestão Pedro Abad, correspondem aos jogadores: Henrique, Renato, Guilherme Santos, João Filipe, Jean, Antonio Carlos, Cícero e Diego Souza. Vice de futebol na época, Mário Bittencourt conduziu as negociações.

A última movimentação no processo aconteceu há pouco mais de um mês, em agosto, mas a penhora ainda não foi cumprida por um oficial de justiça. Atualmente, Uram possui quatro jogadores no elenco do Flu: Egídio, Danilo Barcelos, Yago e Caio Paulista. O quinto era Evanílson, negociado na semana passada com o Porto.

Fonte: UOL/NetFlu
Foto: Richard Souza/ge

Top